História O melhor amigo do meu irmão (Lysandre) - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Armin, Castiel, Debrah, Jade, Leigh, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Personagens Originais, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya
Tags Fanfics Do Lysandre
Visualizações 178
Palavras 1.254
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Outro capítulo. Eu estou postando muitos agora porque nas férias provavelmente não vou postar muitos por causa das viagens e tals

Capítulo 8 - Você já pensou em ser psicólogo?


Fanfic / Fanfiction O melhor amigo do meu irmão (Lysandre) - Capítulo 8 - Você já pensou em ser psicólogo?

-Oi Nicky eu tava indo te chamar- Lysandre disse, ele estava com uma roupa muito foda (foto na capa do capítulo)

-Já to descendo- Desci as escada e fui no armário pegar meu cereal, me estiquei o máximo possível mais não estava conseguindo pegar. Até que alguém aparece atrás de mim e pega o cereal, me viro para ver quem é e dou de cara com o Nathaniel

-Toma o seu cereal- Ele estende o braço para me entregar 

-Obrigada

-Você tem que crescer mais, baixinha

-Eu não sou baxinha- Começo a dar socos no braço dele

-AI, AI, AI, ta doendo 

-Nossa ta muito cedo para ter brigas- Rosa disse se sentando na mesa peguei o cereal e coloquei em uma tigela e fui comer na mesa com o povo

-Garota, se come cereal sem leite?- Alexy perguntou

-Você não ta vendo o tanto de leite que tem na tigela se ta cego então- Eu disse num tom sarcástico

-Nossa me morde desgraça- Todos riram

-Essa daí não toma leite desde os 6 anos de idade- Castiel falou revirando os olhos

-Por que?- Armin perguntou curioso

-Eu odeio leite, eu só go...- Castiel me interrompeu

-Ela só toma todinho, porque ela é rica- Essa último palavra ele disse em um tom muito sarcástico

-Nossa leite é tão bom- Fiz cara de nojo

-Lysandre e Nathaniel, hoje depois da escola vai ter ensaio então venham direto para casa- Castiel disse firmemente

-Ensaio?- Perguntei meio bugada

-Nos temos uma banda- Nathaniel disse enquanto se levantava para pegar café

-Que legal

-Eu sou o guitarrista, Natha o baterista e o Lys vocalista- O Castiel afirmou

-Até que enfim você resolveu tocar em uma banda

-Hã?- Todos menos o Castiel disseram em uníssono

-Ele toca desde os 9 anos- Todos ficaram surpresos- Ele também fazia balé, porque ele assistiu Barbie e as sapatilhas magicas e quis fa...- Castiel tampou minha boca

-Hahahahahahaha- Todos esvam morrendo de rir

-Obrigado maninha- Ele disse com raiva, conversamos mais um pouco e fomos para a escola, Alexy e Rosa no meu carro, Castiel de moto, Leight foi para loja e Armin e Lys foram no carro do Nath. Eu Alexy e Rosa combinamos de ir para o shopping depois das aulas

Chegando na escola fomos direto para sala depois de  1 século o recreio chegou

-Até que enfim o recreio chegou- Eu digo comemorando

-Nossa se ainda fala recreio?- O Castiel pergunto debochando de mim

-Se eu quiser falo hora do lanchinho

-Nossa, se uma palavra dói mais que um tapa essa me deixou de olho rocho- Alexy disse rindo

Consegui escapar do Alexy e da Rosalya e resolvi ir para o pátio já que eu esqueci meu celular. No pátio eu encontrei o Armin jogando me sentei do lado dele

-O que você ta jogando?- Eu perguntei curiosa

-Minecraft- Ele respondeu sem tirar os olhos da tela do celular

-Nossa esse jogo é muito bom, pena que eu esqueci meu celular senão eu iria jogar com você- Ele olhou para mim e estendeu seu celular em minha direção

-Quer jogar?

-Eu quero- Peguei o celular  das mãos dele e comecei a jogar, até o intervalo acabar

-Garota se é muito boa jogando

-Você só é bom por causa dos seus itens- Eu disse o provocando

-Você deveria se sentir honrada por mexer no meu celular, você é a primeira pessoa que mexe nele- Essas últimas palavras ele disse em meu ouvido, num tom de voz bem sexy

-Sabe de uma coisa Armin- Eu disse me aproximando de seu rosto, ficando a pouquíssimas centímetros de sua boca- Eu não ligo- Eu disse e fui saltitando para a sala, e ele ficou com uma cara de "essa garota é doida". Entrei na sala e depois de mais três aulas, o sinal tocou avisando o término das aulas

-Partiu shopping - Rosa e Alexy disseram me puxando para meu carro

No shopping eles me fizeram compram várias roupas, quando estávamos saindo da última loja Rosalya disse:

-Agora vamos no cabeleireiro

-Fazer o que lá?- Perguntei

-Pintar o seu cabelo de outra cor - Ela disse naturalmente

-O que não, eu gosto do meu cabelo assim 

-Vamos logo lá pintar seu cabe...

-Deixa o cabelo dela assim, eu acho muito bonito- Alguém disse colocando a mão no meu ombro, me virei bruscamente e vi que era o Lysandre 

-Lys? Cadê o Castiel?- Eu perguntei, eram para eles estarem no ensaio

-Eu to aqui- Castiel disse levantando o braço 

-Vocês não iam ensaiar hoje?- Alexy perguntou

-Sim, mais um certo alguém que se chama Lysandre perdeu a minha palheta- Castiel disse apontando para o Lysandre

-Falando em perder as coisas eu perdi de novo o meu bloco de notas- Ele disse colocando as mãos no bolso, todo sem graça

-Você só não perde a cabeça porque ta grudada no pescoço- Cast disse revirando os olhos

-E você só não perde a sua porque eu não tenho uma cerra elétrica- Lysandre disse com uma cara de bravo

-Lysandre, agora eu to com medo de você- Alexy disse

-Por que? você sabe que eu nunca iria fazer nada com você eu não gosto de brigas

Fomos para a praça de alimentação, e ficamos comento e conversando, quando decidimos ir embora Castiel disse que ia passar na casa de um amigo dele e depois ia para casa. Deixei Rosa e Alexy em suas casa e estávamos indo para casa quando Lys me perguntou:

-Você sabe tocar algum instrumento?

-Violão e piano

-Você já fez aula de canto? Porque eu particularmente acho sua voz linda- Ele perguntou

-Já fiz

-Canta alguma música para mim?

-E- Eu não p-posso- Disse gaguejando

-Por que não?

-Eu não quero falar sobre isso- Uma lágrima escapou, eu odeio me lembrar dessa parte da minha vida

-Sabe as vezes é bom você falar dos seu problemas para alguém

-Mais eu não quero falar sobre isso- Eu digo desviando o olhar

-Por favor? Pode se abrir comigo, nos somos amigo- Ele disse colocando a mão no meu ombro então eu resolvi contar

-Quando eu tinha 10 anos nós tínhamos uma empregada que se chamava Antônia e ela era como uma mãe para mim e o Cassy, e desde aquela época eu fazia aula de canto e ele de guitarra todo dia quando eu voltava da aula de canto ela pedia para eu cantar para ela e eu cantava. Mais um dia quando eu cheguei da escola eu estava chateada com algumas coisas e ela me pediu para cantar e eu não cantei. No outro dia cheguei da escola e fui procurar ela mais como não conseguia acha lá fui perguntar para o Castiel onde ela estava. Quando achei o Cassy ele estava chorando e eu perguntei o porque e ele disse que a Antônia havia falecido. Eu entrei em depressão, e ficava me culpando, fiquei um ano sem falar nenhuma palavra, quando voltei a falar eu nunca mais quis cantar- Quando percebi eu já estava chorando e o Lys havia estacionado o carro pois era ele quem dirigia. Me vendo chorar ele me puxou e me deu um abraço bem apertado. Quando me acalmei ele disse:

-Cante algo para mim- Eu fiz que não com a cabeça- Tenho certeza que se ela estivesse aqui gostaria que você cantasse- Pensei um pouco e resolvi cantar uma música para ele- Ela estava certa, sua voz parece a voz de um anjo

-Não precisa exagerar 

-Mais é verdade, você já pensou em fazer parte de uma banda ou ser cantora, porque se quiser pode entra na nossa banda

-Vou pensar no seu caso- Eu disse e ele riu- Lysandre você já pensou em ser psicólogo? Você seria muito bom nesse trabalho, meus pais já haviam me levado em vários e nenhum conseguiu me convencer

-As vezes você só precisa de um ombro amigo para chorar- Ele disse e fomos o caminho todo conversando até chegarmos em casa







Notas Finais


Até o próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...