História O Jogo - Capítulo 2


Escrita por:

Visualizações 24
Palavras 732
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu ia publicar isso só amanhã, mas já está escrito mesmo e não vou ficar fazendo draminha. KKK
Então, aqui está! Espero que goste.

Capítulo 2 - Olá, Mikaella


Ben: Olá, Mikaella. Obrigado por jogar.

Mika: Quem é você?

Ben: Pode me chamar de Ben. Mas quem eu sou, não interessa. Você está no jogo agora e o jogo tem regras.

A primeira regra é: Você não pode parar de jogar.

A segunda regra: Você não pode negar o desafio.

A terceira: Você não pode falar sobre o jogo com um não jogador.

Obedeça as regras e ficará viva. Você pertence ao jogo agora.

Bem Vinda ao Jogo.

Mika: E como se joga?

Não houve resposta. Ela achou interessante a forma como o jogo se manifestava, por mensagem de texto, como se realmente tivesse alguém ali. A introdução do jogo a deixou realmente intrigada para ver o que aconteceria a seguir. Era diferente e isso a deixou intrigada. Mikaella guardou o celular no bolso e voltou a prestar atenção na aula.

* * *

O celular começou a vibrar no bolso.

Ben: Saia da sala. Você tem 5 minutos.

Mika olhou para a mensagem e olhou envolta. A sala estava silenciosa, a professora tinha o costume de ser autoritária. Mas na verdade, ela não queria estar lá. Mika colocou os matérias na mochila e se levantou.

— Srta. Mikaella, a aula ainda não acabou. — Disse a professora e os olhares de toda a turma se voltaram para ela.

Mika considerou ir para a cadeira. Iria furar logo no primeiro desafio? Não.

— Eu preciso ir ao médico, eu tenho uma consulta marcada. — Inventou, torcendo para que a mentira desse certo.

Funcionou. A professora permitiu que ela saísse com um aceno de cabeça e Mika riu para si. No celular, o jogo apitou.

Ben: 2 pontos.

Mika: Como ganhar o jogo?

Ben: Seja a melhor jogadora.

* * *

— Mikaella! — Michelle gritou correndo até o portão da escola. — Está tudo bem?

— Claro. Por que a pergunta? — Mika sorriu.

— Porque você saiu da sala do nada. E que eu saiba, você não tem nenhuma consulta marcada, tem?

— Não.

— Então por que saiu? Você não é disso.

Ben: Você não pode falar sobre o jogo com um não jogador.

— Eu não estava afim de ficar lá, é isso. Eu odeio aquela matéria. — Era verdade, mas não toda a verdade, e ela torceu para que fosse o suficiente.

— E aí, gata. — Dunkan chegou e puxou Michelle para um beijo.

Mika ficou desconfortável. Não entendia como a amiga podia fazer tudo aquilo com um cara tão legal. Pelo menos, essa situação a livrou de ter que falar sobre o jogo.

— Oi, Mika. — Dunkan sorriu para ela.

— Oi! — Sorriu de volta.

— Como foi o jogo, amor? — A ruiva perguntou sem se soltar de seu pescoço.

— Ainda tinha dúvidas que iríamos ganhar? Acho que temos que ir para algum lugar comemorar!

Ben: Pista de skate. Você tem 10 minutos.

— Ahn… É, temos. Que tal… Um lugar diferente? — Mika aproveitou a deixa. — Tipo uma pista de skate?

— Mika, você tem certeza de que está bem? — A ruiva estranhou.

— Vamos antes que ela mude ideia. — Dunkan riu. — Mas vamos esperar o Troy, ele não pode perder essa.

— Me esperar para quê? — Troy se aproximou.

— Uma comemoração da vitória de Dunkan numa pista de skate.

Ben: 5 minutos.

— É, e é melhor irmos logo. — Mika começou a andar na frente sendo seguida pelo grupo.

— O que deu em você? — Michelle sussurou.

— Nada, eu só não quero que a professora me veja aqui. Eu " estou numa consulta", lembra?

A resposta foi o suficiente para a ruiva. Logo eles chegaram, antes que o tempo de 10 minutos se esgotasse.

Ben: Fale com Leonardo. 2 minutos.

Em seguida, a foto de um garoto ruivo com olhos cor de bronze e blusa xadrez.

— E aí, o que vamos fazer? — Dunkan perguntou ao grupo.

Mika percorria os olhos pelo lugar, encontrando o garoto perto de uma pista.

— Já volto. — Mika disse e correu até o rapaz.

Michelle a olhava de soslaio, com as sobrancelhas cerradas.

— Oi. — Mika se aproximou sem saber o que dizer.

— Oi, Mikaella. — O garoto a comprimentou com um sorriso vago.

— Como sabe meu nome? — Mika perguntou ficando séria derrepente.

— Eu também sou um Jogador.


Notas Finais


Obrigada por ler!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...