História O irmão da minha melhor amiga - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel
Tags Gale, Gruvia, Jerza, Miraxus, Nalu
Visualizações 169
Palavras 1.928
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey minna volteiiii
Depois de longos meses sem postar chegou a hora de dar as caras, não chegou? Rsrs
Mil desculpas pelo sumiço. O bloqueio de criatividade voltou então já viu. Escrevi e reescrevi esse capítulo várias vezes.
Eu estou escrevendo e postando pelo cel então eu não sei quantas palavras tem mais ou menos. Se ficar curto, prometo aumentar no próximo. Se ficar longo melhor ainda.
Então, eu acho que é só isso.
Até as notas finais ❤

Capítulo 8 - Capítulo 8


Fanfic / Fanfiction O irmão da minha melhor amiga - Capítulo 8 - Capítulo 8

Juvia Lockser


   Assim que os meninos foram embora, me virei e o encarei séria. 

- Que palhaçada é essa, Gray? 

- Calma Juju - riu. 

- Calma? Como você quer que eu fique calma? 

- Abracinho? - perguntou receoso e eu o fuzilei. 

- Você não me leva a sério Gray! Eu te amo e sou capaz de dar a minha vida pela sua e só recebo desgosto em troca - falei com os olhos lacrimejando, o deixando sem reação. 

- Hey Ju, não é pra tanto. Te prometo que nunca mais faço isso - estendeu o seu dedo mindinho me fazendo rir da sua cara de pau. 

- Outra promessa? Chega Gray! Eu cansei. Faço de tudo para tentar te fazer esquecer a Kagura mas parece que você não quer esquece-lá! - coloquei a minha mão sobre os meus lábios tentando conter o choro. 

   Gray me olhou com remorso e tentou se aproximar, me fazendo recuar.

- Talvez eu nunca esqueça ela - foi sincero pela primeira vez. 

- Então não tem mais sentido ficarmos juntos. 

   Doeu dizer isso, mas foi necessário. Minha mãe não me criou para ser tampa buraco! 

- Está desistindo da gente? - elevou o seu tom de voz desesperado. 

- Nunca existiu " a gente". Fui boba de acreditar em você. 

- Não fala assim - encarou-me tristemente.

- Por mais que eu te ame demais não posso continuar assim...

- Assim como?

- Ah Gray! Se ela estalar os dedos você volta correndo feito cachorrinho. E eu fico como?

- Cachorrinho? É isso que vc pensa de mim?

- É o que está parecendo.

   Ele parecia mais abalado que o normal. Sentou no sofá, ficando de costas para mim cabisbaixo. 

- Kagura foi importante para mim. Era a mulher que eu sonhava em casar. Minha primeira namorada. Mas hoje é passado. Não vou negar que fiquei mexido ao vê-lá. Tive uma recaída... 

- Você tem que seguir em frente. 

- E eu vou, com você. 

   Ok, eu estou tentando, mas com essas falas fofas eu não vou resistir por muito tempo.

- Você sabe que vai ter que mudar, não sabe? - Por você eu sou capaz de fazer qualquer coisa.

- Você fala isso para todas? - arqueei minhas sobrancelhas.

- Você sabe mesmo como cortar o clima - bufou. 

- Estou cansada, amanhã discuto mais com você. O que acha do meu sofá? 

- Confortável. Por quê? 

- Porque é nele que você vai dormir hoje! 


Erza Scarlet

Abri os meus olhos lentamente e fiquei "pescando" por alguns minutos antes de me levantar. 

   Tomei o meu habitual banho gelado e fui me vestir. Optei por um macacão preto de alcinhas, um salto plataforma da mesma cor e deixei o meu cabelo solto. Coloquei alguns acessórios e passei perfume. Arrumei a minha bolsa, colocando minhas chaves e o meu celular. Passei uma maquiagem básica e um batom nude para completar. 

   Dei uma última olhada no espelho e desci as escadas, dando de cara com uma loira cabisbaixa tomando café. 

- Ohayo - sentei-me ao seu lado na mesa. 

- Ohayo - murmurou abatida. 

  Suspirei. Algo aconteceu. 

Qual é o problema do dia? - riu sem humor. 

- Você acha que tem chance do Natsu voltar com a lisanna? 

- De novo isso Lu? - suspirei novamente - Não, não tem nenhuma chance disso acontecer. 

   Eu acho. Natsu é uma caixinha de surpresas. 

- Então eu tenho chance? 

- Desde quando você ficou tão insegura assim? 

- Já está na hora de eu me mudar - abaixou a cabeça e eu franzi o cenho. 

- O que aconteceu? 

- Lisanna me mandou uma mensagem dizendo coisas horríveis e para completar ainda me mandou fotos dela e do Natsu - resmungou. 

- Lu, eles tiveram um relacionamento. Se amaram, tiraram fotos e tudo mais. Ela pode ser essa cobra, mas Natsu realmente amou ela. A fama foi subindo a cabeça e ela se deslumbrou, o que é muito comum ultimamente. Tudo isso contribuiu para desgastar o relacionamento deles.E o melhor a ser feito foi terminar. E também isso é passado, mostre para ela que você é a mulher certa para o meu irmão - sorrimos. 

- E se não der certo? - perguntou receosa. 

- Partimos para a balada e arranjamos um boy para você - falei de imediato e ela gargalhou - Mas fique tranquila. Ele está interessado em você. 

- Eu espero que sim, de verdade - suspirou. 

- Precisamos fazer a nossa famosa noite de garotas, não acha? - comentei e ela concordou. 

- Vou até falar com as meninas - bateu palminhas. 

- Quanto ânimo, ainda são 06h30 da manhã - disse Natsu ao descer as escadas, já arrumado. 

- Bom dia para você também - fui sarcástica. 

   O rosado sorriu e beijou a minha testa e a de Lucy. 

- Vamos? - perguntou - Quero chegar antes do Gray. 

- Já pensou no sermão que vai dar? - perguntou Lucy risonha. 

- Pensei em vários! - confessou, nos fazendo rir. 


[... ]


Deixamos a loira em seu consultório e seguimos para a empresa conversando. Depois de longos minutos chegamos ao nosso destino. 

   Adentramos pela enorme porta automática, sendo recebidos pelos funcionários calorosamente. Me despedi de Natsu, que conversava com alguém, e segui para a minha sala. 

   Apertei o redondo botão do elevador que logo se abriu, revelando-se vazio para a minha sorte. Depois de alguns minutos cheguei ao meu destino. 

   Entrei na minha sala e caminhei até a minha mesa, jogando a minha bolsa. Fui até a janela e fiz uma careta. O tempo estava se fechando e as nuvens de chuva estavam se formando. Com certeza vai esfriar.

~toc toc toc

- Entrei - falei ainda de costas. 

- Bom dia. Você está com o contrato dos Fernandes?

Meu dia estava ótimo até vc chegar. 

   Fechei a minha cara e me virei. 

- Não. Pode ter certeza que se eu estivesse, não te entregaria - fui rude. 

- Ora ora Erza-chan... Não precisa ser rude. Já fomos grandes amigas - revirei os meus olhos. 

- Já terminou Kagura? - negou. 

- Não estou com paciência para lidar com você hoje. 

- Tenho um favor para te pedir - foi direta - Quero que você me ajude a separar o Gray e a Juvia. 

   A encarei incrédula e desandei a rir, deixando-a confusa. 

- Bebeu? Como você é hilária! Quando o circo do meu amigo estiver contratando eu te indico - provoquei e ela me fuzilou. 

- Ora sua... 

- Ficou estressadinha, é? - a provoquei ainda mais. 

- Jellal anda saindo com a Ultear, ficou sabendo? - gelei - Posso dar um jeito nisso para você - propôs sorrindo e eu neguei já tremendo de raiva. 

- Sai daqui - abaixei a minha cabeça e sussurei. 

- Ficou triste por saber que ele preferiu ela do que você? ou por que ela é melhor que você? 

- Sai daqui - falei tentando me manter calma. 

- Não fica assim Er-chan! 

- Sai daqui - gritei. 

- Por que ficou tão brava? 

- Prefere que eu te coloque para fora - me aproximei. 

- A verdade dói, né? - riu. 

   Perdi a minha paciência e a agarrei pelos cabelos arrastando-a para fora da minha sala. A empurrei com brutalidade, e ela acabou tropeçando nos próprios pés, caindo de cara no chão. 

   Para o meu azar, o meu pai estava no corredor juntamente com Natsu. Repreendeu-me com o olhar enquanto o rosado sorria orgulhosamente. 

- As duas na minha sala agora! - saiu sendo seguido por Natsu. 

É erza, se ferrou! 


Natsu Dragneel

Estava resolvendo uns problemas com o meu pai quando me deparo com a seguinte cena :

   A única coisa que eu pude fazer foi sorrir orgulhosamente. Minha menininha cresceu. 

- As duas na minha sala agora! - disse Igneel antes de se dirigir a sua sala comigo na sua cola. 

- Pode ir para sua sala - foi direto e eu ri. 

- Acha mesmo que eu vou perder isso? - o encarei incrédulo - Não sou doido! - preparei a câmera do meu celular. 

- Você não existe - suspirou ao se sentar na sua super cadeira. 

   Fiz o mesmo que ele, mas no sofá. Depois de alguns minutos Erza entrou na sala sendo seguida por Kagura. A ruiva sentou do meu lado e a morena em frente ao meu pai. 

Senhoras e senhores preparem seus ouvidos. 

- Vocês estão pensando que a minha empresa é um ringue de luta? 

- Não Sr. Dragneel - responderam em unisso e eu segurei o riso. 

- Acham bonito se atracar no meio do corredor?  Por Deus! Esperava mais de vocês duas. 

- Foi tudo culpa da sua filha - acusou Kagura. 

- Minha culpa? Quem é que invadiu a minha sala pedindo que eu ajudasse a separar o Gray da Juvia? - exaltou-se Erza. 

   Arregalei os meus olhos. Ela é tão baixa assim? 

- Isso é verdade Kagura? - perguntou Igneel e ela assentiu cabisbaixa. 

- Sr. Igneel eu estava des-----

- Srta.Mikazuchi, isso é falta de profissionalismo. Isso vai contra a ética dessa empresa.Não se deve misturar sua vida pessoal com o trabalho! - suspirou - Espero que isso não se repita mais. 

- Não vai demitir ela? - perguntou a ruiva incrédula. 

- Esquece maninha. Esperava o que de um homem que traí a mulher em plena luz do dia? - sorri amargo - Espero que ela não seja uma de suas amantes, papai. 

- NATSU!! - Igneel elevou o tom de voz visivelmente irritado. 

- Vamos Erza - o ignorei e segui para a minha sala sendo seguido pela mesma. 

Droga! Esqueci de perguntar quando custa o programa. 

- Você está ferrado - rimos. 

- Quem está ferrada é a Kagura. Vou iniciar a minha missão "Kagura fora em uma semana". 

- Você e os seus nomes criativos - zombou - Bom, eu tenho que ir - beijou a minha bochecha e saiu em seguida. 

   Caminhei lentamente até a minha sala. Entrei e me joguei no sofá. Fechei os meus olhos e tentei dormir, o que foi em vão já que alguém bateu na porta segundos depois. 

- droga! - praguejei. 

   Levantei e fui me sentar na "super cadeira". 

- Entre - falei sem interesse. 

- Licença. Bom dia foguinho - disse Gray ao entrar na sala com uma cara nada boa. 

- Bom dia flor do dia, como você se sente? 

- Diferente - sentou-se na minha frente. 

- Apanhou? - perguntei ansioso e ele franziu o cenho. 

- Não - respondeu simplesmente. 

- Sério? - desanimei. 

- Viajou legal agora hein. Mas não vim aqui para falar sobre isso - ajeitou sua postura - O que aconteceu entre a Erza e a Kagura? 

- Funcionários fofoqueiros - resmunguei - Erza só pegou a Kagura de jeito. 

-Só? Natsu, tem vários fios de cabelo ali no corredor. Qual foi o motivo desse vez? 

- Você - dei de ombros e ele arregalou os olhos. 

- E-Eu? 

   Não, eu de certo. 

- Kagura queria que Erza a ajudasse a separar você da Juvia. 

   Gray se levantou bruscamente e correu até a porta. 

- O que você vai fazer? - tentei parecer preocupado. 

    Vai lá meu caro amigo, detone ela. 

Resolver umas pendências com uma certa pessoa - afroxou a sua gravata e saiu com uma expressão raivosa. Sorri satisfeito. 


É Kagura, o bicho vai pegar para o seu lado!     

    


Notas Finais


E foi isso pessoal. Espero que vocês tenham gostado e até o próximo.
*prometo que na próxima a parte gruvia será maior
*qual é o próximo casal que vcs querem ver narrando?
*o que acharam?
*adorava a Kagura até agora rsrs
Beijão, Boa semana a todos ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...