1. Spirit Fanfics >
  2. O lado sombrio do coração(editando). >
  3. A gata e o Zsasz.

História O lado sombrio do coração(editando). - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Oi, boa leitura. Campa, lousa, laje são sinônimos de lápide.

Capítulo 3 - A gata e o Zsasz.


Fanfic / Fanfiction O lado sombrio do coração(editando). - Capítulo 3 - A gata e o Zsasz.

Na mesma noite em outro lugar. Selina estava fugindo de uns caras que pegaram ela roubando, se escondendo em um beco vê Victor Zsasz. Se assustando vai para trás, chamando a atenção dele, que fumava maconha.

- Eaí?- fala ele sentado em um canto, olhando para ela.- Tá..fugindo?- pergunta. Ela se mantém quieta, com certeza de que não sairia dali viva.- Eu não vou te matar, se fosse já teria feito.- declara Zsasz.

- Tá.- fala ela se afastando logo para correr, mas os caras fecham o beco. Zsasz rapidamente atira na cabeça de cada e sai do beco em silêncio. - Obrigada.- agradece Selina.

- Uhum, pode me agradecer nunca falando sobre isso.- diz ele.

- Certo.- afirma ela subindo em uma escada e logo sumindo, com o olhar dele a acompanhando.

----

De manhã, Oswald acorda escutando um zumbido baixo, porém irritante. Se levanta e vai ao banheiro, limpa o rosto, olhando no espelho vê outro alguém atrás de si.

 Dessa vez não era a ruiva e sim um homem alto, que usava óculos. Ozzie o seguiu, o homem estava indo para o terraço e parou na beirada dando a impressão que fosse se atirar de lá, como um reflexo Oswald se senta ao lado do homem.

Ele olha para Ozzie e diz 'vai se ferrar'. 

- Tá- responde Oswald confuso.

----

Selina se levanta, perguntando para si se o que aconteceu na noite passada foi real. Ela se arrumou e saiu. Estava caminhando perto do cemitério, quando encherga Zsasz, com lírios, na frente de uma lousa.

Ele se vira e a vê, não se importando, começa a andar em direção a outra laje e larga um lírio e faz isto mais duas vezes. A última ficava perto de onde Selina estava.

- Se arrepende?- pergunta ela.

- Não, mas gosto de agradecê-los por terem me tornado quem sou.- explica ele.

- Uhm, por que lírios?- estranha Selina.

- Sei lá, são..bonitos.- diz Zsasz contemplando a lápide.

- Ah.- fala ela olhando para o mesmo ponto que ele.

- E o que faz aqui?- questiona ele dirigindo seu olhar a ela.

- Uma amiga que morreu, visito ela sempre que posso.- esclarece ela apontando para a campa da amiga.

- Talvez, ela esteja em um lugar melhor.

- Dúvido, ela não era nada boa.- fala ela, ficam um minuto em silêncio.

- Você rouba, não?

- Sim, por quê?

- Quer fazer uma parceria?

- Como isso nos ajudaria?

- Você não precisa fazer roubos pequenos, mas nada que chamasse muita atenção da polícia. E eu posso te proteger se algo der errado.

- É, seria legal. Pode ser.- diz Selina estendendo a mão, ele aperta a mão dela.

- Feito, então.

- Creio que sim.

---- 

O homem some e Oswald se levanta confuso com o que aconteceu. Entrou e deitou-se no sofá.

Sua cabeça estava ardendo, ele foi em direção ao vidro do remédio. Porém o homem voltou pegando uma pequena caixa de seu bolso, onde havia "remédios", engoliu uns quatro de uma vez e pareceu estar relaxado.

Avistando Oswald pareceu surpreso, escondeu a caixa no bolso e saiu apressado. Antes que Ozzie pudesse o seguir a dor voltou. Sua cabeça explodia, se contorcendo de dor ele pegou o vidro e tomou uma pílula com uísque, a dor pareceu diminuir.

Ele colocou o vidro no bolso e foi se arrumar para seu encontro.


Notas Finais


Tchau, obrigada por ler.
Campa, lousa, laje são sinônimos de lápide.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...