História O limite entre o Desespero e a paz - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Aventura, Gore, Romance, Star
Visualizações 10
Palavras 913
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Drogas, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


O silêncio pode ser melhor em algumas ocasiões hehe

Capítulo 2 - O sequestro


[Base 3 da agência secreta M.O.R.F]

De volta a agência, Void está fazendo seu relatório da missão enquanto Star e Sky estão conversando

- Sabe isso é muito chato

Disse Star batendo a ponta do dedo sobre a mesa de trabalho de Sky

- O que é chato?

Questionou Sky mexendo em seus relatórios já prontos

- Fazer relatórios, por que não podemos só matar todos os bandidos de uma vez e acabar com essa maldita guerra

Sky olha para Star com uma expressão seria no rosto, com um tom de voz firme e direto ele diz

- Só matamos quando não há o que Fazer, como hoje, eles estavam armados, se não os matasse eles poderiam nos ferir gravemente, além disso . . . Não somos parte dessa guerra, quem decide o quem devemos matar ou não é a agência . . . .

- Está dizendo que somos apenas ferramentas? Armas que eles podem usar a hora que quiser?

- Estou dizendo que eles são os chefes e nós empregados que devem seguir o dever

- Que hipócrita Sky . . . . Você nem liga para o que eles dizem

- Já fez seus relatórios Star?

- Por que está mudando de assunto?

- Porque esse seu assunto não está nada divertido . . . Já terminou seu relatório?

- Estou sem minha caneta especial faço amanhã, além disso escrever relatórios é chato

- Hehe sei, que tal se a gente sair? Eu você a sua namorada e a minha

Após um breve silêncio Star sorri e pega algumas folhas de relatório e se senta na mesa dele respondendo Sky com um sorriso no rosto

- Você paga

- Claro, estou lhe convidando não estou?

- Hehe ok vamos depois do expediente

- Ok Baka

- É você

Void sorri enquanto olha para os dois imaginando como seria os dois como um casal, após um breve sorriso ele vai até Sky e Star

- Aqui pessoal eu fiz um resumo da investigação do Killer, aparentemente ele é só mais um pião no grande tabuleiro da máfia

Killer um dos cães da máfia, matava todos que entrasse no caminho deles independente se fosse crianças ou odiosos, se estava no caminho da máfia Killer os mataria da pior forma que conseguisse imaginar. Star respirou fundo ao ler os papéis com os dados sobre Killer, após um suspiro pesado ele diz com um tom de voz irritado

- Esse maldito matou crianças apenas por ter visto o esconderijo da máfia

- Calma Star não vamos agir pela emoção, devemos usar a cabeça

Sky diz calmamente apenas olhando o resumo e fechando os olhos por alguns instantes, ao abrir ele diz sorrindo

- Que tal ir se arrumar, nosso expediente acabou, vamos aproveitar para esquecer que vivemos nesse mundo caótico

- Ok . . . Parece uma boa ideia

Star respondeu um pouco animado, após irem se arrumar e ligar para suas namoradas, Sky e Space vão para a lanchonete do Nero uma das melhores de toda a cidade, os quatro se sentaram e ficaram ali conversando por horas, esqueceram do caos ao qual conviviam diariamente. Até que Killer entra na lanchonete indo diretamente até eles e com seus poderes de manipular o ar ele faz com que Sky e Star desmaiem.

Após algumas horas Star acorda e olha em volta, sua namorada Mary e Luna a namorada de Sky haviam desaparecido e tudo que restou foi um bilhete dizendo

[Saiam do meu caminho ou elas vão morrer]

Desesperado Star olha novamente para Sky que tem um ferimento na cabeça de onde e está pingando sangue, Star tenta acordar Sky, mas ele não reage e parece muito mal, então Star coloca seu parceiro nos ombros e corre para hospital, assim que chegam Star grita por ajuda e logo é atendido.

No dia seguinte ao ocorrido Star vai ao hospital ver como Sky está

- Oi parceiro

- Oi Star . . . . Me dá uma notícia boa

- Desculpe . . . Não tenho nenhuma, o desgraçado levou as duas sabe Deus pra onde . . .

- Entendo . . . Tenho que sair desse hospital logo . . . Temos que pegar esse cara

- Concordo, temos que matar ele

- Temos que prender ele . . .

- Está louco? Se a gente não matar ele assim que esse desgraçado sair da prisão ele mata elas!

- Eu sei que está com medo, mas se matarmos ele, nunca vamos saber quem é o chefão por traz de todos os crimes e drogas do país . . . Usa a cabeça não a emoção Star

- Idiota! É isso que você é! Não percebe? Ele poderia ter te matado ele não fez isso por que queria brincar com a gente! Eu vou matar ele!

- Você vai me ouvir! Ele tem o poder de deixar o ambiente sem ar algum, nocauteou nos dois, eu sei que está com ódio desse maldito , eu também estou! Mas não vou te ajudar a matar o único cara que pode nos levar ao chefe

- POR QUE ESSA OBSESSÃO EM SEGUIR O DEVER?! POR QUE NÃO PODEMOS MATAR ESSE MALDITO E SIMPLIMENTE ESQUECER QUE ELE EXISTIU?!

- Porque não somos a máfia pra sair matando por vingança. . .

Star sai da sala irritado deixando Sky sozinho e os dois sabem que essa conversa foi muito mais do que uma briga entre amigos.

[Continua]


Notas Finais


Killer: Elas estão bem acomodadas meninos hahahahahahaha


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...