1. Spirit Fanfics >
  2. O melhor amigo do meu irmão >
  3. Capítulo 21

História O melhor amigo do meu irmão - Capítulo 21


Escrita por:


Notas do Autor


olá, meu amores, desculpa a demora, eu viajei e fiquei um tempo sem internet, mas estou de volta, o próximo capítulo vai ser forte, se preparem

Capítulo 21 - Capítulo 21


Fanfic / Fanfiction O melhor amigo do meu irmão - Capítulo 21 - Capítulo 21


P.O.V LAURA SOMERS 


Já estávamos no final de fevereiro e o clima na mansão não podia ser melhor, quase todo dia Justin saía com Ryan e eles voltavam cheios de presente para os bebês, Jazmyn estava tendo bastantes enjôos durante a gestação e eu só tinha vontade de comer, estava me sentindo gorda mas Justin sempre reforçava que eu estava linda e gostosa, o bebê da Jazmyn era um menino e o nome dele seria John, eu estava com dois meses e meio e amanhã eu buscaria o resultado do meu exame de sexagem fetal pra saber o sexo, o que era uma bobeira pq eu já sabia que tinha uma princesinha dentro de mim, nesse momento eu estava na cozinha com Jazmyn jantando pela segunda vez

- Ai, será que estamos grávidas de gêmeos? não é possível essa fome toda - Perguntou Jazmyn

- Claro que não, Jazmyn - Disse rindo, não demorou muito para que Ryan e Justin entrassem na cozinha

- Não é possível que vocês estão comendo de novo - Disse Ryan

- Amor, nosso filho está com fome - Disse Jazmyn e enquanto eles discutiam entre si, Justin sentou do meu lado e colocou uma das mãos na minha barriga e me deu um beijo na bochecha

- Você está bem? - Ele perguntou

- Estou sim, meu amor, só estava com fome - Disse

- Você demorou, vim ver se estava tudo bem - Ele disse, enquanto eu terminava de comer, nós dois olhávamos pra Jazmyn e Ryan discutindo, era engraçado, quando acabei, coloquei meu prato na pia, subi as escadas de mãos dadas com Justin até o quarto dele, que agora era nosso quarto, escovei meu dente e me deitei do lado dele senti seus braços me puxaram pra si e adormeci logo em seguida.

Acordei com o despertador, Justin ainda estava dormindo, me levantei e fui pro banheiro, fiz minhas higienes, tomei banho e quando terminei fui pro closet, passei hidratante, perfume, vesti uma lingerie e coloquei um vestido longo de alcinha, ultimamente era o que eu mais usava, calcei uma rasteirinha e não fiz maquiagem, não estava com saco, quando estava saindo do closet ouvi o barulho do chuveiro e deduzi que Justin estava no banho, entrei no banheiro

- Amor, bom dia, quer que eu te espere pra tomar café? - Perguntei tentando ignorar o fato dele estar pelado, o meu homem era muito gostoso

- Bom dia, meu amor, pode ir na frente, sei que está com fome - Ele disse e eu continuei parada olhando pra ele - Laura? tá tudo bem? - Ele me acordou dos meus pensamentos

- Sim, só estava te admirando mas eu vou indo então - Disse e fui pra cozinha, desde que eu e Jazmyn engravidamos as opções de todas as refeições triplicaram o que fazia com que comêssemos todas as opções, me sentei e comecei a me deliciar daquela enorme mesa de café da manhã, não demorou muito e os moradores da casa começaram a descer, não precisa dizer que Jazmyn foi a primeira, por último desceu o Justin e quando ele apareceu, eu já estava cansada de comer

- Não vai comer mais nada? - Perguntou Justin

- Não, já estou cansada de comer - Disse

- Caralho, então Justin demorou mesmo - Disse Chris

- Cala a boca, Chris - Disse Justin, quando ele acabou de tomar café, nos despedimos de todos e fomos pro hospital, Justin estava nervoso na sala de espera, já eu, estava a pessoa mais calma do mundo, a Dra nos chamou e fomos em direção a sala

- Bom dia, Dra, já tem o resultado? - Justin perguntou um pouco nervoso o que me fez rir

- Bom, já temos sim - Ela disse entregando o papel pra gente, Justin tomou o papel da mão da Doutora e começamos a ler mas não estávamos entendendo nada

- Doutora, o que significa XX e XY? - Perguntei

- Bom, significa que dentro de você tem um casal, o XX significa menina e XY quer dizer menino, vocês vão ser pais de gêmeos - A doutora disse e foi como se o meu mundo tivesse parado, eu estava em choque eu sempre quis ter muitos filhos mas eu não podia imaginar que na minha primeira gravidez já viriam gêmeos e ainda por cima, um casal, Deus era muito bom comigo, quando me dei conta eu já estava chorando e Justin também estava emocionado - Vou deixar vocês a sós um pouco - Disse a doutora saindo da sala

- Amor, você tá bem? - Disse pegando a mão de Justin, ele estava estático mas seus olhos estavam marejados

- Se eu estou bem? eu estou ótimo porra, eu te amo, eu amo vocês três - Ele disse encostando a testa na minha e colocou a mão sobre a minha barriga, hoje eu e Justin éramos as pessoas mais felizes do mundo e NADA poderia mudar isso, fiz uns exames de rotina e depois voltamos pra casa, quando entramos na sala aquele cheiro de comida fez meu estômago roncar, eu estava com fome, chegamos na cozinha e já estavam todos se servindo

- ME CONTA O SEXO AGORA - Disse Jazmyn

- Vou deixar vocês adivinharem - Disse me sentando

- É menina - Disse Ryan, e eu apenas sorri olhando pra Justin

- É menino - Disse Chaz, e dessa vez o Justin sorriu pra mim

- CARALHO - Disse Chris fazendo todos nós olharmos pra ele - São gêmeos, não são? - Disse e eu Justin apenas assentimos, a cozinha foi tomada por uma algazarra sem fim, Chaz, Justin e Ryan estouravam champanhe pra tudo que era lado, Chris e Jamzyn estavam chorando pq seriam padrinhos de gêmeos, Jade e Caitlin me abraçavam e as três estavam chorando mas era choro de felicidade, até as pessoas que trabalhavam lá em casa estavam felizes, Justin queria fazer uma festa pra comemorar, eu só sabia rir e chorar daquela cena, quando tudo se acalmou, conseguimos almoçar em paz, mais ou menos, uma hora ou outra eles soltavam gritos de alegria, não foi muito diferente quando descobrimos que Jazmyn seria mamãe de um menino, os meninos ficaram 3 horas ininterruptas soltando fogos da varanda, ninguém aguentava mais, depois do nosso almoço mega agitado, eu precisava tomar banho e dormir um pouco, fui em direção ao banheiro e tomei um longo banho e quando saí, fiz todo meu ritual de hidratante e perfume, coloquei uma lingerie e coloquei uma blusa do Justin, fiz um coque e deitei sentindo meu olhos pesarem segundos depois...


P.O.V JUSTIN BIEBER 


Nem quando eu soube que meu dinheiro nunca acabaria eu fiquei tão feliz quanto hoje, Laura tinha me dado o melhor presente do mundo, eu estava sem acreditar, eu faria o impossível pra ser o melhor namorado pra ela e o melhor pai pros nossos bebês, entrei no nosso quarto e a encontrei deitada na nossa cama e com uma das mãos na barriga, ela era tão linda, ao mesmo tempo que ela tinha um olhar inocente, ela sabia ser uma tremenda cachorra na cama, ao mesmo tempo que ela era a pessoa mais calma do mundo, ela movia o inferno se preciso fosse pra ajudar um dos seus, eu agradeço a Deus por ela ter me escolhido, pq se não fosse ela, eu seria o cara mais vazio do mundo, o mundo podia estar acabando, mas se eu tivesse essa mulher do meu lado, eu não estava nem aí, resolvi ir no shopping, eu precisava pedir Laura em casamento o mais rápido possível, eu precisava passar meu sobrenome pra ela, cheguei no shopping e andei em algumas joalherias mas não achava nada que fosse a cara de Laura, entrei em uma e fiquei apaixonado em todos, queria levar tudo pra casa

- Boa tarde, posso ajudar? - Uma senhora disse pra mim

- Boa tarde, pode sim, eu preciso de um anel pra pedir minha namorada em casamento - Disse

- Você tem uma foto dela? - Ela perguntou e eu peguei meu celular mostrando uma foto da Laura, era uma que ela estava sorrindo, tão linda

- Ela é linda - Disse e me mostrou um painel com algumas opções e depois de tanto olhar eu achei o anel perfeito - Foi esse mesmo que eu achei que fosse escolher, vou embrulhar - Ela disse simpática, paguei o anel e voltei pra mansão, escondi ele em uma das minhas gavetas e quando olhei pra cama, Laura ainda estava dormindo, fui pro banheiro, tomei um banho e quando terminei coloquei só uma box e me deitei do lado de Laura a puxando pra mim...


P.O.V LAURA SOMERS 


Acordei com uma fome danada, Justin estava dormindo que nem um bebê, me levantei e fui pra cozinha, minha companheira de cozinha já estava lá

- Até que enfim, achei que iria tomar café da tarde sem você - Ela disse

- Nunca, meu amor, seus sobrinho afilhados não me deixam ficar sem comer por muito tempo - Disse, conversávamos enquanto tomávamos café, quando acabamos nós fomos pro jardim andar um pouco e pegar um ar, estávamos sentadas conversando quando Justin chegou me dando um beijo no pescoço

- Hmmm, como meu irmão ficou romântico - Disse Jazmyn

- Vaza, baleia - Ele disse e eu dei um tapa nele

- Justin, não fala assim com ela - Disse e ela voltou pra dentro da mansão - Poxa, amor, não se faz esses tipos de comentários pra uma mulher grávida

- Depois eu peço desculpas, tenho que fala com você - Ele disse

- Fala logo - Disse

- Vamos sair pra jantar hoje, te espero às 20:00, vai bem linda e bem gostosa, o que não é muito difícil pra você - Sussurrou essa última frase no meu ouvido e eu fechei os olhos tentando conter os arrepios do meu corpo

- Justin, não faz isso comigo - Pedi

- Acho bom você se preparar pra mais tarde - Disse me dando um beijo de tirar o fôlego que eu eu correspondi, claro

Quando começou a anoitecer, eu resolvi começar a me arrumar, como eu não sabia o que Justin iria aprontar eu resolvi ir bem linda, tomei um banho bem demorado, lavei meu cabelo, quando terminei, fiquei uns 20 minutos escolhendo um vestido e optei por um preto longo que tinha uma fenda na perna, coloquei apenas um sutiã sem alças e nada de calcinha, estava a fim de provocar Justin, passei hidratante e perfume, coloquei o vestido e me sentei na penteadeira e comecei a me maquiar, fiz um delineado de gatinho, passei rímel e lápis e coloquei um batom nude e no meu cabelo eu apenas o pranchei deixando ele todo liso, calcei meu salto, peguei minhas coisas, eu estava linda, me sentei na cama pra esperar Justin e não demorou e ele apareceu todo de social e todo de preto, um tesão mas como sempre estava com as mangas dobradas e vou confessar que preferia assim me levantei indo em sua direção a ele e vi seu olhar se perder em mim, envolvi meus braços no seu pescoço e ele me envolveu pela cintura

- Você é o homem mais lindo do mundo - Disse dando um selinho nele

- Você é a mulher mais linda do mundo - Ele disse descendo as duas mãos pra minha bunda aonde ele deu um forte aperto - e a mais gostosa também - Disse e eu dei um beijo nele e quando partimos o beijo o meu corpo já estava quente

- Vamos jantar antes que a gente desista - Disse puxando ele pra fora do quarto, fomos pra garagem e pra hoje Justin escolheu uma range rover preta, entramos e fomos conversando o caminho todo até que quando percebi estávamos um pouco afastados da cidade - Pra onde estamos indo? - Perguntei

- Não seja curiosa, você já vai ver - Ele disse e não demorou muito para que chegássemos onde ficam os iates das famílias mas um dos acessos pros iates me chamou atenção, o caminho do píer até o iate estava todo decorado com velas, saímos do carro e Justin me pegou pela mão me levando até o iate e fomos em silêncio apenas admirando aquelas lindas velas, entramos no barco e ele estava todo decorado com meia luz e rosas, tocava uma música calma e tinha uma linda mesa de jantar nos esperando

- Você pensou em tudo isso? - Perguntei, eu estava encantada

- Pensei em 96%, Chaz me ajudou com o resto - Ele disse, começaram a nos servir e começamos a comer, todos os meus pratos preferidos estavam ali e eu claro, comi todos, enquanto estava me saboreando com um delicioso cheesecake, Justin ficou em pé na minha frente

- Amor, o que está fazendo? - Perguntei, ele estava um pouco nervoso

- Vem comigo - Ele disse estentedendo a mão pra mim, peguei sua mão e ele caminhou comigo até que abriu a porta de um dos quartos, o quarto também estava decorado com meia luz e também tinham velas aromatizadas e na cama tinham pétalas, me aproximei da cama e fiquei em choque, as pétalas formavam a frase "Quer casar comigo?" quando eu olhei pra trás, Justin estava ajoelhado e com uma caixinha aberta que tinha um lindo anel de ouro com pequenas pedras de diamante, era a coisa mais linda do mundo. 

- Justin...- Eu nem preciso dizer que estava chorando

- Laura, o que eu sinto por você eu achei que nunca fosse sentir por ninguém, cada dia que passa eu te amo mais, amo mais nossos bebês que estão aí dentro, eu não quero te perder nunca, você é tudo pra mim, eu sei que isso pode parecer clichê, mas eu preciso de você mais que tudo, eu preciso que seja minha, você aceita casar comigo? - Ele dizia as palavras e eu só sabia chorar, eu não conseguia falar sim então eu apenas fazia que sim com a cabeça, ele me abraçou e depois colocou a aliança no meu dedo e eu coloquei a dele no dedo dele, começamos a nos beijar

- Eu amo você ‐ Disse

- Eu amo você - Ele disse voltando a me beijar, dessa vez era um beijo mais quente, meu corpo começou a ficar da temperatura das velas de tão quente, eu precisava dele

- Eu preciso de você - Disse ofegante

- Seu pedido é uma ordem - Ele disse me colocando sentada na cama, ele se abaixou na minha frente e começou a tirar minhas sandálias, depois ele foi passando as mãos no meu corpo até chegar nas alças do vestido, ele começou a tirá-lo e enquanto descia ele pelo meu corpo, ele observava cada parte dele - Sem calcinha, amor? - Ele disse me encarando malicioso e eu apenas dei um sorriso sapeca, ele terminou de tirar meu vestido e jogou ele em canto qualquer do quarto ele veio na minha direção me deitando na cama, abriu minhas pernas ficando no meio delas e ao invés de me chupar como sempre fazia ele começou a beijar e morder a minha coxa até chegar na minha intimidade, eu já estava ficando louca

- Amor, para, vai logo - Pedi, eu não estava aguentando essa tortura, ele apenas me olhou e deu aquele sorriso que eu amava e começou a passar sua língua na minha intimidade de um maneira lenta, ele amava me torturar - Justin, não faz isso, porra - Disse irritada, ele riu e começou a acelerar os movimentos, meu gemidos baixos se tornaram gritos quando além de me chupar ele me penetrou dois dedos, eu ficava feliz de saber que nenhuma outra mulher teria essa sensação, pq Justin era só meu, eu estava prendendo meu orgasmo, não queria que aquele momento acabasse mas quando ele me enfiou o terceiro dedo eu não me aguentei e liberei meu orgasmo, eu estava com a respiração totalmente acelerada e meu corpo estava queimando, Justin usava a língua para me limpar o que me fazia perder os sentidos, puxei ele pra mim e dei um beijo nele, tentei ficar por cima dele mas ele não deixou mas eu sabia o quão excitado ele estava e eu amava retribuir o prazer que ele me proporcionava, enquanto ele tirava a única peça que tinha no meu corpo, eu tirava a blusa dele, quando ele estava só de calça ele deu uma vacilada e eu consegui ficar por cima e dei um sorriso vitorioso, tirei sua calça e conseguia ver seu membro totalmente duro por baixo da cueca, tirei ela com a boca e via seu olhar se perder nas minhas ações mas ele gostava de me provocar então eu o provocaria também coloquei uma perna de cada lado da sua cintura e sentei em cima do seu membro

- Filha da puta, não faz isso - Ele disse e eu avancei nos seus lábios iniciando um beijo, dei alguns chupões no seu pescoço e fui descendo os beijos até chegar aonde ele queria comecei a masturbá-lo e ouvia ele gemer baixo comecei a chupá-lo e ele estava com olhos fechados parei e ele me olhou sem entender

- Se fechar o olho, eu paro, olha pra mim - Disse e ele me obedeceu que nem um cachorrinho, voltei a chupar ele e resolvi acelerar os movimentos dessa vez, num ato de ousadia resolvi masturbá-lo e chupá-lo ao mesmo tempo, ele revirava os olhos mas não parava de me olhar e seus gemidos estavam mais altos do que o normal, demorou pra que ele gozasse e eu sabia que assim como eu, ele também estava segurando, mas quando ele finalmente gozou, eu lambi até a última gota, Justin me virou ficando por cima de mim, colocou todo seu membro dentro de mim de uma vez só, o que me fez tomar um susto e ele começou a dar fortes bombadas, eu arranhava seus braços e pedia mais e ele fazia tudo que eu pedia ora ou outra ele diminuía ou movimentos mas logo voltava a acelerá-los, eu já estava vendo estrelas quando senti meu orgasmo vindo, gozamos juntos e ele caiu do meu lado ofegante que nem eu

- Você consegue me cansar na primeira - Ele disse me puxando pra ele

- Eu acho bom você se recuperar logo, ainda aguento mais duas - Disse olhando pra ele que sorriu, antes que ele ficasse no comando de novo fui mais rápida e subi em cima dele me encaixando no seu membro e começando a cavalgar nele, ele segurava minha cintura com as duas mãos fazendo com que os movimentos ficassem em perfeita sincronia, Justin gozou primeiro mas eu ainda não estava nem perto, ele parecia em êxtase mas continuou com as mãos na minha cintura, depois de um tempo eu gozei, deitei em cima dele, agora eu estava cansada, Justin fazia carinho nas minhas costas e eu normalizava a minha respiração

- Cansou? - Ele sussurrou no meu ouvido e foi o suficiente pra minha vagina latejar

- Eu acho que aguento mais uma - Disse olhando pra ele que me virou ficando por cima de mim e me deu um beijo na testa

- Eu amo você - Ele disse voltando a me penetrar

- Eu amo você - Disse, foi só ele começar a se movimentar dentro de mim de novo que eu senti meu corpo todo sendo recarregado, pelo visto ficaríamos aqui o resto da noite...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...