História O Lado das Trevas - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Draco Malfoy, Lucius Malfoy, Narcissa Black Malfoy, Personagens Originais, Severo Snape
Tags Draco, Dracomalfoy, Slytherin, Sonserina
Visualizações 17
Palavras 682
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Águas Passadas


-Cuidado com o que fazem, não nos façam perder pontos! - Marcus Flint advertiu.

-Nós precisamos de pontos para ganhar a taça das casas! - Adrian Pucey completou.

-Eu só irei trazer orgulho e pontos para a minha casa... - eu afirmei de forma determinada.

-Não esperamos menos da filha do professor Snape! - Adrian piscou o olho e sorriu.

-Parece que você já conquistou um coração... - Pansy sussurou no meu ouvido.

-Não estou interessada em conquistar ninguém, apenas poder e sucesso! - eu retruquei sem emoção na voz.

-Não seja tão amargurada! - Blaise acusou - Tem de esquecer o que aconteceu!

-Eu nunca vou perdoar o que elas fizeram! - eu baixei o tom de voz, ninguém podia saber do que estávamos falando.

-Se não perdoar, nunca vai poder seguir em frente! - Pansy colocou a mão por cima dos meus ombros, numa tentativa de me confortar.

-Eu vou-me retirar, tenho de ir alimentar a Strangler... - eu declarei enquanto sentia a raiva ferver o meu sangue.

-Hogwarts aceitou que você trouxesse a Strangler? - Blaise parecia chocado - Mas ela é gigante e, além disso, só são permitidos gatos, corujas ou ratos!

-Eles abriram uma exceção... - eu disse enquanto me afastava, rumando ao final do salão.

-Onde você vai? - Filch colocou-se na minha frente, impedindo o meu caminho.

-Dormitórios... - eu respondi e desviei dele, seguindo o meu caminho.

Mesmo quando já estava afastada, pude ouvir o velho homem a resmungar, provavelmente sobre mim. Quando finalmente entrei dentro do meu quarto, suspirei forte, tentando controlar o choro.

-Aqui está você, minha pequena Strangler... - eu murmurei ao notar a minha píton subir pela cama, rastejando até mim.

-O que aconteceu? - Strangler perguntou enquanto se enrolava em mim.

-Apenas lembrei de memórias ruins... - eu permiti que o acúmulo de lágrimas descesse.

-Memórias sobre o passado? - ela sussurrou e eu assenti - Não fique assim, um dia você vai poder se vingar delas!

-Você tem razão! - eu limpei as lágrimas - Eu irei destruir tudo o que seja importante para elas!

Eu levantei-me ainda com a Strangler enrolada no meu corpo e peguei a caixa onde tinha guardada a comida para ela, retirando de lá o alimento e entregando na boca dela.

-Tenho de ir, vou visitar o meu pai! - eu beijei a cabeça da cobra e saí do quarto, rumando em direção à sala de poções.

-Filha, o que está fazendo aqui? - Snape aproximou-se, dando um forte abraço em mim.

-Apenas vim visitar você! - eu abracei de volta.

-Severus! - McGonagall adentrou a sala de poções - Oh, vejo que está com a sua filha!

-Precisa de alguma coisa, Minerva? - o meu pai voltou a adotar a sua postura impassível.

-Dumbledore pediu a sua presença no seu escritório! - a professora disse formalmente.

-Eu vou encontrar com Pansy e Blaise! - eu acenei com a cabeça e saí da sala.

*Snape POV's*

-Você fez um ótimo trabalho criando Ana! - a minha colega afirmou enquanto caminhávamos.

-Fiz o que me competia... - respondi de forma curta, no âmbito de terminar a conversa ali.

-Severus, você chegou! - Dumbledore levantou-se da grande cadeira - Temos assuntos importantes para resolver!

-É sobre a minha filha? - eu perguntei mas já tinha a certeza da resposta.

-Sim! É com um enorme prazer que Hogwarts acolhe uma prodígio como a Ana, mas temo que ela coloque outros em perigo! - Dumbledore foi direto no assunto.

-O que quer dizer com isso? - Minerva parecia alheia à conversa.

-Ana sabe que Harry é filho de Lily... - Dumbledore explicou - Receio que ela possa usar o jovem garoto para vingar-se de Lily.

-E porque é que ela iria vingar-se? - McGonagall questionava com a intenção de perceber a conversa.

-Pelo mal que Lily causou a mim! - eu comentei com certo pesar e amargura na voz.

-Isso são águas passadas! Harry não é culpado de nada! - McGonagall defendeu o garoto.

-A única coisa que podemos fazer é estar atentos, só assim podemos impedir uma tragédia maior! - Dumbledore decretou.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...