História O manicômio dos não loucos - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jihope, Jikook, Namjin, Taegi
Visualizações 244
Palavras 1.010
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OI gente, gostaram da capa nova? <3
Sim, finalmente cap novo, aproveitei que hoje eu to conseguindo escrever direito e escrevi um cap bem curtinho mesmo só pra não deixar 10 anos sem cap.
Sim, a fanfic ainda esta em hiatus. Desculpe novamente.
Desculpe qualquer leitura e boa leitura.

Capítulo 26 - Posso dormir aqui?


 

 

JIN

- Namjoon...?

- Sim?

- Como vai ser as coisas a partir de agora? Vamos ficar aqui até morrer? – Perguntei me sentando na cama e encarnado o outro que fazia o mesmo.

- Claro que não, vamos ficar aqui até que consigamos ir em bora.

- E quando vai ser? Namjoon, eu não quero ficar aqui pra sempre.

- Eu prometo que não vai. Mas, você não gostou daqui?

- Claro que gostei, os garotos são legais e nos trataram muito bem, mas... Eu quero ter uma vida de novo, quero poder viver como uma pessoa normal.

- Você é uma pessoa normal Jin. Nós dois somos pessoas normais.

- Não, eu não sou uma pessoa normal, e você também não. Namjoon, eu sou um doente mental e você um assassino, isso é ser normal?

- Jin, você não é louco e eu não sou um assassino.

- E quem acreditaria na gente se aquele manicômio já espalhou tantas noticias falsas? A sociedade nunca aceitaria um doente mental e um assassino andando por ai.

- Jin, olha, eu prometo que a gente vai conseguir ter uma vida normal e provar nossa inocência. Mesmo que a gente não consigo eu sempre vou estar do seu lado, ok?

- Promete?

- Prometo. – Sorri e voltei a me deitar. – Onde será que o Taehyung e o Yoongi estão?

- Taehyung disse que ia tomar banho, e Yoongi ia tomar depois.

- Eu acho que nenhum banho dura 5 horas Namjoon.

- Talvez não seja só um banho.- Disse fazendo uma cara safada.

- Seu idiota.- Dei um tapa em seu braço em quanto ria. – Pior que pode ser verdade.

- Claro que não. Pelo menos acho que não... Yoongi não fica com ninguém desde que terminou com aquela vadia.

- Entendo... Acho melhor tomarmos um banho e ir comer alguma coisa.

- Ok, pode ir você primeiro.

- Ok. – Peguei uma toalha no quarto e fui para o banheiro.

Não era justo todos acreditarem em uma mentira por causa de um mal entendido. Não é justo sermos considerados monstro por algo que não fizemos, não era justo nenhum de nos sofre por causa disso, não fizemos nada de errado. Não somos monstros.

- Jin? – Perguntou Namjoon entrando dentro do banheiro. –Está tudo bem? Você estava demorando muito.

- Sim, sim, to bem, obrigado. – Me levantei e peguei minha toalha e a enrolando na cintura.

- Você ainda se sente confuso com tudo isso né? Essa coisa de ser louco é nova pra você, não é? – Assenti com a cabeça. – Vejamos pelo lado bom, não estamos mais naquele manicômio. – Disse se aproximando de mim. – Se não tivéssemos parado lá não teríamos nos conhecido. – Me puxou para um abraço. – Eu sou muito feliz por ter te conhecido.

- Eu também sou. – Disse rindo e separando o abraço. – Parece idiota mas... Eu realmente gostaria de poder ter uma vida normal ao seu lado, sabe... Pode criar uma família com você...

- Não é nem um pouco idiota. – Sorriu. – Eu também adoraria isso, e eu te prometo que vamos montar uma família e viver normalmente como se nada no passado tivesse acontecido. – Disse logo levantando minha cabeça e me dando um selinho demorado. – Eu te amo Seokjin.

- Também amo você Namjoon.

[...]

HOSEOK

- Entra. – Disse logo após escutar batidas na porta.

- Oi. – Vi Jimin adentrar o quarto e fechar a porta atrás de si logo se sentando na cama próxima a mim.

- O que quer? – Perguntei me virando na cadeira giratória que estava sentado.

- Conversar, não posso mais querer passar um tempo com meu melhor amigo?

- Aconteceu alguma coisa? Você não parece bem.

- Aconteceu. – Disse se deitando na cama. – Eu me sinto um idiota por gostar dele.

- Ninguém escolhe por quem se apaixona, Jimin.

- Eu não queria ter me apaixonado por ele. – Disse me encarou. – Não queria ter conhecido ele.

- O que Jungkook fez agora?

- Nada, eu só estou cansado. Cansado de ser desprezado pela pessoa que eu amo.

- Ele sabe que você gosta dele?

- Isso iria afastar completamente todas as chances que eu tenho de algum dia ele me tratar bem. – Se sentou novamente. – Eu posso dormir aqui de novo?

- Jimin, você não pode passar todos os dias dormindo aqui para tentar evitar ele.

- Sim eu posso. Por favor Hoseok, só mais essa noite.

- Vocês brigaram de novo não é? – Vi ele fazer uma careta e olhar para o lado. – Não minta para mim.

- Brigamos.

- E pelo que foi?

- Ele é um idiota. Ele simplesmente começou a brigar comigo por nada, eu apenas havia me aproximado dele para o acordar já que o mesmo estava dormindo e já era hora do jantar.

- De novo essas brigas idiotas? Jimin, para com isso, deixa ele, pare de correr atrás e o deixe perceber que você faz falta na vida dele.

- Eu sei que não faço, ele sempre me trata mal, não perto de vocês mas quando estamos sozinhos ele nunca fala comigo, não olha na minha cara, sempre briga comigo quando digo algo ou encosto nele.

- Ah Jimin, eu não sei mais como te ajudar... – Disse o puxando para um abraço. – Ele é um idiota, ok? Ele vai perceber que você faz falta na vida dele.

- Eu só queria amar e ser amado Hoseok. – Retribuiu o abraço.

- Eu sei... Agora dorme. – Deitei ele na cama e me deitei ao seu lado. – Não fica triste por causa disso ok? – Fiz carinho no mesmo na intenção de o fazer dormir mais rápido.

- Obrigado por me deixar dormir aqui de novo.

- Ta tudo bem. Pode dormir aqui até quando você achar melhor.

- Eu queria ser amado também. – Disse bocejando indicando que já já seria dominado pelo sono.

- Você já disse isso. – Soltei uma risadinha baixa ao ver que ele já havia pego no sono. – Eu amo você Jimin. - Disse dando ênfase no eu. 

Me levantei e fui deitar na outra cama. 


Notas Finais


Beijocas.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...