História O Ladrão Demoníaco - Capítulo 9


Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Demonios, Romance
Visualizações 2
Palavras 653
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Mutilação, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 9 - Quando tudo muda, isso é um novo começo


Havíamos escapado daquela "reunião" à uns dois dias, e sabíamos que para Vivian nos sinalizar até porque juntar os soldados que haviam, mesmo sendo poucos, precisaria ter um local seguro para nos reunirmos e também tempo para fazermos um plano. E isso só nos deixava várias opções, mas uma passou pela nossa cabeça

– Nós não podemos ficar usando nossas habilidades, por muito tempo consecutivo porque nossa aura meio demoníaca iria ficar muito exposta e isso nos deixaria facilmente detectável – Disse Prince, diminuindo várias de nossas opções

– Nós podemos viver uma vida humana por enquanto? Isso nos daria tempo e ao mesmo tempo não iria nos expor tanto – Dei a ideia, acreditando que eles não aceitariam

– Não temos porque ficarmos procurando Vivian desesperadamente, sem termos um jeito de se manter, acho que essa é uma boa ideia – Prince concordou comigo, dando alguns argumentos à mais

Lucky parecia muito pensativo desde que escapamos da "Reunião"

– Você acha que seus pais já voltaram pra sua casa? – Disse Lucky, dando uma boa ideia sobre onde poderíamos ficar

– Eles dificilmente voltariam, somente pra me visitar algumas vezes, até porque era para eu ir para lá quando terminasse o ensino médio – Respondi a pergunta de Lucky nos dando uma certa felicidade

Logo depois disso fomos procurar a minha antiga casa, e isso quando encontramos, acabei me surpreendendo com o estado atual da casa, estava totalmente aos pedaços, totalmente destruída realmente não havia sobrado nada

– Como isso aconteceu, depois que eu virei um meio demônio nunca mais vim aqui – Eu disse totalmente desesperado

– A carta pra sua família, você escreveu depois de virar um meio demônio e depois de entrar no Reino, então provavelmente vieram lhe procurar a partir de seu poder – Respondeu Lucky colocando a mão nas minhas costas tentando me ajudar

– Eu tenho alguns amigos que podem nos ajudar por enquanto e quando tivermos recursos alugamos uma casa – Disse tentando não parecer tão nervoso quanto estava na hora

– Por que você não liga pra sua família agora? Somente para prevenir né – Disse Lucky percebendo meu nervosismo

– Acho melhor também – Confirmei a ideia de Lucky já pegando meu celular

Fui nos meus contatos e procurei incessantemente o do meu pai ou o da minha mãe, logo após encontrar o da minha mãe, liguei na mesma hora que li o contato, passaram-se alguns segundos e nada de chamar, quando menos percebi, o número deu ocupado, depois disso mesmo sem ter uma conclusão certa sobre o que havia acontecido deixei derramar uma lágrima do meu rosto, desliguei na hora e comecei a procurar o contato do meu pai, torcendo para que quando eu ligasse, ele atendesse, logo após encontrar o seu contato, liguei pra ele, demorou cerca de cinco segundos pra ele atender

– Pai? Você tá bem? Como tá a nossa família? – Perguntei muito nervoso, já chorando bastante

– Nós estamos bem sim filho, mas e você? Você está parecendo muito nervoso, você está chorando filho? – Meu pai respondeu, mas mostrou estar bastante preocupado comigo também 

– Eu estou bem agora pai, é que eu estava com muitas saudades de vocês e do nada bateu uma preocupação e não aguentei quando escutei sua voz – Eu realmente não estava conseguindo segurar meu choro – Eu só queria saber disso mesmo, obrigado por estar aí, pai – Essa minha última frase pareceu deixar ele muito confuso, mas ele tentou me entender e então também se despediu e falou para eu ter cuidado

Logo depois de ele desligar o celular, eu realmente me abalei e comecei a chorar mesmo não tendo acontecido algo ruim com eles, mas eu não estava conseguindo me manter bem emocionalmente 

Depois de cerca de uns dez minutos, me recompus, levantei e estava me sentindo realmente muito melhor 

– Vamos procurar alguns dos meus amigos para saber se eles conseguem um quarto para nós três – Eu disse me mostrando muito melhor sobre o fato que havia acabado de acontecer

Os dois confirmaram com a cabeça e então saímos a procura. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...