1. Spirit Fanfics >
  2. O Leão do Rochedo >
  3. A Queda do Kraken

História O Leão do Rochedo - Capítulo 19


Escrita por: Victor1922

Capítulo 19 - A Queda do Kraken


Pyke havia caido após, do alto de um monte o senhor de Castamare assistiu impassível  ao desfecho do curto conflito, as táticas  de seu pai apesar de desleixadas e brutais tinham ótimos  resultados mais ao custo de muitos homens, e a cada um garoto de 16 dias que caía  em combate era um trabalhador nas fazendas  a menos, menos um homem para formar família  e repor o contigente de soldados necessários  para o futuro. 

- Senhor, lorde Arryn necessita  de homens para eliminar os últimos  rebeldes na Torre Sul. - Informou um jovem cavaleiro do Vale. 


Oberyn revirou os olhos, mesmo desejando  entrar em combate ele não  usaria sua lança  em benefício  de Jon Arryn. Durante toda a batalha guardas dorneses se mantiveram ao lado do príncipe  Martell para evitar seu envolvimento no confronto onde Sor Gregor Clegane estava. 


- Eu enviarei ajuda a lorde Jon. - Garantiu Jason colocando a mão  sobre o ombro do garoto. - Sor Tristan. 


- Sim milorde. - Um de seus homens deu um passo a frente. 



- Você  foi nomeado como comandante de artilharia...derrube a maldita torre. - Ordenou o Lannister com satisfação. - Todos as balistas e trabucos, essa é minha ajuda a velhote. 



- Senhor, Maron Greyjoy está naquela torre assim como nossos homens. - Explicou o garoto com horror. - Mande seus homens. 



- Rebeldes devem ser mortos usar um meio para os matar sem arriscar meus homens então o farei sem hesitar. - Murmúrou Jason  dando um leve asceno para Sor Tristan prosseguir. 



Suas novas armas de cerco eram operadas  por uma unidade específica de seus homens, seus operadores tinham treinamento o que tornava sua precisão  e velocidade maior, Sor Tristan era o terceiro filho de lorde Farman, sua nomeação  dentro do exército  de Castamare serviu para aproximar um dos vassalos mais fiéis  de seu pai e silenciar aqueles que reclamavam da grande presença  de dorneses e bastardos que buscavam uma vida melhor. 


- Meu senhor, trouxemos 12 mil homens e não  os enviamos para uma batalha desde Velha Wyk e Dez Torres. - Comentou Antario Jast um idiota completo que desejava apenas poder.



- Isso é um questionamento Jast ? - Cuspiu lorde Quenten Banefort de Forte da Desgraça  o maior apoiador do herdeiro de Castelry Rock. -  Se milorde não os enviou ou ao nossos homens devemos ser gratos por poupar as vidas dos nossos. 



- Estamos na retaguarda, os planos  de ataque elaborados por meu pai não  me envolveram. - Explicou ele calmamente. - Obtive a vingança  na Batalha de Ilha Bela pelo que causaram a Lannisporto, deixe os Greyjoy mmorrerem  pelas mãos  de lorde Tywin. 




Eleanor, Castamare. 


Porque Cersei viria a Castamare ? Qual o seu desejo vindo aqui no meio de uma guerra ? Essas eram as perguntas que rondavam sua mente. Apesar de ser uma enorme fortaleza, Castamare era um dos mais belos castelos de toda Westeros, seus salões de mármore e jardins abrangentes e decorações elegantes. 


- Quanto tempo temos até   a vaca que você  chama de cunhada chegar ? - Perguntou Ellaria parando ao seu lado no pátio. 



- Infelizmente  pouco. - Sussurou Eleanor com um sorriso. 



Eleanor era uma mulher invejável pois nem mesmo Cersei possuía  tantas jóias ou vestidos dos mais caros tecidos vindos dos lugares mais distantes do mundo, sua autoridade sobre as terras era tão  absoluta  quando a de seu marido e coitado do homem que desdenhar da senhora de Castamare. A carruagem dourada adentrou o pátio  interno com centenas de cavaleiros, muitos homens carregando o leão dourado no fundo carmesim, descendo com um sorriso falso estava a rainha junto ao príncipe  Joffrey que se mostrava ser uma imagem viva de sua mãe. 


- Eleanor. - Comprimentou ela um tanto desgostosa por sua anfitriã  não  se curvar. - E essa quem seria ? 


- Ellaria Sand de Dorne. - Apresentou-se Ellaria com respeito. - Amiga de lorde Lannister e sua esposa . 


- Meu irmão  sempre teve um fraco por dorneses que nunca  vou ententer...ou seu gosto por valírianos. - Murmúrou Cersei com certo desdém. - Afinal ele misturou nossa família  com os Velaryon. 


- Cuidado majestade, esse pensamento é o mesmo dos Targaryen e a razão  para o incesto. - Divagou a platinada enquanto a lannister arregalava os olhos levemente. 


- Acho melhor conversarmos tomando chá. - Interveio a Sand enquanto Velaryon encarava a rainha. - Num lugar privado. 




As mulheres eram adversários que lutavam não  em um campo de batalha e sim sobre uma mesa, deixando as palavras e ameaças ocultas direcionarem seu futuro, em baixo de uma árvore  no Jardim de Lady Joanna ao qual possuía  uma enorme estátua  da falecida esposa de Tywin as mulheres se sentaram, Lysa Arryn e Selyse Baratheon se juntaram a rainha. 


- Uma bela homenagem a minha mãe. - Disse Cersei um tanto melancólica. - Todos os quadros de nossa mãe  foram pintados por Jason, meu pai nunca gostou de seus talentos nas artes. 


- E quando ela morreu ele parou de pintar, os quadros foram removidos e a vida se tornou sem mais ttiste. - Completou Ellaria se recordando  das exatas palavras que a muito ouvirá. 



- É muito triste vossa graça. - Disse Lysa Arryn como uma boa bajuladora. - Gostaria de ter comhecido lady Joanna. 



- Porque está aqui ? Não  me diga que é para visitar. - A voz de Eleanor soou friamente enquanto sua taça  de vinho era levada a seus lábios. 


- Você  está falando com a rainha. - Protestou Selyse com arrogância. - Ouvimos muitas histórias  a seu respeito lady Eleanor assim como o comportamento de seu marido. 



- Bom saber que você  se importa se estou fudendo ou não  com meu marido ou se ele se diverte com outros homens e mulheres. - Zombou a senhora de Castamare. - Pelo que sei deve ser horrível  ser casada com um homem frígido como Stannis ou um velho nojento como Jon Arryn. 


- Como você  ousa ? Eu a senhora de uma grande casa e venho de outra casa tão importante quanto. - Rosnou Lysa irritada. 


- Isso é uma ameaça ? - Questionou Ellaria friamente. 



- Deixe-me a sós com minha cunhada. - Ordenou Cersei secando a taça  de vinho, as duas senhoras se levantaram e e a dornesa só deixou a mesa após  Eleanor ascentir. - Somos apenas eu e você  agora. 



- Você  o ama tanto quanto a Jaime não  é ? Por isso sua raiva quando me conheceu, achou que eu o roubei de você. - Murmúrou Eleanor calmamente. 



- Você  sabe, quem lhe contou ? Jason deve me odiar muito para revelar nosso segredo. - Divagou ela num sussuro. 



- Não, ele nunca me falou. - Contou a Velaryon. - No entanto vi como você  olha para ele e Jaime, não  é da mesma forma que olho para os meus. 



- Dividimos o útero e alma, somos mais do que irmãos, houve um tempo que ele entendeu isso e só eramos nós  três. - Recordou Cersei dando um sorriso amargo. - Mais nossa mãe  nós  pegou uma noite e fez jurar que não  faríamos mais, Jason prometeu mesmo depois de todos esses anos manteve a promessa. 



- Um dia ele te amou ? - Perguntou Eleanor  com curiosidade.  



- Sim, a mim e a Jaime. - Afirmou a rainha com convicção. - Isso foi antes de Rhaegar eu acho, o príncipe  dragão  não  roubou  apenas o meu coração. 



-  Eu sei de tudo, apesar de um casamento arranjado sem nunca o ter visto antes tenho um grande carinho por seu irmão  e ele por mim. - Murmúrou a platinada. - Você  tem o mesmo com Robert ? 



Jason Lannister, Sala do Trono de Pyke. 



Seus olhos miraram o Usurpador com desprezo, Victarion estava sangrando aos pés  da escadaria junto com Balon e Euron ao seu lado enquanto o suposto rei se recostava no ascento onde antes o lorde Ceifeiro estava. A Torre Sul havia desabado e matou Maron Greyjoy assim como muitos guerreiros do vale. 


- Onde você  conseguiu  o líquido inflamável ? Algum maldito legalista ? - Perguntou Ned Stark parado ao lado do lorde Mão. 


- Vai se fuder. - Respondeu o Greyjoy cuspindo em direção  ao rei. - Volte pra sua casa Stark e leve o que restou dos corpos de seus homens. 



- Quem é o seu associado ? - Ned  perguntou novamente enquanto um sorriso se formava nos lábios  do lannister. 



- Eu quero ser insentado de todo e qualquer crime de guerra. Não  aceite e então  quem me deu este presente nunca será revelado e seu próximo  ataque seja em Ponta Tempestade ou Castelry Rock. - Divagou Victarion com orgulho.



- Seu filho da puta maldito !!- Rosnou Robert patendo o punho no braço  de seu ascento. - Eu, rei Robert Baratheon juro que nenhum mal lhe ocorrerá  se você  me  dizer quem está por trás  da emboscada e houver evidências. 



- Robert, ele não  pode ficar impune. - Protestou Ned sendo silenciado por Jon Arryn que sussurou algo em seu ouvido. 



- A Guilda dos Alquimistas entrou em contato comigo, o Grande Mestre Hallyne usou um intermediário chamado Sabedoria. - Contou Victarion para o desgosto de Robert que desejava ouvir o nome de Jason nestra trama. 



- Porque você  vai jogar aliados como a Guilda fora ? - Sussurou Oberyn em seu ouvido. 



- É mais seguro, todos os membros serão  mortos num incidente em laboratório apagando qualquer evidência. - Falou Jason em Alto Valíriano para evitar qualquer palavra fosse ouvida por terceiros. - Fiz um acordo com mestre Belis, ele se tornará  oGrande Mestre e fará  o líquido  apenas para nossos planos. 



- Belis ? Um dos Três  Sábios de Aerys ? - Perguntou o Martell boquiaberto. - Ele não  estava morto ? 


- Se escondeu após  o Saque e se mantém leal aos Targaryen desejando o retorno dos tempos em que a Guilda possuía  grande poder. - Explicou o loiro antes de voltar sua atenção  para o que se passava no salão. 



Robert como um tolo não  aniquilou a casa Greyjoy, apenas levou o único  filho de Balon como protegido de Ned Stark e aumentou os impostos. Tywin estava irritado apesar de não  demonstrar, se fosse de sua vontade os corpos de cada Greyjoy estaria empalado em Lannisporto. O Jogo dos Tronos se aproxima. 








 





Notas Finais


Peço perdão pela demora e qualquer erro ortográfico, recentemente sofri um acidente e torci o pulso e estarei tentando fazer o meu melhor dentro do possível.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...