1. Spirit Fanfics >
  2. O Lado Escuro >
  3. A Luta

História O Lado Escuro - Capítulo 26


Escrita por:


Capítulo 26 - A Luta


Soluço/Ragnarok On

Encosto minha cabeça na pedra, fecho os meus olhos somente aproveitando a água quente do Lago que relaxar meus músculos tensos. Eu estou com muito medo, mas ao mesmo tempo animado! Porque vou ter um filhote, só em pensar em um Dragãozinho igual ao Banguela faz o meu coração bater mais rápido. Eu me pergunto como ele vai ser, será um líder como seu Pai ou um seguidor como eu? Vai herdar nosso ódio por vikings? São tantas perguntas que brotam da minha mente, e para eu saber a resposta vou ter que esperar o nascimento. Coloco minha mão contra minha barriga, não vejo a hora de sentir ele se mexer lá dentro e ter uma enorme barriga! Banguela sempre alisa a minha barriga, parece tão ansioso para ser pai e só sabe falar sobre isso comigo. Estamos ansiosos para contar para o resto do Ninho, mas vamos esperar a luta para contar. Queremos que seja uma surpresa incrível! Algumas lágrimas escorrem dos meus olhos, mas logo a seco porque preciso ser forte e continuar. Porque meu filho vai ser saudável, eu tenho certeza disso! Só preciso cuidar dele com amor e carinho, vou proteger de tudo e de todos. Não vou deixar ninguém abusar dele, não do jeito que abusaram de mim! Porque ninguém merece passar pelo que passei, e preciso cuidar dele.

Acontece que eu sinto medo, porque eu não sei o que vai acontecer! Vai ser um Ovo ou filhote totalmente formado? E por onde ele vai sair, afinal eu não sou uma mulher. São tantas perguntas que estão na minha cabeça. Sinto que preciso estar preparado para isso, porque se não o meu filhote pode morrer. Mas com quem eu vou falar? Minha mãe biológica não me apoia e a minha mãe adotiva é uma louca. Eu não tenho alguém para conversar comigo, eu quero alguém que me apoie e me ouça! Que seja uma mãe, que eu sempre precisei e ninguém nunca me deu. Eu me sinto sozinho às vezes, tanta coisa aconteceu que não consegui falar com as pessoas do Ninho e não fiz nenhum amigo além de Daina. Acontece que não me sinto confortável falando disso com ela, afinal nunca teve filhotes e preciso falar com alguém que tenha experiência! Nessas horas eu desejo ter uma mãe, para me acompanhar nessa gravidez, porque eu não sei como vai funcionar minha gravidez. Vai ser como um Humano? Ou como Dragão? Ele poderá se transformar? Ou ficará fadado a ter os pés no chão como eu. Eu tenho tanto medo, que os outros dragões não o aceitem! Porque talvez ele não seja como Banguela, e se outros não o aceitaram por causa disso? Não quero que meu filho seja um pária, quero que ele seja feliz e tenho que achar alguém para me responder.

Foi então que senti um beijo em minha nuca, me viro e vejo Banguela que sorri para mim. Seus lábios tocam os meus, coloco meus braços em seus ombros enquanto que os seus pegam me com a cintura, me tirando do lago. Meu corpo nu toca o seu, suas mãos apertam minha cintura e acho que deixaram marcas. Ele engole minha boca na sua, sinto sua língua explorando minha boca e seus dedos vão até minhas nádegas então apertam, fazendo gemidos saírem da minha boca. Seu dedo entra dentro de mim, e me perco no prazer que isso me traz. Fico mole nos braços de Banguela, enquanto que ele continua me penetrando com os dedos. Até que para e diz no meu ouvido.

- Mais tarde você tem mais, mas agora vá se vestir porque temos que ir para Luta

Ele beija meus lábios pela última vez, então me viro para sair e sinto um tapa em minhas nádegas, mas somente sorriu e vou andando. Ao mesmo tempo que peço a Loki por orientação para meu filho.

Adamastor On

Assobio tranquilamente, hoje teremos uma Grande Luta! E tudo está sendo feito com cuidado, não podemos deixar a Rainha ou melhor dizendo Elizabeth se transformar porque isso poderia destruir o nosso Ninho. Eu realmente estou ansioso! Não vejo a hora de ver essas duas se matarem, vai ser uma luta incrível! Às duas merecem morrer, ambas traíram sua própria espécie. Elizabeth nos traiu ao ficar com um Viking e ainda abandonar o filho com ele, enquanto que Valka traiu sua espécie ao ficar com Dragões e nenhuma das duas merece viver. É quando chego no buraco, consigo ouvir gritos e olho para os guardas que se aproximam para observar o que ta acontecendo ali dentro. Aparentemente, Elizabeth está tirando pedaço do rosto de Valka. Pego uma lança do guarda e com a ponta de madeira cutuco elas e digo.

- QUIETAS! Chegou a hora de vocês - Os guardas me entregam duas pulseiras, são mágicas e vão impedir Elizabeth de se transformar, mas não a impedem de lutar. Às duas param e me olham, Valka muito machucada e Elizabeth com raiva, sorri para elas e isso às deixou furiosa então Valka falou.

- POR FAVOR! Me tire daqui! Ela vai me matar! Eu estou do lado de vocês, me salve! Eu te dou qualquer coisa - Reviro os olhos ela é patética, o que eu iria querer com uma viking como ela? Só trouxe dor ao nosso Ômega que deveria ter sido protegido, mas agora ela vai pagar e estou apostando na Elizabeth.

- Me desculpa, mas isso não vai acontecer - Me viro para Elizabeth e jogo às pulseiras - Coloque elas, vamos dar uma saidinha - Ela às coloca e percebo que isso lhe causa dor, mas não me abalo porque não me importo com isso! O que mais quero é que ela sofra a pior das dores - Tragam a escada! 

Isso vai ser ótimo, colocamos a escada e elas começam a subir. Valka parece péssima, seus cabelos mal cortados e seu rosto sem pele, o resto do seu corpo está todo queimado. Ela vai morrer logo, eu tenho certeza disso! Estou apostando que Elizabeth vai matar ela logo, espero ganhar muito peixe com isso! Foi uma ótima aposta, os guardas começaram a levar elas para Arena e então Elizabeth perguntou.

- Para onde estamos indo? - Sorri para ela, enquanto que os guardas riram muito. Porque elas vão sofrer muito, somente a mais forte vai vencer e tenho certeza que vai ser à Elizabeth porque Valka está péssima.

- Vocês vão dar um passeio, acreditem vai ser ótimo! - Às duas ficam confusas, mas Valka somente abaixa a cabeça, eu estou tão ansioso!

Banguela On 

Me sento no Trono, olho para o lado e vejo Ragnarok que está sentado com as pernas cruzadas e sorrindo de orelha a orelha. Parece tão feliz, e eu também estou. Porque hoje duas pessoas vão sofrer finalmente vão pagar por tudo que fez! Pego na mão do meu Ômega que sorri para mim, ele parece tão feliz e eu também estou. Porque vamos ter um filhote e tenho certeza que ele terá as sardas de Ragnarok, vou amar ver cada uma delas e será incrível ver ele sorrir! Foi então que Elizabeth e Valka entraram na Arena, todos no Ninho aplaudiram e urraram. Então me levanto, se faz um silêncio e eu respiro fundo para falar.

- ÔMEGAS E ALFAS! Hoje duas traidoras iram lutar! Só uma poderá sobreviver, a outra veremos o que ela merece - Todos urraram, prontos para luta - VINGAREMOS O RAGNAROK! E TODOS FILHOTES QUE TIVERAM MÃES RUINS! - Olho para Ragnarok que sorri e se levanta, ele está tão bonito! Não vejo a hora de ver cada parte do ser corpo, mais tarde.

- LANCEM ÀS ARMAS! - São jogados duas lanças, Elizabeth pega a sua rapidamente e entra em posição de luta. Enquanto que Valka cair para trás e logo depois pega a lança, e então aponta para Elizabeth e eu podia ver o tremor do seu corpo - QUE A LUTA COMECE!

Voltamos a nos sentar e olhamos ansiosos para Arena, a antiga Rainha nem esperou e atacou Valka que tentou se defender levantando a lança, mas a sua arma acabou se partindo. E Valka começou a correr, isso tá muito fácil falta emoções. Mas não me surpreendo, porque a Viking está muito fraca. É quando Elizabeth gira e bate a parte de madeira contra a cabeça de Valka que cambaleia para trás. Logo ela está encurralada contra parede, eu sorri esperando sua morte. Então acontece algo inesperado, na hora que Elizabeth iria enfiar a lança na barriga de Valka, a Viking pega uma pedra e bate na cabeça de Elizabeth que cair no chão. Enquanto que abro boca chocado, ao ver Valka bater na cabeça da antiga rainha até que têm cérebro por todos os lados e então me levanto e falo.

- A VENCEDORA É VALKA HADDOCK! E SUA RECOMPENSA É UMA MORTE DOLOROSA! - Ela arregala os olhos e cair para trás, nós não decidimos qual seria a morte. Mas olhei para Ragnarok que somente sorriu e se levantou, parecia ter uma ideia podia ver isso em seus olhos.

- ELA SERÁ ESQUARTEJADA VIVA! PRECISO DE 4 VOLUNTÁRIOS! 

Logo da multidão aparecem, Leônidas e Remo junto com mais duas ômegas que vieram do Ninho do Rei. Os guardas amarram as extremidades de Valka, que grita e implora por misericórdia. Transformado em Dragões cada um pega uma corda, e com um apito meu começam a puxar. É música para meus ouvidos o grito de Valka, parece perfeito e logo ela perde todos os membros. Olho para o Ragnarok que sorri e então o beijo, porque será uma noite divertida.

 


Notas Finais


O QUE ACHARAM?

RAGNAROK MERECE UMA MÃE?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...