História O mais gentil dos onis - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba
Personagens Giyuu Tomioka, Inosuke Hashibira, Kanao Tsuyuri, Kyoujurou Rengoku, Mitsuri Kanroji, Nezuko Kamado, Sabito, Shinobu Kochou, Tanjirou Kamado, Zenitsu Agatsuma
Tags Tanjirou X ?
Visualizações 176
Palavras 1.099
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aproveitem a leitura!

Capítulo 7 - A ira de Muzan Kibutsuji, e o garoto da besta


Treinamento, uma simples palavra poderia colocar terror em muitas pessoas, especialmente caçadores novatos, mas quase ninguém acreditará no que se era proferido pela boca de Kagaya Ubuyashiki: Vamos transformar Tanjirou, em um caçador de demônios. Obviamente todos ficaram com um pé atrás, e muitos se recusaram a aceitar tal fato, dentre eles, o Pilar do Vento, Sanemi Shinazugawa. 

── Eu não aceito isso, já não basta mantermos essa aberração entre nós! ── O jovem de madeixas brancas gritava enfurecido, sem conseguir se conter.

Todos entendiam os motivos do mesmo, mas ele realmente estava sendo muito mente fechada naquele momento, afinal, o que o oni havia lhe feito? A questão não era essa, e sim em que os onis o  haviam transformado. Pensar que tudo isso é apenas um capricho daquele homem faz o sangue do ruivo ferver, que percebendo as reações de Shinobu, percebe que estava muito focado no nada, e faz uma coisa inesperada, tecnicamente suicida.

O Kamado saio andando, arrancando um ódio intragável do albino, mas para ao ver que o parou na frente de Kochou, fazendo um breve sinal de desculpas, e para intriga de todos, a mesma sorriu verdadeiramente, afogando os cabelos do oni com a mão, o olhando com ternura.

── Não se preocupe, eu te perdoo, pelo menos você menos você é digno disso. ── A cada palavra proferida pelos lábios rosados da mesma, parecia indignar mais o Pilar do Vento.

── Mas alguma reclamação? ── A voz do Mestre se fez tão serena, que até o ruivo se colocou em posição de respeito, parecia admirado. 

Só consegue se ouvir um resmungo do Pilar do Vento, em seguida um gritinho de Kanroji.

── Algum de vocês deseja ser o responsável por esse treinamento? ── Era uma sugestão.

Por interesses próprios, todos iriam levantar as mãos, mas eles foram mais rápidos que o resto .

── Eu/Sim! ── Kyoujurou Rengoku não assustou a todos, o fato é que Muichiro Tokito levantou a mão.

Na verdade o azulado iria fazer uma pergunta, mas eu perceber a merda que havia feito apenas aceita. Kagaya alarga seu sorriso, o que agrada os Pilares.

── Tanjirou Kamado estará sob a guarda de Tokito Muichiro e Kyoujurou Rengoku. ── O que estava feito, estava feito.

O ruivo será um caçador de onis, sua própria espécie.

Nezuko 


Dias, não sei exatamente quanto tempo se passou, pois aqui não amanhece por nada, nem lembro mais ao certo quantos onis eu já enfrentei, mas confesso: estou exausta. Por não amanhecer, não há tempo para descanso, e com uma longa distância, estou tentando chegar ao leste. Meus pés estão com bolhas, minhas roupas? Um frangalho, estou com olheiras, além dos suprimentos estarem acabando, tenho de chegar no local logo. O esperado era chegar lá sem distrações, sem nada para me atrapalhar além dos onis, mas como sempre, sempre tem, mas não foi ruim.

Um barulho muito alto, provavelmente um grito, ecoa por toda a floresta, me deixando arrepiado dos pés a cabeça. Meu escondo atrás da árvore cinza observando, o inimigo. Um oni pela porte médio, se fosse citar algumas diferença entre sua aparências, e de um humano, seria suas longas garras, além de presas e pele pálida, esse em especial tinha asas. O cabelo do demônio era de cor branca meio amarelada, curto, e seus olhos eram castanhos, também possuía barba rasa, e asas vermelhas, longas asas vermelhas de quase dois metros. Era um oni bonito, claramente pensaria isso se não estivesse vendo esta cena. O barulho de algo caindo me fez alerta, correndo para trás de uma árvore, estava o garoto javali de antes, o que ele está fazendo correndo assim? Atacando, provavelmente.

── Cale a boca, pivete. ── O som da voz do albino sai tão ríspida que o garoto  para, mas não deu para ver suas reações por conta da máscara.

Qual será a habilidade dele? Está preciso chegar mais perto para atacar, tem muitas árvores mortas, o chão é duro, além da escuridão local, e o parece ter uma ótima percepção, pois aparenta ter me percebido. 

Ele não parece ter entendido minha presença, mas logo começou a correr, porém em círculos. Inesperado. Por que estou me preocupando afinal? Ele parece confiante, mas estou impressionado com o mesmo, sua agilidade é impressionante.

── Ni no Kiba: Kirisaki ( 弐ノ牙切り裂き)! ── O mesmo se esconde atrás de uma árvore, e pula da mesma, ganhando impulso e cortando uma das pernas do oni em um X, pois o mesmo desviou do golpe.

Nunca tinha ouvido falar dessa respiração, será uma original? Noto que o demônio estava com a máscara do mesmo em mãos, revelando sua face, olhos verdes, lábios carnudos, e cabelos bicolores, sendo de cor preta com pontas azuladas. 

── Ora, prazer pirralho. ── O homem dá um passo à frente, sorrindo genuinamente. ── Já que chegamos a esse ponto, deixe eu me apresentar,me chama Giy, Giy Chikasi. 

Giy, como se intitula, menche suas asas, ato que se repete toda vez que todos no raio de oito metros fazem algum movimento. Provavelmente ele têm sensibilidade a ondas magnéticas, vibrações no ar. Apesar dele ser forte, parece ser um oponente trabalhoso, eu vou ajudá-lo. 

Bom eu iria, se o bicolor não tivesse sorrido e apontado para o albino. 

── Eu não perguntei como se chama, mas se insiste, me chamo Hashibira Inosuke, vem pro' pal! ── Isso não me cheira bem.

── Eu não estava insistindo Hashibira. ── Chikasi ri secamente, mas com divertimento.

Mas para sua surpresa, Inosuke acompanha o riso.

── Nem eu, Gheyi Chibokomo. ── Era possível notar o mesmo puxar uma grande quantidade de ar para os pulmões. ── Shi no Kiba: Setsuhososaki (肆しノ牙切細裂き)!

Muzan


Ódio, certamente é a melhor palavra para me definir no momento, desde que aquele garoto fugiu do meu controle, está sendo quase impossível me concentrar em algo, e olha que não é a primeira vez que isso acontece, pois Tamayo fez um feito parecido, mas nada que se compare a o outro. O Kamado fugiu completamente do meu controle, mesmo sem comer humanos continua a evoluir, e possui regeneração e habilidade referências a uma Lua. Massageio as têmporas, reclamando comigo mesmo por estar pensando nisso novamente, eu deveria me concentrar em encontrar aquela flor, mas o garoto não saía da minha cabeça.

── Está tudo bem, Mestre? ── Pergunta uma das empregada do meu novo ‘‘lar’’ temporário.

── Apenas saía daqui, imprestável. ── Ela vai, porém receosa pelo comportamento de seu senhor. 

Humanos inúteis. Me permito a sorrir, imaginando o momento em que ele irá baixar sua guarda. Não poderá fugir para sempre, Kamado Tanjirou


Notas Finais


Desculpem qualquer erro de ortografia ou falta de sentido em sua opinião. Obrigado por lerem, sz! ٩(๑>ᴗ<๑)۶


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...