1. Spirit Fanfics >
  2. O Melhor Amigo do Meu Cliente >
  3. Venha buscar

História O Melhor Amigo do Meu Cliente - Capítulo 58


Escrita por: e Taetopia


Notas do Autor


meu deus do céu o surto que foi pra escrever esse capítulo vcs não tem ideia nem da metade

Capítulo 58 - Venha buscar


Yoongi ainda sentia sua pele ser escaldada dos banhos e rituais para fortalecer, purificar e proteger seu espírito, mesmo que já fizesse uma boa meia hora que ele finalmente fora deixado em paz para meditar por duas horas.

Ele estava sentado dentro do templo de Arawn, sobre o altar ritualístico, as pernas na posição de borboleta, e as mãos descansando nos joelhos, tentando limpar a mente de qualquer coisa exceto seu objetivo: o tempo e lugar da visão de Taehyung. Era dificil quando ele não teve sequer muito tempo para observar o sonho, mas estava contando com a ajuda da sua memória e, talvez, um pouco de ajuda de Brigid, afinal ela que o guiara até ali!

Yoongi só precisava descobrir que escolha fora feita por suas vidas passadas, e o que isso tinha a ver com o deus ruim.

Ele inspirou pelo nariz e expirou pela boca, se concentrando na imagem de Taehyung de cabelo azul. Aquele parecia um bom ponto de referência.

*** 

Taehyung tinha entrado na floresta logo depois do amanhecer, o que significava que ele estava andando há mais de seis horas, com várias paradas intercaladas.

Sentado no lugar mais plano que conseguiu encontrar, ele mastigava a terceira barra de cereal e pensava que poderia saber caçar e assar bichos como os caçadores faziam. Pelo menos seria uma refeição melhor. Ele não ia reclamar muito, porém. Estava indo ver Yoongi, e tinha certeza que lá ele teria comida decente. Mesmo que fosse vegetariana. Além disso, ele não achava que matar os animais pra comer perto da floresta dos elfos seria bom para estabelecer confiança.

Depois de acabar com a barra de cereal, que não o satisfez direito, mas que ele não tinha escolha senão racionar, ele bebeu um gole generoso de água e encostou numa árvore, aproveitando a brisa leve por alguns minutos.

Tinha subido menos de um terço da montanha e precisava muito chegar o mais longe possível antes de anoitecer, mas estava cansado e o peso da mochila só parecia aumentar com o tempo. 

Por que água pesava tanto?! Ele queria deixar ela pra trás, mas não tinha nenhuma ilusão de que sobreviveria sem água, no meio do nada, com apenas um rio que foi dito várias vezes que ele não poderia beber.

Era cerca de meio-dia, de acordo com seu celular, mas a floresta era tão densa que parecia não deixar o calor atravessar direito, deixando o ambiente com um clima agradável. Taehyung não duvidava que se estivesse mais quente, ele estaria muito mais cansado.

Suspirando, ele se ergueu, sem ter ficado quieto tempo o suficiente para seu corpo se esfriar, e continuou a subir. Não havia sinal de celular ali, como ele já sabia que não teria, mas Taehyung ainda recarregou sua bateria durante a noite, para conseguir ouvir música enquanto caminhava. Era muito quieto ali, ele poderia ficar louco de não ter ninguém pra conversar, então sua melhor opção era cantar baixinho junto com a música do seu celular.

Ele tinha pensado tão bem nisso, que estava com dois carregadores portáteis na mochila, pronto para recarregar seu celular por mais três vezes caso fosse necessário.

Enquanto tivesse sua playlist, tudo ficaria bem. Ele conseguiria chegar até Yoongi em pouco tempo.

*** 

ㅡ Você está pronto? ㅡ Brandon entrara silenciosamente no salão principal do templo de Arawn junto com Riley, encontrando Yoongi na pose de meditação e parecendo bastante concentrado. Ele tocou o ombro do afilhado, o fazendo sair do transe, e Yoongi abriu os olhos para encará-lo.

ㅡ Está na hora? ㅡ Perguntou.

Brandon assentiu, sorrindo.

ㅡ Ok. Como isso vai funcionar? ㅡ Yoongi não ouvira os detalhes do ritual, já que teve que meditar.

ㅡ Não se preocupe, não é muito difícil. ㅡ Riley disse sorrindo. Ela acenou para alguém na porta do templo, e duas pessoas entraram, carregando uma placa de pedra azul que parecia infinitamente pesada. ㅡ Dê licença um segundo para eles colocarem isso aí, ok? ㅡ Ela pediu para Yoongi. Ele desceu do altar, observando de perto quando a placa foi colocada no lugar. Ela brilhava levemente à luz das velas, e o azul predominante era muito escuro, mesclado com tons mais claros, que davam a sensação de ver o céu noturno.

ㅡ De que é feito? ㅡ Yoongi perguntou passando a mão sobre a superfície completamente lisa. Ela era levemente quente ao toque, ao contrário do que ele imaginou que seria.

ㅡ Azurita. Vai ajudar sua alma a viajar. ㅡ Riley respondeu, pegando um saco preto, que fez um barulho conhecido. Era o som de diversos cristais se chocando. ㅡ Tire a camisa e deite-se Yoongi. ㅡ Ela mandou. Yoongi a obedeceu, dando a peça de roupa para Brandon e deitando reto na placa azul. Ele imediatamente sentiu o calor o envolver também, como se a pedra o estivesse envolvendo em um abraço protetor. ㅡ Agora, não se mexa, ok?

ㅡ Ok. ㅡ Yoongi observou enquanto ela tirou um cristal do saco que segurava e colocou ao lado da sua bochecha esquerda. Outros cristais o seguiram, formando o contorno ao redor de Yoongi. Suas mãos foram deixadas abertas e Riley depositou mais dois cristais nelas. Eles eram uma mescla de lilás e alaranjado. Yoongi conhecia aqueles. Era ametrino. Jin o usara uma vez, porque ele era bom em auxiliar aqueles que procuravam direção no sentido da vida. Yoongi sequer teria pensado que eles poderiam ser usados daquele jeito, mas fazia sentido, se ele estava procurando respostas sobre sua vida passada.

ㅡ Então, agora, eu quero que você feche os olhos e volte a meditar. ㅡ Riley disse. Yoongi olhou uma última vez para o padrinho, que estava ao seu lado, e fechou os olhos, respirando fundo.

Ele sentiu mais dois cristais serem colocados nos seus olhos e mais um sobre seu coração. Ele não sabia para que tantos cristais, mas Riley sabia o que estava fazendo, então ele apenas fez o que ela pediu, voltando a concentrar seus pensamentos na figura de cabelo azul.

Assim que Brandon viu o afilhado fechar os olhos, ele foi procurar pelas velas que Riley o dissera que estariam ali perto do altar. Havia uma pequena abertura aos pés do altar, e Brandon viu as velas pretas que ele estava procurando. Pegando tantas delas quanto conseguiu de uma vez, ele acendeu a primeira e a colocou no lugar já demarcado no piso que formava o círculo ao redor do altar, fazendo o mesmo com as outras, até que o lugar deles estivesse completamente cercado pelas chamas acesas das velas.

Quando terminou essa tarefa que tinha sido incumbida a ele, Brandon voltou a olhar para o altar. Riley estava parada na frente da cabeça de Yoongi, as mãos posicionadas a poucos centímetros dela, mas sem o tocar, murmurando Arawn sabe o quê. Aquela linguagem era apenas para os mortos e sacerdotes do senhor do Submundo.

Yoongi tinha uma pedra que mesclava algumas cores escuras, mas onde o predominante era o cinza, colocada bem acima do coração.

Naquele momento, tudo que Brandon podia fazer era esperar. Riley o avisaria quando fosse o momento de o acompanhar na viagem.

O meio elfo sentiu seu corpo ficar pesado enquanto ouvia a voz de Riley perto de si, mas sua consciência parecia estar começando a se desprender de si, quase como nas vezes em que ele caminhava em sonhos, mas de forma mais dificultosa. Yoongi sabia que era porque não apenas sua consciência estava se desligando do corpo, mas também sua alma. Ele continuou focando na imagem que estava utilizando como âncora para a regressão até notar que sua alma parecia escapar para fora do corpo e entrar dentro da pedra em que estava deitado, sendo envolvido em um calor reconfortante.

ㅡ Brandon, coloque as mãos na pedra agora. ㅡ Riley disse pausando sua fala apenas o suficiente para apressá-lo.

Brandon apoiou as duas mãos na pedra azul escuro e fechou os olhos, sentindo o momento em que foi sugado junto com Yoongi para o que parecia ser um vazio interminável, se movimentando muito rapidamente, mas sem nenhuma direção definida.

Yoongi sentiu a consciência de Brandon o seguindo pelo breu do tempo. Havia o nada e o tudo, o tempo não existia ali, mas estava em todo lugar ao seu redor. O loiro focou a imagem da vida passada de Taehyung, o humano de cabelos azuis, e viu a luz surgir em um ponto distante, o puxando naquela direção.

Yoongi aguardou ansioso enquanto se aproximava, mas seu anseio se transformou em terror em um segundo.

Havia um par de olhos azul elétrico o esperando no meio do caminho. E não eram nada amigáveis.

Ele mal teve tempo de erguer as mãos na frente do rosto quando o deus avançou pra cima dele, mas ficou surpreso ao constatar que não foi acertado. Abriu os olhos, vendo-se protegido por uma luz dourada que o envolvia, deixando o deus o encarando com os olhos faiscando de raiva. O ser divino tentou uma e outra vez passar pela proteção, mas sem sucesso, o que fez Yoongi relaxar visivelmente. Não seria pego por ele enquanto tivesse essa proteção.

Eu lembro de você. ㅡ O deus parou de bater contra a barreira e o encarou com um sorriso cínico. ㅡ É sua culpa também que eu acabei assim. Você não me deixou pegar a criança que me foi prometida

ㅡ Yoongi.

Me traga ele aqui e eu deixo você ir. ㅡ A voz do deus era persuasiva. Yoongi ficou hipnotizado por um momento, até que Brandon o tocasse nas costas. Ele sacudiu a cabeça e encarou o deus de forma decidida.

ㅡ Não vou dar ninguém à você.

O deus riu.

Eu mesmo vou fazê-lo vir aqui. Aposto que ele virá se eu te prender aqui por tempo suficiente. E esse anelzinho de Aengus não vai te proteger pra sempre.

Yoongi levou a mão ao pescoço, onde o anel estava pendurado, resplandecendo em sua cor dourada outra vez.

ㅡ Brandon, você tem que voltar. ㅡ Yoongi disse olhando para o padrinho. O ruivo negou com a cabeça.

ㅡ Não vou te deixar aqui com esse projeto de Super Shock.

Yoongi negou com a cabeça, divertido.

ㅡ Não tente usar referências que você não conhece direito. E vá. Alguém tem que avisar para não deixar Taehyung vir. Por favor.

Brandon ia negar de novo, mas Yoongi o olhou, implorando.

ㅡ Tudo bem. Mas eu só vou e volto. Não estou te deixando aqui completamente sozinho.

Brandon fechou os olhos e se concentrou em voltar para o seu corpo.

Vocês terminaram a conversa? ㅡ O deus perguntou entediado. Yoongi entrou na frente do padrinho, protegendo-o o máximo que pode. A divindidade riu e acenou na direção de Brandon.

Brandon tinha aberto os olhos, de volta no templo de Arawn, e olhou diretamente para Riley, a boca aberta pronta pra avisar sobre o que estava acontecendo e que não deveria deixar Taehyung chegar perto de Yoongi, mas sentiu um poder o render, puxando-o de volta.

Ele só teve tempo de falar "Taehyung" antes de ser preso. O resto da frase ficou impedida na sua garganta.

*** 

Bryan estava entediado sentado no trono ao lado de seu pai, ouvindo-o discutir pela milésima vez sobre os perigos de deixar os humanos continuarem a desmatar as florestas do mundo. Ele estava cansado daquele falatório todo, com nenhuma ação, mas os elfos não eram autorizados a interferir no mundo humano para causar grandes impactos. Se eles fossem descobertos, seria o fim da sua raça, que já era muito pequena. Infelizmente aqueles velhos só falavam e falavam, sempre a mesma coisa. Não que Bryan tivesse algo a acrescentar. Ele não conhecia nada do mundo exterior, nunca tinha saído daquele lugar.

Estava procurando uma desculpa para sair de fininho da reunião quando as portas foram abertas com brusquidão e um elfo ofegante entrou.

ㅡ Desculpe-me interromper. ㅡ Ele disse, os olhos pousando em Bryan. ㅡ A sacerdotisa Riley pediu a presença do príncipe imediatamente.

Bryan levantou em um salto, mal dando um olhar para o seu pai, que o permitiu sair com um aceno, e seguiu o elfo para fora, correndo pelos corredores.

ㅡ O que aconteceu? Brandon e Yoongi estão bem? ㅡ Bryan sabia que eles deveriam estar fazendo a regressão naquele momento. Se Riley o estava chamando, algo deveria ter ido muito errado.

ㅡ Nós não sabemos o que aconteceu. A sacerdotisa disse que algo interferiu no ritual. Provavelmente o deus...

Bryan acelerou mais os passos sem esperar que ele terminasse de falar, praticamente deixando o elfo mais novo comendo poeira.

O templo de Arawn ficava do lado oposto da entrada do mundo exterior, e Bryan fez o percurso em velocidade máxima, levando não mais que um minuto para chegar. Ele encontrou Reinhart chegando quase no mesmo momento.

Sem dizer uma palavra para o outro, eles entraram no templo, indo direto para o altar ritualístico. Riley andava dentro do círculo de velas, parecendo temerosa.

ㅡ O que aconteceu? ㅡ Bryan perguntou, avançando na direção dela. Riley ergueu a mão, indicando que ele permanecesse fora do círculo.

ㅡ Eu não sei. Estava tudo indo bem, e aí Yoongi começou a tremer e Brandon abriu os olhos, mas antes que ele pudesse explicar, senti sua alma sendo aprisionada por algo e ele ficou inerte. Ele só teve tempo de falar um nome: Taehyung. Quem é? ㅡ Riley tremia. Ela nunca tinha sentido uma energia tão ruim na sua vida.

ㅡ É o parceiro de Yoongi.

ㅡ Talvez ele tentou dizer que era pra trazer esse Taehyung aqui? ㅡ Reinhart sugeriu.

ㅡ Não sei. Talvez. ㅡ Bryan disse incerto. ㅡ Você não pode ver se eles estão bem? ㅡ O príncipe olhou para Reinhart com olhos preocupados.

ㅡ Foi por isso que eu o chamei aqui. ㅡ Riley disse. ㅡ Mas não vou deixar você entrar aqui até que se proteja o máximo possível. Não posso deixar. ㅡ Ela puxou a ponta da trança, os olhos desfocados. ㅡ Você não pode pedir para alguém ir buscar essa pessoa? ㅡ Perguntou para Bryan.

ㅡ Eu vou. Ele já me conhece. ㅡ Mais ou menos, acrescentou mentalmente. ㅡ Nós não temos muito tempo para explicações.

Ela assentiu, voltando os olhos para Reinhart.

ㅡ Siga Ronan. Ele vai preparar você para entrar no círculo. ㅡ Ela disse apontando para o elfo que fora chamar Bryan. Este já estava a meio caminho da porta, pronto para sair pelo mundo atrás do parceiro de Yoongi.

ㅡ Bryan. ㅡ Reinhart o chamou. Bryan pausou, se virando para ele. ㅡ Se você seguir o sol e ignorar a trilha, vai chegar mais rápido.

ㅡ Certo.

ㅡ E tome cuidado. Você não faz ideia como é o mundo lá fora.

Bryan sorriu e assentiu, deixando o local sem dizer mais nada. Não precisavam muitas palavras entre eles quando eram almas gêmeas e melhores amigos.

O príncipe correu de volta para o palácio, juntando algumas poucas coisas suas para a viagem e foi para o quarto de Brandon, procurando qualquer coisa que o pudesse ajudar. Fuçou o lugar inteiro até encontrar o telefone dele. Brandon o mostrara uma vez, e explicara basicamente como funcionava. Bryan não lembrava de quase nada, mas não poderia ser tão difícil, apesar de não funcionar ali. Ele também pegou todo o dinheiro que encontrou. Primeiro, ele entraria em contato com o elfo responsável por levar sua raça clandestinamente para qualquer lugar e iria para a Coreia. Lá, ele ligaria para George ou qualquer pessoa que pudesse encontrar o parceiro de Yoongi. Ele poderia estar em um barco em menos de dois dias se seguisse reto para oeste, por fora da trilha.

*** 

Taehyung demorou dois dias para encontrar o rio que ele não poderia beber da água. Dois dias suando e esperando suor secar nele. Ele precisava desesperadamente de um banho.

Mal chegou no rio, ele se despiu e entrou na água. Não podia beber, tudo bem, ele entendia. Mas poderia pelo menos tomar um banho, certo? Desde que não engolisse a água tudo deveria ficar bem, não é?

Errado.

Começou discretamente. Uma dorzinha de cabeça leve. Arrepios nos braços, que ele pensou que fosse por causa da água gelada do rio. Inquietude, que fazia ele olhar de um lado para o outro. Quando percebeu que algo ia errado, ele saiu imediatamente da água, mas era tarde demais.

Ele sentia cada uma das células do seu corpo implorando para que ele fosse embora daquele lugar, que era perigoso e que ele nunca mais deveria pisar ali.

Taehyung se vestiu, respirando fundo e tentando se manter são, sem se deixar levar pelo instinto de fugir que fora implantado nele.

Pegou sua mochila e a pendurou nas costas, continuando na direção que lembrava das memórias que tinham colocado no seu cérebro. Quem tinha feito isso mesmo? 

Ele deveria ir embora

Ele não conseguia lembrar do nome da pessoa. 

Não era uma boa ideia ir mais fundo na floresta. Ele seria atacado por algo

Foi o amigo do tataravô de Yoongi! Ele lembrou. Mas qual era mesmo o nome dele?

Um urso o atacaria ali ou algo pior. E se os elfos o matassem?

Jaehyung. Esse era o nome dele. Taehyung lembrou. Era o nome do seu pai. O tataravô de Yoongi conhecia seu pai?

E se Yoongi não o quisesse ali? Ele deveria dar meia volta e esperar que ele voltasse por si mesmo. Era melhor ir para o mais longe possível daquele lugar.

Seu pai estava vivo? Ele não tinha morrido de câncer? Por que ele tinha sumido e fingido sua morte?

Taehyung estava cada vez mais confuso. Nem mesmo tentar manter seus pensamentos focados em continuar indo em frente estava funcionando. Mesmo assim, ele continuou andando. Sua mente estava uma confusão e ele não tinha ideia se estava seguindo o caminho correto.

Ele só continuou andando e andando.

*** 

ㅡ Não! ㅡ Yoongi gritou vendo Brandon desaparecer na frente dos seus olhos. A risada do deus o fez perder a cabeça. O elfo avançou na direção dele, fazendo sua barreira bater contra a aura que protegia a divindade. O deus fez uma careta, parecendo mais divertido do que qualquer coisa.

Isso não vai funcionar! ㅡ Ele disse, fazendo uma grande quantidade de poder explodir na barreira e jogando Yoongi para trás.

O loiro foi protegido da maior parte do impacto, perdendo apenas o fôlego, mas quando olhou para a barreira, ela estava trincada. Não aguentaria outro ataque daqueles.

ㅡ Vai se foder! Yoongi, sai daqui de uma vez, seu idiota!

Yoongi paralisou e olhou ao redor, procurando Brandon. No lugar que ele tinha sumido, havia uma chama queimando.

ㅡ Você está bem. ㅡ Yoongi engasgou em um choro de alívio.

ㅡ É claro que eu estou bem. ㅡ Brandon gritou. ㅡ Eu sou o sacerdote de Brigid, idiota! Eu tenho o poder da deusa me protegendo. ㅡ Ele estava furioso. ㅡ Agora, dê o fora daqui. Volte para Riley.

Yoongi se virou para a luz que era seu objetivo desde o princípio.

ㅡ Você volta. Eu tenho algo pra fazer. ㅡ Ele disse, se preparando pra atravessar o pouco espaço entre ele e seu passado.

Não vai não! ㅡ O deus urgiu, lançando uma onda enorme de poder na sua direção. Brandon fez o mesmo, atacando o deus e o fazendo não acertar todo aquele poder em Yoongi.

Mesmo assim, Yoongi foi acertado, e empurrado na direção da sua vida passada. Ele sentiu a barreira quebrar e tudo ficou escuro enquanto ele desmaiava.

Brandon só pode observar impotente quando o afilhado sumiu e o caminho para aquela era fechou. Só sobrou o vazio, Brandon e um deus furioso ali.

*** 

Taehyung tinha andado meio sem rumo nos últimos dias. Sua cabeça não funcionava bem por tempo suficiente para que ele se encontrasse. Sua água tinha acabado e ele estava morrendo de sede.

Seu corpo tinha parado de o responder há uma hora atrás, quando ele simplesmente deitou na relva e fechou os olhos, esperando que a dor de cabeça, cada vez pior, passasse. Ele iria apenas dar um tempo ali e logo voltaria e a procurar o lugar dos elfos.

*** 

Sell estava na floresta, coletando ervas, quando ouviu uma respiração descompassada. Ter alguém ali já era estranho o suficiente, já que a maioria dos elfos não entrava naquela área da floresta por conta dos animais selvagens, mas, a julgar pela respiração, quem quer que estivesse ali, não estava nada bem.

Ela andou na direção do barulho, cheirando o ar em busca de cheiro de sangue ou sinal de que alguém tinha sido atacado, mas não encontrou nada que indicasse que fora isso que ocorrera. Ao invés disso, ela encontrou um humano, e um com grave problema. Ele estava jogado no chão de qualquer jeito, respirando fundo e agonizante. Sell se aproximou com cautela. Mesmo sabendo que ele não estava em condições de a atacar, ele tinha chegado até ali, e provavelmente estava assim por causa do feitiço do rio, mas mesmo com isso tinha persistido pelo caminho ao invés de dar meia volta como a maioria fazia. Isso a fazia pensar em duas hipóteses: ou ele era muito teimoso na sua curiosidade, ou ele sabia exatamente o que tinha na floresta. Nenhum dos casos era bom.

Ela comandou alguns galhos para prendê-lo e o pegou do chão, jogando-o por cima do ombro. Primeiro, ia tratar ele do feitiço. Depois decidiria o que fazer com ele.

*** 

Taehyung mal tinha notado quando foi erguido do chão e carregado pela floresta. Tudo que ele sabia era que tinha acordado numa cama confortável, mas seus pés e suas mãos estavam presos. E ele sentia algo queimando no pescoço, onde o anel que Yoongi o deu ficava.

Ele se contorceu, tentando se livrar das amarras, mas sem sucesso. Quando olhou para a direção do pulso, viu que eram galhos fortes em volta dele, o que significava que ele tinha encontrado os elfos. A má notícia era que não parecia que eles eram muito amigáveis com um humano desmaiado nas terras deles.

A queimação no seu pescoço aumentou, e uma luz dourada explodiu do local, acabando com a dor. Ao invés disso, ele sentiu algo muito ruim se avultar ao redor dele. Aquilo não parecia nada bom.

"Achei você.", uma voz ecoou na sua mente. Taehyung tremeu. "Eu tenho ele... se você o quiser de volta, venha buscar"

A voz sumiu tão rápido quanto apareceu, mas deixou o Kim com um sentimento muito ruim. Isso poderia ser apenas um efeito tardio do rio? Àquela altura, ele não duvidava de nada.

Uma porta bateu e vários passos pareceram se aproximar. Taehyung olhou ao redor do lugar, notando pela primeira vez que estava dentro de uma casa de madeira. Não teve tempo para olhar os detalhes, pois a porta do quarto abriu e vários elfos empunhando lanças de madeira surgiram. Mais trás deles, havia uma elfa de cabelos loiros e vívidos olhos verdes o encarando com terror.

ㅡ Eu não sinto mais nada. ㅡ um dos elfos disse.

ㅡ Estava aqui há segundo atrás. ㅡ a elfa disse. ㅡ Era muito forte e maligno.

ㅡ Nós vamos levá-lo para a prisão. Faça as amarras dele só o suficiente forte para que ele não escape. ㅡ o mesmo elfo disse. A elfa assentiu e moveu as mãos. Taehyung sentiu o desespero aumentar ao ouvir aquelas palavras.

ㅡ Prisão? ㅡ ele ecoou. ㅡ Ei, escuta, eu só quero ver alguém, ok? Não sou ninguém perigoso. Será que alguém poderia chamar o-

Sell assistiu enquanto um dos elfos o lançou um feitiço para dormir e ele apagou no meio da frase. Eles o levaram embora cercado. Iam jogá-lo na prisão e o interrogar quando fosse seguro.


Notas Finais


Taehyung = burro
Gentekkkkkkkkkkk e eu que surtei hoje de manhã quando escrevia pq quase matei o Brandon sem querer
pelo amor de deus ninguém segura meus dedos pra eu parar de fazer essas merdas??
E vamos de lei de Murphy nesse capítulo
Não faço ideia de quando eu volto, pq minhas aulas voltam segunda e eu só vou ter de tempo "livre" pela manhã (sofrendo por antecipação já)
E agora, não sei oq acontece, se alguém souber me avisa AJSUAHSUAJSAUJSAJSJAJ
O grupo do zap como sempre: https://chat.whatsapp.com/CAxTBCn3hg84COjiAJ3Zmi
A fic tbm ta no wattpad viu mores: https://my.w.tt/TRNYhkFZV2
Sigam o @Taetopia
Até mais ver, em francês, au revoir


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...