História O Livro Do Amor - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Malhação
Tags Bruno Gadiol, Daphne Bozaski, Gadizaski, Gune
Visualizações 84
Palavras 653
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Mistério, Policial, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi meus amores! Tudo bem? ♥
Eu vi comentários sem palavras não sei o que dizer muito obrigadaa! vocês são demais meninas.... ❤ Aqui o finalzinho do capítulo bem fofinho.

Capítulo 20 - Epílogo


P.O.V (Bruno)

Quinze anos depois...

Depois de tantos anos, muita coisa mudou nas nossas vidas e por sorte, sempre para melhor.

Minha irmã, Manoela, se casou com meu melhor amigo, Gabriel, e hoje em dia eles tem um filho de 7 anos chamado Felipe, que diga-se de passagem parece mais comigo do que com meu cunhado. Talita e Vinícius estão morando juntos há 8 anos e ela está grávida do primeiro filho do casal, o que me deixou muito feliz já que serei padrinho do bebê deles, ao lado de minha esposa.

Já eu e Daphne conseguirmos adotar Letícia que já é uma moça e está na Faculdade de UFAL, cursando direito para nosso orgulho e também, temos um filho de cartorze anos chamado Lucas e estamos pensando seriamente em adotar mais uma criança, de preferência uma menina para ser mais uma princesinha, pois desde a gestação do Lucas, Daph está problemas pra engravidar pois já passou dos Trinta. Se bem que se depender dos nossos treinos, ela vai engravidar rapidinho.

- Mais rápido Bruno... - Daphne pediu arranhando minhas costas, durante mais transa quente.

Como eu amo essa mulher.

Como amo observar o quanto ela fica sexy quando estamos na cama. Suas bochechas ficam coradas, seus cabelos bagunçados e ela morde os lábios o tempo todo, além de gemer pra caramba, o que me excida mais e mais. 

- Ta com pressa? - Perguntei a estocado forte, como ela gosta já que a cada ano que passa fica mais safada e ousada.

- Perdermos muito tempo. - Arranhou meu abdômen e arfei. - Tô quase lá... - Falou entrelaçado suas pernas ao redor da minha cintura, colando ainda mais nossos corpos.

Não demorou muito e comecei a dar estocadas mais rápidas e fundas, mordi meu lábio com força, ela gemeu alto e segurou em minhas costas e eu adorava a ver sentindo prazer, eu adorava fazer ela sentir prazer, dando uma mordida em seu pescoço.

- Te amo muito, Bruno Gadiol. - Ela se declarou atacando minha boca com um beijo saboroso e me fazendo sorrir cada vez mais feliz.

(...)


Mais tarde...

Hoje não fui trabalhar. Estava um pouco cansado por conta de dois plantões seguidos na delagacia, mas Daphne foi no meu lugar. Eu estava no meu quarto lendo um livro pra me distrair. E não, não era o livro do amor. Era apenas um livro de suspense do Thomas Mann. Por falar no livro que mudou minha vida, faz algum tempo que não o leio já que minha relação com minha mulher está quase sempre maravilhosa, o máximo que acontece é umas bringuinhas bobas, mais nada demais. Fui tirado dos meus pensamentos quando ouvi batidas na porta do meu quarto.

- Pai, posso entrar? - Perguntou Lucas, com uma carinha desanimada.

- Claro filho. - Fechei o livro, colocando-o sobre o criado-mudo e ele entrou e se sentou na beira da cama, tão cabisbaixo que mal consegui olhar para Seus olhos castanhos do mesmo tom que os de sua mãe. - O que houve?

- Ah pai... Eu tô apaixonado por uma garota. Ela é linda, a mais popular da minha escola.

- E?

- Ela não dá a menor bola pra mim, mas eu gosto tanto dela, mas pelo que notei ela só me vê como amigo. Queria tanto conquista-la. Me ajuda? - Pediu ele e eu sorrir abrindo a gaveta do criado-mudo, de onde tirei o livro vermelho.

- Toma filho. - Entreguei para ele.

- O que é isso? - O garoto de cabelos pretos perguntou dando uma lida na capa. - O livro do amor...?

- Sim filho. Foi com esse livro que conquistei sua mãe, sabia? - Contei e Lucas sorriu.

- Obrigado Pai! Vou ler esse livro agora! O senhor é o melhor do pai do mundo! - Ele me deu um abraço e saiu correndo de lá, todo saltitante e serelepe, arrancando uma gargalhada minha.

É... Tenho a mera impressão de que o livro do amor vai passar de geração em geração na minha família.


FIM...!


Notas Finais


Acabou!!! 😭
Espero que tenham gostado ❤

Encontro vocês na fic de gadizaski"Casamento de mentirinha", que estarei atualizando com mais frequência.

Só tenho uma coisa a dizer. Obrigada, obrigada, obrigadaa!!! Amo vocês.❤😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...