História Uerlaus I: O Lobisomem Gélido - Capítulo 32


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura, Comedia, Lobisomens, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Sobrenatural, Vampiros
Visualizações 36
Palavras 1.889
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


´´Recomendo ouvir musicas bem baixo enquanto lê``
Aviso: Foi longo mas está terminado, proximos capitulos prometo postar em breva mas amanhã quinta-feira e sexta-feira terei prova então não prometo nada nesses dia, mas até sabado tem mais ! a e hoje fui na bienal do livro aqui em São Paulo e vi em livro que super recomendo de vocês lerem chamado ´´A Ruina Doura`` o nome de escritor e Grabriel Davini e ele super me atendeu bem é ainda autografou meu livro, e estava com um cosplay de arassar pra quem tiver vontade conehcer o trabalho dele recomendo pesquisar ai no google pelo nome e o livro dele.....

Capítulo 32 - Libertando Um Warbear


Fanfic / Fanfiction Uerlaus I: O Lobisomem Gélido - Capítulo 32 - Libertando Um Warbear

Se passaram apenas algumas horinhas desde que saíram da loja do gordão e seguiram a caminho de sua missão nossos aventureiro agora se encontram em um local sem volta, O Pico Da Viuvá um lugar que seu próprio nome já refere os males que lá afrontam a muito que se andar ainda até chegar ao topo, o frio trepidante e a falta de ar consome todo o rigor e a estamina de nossos bravos aventureiros a ponto de deixá-los completamente devastados com o frio:

-Meeeee…..deeeeeussss ! Que frio ! -Antíloco

-Pra mim tá de boa -Aldebaram

-Claro que tá ! Você e um lobisomem da neve isso aqui pra você e sua casa ! Em um dia normal ! -Antíloco

-Então falta muito pra chegarmos ? -Carídoto

-Falta bastante e essa tempestade de neve não ajuda -Ceneu

-Que tal acamparmos ? -Antíloco

-Impossível com esse vento a barraca sai voando montanha abaixo -Aldebaram

-Que tal pelo menos uma fogueira ? -Antíloco

-Como vamos fazer fogo com esse frio ? -Aldebaram

-Deixa comigo fiquem perto das minhas mãos -Hellreany

Ao falar isso Hellreany cria duas chamas constantes de suas mão para esquentar Carídoto e Antíloco:

-Bem melhor assim pode manter elas por muito tempo ? -Antíloco

-Não esse frio e forte demais pra mantelas acessas aproveitem enquanto podem -Hellreany

-Porcaria de frio ! - Carídoto

-Se acalme vamos chegar em breve aguente só mais um pouco -Ceneu

Eles seguiram andando até finalmente chegarem a uma ramificação da montanha que levava até uma caverna bastante espaçosa para confortá-los:

-Finalmente um lugar pra descansar -Antíloco

-Athimmmmmmmm !!!!! Ragnar

-Saúde -Erica

-Obrigado -Ragnar

-Tá doente ? -Erica

-Não só meu nariz que entupiu com esse maldito frio -Ragnar

-Consegue sentir o cheiro ainda ? -Aldebaram

-Não, mas da última vez que senti o Warbear estava por perto -Ragnar

-E melhor esperarmos essa nevasca passar -Ceneu

-Concordo vocês não conseguiram subir a montanha assim -Aldebaram

-Pode por favor fazer uma fogueira Hellreany ? -Antíloco

-Claro me dê um segundo -Hellreany

Hellreany criou três fogueiras no chão com tiros mágicos contínuos de fogo:

-Drago pode vir comigo por um instante ? -Crystal

-Claro -Dragonir

-Onde eles vão ? -Carídoto

-Tirar o atraso -Antíloco

-Que atraso ? -Capa Roxa

-Né nada não Capa Roxa -Antíloco

-Mas que dificuldade pra achar a droga de um urso -Aldebaram

-E isso e só o começo ainda temos que matar o colosso -Ceneu

-Espera agora que parei pra pensar nós vamos matar o colosso e fazer uma nova orbe, mas quando vamos salvar o Padre Hopinson e o meu pai ? -Aldebaram

Ceneu e Hellreany se entreolharam e continuaram em silêncio enquanto Dragonir parecia aflito com algo, Antíloco e Carídoto se afastaram de perto das fogueiras e ficaram perto da saída da caverna observando o clima, Capa Roxa pegou suas flechas e começou a afiá-las enquanto Ragnar o observa junto afiando seu machado, Dragonir e Crystal ainda estavam tirando seu ´´atraso`` somente Erica tomou coragem para falar a verdade:

-Aldebaram…. -Erica

-O que foi por que todos vocês estão estranhos ? -Aldebaram

-Você sabe que agora não e possível salvá-los não é ? -Erica

-Não nos vamos lá e matamos todos ! -Aldebaram

-Eles tem um exército, armas e lobisomem impuros que podem usar magia não temos chance de com eles -Ceneu

[Pra quem não entendeu lobisomens impuros são lobisomens que tem pai e mãe lobisomem, mas não conseguiram se transforma em lobisomem e ficaram presos em sua forma humana, mas nó possesso conseguiram a habilidade de usar magia que não é tão forte quanto os lobisomens guardiões, eles apareceram séculos depois do rompimento de todos os selos causados por Ekinum e o reaprisionamento dele por Elder]

-Mas…. -Aldebaram (Os Olhos deles começaram a ficar escarlate)

-Olha…. Eu sei tão bem quanto você como e saber que as pessoas que você ama e quer proteger estão a quilômetros de distância….. E pra piorar ainda estão com o inimigo…. Mas nesse exato momento a único chance que temos de salvar eles seria reagrupar todos os lobisomens guardiões e matar o Lobo Das Sombras para desagrupar os lobisomens que ocuparam o reino de Glaciária… Sei que isso e uma merda e também sei que você não quer me escutar e aceitar isso por estar preocupado…. Mas tomar ações com a cabeça quente nunca leva nada…. Eu perdi quase todas as pessoas que amava por uma decisão errada… E agora só sobrou o Antíloco e o Carídoto pra eu cuidar… Então me escute garoto faça o que melhor pra eles e não o que e melhor pra você…. Ou vai perdê-los como eu perdi….. -Ceneu

-háaaaa….. -Aldebaram

Aldebaram suspirou brevemente para falar, mas palavras não saiam de sua boca oque Ceneu avia falado tinha total e completo sentido, apesar de seu sentimento de relutância, esfriou a cabeça e sentou ao lado de Erica apoiando sua cabeça no ombro dela e tentando adormecer:

-O que você ? -Erica (foi cortada antes de terminar a frase)

-Fica quieta antes que me arrependa -Aldebaram

Erica ficou quieta por uns alguns segundo mas voltou a falar:

-Coloca a cabeça no meu colo e mais confortável -Erica

-Tá -Aldebaram

Tudo parecia calmo e quieto o e silêncio ecoava pelo recinto inteiro, calmo até demais quando ouviram um grito estridente era Crystal com Dragonir ensanguentado em seus braços com várias mordidas enormes em seu corpo a armadura dele estava quebrada e rachada por impactos violentos, quando viram a situação logo se armaram e uma besta enorme parecida com urso, mas muito maior apareceu atrás deles a besta tinha uma aparecia singular era marrom escura e peluda como qualquer urso, mas trajava uma espécie de proteção de armaduras braçais em e ombreiras ambas feitas de ouro bem forjado, suas garras eram do mesmo tamanho das de Aldebaram em modo de Lobisomem Guardião Dentes De Sabre e avia uma espécie de correntes amaradas a armadura por grilhões que aviam sido quebrados recentemente, a besta os observava atentamente como se espera-se algo acontecer:

-O que foi não vai nós atacar ?! -Aldebaram

-Pra que se vocês já estão exatamente onde eu queria -Warbear

-Impossível Warbears não deveriam ter controle de sua consciência em forma de urso ! -Hellreany

-Vamos dizer que eu sou especial, o que fazem invadindo minha caverna ? -Warbear

-Sua caverna não sabíamos que ela era sua se não nem teríamos entrado -Aldebaram

-Arrrr…. -Dragonir (Gemeu de dor)

-Você mordeu meu amigo agora ele ira se transformar em coisa que nem você ! -Aldebaram

-Aaaaa…. Mais um ignorante que não sabe da verdade…. -Warbear

-Que verdade ?! -Aldebaram

-Para a transformação ocorrer, ele precisa ingerir ou receber meu sangue na ferida dele coisa que não aconteceu, então ele não se transformara -Warbear

-E como vou saber se e verdade ?! -Aldebaram

-Por que sue amigo não diz -Warbear

-Acho que essa coisa está falando a verdade, pelo que li a transformação ocorre exatamente na hora da mordida -Hellreany

-Pelo menos essa parte e verdade -Warbear

-Por que o atacou ? Se você tem consciência ?-Aldebaram

-Eu não o ataquei ele tentou me atacar somente defendi -Warbear

-Isso e verdade Crystal -Ceneu

-Sim o Dragonir se assustou e tentou atacá-la -Crystal

-Você disse ´´atacá-la`` como se fosse uma mulher -Antíloco

-Mas ela é, ela se transformou na hora que o Dragonir se assustou e tentou atacá-la -Crystal

-Que confusão… podemos resolver isso como pessoas civilizadas e conversar calmamente sentados perto da fogueira ? -Hellreany

-Claro se não me atacarem de novo -Warbear

-Sinto por isso, mas você já me deu o troco -Dragonir

Todos se sentaram em conjunto ao redor da fogueira enquanto a warbear se destransformava, que para surpresa de todos ela era uma mulher bonita de cabelos loiros com o corpo musculoso, mas de altura mediana, usava uma saia bem aberta feita para uma verdadeira guerreira, trajava uma armadura em seus ombros e pernas, mas não vestia um peitoral que por sinal também não avia blusa nem sutiã deixando seus seios amostra protegidos por uma espece de rodas de ouro que encobria suas partes mais vulnerareis, e deixava seus mamilos expostos:

-Por que você…. Esta vestida assim ? - Erica

-Uma maldição estúpida -Warbear

-Qual é o seu nome ? -Dragonir

-Uria -Uria (Warbear)

-E o que faz aqui ? -Aldebaram

-E minha vez de perguntar, o que vocês fazem aqui ? -Uria (rebateu a pergunta)

-Precisávamos de sangue de um Warbear para terminar uma poção de força -Aldebaram

-Só por isso que tosco -Uria

-Então vai responder a pergunta anterior ? -Aldebaram

-Haaaa….. E uma longa e cansativa historia quer ouvir mesmo ? -Uria

-Faço questão -Ceneu e Hellreany (falam em coro)

[Uria narrando]

A muitos e muitos anos atrás eu vivia confortavelmente em minha vila há vila que fica lá embaixo do pico, vivia com meus pais e estava em meus plenos vinte anos quando um fatídico acidente aconteceu, estava na floresta quando um urso estranho que era maior que o normal me atacou e obviamente revidei e o matei, mas ele conseguiu me ferir gravemente com mordidas, e quando o matei ele se destransformou e virou um ´´humano``, foi ai que percebi a merda era um Warbear que avia me mordido voltei pra casa e contei aos meus pais e eles se revoltaram contra mim me amarando com grilhões e me acorrentando, eles chamaram um feiticeiro para ver se poderia curar minha maldição, mas nada funcionou então eles resolveram a maldiçoar a maldição e pediram para o feiticeiro me amaldiçoar com um feitiço que me colocara aqui em cima pressa nos grilhões por toda eternidade, mas seu amigo me libertou quando tentou me cortar e quebrou a corrente que me prendia….

[Narrador Original]

-Entendo tudo faz sentido agora -Hellreany

-Mas como você consegue se controlar ? -Ceneu

-Isso foi com o tempo e como virar um crinos, só que mais complicado que o normal e também mais doloroso -Uria

-A quantos anos você está presa aqui ? -Crystal

-A mais anos que posso contar -Uria

-Você pode vir com a gente -Aldebaram

-O que você mal a conhece e já quer adicioná-la na alcateia ? -Ceneu

-Como você mesmo disse tenho que tomar decisões que façam bem para todos e não só para mim, e além disso duvido que ela nos de o sangue dela de bandeja sem primeiro ajudá-la a sair desse lugar, ela deve estar morrendo de fome e solidão por estar tanto tempo acorrentada, e como o Gordão disso os Warbear geralmente sofrem de problemas psicológicos pelas pessoas que os mal trataram e os desprezaram -Aldebaram

-Não foi exatamente isso que ele falou -Dragonir

-Mas foi isso que eu percebi -Aldebaram

-Você que sabe -Ceneu

-Então quer vir com a gente ? -Aldebaram

-Sim já estou cansada desse lugar

Nossos aventureiro depois de toda essa tensão voltaram a descer o pico, mas tiveram uma enorme surpresa quando desceram avia lobisomens brancos acinzentados, junto de outros lobisomens com pelagem negra pegando fogo e duiwels atacando a vila que recém saíram e voltaram, e nó meio da confusão uma figura bastante perturbadora os espantou era Agatha trajando uma roupa preta e segurando uma enorme lança cujo infincava no coração de todos que se aproximavam dela, era ela que estava no comandando e dando as ordens de executar todos aqueles que estavam na aldeia….


 

Continua….


Notas Finais


Obrigado se possivel comente e não esqueça de dar sua opinão sobre a historia !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...