História O irmão mais novo dos Winchester's - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Bobby Singer, Castiel, Charlene "Charlie" Bradbury, Chuck Shurley, Crowley, Dean Winchester, Gabriel, Lúcifer, Personagens Originais, Rowena MacLeod, Sam Winchester
Tags Deanwinchester, Irmãos, Palmadas, Palmadasnaosexuais, Samwinchester, Spanking
Visualizações 238
Palavras 873
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Slash, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oie, não desistiram de mim não é?
Primeiro; desculpa a demora para postar, eu tô cheia de trabalho da faculdade pra fazer.
Segundo; as férias estão chegando então eu vou me dedicar somente à vocês.
E terceiro; o capítulo não ficou lá essas coisas, mas eu estou tentando postar o melhor que consigo.
Bom, é isso, aproveitem o capítulo e espero que vocês gostem.

Capítulo 7 - Escola e uma pequena discussão


Tomas POV


"Ah qual é, Sammy!? Eu não quero ir pra escola!" - reclamo com a voz manhosa. Sam quer me colocar em uma escola, ele acha que eu tenho que ter um futuro diferente do deles. E Dean? Bom, Dean não está nem aí pra isso.

"É Sam! E você vai pra escola sim!" - Sam se joga no sofá

"Sammy, ele só vai aprontar na escola. Ele não quer estudar, vai obrigá-lo à isso?" - Dean pergunta. O Dean sim me entende, eu não tenho que aprender mais nada além do que já aprendi.

"Se for preciso, sim!" - Sam dá de ombros

"Minha opinião nao vale nada mesmo!" - bufo e saio da sala. Sam sempre faz isso, me trata como se eu fosse criança, o que eu não sou.


Bato a porta do quarto com força, me sento na cama e ligo uma música alta no som do meu quarto. Depois de uns dez minutos Sam entra no quarto e desliga o som.


"Ei, eu tava escutando!" - reclamo

"É, todo mundo estava! Quero conversar com você!" - Sam fala seriamente e senta ao meu lado

"Ah qual é!? Eu vou apanhar porque falei que não quero estudar?" - falo indignado - "Sammy, por favor!" - falo com a voz manhosa

"Você não vai apanhar,Tom!" - suspira - "Porque você não quer ir pra escola?" - ele acaricia meus cabelos

"Eu... eu não quero ir porque... porque, eu nunca me dei bem com a escola, fui expulso de um monte, até que eu desisti de estudar e comecei a caçar!" - dou de ombros

"Você vai estudar okay? E não aceito um não como resposta!" - fala divertidamente

"Okay Sammy! Eu vou pra escola!" -reviro  os olhos e depois sorrio

"E não vai ser expulso dessa escola!" - fala sorrindo e bagunça meus cabelos novamente

"Não lhe garanto nada!" - sorrio

"Tudo bem!" - ele se levanta da cama - "Se arrume, nós vamos fazer sua matrícula!"


Sam sai do quarto... Finalmente. É parece que eu vou ter que estudar mesmo, e dessa vez não posso ser expulso, a maioria das minhas expulsões foi por quebrar a cara de alguns meninos. Mas agora eu sei muito bem o que vai acontecer comigo se fizer isso, mais especificamente, o que vai acontecer com o meu traseiro.


Sam POV


Depois de convencer Dean a ir junto comigo e Tom, vou até o quarto de Tomas.


"Hey Tom!" - bato na porta do quarto. Não obtendo resposta, entro e vejo Tomas atirado na cama.

"Tomas, vamos? Porque ainda está na cama?" - pergunto

"Eu... eu não tô me sentindo bem, Danny!" - fala com a voz rouca e depois finge uma tosse

"Acha mesmo que eu vou cair nessa, Tomas? Você estava bem até 20 minutos atrás!" - arqueio a sobrancelha

"Eu estou mal, Sammy!" - ele finge um tosse

"Tomas Winchester você não está doente! E isso não vai te livrar de estudar!"  - falo seriamente

"Ah Sammy, deixa eu ficar em casa vai!?" - fala com a voz manhosa

"Tomas você vai estudar! Agora, levanta dessa cama!" - puxo o cobertor e ele se levanta irritado

"Chato!" - ele murmura e sai correndo.


Horas Depois


"Tomas, o que foi aquilo?" - Dean pergunta surpreso


Tomas havia ficado quieto todo o caminho até a escola e na hora que entramos em uma loja, Tomas simplesmente sumiu. Quando finalmente o achamos ele estava com uma garota que tinha, pelo menos, uns 18 anos.


"Esperava essa pergunta do Sammy, mas te respondendo aqui, aquilo foi um beijo, Dean. Achei que soubesse o que aquilo era!" - Tom fala debochado

"Tomas, aquela garota era mais velha que você!" - falo alto. Tomas dá de ombros.

"Nunca ficou com uma pessoa mais velha, Sammy? Dean me contou que as pessoas mais velhas te amam!" - Tomas riu alto.

"Tom por favor, vai pro seu quarto!" - ele vai em direção ao quarto

"O que você tem Sam? Está estranho o dia todo!" - Dean abre uma cerveja

"Como assim, estranho?" - me sento em uma cadeira

"Você primeiro quer um futuro pro Tom, depois o coloca em uma escola e agora fica bravo porque o garoto beijou uma menina!?" - ele bebe um gole da cerveja - "Você está agindo como pai o dia todo!"

"Ele nunca teve um pai, Dean. E eu só estou agindo como "pai" para o bem dele. Eu só quero o criar direito, não como nosso pai nos criou, Dean!"

"Ele é seu irmão mais novo, não seu filho! E o papai nos criou muito bem, Sam!" - Dean grita

"Ele nos criou muito bem? Dean ele nos deixava sozinhos por semanas, às vezes ele sumia por um mês!" - falo irritado mas ainda sim em um tom baixo.

"Ele estava nos protegendo!"

"Nos deixando sozinhos? Em um motel sem nenhuma proteção? Dean, eu era uma criança, você era uma criança. Uma das primeiras coisas que aprendemos foi a atirar com uma arma!" - aumento a voz. Dean e essas cismas de que o John era o melhor pai do mundo me irritam, isso e as birras infantis do Tomas.

"Okay Sam! Não quero discutir colo você, então, some!"

"Com prazer!" - joguei a garrafa da cerveja no lixo e saí de perto de Dean.


Fui até o meu quarto e dormi. Ainda era de tarde, mas minha cabeça estava a mil e eu não quero acabar descontando isso em ninguém.



Notas Finais


E então gostaram? De novo, peço desculpas pela demora. Favoritem e comentem o que acharam. Críticas são bem-vindas sempre. Até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...