História O Mafioso - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Daddy, Drogas, Imaginejungkook, Jeonjungkook, Mafioso
Visualizações 113
Palavras 1.328
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Luta, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 12 - Noite Chuvosa ( Huna Sophia)


Fanfic / Fanfiction O Mafioso - Capítulo 12 - Noite Chuvosa ( Huna Sophia)

Sou acordada pelo estrondo do trovão que avisou sobre a tempestade que viria naquela noite, pego o celular e vejo que são 3:00h da manhã ainda. Minha garganta estava seca por causa do susto que levei com aquele bendito trovão, desço as escadas ainda de lingerie chego na cozinha abro a geladeira e pego a garrafa com água, vejo um copo que havia na pia e despejo o líquido, bebo sem pressa e guardo tudo. Subo novamente as escadas para ir ao quarto, quando chego vou na direção das cortinas que cobriam as janelas enormes de vidro, afasto os panos da cor branca e por alguns minutos fico observando a água que batia com força nas janelas transparentes. 

Vi um raio cortar o céu e sabia que logo o barulho do trovão chegaria e com certeza levaria um baita susto, me viro indo na direção da cama até que bato meu dedinho na beira do sofá e justo nessa hora o barulho estrondoso do trovão aparece.

- Puta que pariu - reclamo pelo susto e pela dor insuportável que aquele baque me causou, olho para frente e vejo a silueta de um homem na porta do quarto eu fico parada, sem reação alguma. - Meu Deus - Falo em pensamento até que um outro raio caí iluminando o quarto e revelando Jungkook parado me olhando com malícia, seu corpo estava todo molhado provavelmente ele veio " brincando " na chuva.

- Você sabia que seu corpo refletindo sobre a luz dos raios é lindo demais? - diz ele se proximando de mim. 

- O que ouve com você ? Porque está todo molha... - ele me interrompe pondo seu dedo na minha boca. 

- Você fala muito meu amor- ele sorri - Gosto mais quando você geme. 

Tais palavras me fizeram arrepiar, Jungkook então sela nossos lábios com um beijo calmo e cheio de desejo, ele pede passagem com a língua e cedo. Sinto sua mão acariciar meu rosto e logo foi descendo pelo meu corpo, seus carinhos foram até minhas costas e chegaram até o fecho do meu sutiã. 

Ele consegue abrir sem nenhuma dificuldade e ainda com os lábios grudados aos meus tira a parte de cima da lingerie que cobria meus seios. Passo a mão por debaixo de sua camisa molhada, e tiro jogando no chão, empurrou Jungkook que cai na cama sorrindo.

- Você já está nesse nível ?- ele pergunta em um sussurro depositando um sorriso sexy.

- Você ainda não viu nada, daddy- dou um sorriso malicioso e beijo Jungkook intensamente. 

Vou depositando beijos pelo seu pescoço até chegar em sua barriga, fica lambendo aquela região enquanto Jungkook me observava. Abro sua calça lentamente, tiro a peça de roupa e a jogo no chão vejo que Kookie já estava bem excitado então resolvo provocar mais, sento sobre seu membro ainda coberto pela cueca e começo a me movimentar para frente e para trás bem devagar.

Ahh Sophia - ele gemia baixo - Eu não acredito que vou gozar desse jeito. - disse ele em um tom chateado mas ainda sim gemendo.

Sinto que ele já está perto de seu ápice saio de cima do mesmo e baixo sua cueca, seguro seu membro e o masturbo fazendo movimentos calmos. 

Ahh Sophia, pare de me torturar - diz ele entre gemidos e suspiros, ele joga sua cabeça para trás apertando o lençol da cama.

- Olhe para mim, quero que veja eu te chupando- ele sorri ao lembrar da frase que tinha dito para mim umas semanas atrás. 

Seus olhos eram fixos a cada movimento que eu fazia, dou uma leve lambida na ponta de seu pênis que fez Jungkook arfa. Começo a chupar seu membro lentamente fazendo pequenas pressões até que ele se desfez em minha boca, adoro seu gosto. Subo até seu rosto e olho fixo para ele, mordo o lábio dando um sorriso safado sabendo que Jungkook não resiste, chego perto de seu ouvido e sussurro. 

- Agora é sua vez de me fazer gemer daddy.

- Com muito prazer babygirl - diz ele invertendo a posição e ficando por cima de mim. 

Jungkook inicia um beijo feroz e cheio de desejo, seus beijos iam descendo, ele dava leve mordidas e alguns chupões em meu pescoço que ficaria marcado com certeza. Logo ele para com os beijos e segue com sua língua até minha calcinha, ele olha para mim e sorri ao ver minha cara de " porque parou?" ele tira devagar a peça de baixo da lingerie e a joga longe, sinto sua respiração em minha intimidade e isso me deixa muito excitada. Sua língua então encosta em minha vagina me fazendo gemer intensamente, ele fazia movimentos intensos em meu clitóris que me levavam a loucura. 

Ahh daddy- falei já sem ar. - Eu vou gozar.

Quando estava preste a chegar ao meu ápice Jungkook me penetra e solto um gemido alto, era um prazer inexplicável naquele momento ele se movimentava hora lento, hora rápido. 

- Por favor Daddy, vá mais rápido - digo implorando.

- Como quiser baby- diz ele aumentando a velocidade, depois de três estocadas chego ao meu ápice e Jungkook também. Ele deposita um beijo em minha testa e se joga em meu lado. 

- Eu te amo - diz ele ofegante e quase sem voz.

- Eu te amo mais - digo deitando em braço e acabo caindo no sono. 



...



Dia seguinte no hospital! 


Chego atrasada no trabalho pós Jungkook teve o prazer de não me acordar. Caminho até minha sala pego meu jaleco e ponho por cima da roupa que usava, era uma blusa florida de cetim e uma calça jeans tradicional no pé um salto nude, ajeito o óculos no rosto e saio da sala para vê Min Yoongi o paciente que levou o tiro. No caminho encontro com Vitória no corredor, paro e falo com ela.

- Bom dia amiga - digo sorridente.

- Bom dia amoreco, como foi a noite ?- ela pergunta maliciosa e dando uma cutucadas em meu braço. 

As vezes me assusto com ela.

- Foi boa - digo disfarçando. 

- Tô vendo, até marca no pescoço você tem - ela cruza os braços e ri. 

Puta merda Vitória!

- Pode parar, pensa que não vi outro dia você marcada também ? - digo e a mesma cora na hora. - Taehyung é bruto é? - ela me olha e rimos. 

- Ele é ótimo com tudo. - ela pisca e eu riu - Vou indo, tenho alguns bebês recém-nascidos para vê- Ela segue seu caminho.

- FALA PRO TAEHYUNG QUE VOCÊ QUER FAZER UM BEBÊ- grito e ela deu cotoco para mim ainda de costas. 

Amo essa louca!

Vou andando até o quarto de Yoongi, abro a porta e encontro ele deitado olhando para a janela. 

- Bom dia Min Yoongi- digo e ele vira o rosto. 

- B-bom dia - ele diz com os olhos arregalados, senti seu olhar diferente, fiquei até corada. 

- Como você está ?- pergunto indo até seu leito. 

- Bem, eu acho - ele fala com a voz falha - estou com umas dores no corpo. 

- É normal, você passou por uma cirurgia. E ainda teve um parada cardiorrespiratória.- ele olha para mim e solta um sorriso. 

- Foi você que fez minha cirurgia?

- Sim foi eu. - redondo.

- Por isso acho que seu rosto é familiar, ontem senti que um anjo tinha me beijado. - sinto minhas buchecas arderem e solto um sorriso sem graça. 

- Pare com isso, só fiz isso para poder salvar sua vida. - falo de cabeça baixa. 

- Obrigado Dra.? - ele pergunta.

- Sophia, Dra. Huna Sophia- respondo. 

- Obrigado Dra. Sophia - ele dar um sorriso lindo. Pare com isso Sophia você namora com Jungkook amigo dele. 

- Vou deixar você descansar mais um pouco e venho em outra hora verificar se você está bem. - digo sorrindo.

- Tá bom Dra Sophia, e mais uma vez obrigado. - ele sorri fraco e saio do quarto e vou para minha sala. 



Notas Finais


Até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...