História O Jogo - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias TWICE
Personagens BamBam, Chaeyoung, Dahyun, Jackson, JB, Jihyo, Jinyoung, Jungyeon, Mark, Mina, Momo, Nayeon, Sana, Tzuyu, Youngjae, Yugyeom
Tags Dahyun, Imagine, Momo, Sana, Twice, Yuri
Visualizações 64
Palavras 2.784
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Hentai, LGBT, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem ficar ausente, tive uns problemas em casa e na faculdade... Nunca nunca mesmo estudem em período integral, chega época de prova você não consegue nem respirar. E quando tava com tempo estava sem ideia, então foi mals ai gente....
Alem do mais fiquei de recuperação e foi duro…. ai deus, agora vai , me perdoem, mas prometo continuar sempre que der, mesmo que demore vou dar um fim para essa história.

Capítulo 5 - Ressaca


Fanfic / Fanfiction O Jogo - Capítulo 5 - Ressaca

           Acordei colocando a mão sobre a cabeça senti muita dor de cabeça por causa da ressaca, olhei para a Sana ao meu lado, ela tava imóvel até coloquei minha mão para ver se ela tinha algum tipo de pulso. Levantei e fui tomar banho, voltei e ela ainda estava lá parada na mesma posição, terminei de me arrumar e fui tentar acordá-la.

           -$%¨##$*#$ - Ela falou algo em japonês em um tom bem manhoso.

           -Hey Sana, eu não falo japonês. Acorde! – Falei chacoalhando a um pouco, até ela ter algum tipo de reação e coçar os olhos. Ela me olhou com aqueles olhinhos dela pedindo dó dela e dando um sorrisinho. Ela foi pra frente e surpreendeu com um selinho. Imediatamente sorri, não tinha como. - Bom dia! Vamos já tomei banho, sua vez.

-Eu não consigo! Muita dor de cabeça- Falou se cobrindo novamente. - Foi ela quem teve a ideia de beber.

- Vamos Sana…- A chacoalhei mais um pouco.- A sua manager vai ficar brava…Você precisa acordar e ir ensaiar, vai ter comeback stage do repackage amanhã, vocês precisam divulgar.

-Eu vou estar bem amanhã.

- Eu não posso te deixar aqui!

-Fica comigo então. - Falou puxando minha mão e batendo na cama.

-Infelizmente não da, vou conversar com a Jihyo e vê se ela tem algo para te levantar da cama.

Sai do quarto e fui ver se achava alguém que não fosse a manager para me ajudar. Achei a Mina no corredor com o celular e fones de ouvido.

-Mina!- Falei acenando, ela desligou a música e me olhou. - Preciso da sua ajuda, a Sana tá muito mal de ontem. Preciso de remédio para ressaca para ela, ela não consegue se levantar.

- Vou ver se acho algo… Ela tem 30 minutos para tomar banho, café e ir passar o stage com a gente.- Minari falou e sorriu. Ela entrou no quarto e voltei ao meu procurando por Sana, quando a vejo no chão vomitando. Era só o que me faltava.

Desde pequena era sensível a vômito, quando via queria vomitar também, infelizmente aquele era um daqueles momentos, eu fechava os olhos, mas só o som me dava ânsia.

 

-Sana, você ta bem ? Vamos vou te levar pro banheiro. - A levei esperando que ela não iria vomitar no corredor e nem chamar atenção de ninguém, fiquei ali ao lado esperando ver se ela melhorava.

-(s/n)? - Virei para trás e vi Dahyun com um comprimido e copo d’água.- Ela está melhor?

-Obrigada Dahyun-ah, mas acho que não. Nem sei se vou conseguir dar isso sem ela vomitar. - Falei olhando pro comprimido.

-Eu consigo…- Falou Sana vomitando quase nada e fazendo uma cara muito ruim.

-Acho que ela precisa de um antiácido também. Tá ardendo né ? - Falei e ela apenas concordou.

-Eu pego- Falou Dahyun saindo correndo dali, deu nem 5 minutos ela voltou com o pozinho e despejou no copo.- Beba.- Ela falou e Sana bebeu junto com o comprimido. Ficamos esperando ver se ela parava de vomitar, pelo menos isso aconteceu e levamos ela novamente ao meu quarto.

-Vou precisar limpar isso… Dahyun, obrigada… Avisa as meninas vou limpar aqui e ficar de olho na Sana.

-Desculpa (s/n) não queria fazer isso. - Ela falou em um tom totalmente formal, até estranhei, porque nenhuma das meninas usaram essa formalidade comigo e a maioria já estava abaixando o nível de formalidade comigo.

-Pode ficar tranquila! Vou pegar algo para limpar. - Sai do quarto e fui em busca dos produtos de limpeza, voltei e comecei a tentar limpar sem vomitar, Sana estava com olhos fechados e se contorcendo na cama, estava realmente mau.

-Nunca mais eu vou beber! - Eu só tossi dando uma risadinha. - … Desse jeito! Espera eu completar a frase. - Ela falou e eu ri mais ainda.

-Você é que nem meu melhor amigo, promete, mas na semana seguinte está passando mal por bebida.

-Eu … verdade, mas vou tentar não fazer isso.

-Ok… isso eu posso tentar acreditar.- Falei terminando de limpar. - Já volto.

-Quando voltei vi a manager delas no corredor.

-Preciso conversar com você em particular! - Falou e me chamou para um sala vazia no andar de baixo. - Eu não quero atrapalhar o seu trabalho, então não atrapalhe o meu. Se uma delas passar mal novamente, quem perderá o emprego será você e não eu. Você fica levando elas para beber e se divertir, se começar a vir boatos sobre você também? Irei ter que te proteger. - Escutei tudo sem dizer uma palavra, se fosse qualquer nacionalidade ocidental, já teria a xingado de vários nomes, porém não podia… Ela era importante de mais para eu me envolver em encrenca, perder esse jogo, seria perder não só o emprego quando voltasse pros EUA, como perder a credibilidade nesse ramo. - Duvidaria você aguentar o tanto de paparazzi atrás das meninas em época de comeback, o tanto que a gente faz para as manter seguras, você não aguentaria ser manager.

-Desculpa, mas o convite não foi feito por mim.

-Você precisa a supervisioná-las também, precisava evitar que elas se machuquem ou passem do limite.

-Esse não é meu trabalho… É o seu, o objetivo do meu é outro.

Infelizmente você não entendeu, porém espero um ótimo trabalho e que se prepare para a tour enquanto isso. 2 meses. E a Sana quando melhorar, a mande a falar comigo. Preciso colocar juízo nela.

-Tudo bem ! - Fiz a referência e voltei para o quarto.

-Sana, quando tiver vontade de comer me avisa que eu vou buscar, ok? - Falei entrando no quarto.

-(S/N) - ah , Jihyo está perguntando se você pode substituir a Sana no ensaio, já que nossa coreografia tem uma parte que depende dela. - Chaeyoung bateu na porta do quarto que estava aberta.

-Sana? Tudo bem eu ir? Você está bem? - Perguntei

-Tudo, vai lá, eu consigo ir pegar comida, já estou me sentindo um pouco melhor.

-Vou trocar de roupa. - Falei me virando para Chae.- Acho que em 5 minutos estou lá. -Assenti e Chae saiu do quarto.

-Troquei de roupa e fui até o estúdio, ficamos passando, eu peguei a parte da sana relativamente rápido.

-Vamos dar uma pausa de 20 minutos. - Falou Jihyo andando até o som e o desligando. As meninas se jogaram no chão e Momo continuou dançando a coreografia sem a música.

-Não é atoa que a chamam de dance machine. - Dahyun tocou no meu ombro - Não sei de onde ela tira tanta energia, parece uma máquina.

-Nos sentamos no chão e olhei para ela.

-Você dança bem, queria te ouvir cantando.. - Dahyun ficou me olhando profundamente. - Acho que você seria uma boa idol, pena que não é oriental.

-Dahyun-ah, como é se apresentar para tanta gente?

-Falando a verdade, nem eu sei, é bom, mas não consigo explicar.- Falou suspirando- Acho que é impossível explicar.

-Aaaah… - Falei olhando para a porta, só imaginando a situação, quando a Sana a abre e entra na sala.

-Estou me sentindo melhor, acho que agora dá para continuar.

-Sana-ah, você precisa falar com a seon-unnie, ela pediu para você ir lá quando você melhorasse.

-Seon? - Perguntei sussurrando para Dahyun.

-Haseon, nossa manager. - Ela falou e só assenti. - Seon é muito ruim, não gosto dela, nós já falamos com o pessoal da administração e vão trocá-la por outro ou outra manager, mas não sei quando. Não quero que ela viaje conosco nesta tour. Imagina cruzar o mundo com ela?- Ela falou se contorcendo

Sana saiu da sala e foi atrás da cobra, o tempo de intervalo tinha acabo e sana não havia voltado, já tínhamos passado mais 3 vezes a coreografia completa e nada dela aparecer, estava me perguntando porque ela estava demorando tanto.

-(S/N), pode ir atrás da sana e ver o que está acontecendo? - Jeongyeon falou, nesse momento fiquei com medo, já que ela parecia um pouco preocupada.

    Assenti e fiquei procurando as duas. Fiquei olhando em todas as salas possíveis e não achei elas, tive até que me desculpar com o Jinyoung que estava ensaiando sozinho no salão e foi interrompido bruscamente e acabou caindo.

    Fui até os dormitórios e ouvi vozes, cheguei perto do quarto de onde vinham os sons e tentei escutar.

    -MINHAS SUSPEITAS QUE VOCÊ ESTÁ NAMORANDO SÃO ALTAS, SE EU DESCONFIAR DE VOCÊ MAIS UMA VEZ, DIGA ADEUS AO TWICE! - Haseon gritou me deixando nervosa. - JÁ FAZEM 2 MESES QUE VOCÊ NÃO FOCA NAS SUAS RESPONSABILIDADES.

    Não queria mais ouvir aquilo, me afastei da porta, mas eu precisava continuar escutando.

-… SE FOR A ESTRANGEIRA, VOCÊ NEM PODERÁ PISAR NA COREIA NOVAMENTE. - EU? Cheguei a pouco tempo… não sooou..

-(S/N)? - EU!- Você está louca, eu sou … sou hétero… não daria essa vergonha a minha família. - Sana respondeu.

-Eu já trabalhei em diversas empresas e com vários grupos, sei identificar um ser do seu tipo. Estrangeiros não prestam. - Meu sangue estava fervendo já.- VOCÊS SÃO UM NOJO, FAZEM COISAS QUE NÃO SÃO NATURAIS E NÃO DEVERIAM ESTAR NA COREIA. - O quarto ficou um silêncio. - VOCÊ PODE FAZER O QUE QUISER, VOU DAR UM JEITO DE DESCOBRIR E ACABAR COM A SUA CARREIRA.

    Saí dali a conversa estava prestes a acabar e não queria ser pega espionando, voltei para o estúdio de dança apressada e entrei meia em choque, não sabia se falava ou não para as meninas.

-(S/N)? Está tudo bem? - Dahyun perguntou quando fechei a porta. Quando iria responder, Sana entrou na sala. - Sana !!! Estávamos nos perguntando de você! Foi tudo certo? - Dahyun disfarçou de maneira incrível que até me surpreendi, porém Sana não parecia estar bem, seria minha suspeita ou o rosto dela estava vermelho? ELA APANHOU?  Cerrei os punhos ao pensar na possibilidade. Não queria que nada de mal ocorresse com nenhuma das 9.

Elas voltaram a ensaiar e eu ficava às observando, até que um celular toca avisando sobre o almoço, fomos almoçar e tudo ficou bem estranho, rolava algumas conversar, só que pareciam quebra gelos. Acho que todas as 9 sabem como é essa manager e não queriam tocar no assunto do que havia rolado hoje. No final do almoço elas voltaram para o ensaio, só que dessa vez era de canto, elas aqueceram junto com uma professora de canto, somente Jihyo parecia não ter sido afetada as outras estavam tendo que focar e incrivelmente fazendo tudo certo, mas estavam muito tensas.

O ensaio havia acabado em torno de umas 16 hrs, fui para o meu quarto e não falei com nenhuma delas, mesmo querendo falar com Dahyun e Sana. Volto ao trabalho e faço algumas anotações, leio e respondo alguns e-mails e estava instalando o pedaço o jogo que estava feito no meu computador para verificar, quando escuto a porta bater.

-(S/n) ? Posso entrar e conversar em particular com você? - Dahyun estava na porta, me afastei dando espaço para entrar. Fechei a porta e apontei a cama para ela se sentar, me sentei ao seu lado. - O que rolou na conversa que você ouviu?  Por favor, me conta, se rolou algo de errado eu prometo que vou manter para mim, mas precisamos impedir o que ela está pensando.

-Bom, percebi que ela odeia estrangeiro…

-Isso já sabia, ela sempre trata mal as meninas e a gente de forma totalmente diferente, sem falar que a Tzuyu já ouviu isso e falou para gente sobre isso.

-Bem, ela está tentando descobrir se a Sana está tendo de alguma forma, algum date para expulsá-la do grupo. - Falei para Dahyun, meio apreensiva, estava com medo de qual seria sua atitude.

-Precisamos falar com todas as meninas, acho que vamos ter que deixá-la fora dos passeios para ela ficar na empresa e não suspeitarem de nada. - Fiquei triste, mas infelizmente não vi nenhuma saída a não ser essa, não sabia como funcionava isso de dating ban e estava realmente com medo dela ser expulsa por minha causa. - Mas tem mais algo, não foi só isso… eu tenho certeza.

-Eu não tava lá, mas acho que Haseon bateu na Sana, ela voltou com o rosto vermelho para o ensaio.

-Isso é normal!- Dahyun falou e eu assustei.

-Normal? Como assim? - Aonde que violência seria normal.

-Sempre que levamos bronca de nossos managers, apanhamos na maioria das vezes. Para que não voltemos a fazer aquilo.

-Como assim? Não isso está errado.

-Não está, temos que manter a imagem. - Estava passando milhões de coisas na minha cabeça, porém não sabia como agir. Será que era normal mesmo na cultura delas? Se fosse qualquer país no ocidente quem perderia o emprego seriam os managers não os artistas. - Mas não era isso, certo? Tem mais algo.

-Tem… - Falei suspirando. - Não sei se deveria dizer.

-Fale, por favor, preciso conversar com a Jihyo sobre isso, é importante.

-Acho que… - Suspirei fundo e fechei meus olhos. - Vamos falar com a Jihyo sobre isso juntas, depois que essa conversa acabar, acho melhor.

A conversa encerrou e fomos atrás da Jihyo para contar tudo o que havia rolado.

-Então … Qual é a parte que você ficou para contar só quando nós três estivessemos juntas? - Jihyo falou se jogando um pouco para trás parecia cansada.

-Bem, a manager suspeita de um relacionamento meu e da Sana e disse que quando tivesse mais suspeitas ou provas iria espalhar.

-Esse relacionamento? - Jihyo se levantou me encarando. - Existe? Vocês?

-Não, não, não existe. - Neguei e Jihyo olhou suspeita.

-Bom, peço para que você se afaste de Sana quando estiver sozinha, quando tiver que falar com ela nos avise e vamos ficar por perto para não confundirem com um encontro. Não fique perto dela sozinha em hipótese alguma com ela. - Está tentando entender tudo que está acontecendo, mas apenas assenti e concordei com que Jihyo havia falado.

-Mas preciso falar com ela hoje…- Falei.

-Eu te acompanho. - Dahyun falou se levantando.

-Preciso realmente ficar sozinha com ela.

-Tudo bem, só desta vez, mas vou te passar o numero dela e ai vocês trocam mensagens.

-Não!- Falei me levantando. - Preciso conversar pessoalmente, é sério demais para conversar via mensagem.

-Tudo bem, não demore. - Dahyun falou e Jihyo concordou mesmo não querendo.

-Vou para o meu quarto, qualquer coisa me chame.

-Vou terminar o que tenho que fazer. Querem ver como está até agora? - Perguntei mesmo esperando um não com resposta da Jihyo e um sim da Dahyun.

-Sim, eu quero. - Dahyun falou

-Acho que vou descansar, estou muito cansada. - Jihyo falou se levantando.

    Terminei meu trabalho enquanto Dahyun o observava, basicamente era jogar e dar algumas notas sobre o que achei e o que deveria ser modificado, Dahyun deu muita sugestão legal e interessante, mesmo que em pequenos detalhes aquilo dava muita diferença para mim e talvez um futuro jogador exigente.

-Dahyun? Vou lá. - Dahyun falou se levantando da cama, já eram 22 hrs e ela precisava se preparar para dormir.

-Ok vou ir dormir. Depois me fala o que der. Irei manter segredo que nem a conversa de hoje.

    -Sai do quarto e fui em direção ao da Sana, bati na porta e esperei alguém o abrir, era a própria Sana.

-O que você quer? - Não era a Sana que conhecia, mas precisava falar com ela, mesmo ela estando de mau humor.

-Queria conversar um pouco.

-Não estou afim. - Ela fechou a porta na minha cara e não sabia o que fazer, apenas olhei para o lado e pensei que não havia nada a ser feito.

    Fui comer algo já que estava tarde, sai na rua e fui em um restaurante próximo, voltando a empresa vi a Haseon saindo do local.

-Estava te procurando, até deixei um aviso de baixo da porta do seu quarto. Amanhã você não irá para o comeback stage, ordens superiores. - Que? Como assim? Queria pular no pescoço nela naquele mesmo instante.

-Tudo bem, boa noite.- Assenti e entrei, enquanto ela me ignorou completamente. Fui até o quarto e o tranquei.

-AISHI ? É ISSO QUE ELES DIZEM QUANDO FICAM BRAVOS QUANDO ALGO DÁ ERRADO? - Falei, ou melhor quase gritei em bom português para ninguém pudesse entender. - COMO IREI FAZER MEU TRABALHO AGORA? NÃO ERA PARA EU FAZER MEU TRABALHO QUE ESSA COBRA DISSE? E AGORA VEM O ATRAPALHAR?

Meu sangue estava fervendo, resolvi me trocar e deitar para tentar me acalmar, demorei longas horas pensando sobre tudo que havia ocorrido até dormir.

 


Notas Finais


ME DESCULPEM NÃO ME MATEM POR FAVOR ESTOU POSTANDO...
Infelizmente to postando um capitulo para dar um pouco de raiva em vcs kkkk mas super importante para o q venho querer fazer na historia, vcs iram perceber mais para frente o q quis fazer.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...