História O Melhor Amigo Do Meu Irmão - JellyBean e Sweet Pea - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Riverdale
Personagens Antoinette "Toni" Topaz, Archibald "Archie" Andrews, Cheryl Blossom, Elizabeth "Betty" Cooper, Forsythe Pendleton "FP" Jones II, Forsythe Pendleton "Jughead" Jones III, Kevin Keller, Veronica "Ronnie" Lodge
Visualizações 17
Palavras 868
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


*não temos uma atriz fixa para a JellyBean*

Capítulo 10 - Dia 7: Caminho de volta


JUGHEAD:

Depois de muito tempo eles me conseguiram me colocar no carro. Fiquei no banco da frente, Toni digirindo, Fangs no meio dos dois lá atrás.

- Vcs ficaram malucos? Grito. - Eu não posso confiar em vcs um minuto poha. Bato os braços com tudo no carro.

- Jughead. Toni me repreende.

- Você não tem o direito de dizer quem eu posso namorar Jughead. Minha irmã diz irritada.

- Você poderia namorar qualquer pessoa, mas escolheu justo o filho da puta do Sweet Pea. Digo e ela fica em silêncio por um momento.

JELLYBEAN:

- A culpa não é minha se eu amo ele. Eu grito com meu irmão.

- Haha. Ele solta uma risada sarcástica. - Você nem sabe o que é amor. 

- E você sabe? Todo dia pega uma mina diferente, sem ofensa Toni. Digo e ela apenas balançou a cabeça concentrada na pista.

- E você vai ficar quieto? Na hora de comer a minha irmã você estava gostando né. Ele grita ainda mais auto.

Sweet Pea continua calado, tremendo, isso é medo do meu irmão?

- Já imaginava, a JellyBean só foi mais uma que você comeu. Ele ri. - Aposto que agora vai falar que não gosta mais dela.

- Eu nunca faria isso. Sweet grita.

- Olha aqui Jughead ser o meu irmão não te da o direito de dizer com quem eu posso me relacionar, você não viu o meu crescimento não sabe o que é melhor pra mim. A única pessoa que sabe é a mamãe, mas ela está em Toledo. Grito e as lágrimas escorrem pelo meu rosto.

- Jughead já chega né,olha o estado dela. Fangs fala e me abraça.

- A gente tem muito que conversar ainda JellyBean, e Sweet Pea se você se aproximar da minha irmã eu Mato você. Meu irmão ameaça.

Depois de muito tempo a gente chega em casa, mas antes deixamos os nossos amigos nas casas deles, desci rapidamente do carro.

- JellyBean Jones, a gente tem que conversar. Ele grita entrando no trailer junto comigo.

- Vai se fuder seu filho da puta. Na hora que entro me deparo com minha mãe e meu pai sentados no sofá.

- JellyBean oq ouve? Minha mãe pergunta preocupada

- Eu já disse que a gente tem que conversar pirralha. Ele entra e vê meus pais, fica paralisado.

A única coisa que consigo fazer é entrar no meu quarto o mais rápido possível.

JUGHEAD:

- Oq vc fez com ela Jughead? Meu pai pergunta.

- Eu não fiz nada, ela que transou com o Sweet Pea. Disse, mas me arrependo não era pra eu ter falado.

- Eu vou matar Ele. Meu pai Disse,mas minha mãe segurou o braço dele.

- Você não vai, nenhum dos dois vão, JellyBean é crescida sabe se cuidar. Ela entra no quarto da minha irmã. Eu e meu pai sentados no sofá.

JELLYBEAN:

Minha mãe bate na porta.

- Filha posso entrar?

- Pode. Respondo, abro a porta e volto a me sentar na cama, minha mãe faz o mesmo.

- Porque você está assim? Eu sei sobre você e o Sweet Pea, o Jughead deixou escapar, mas eu quero saber a sua versão da história.

- Deis que eu o vi... ja gostei dele... e isso foi ficando mais serio... e na viajem ele me pediu em namoro. Mostro o anel que ele me deu. E depois a gente foi pro quarto...e aconteceu. Falo chorando

- Mas você gostou? Ela pergunta.

- Sim. Respondo

- Então porque está chorando. Ela limpa as minhas lágrimas.

- Por causa do Jughead mãe, ele coloca medo em todos os meninos que eu gosto, e depois eles terminam comigo, eu sou maior de idade sei o que é bom pra mim. O Sweet Pea é bom pra mim, não quero perder ele. Volto a chorar.

- Então deixa eu ver se eu entendi, vc gosta muito desse menino Sweet Pea só que você está com medo do seu irmão fazer alguma coisa contra ele se vcs ficarem juntos. Ela diz e eu balanço a cabeça afirmando.

- Eu vou falar com seu irmão. Ela me abraça e sai do quarto.

JUGHEAD:

Minha mãe finalmente sai do quarto, olhando feio pra mim.

- Porque está me olhando assim? A JellyBean que faz burrada. Digo revoltado.

- Jughead você tem que entender que sua irmã não é mais um bebê. Ela diz.

- Mas isso não dá o direito dela de transar com o amigo dele. Meu pai diz me apoiando.

- Gente a vida é dela, vcs dois tem que parar de se meter, ela fica com quem ela quiser. Minha mãe fala irritada.

- Poderia ser com qualquer um, mas não com o Sweet Pea. Digo entro no quarto e bato a porta.

JELLYBEAN:

Depois de um bom tempo chorando alguém me liga, não ia atender, mas quando eu vi que era Sweet atendi.

- Alô? Atendo.

- Vc está bem? Ele pergunta preocupado.

- Sim, minha mãe estava aqui quando a gente chegou, ajudou um pouco. Digo.

- Amanhã a gente pode se encontrar? Ele pergunta.

- Pode ser depois da escola, vc me busca. Isso seria complicado, mas precisava ver ele.

- Ok então tchau. 

- Tchau. Digo e desligo

Fiquei um tempo acordada, mandei umas mensagens pro grupo que está eu, Kevin e Betty explicando o que aconteceu. Betty ficou aterrorizada com a reação de Jughead e Kevin ficou sem palavras, depois de conversarmos muito eu Caio no sono.


Notas Finais


Eita pipoco😅
Lá vem mais treta.
Oq estão achando?
Até o próximo capítulo ❣🙂😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...