1. Spirit Fanfics >
  2. O melhor amigo do noivo - Larry >
  3. Morango

História O melhor amigo do noivo - Larry - Capítulo 10


Escrita por: anny_mooretz

Capítulo 10 - Morango


Fanfic / Fanfiction O melhor amigo do noivo - Larry - Capítulo 10 - Morango

-Obrigado por vir Harry - Louis falou quando Harry entrou no carro dele

-Imagina, eu te devo desculpas

-Não deve não

-Devo sim, você tinha razão eu devia respeitar mais a sua noiva

-Esquece isso ok? Obrigado por vir me ajudar hoje

-Tudo bem, eu só não entendi porque a Eleanor não vai

-Ah é que... Os pais dela estão na cidade e ela está muito ocupada

-Ocupada demais pra conversar com o cara que vai realizar a cerimônia do casamento dela?

Louis suspirou

-É coisa rápida ele só quer algumas informações sobre a gente...

-Tudo bem, eu não tinha nada melhor pra fazer mesmo

-Eu trouxe uma coisa pra você- Louis esticou o braço e alcançou um embrulho no banco de trás

-O que é?

-Abre que você vai descobrir

Enquanto Louis dirigia, Harry abriu a caixinha preta e encontrou um colar dourado com um pequeno pingente redondo preto e um círculo em volta

-Um colar? Porque está me dando isso?

-Porque... Porque tem muitas coisas que eu queria te dizer, mas eu não consigo, então eu pensei que de 100 maneiras diferentes esse colar falaria por mim

-Eu juro que não entendi...

-Eu espero que um dia você entenda

-Olha Louis, eu sinto muito por não estar te apoiando como deveria - Confessou - Tudo o que eu mais quero é que você seja feliz, mesmo se for ao lado da Eleanor

-Ta tudo bem - Louis esticou a mão e segurou a dele - Eu entendo, você já fez muito aceitando fazer parte disso

Harry se calou, encarou mais uma vez o colar na caixinha no seu colo e em seguida as mãos dadas dos dois.

-Obrigado - Disse ele - Pelo colar, eu adorei

Os dois se encararam e sorriram um para o outro

-Chegamos - O mais velho anunciou de repente e parou o carro na frente de um edifício comercial - Você deve se lembrar do Andy, ele planejou alguns eventos pra one direction...

-É eu me lembro - Harry colocou seu novo acessório no pescoço antes de descer do carro e os dois entraram no prédio.

Foram conduzidos por uma recepcionista simpática até o elevador e seguiram juntos até o 3 andar.

-Louis!!! - as portas mal se abriram e Andy correu para recebê-lo- E você trouxe o Harry! Que alegria

-É bom te ver também Andy - Harry respondeu ao ser abraçado- O que tem feito?

-Casamentos! - Respondeu prontamente - Eu estive planejando eventos por muito tempo e agora sou cerimonialista, faço principalmente casamentos

-Bacana

-Venham, vamos até a minha sala - Andy os guiou para dentro passando por uma secretária e chegando às portas de vidro da sala dele - Fiquem a vontade, eu tenho que dizer que sempre imaginei como seria o casamento de vocês e é uma honra oficializar essa união tão linda

-O que?

-Eu já tenho até um discurso pronto sobre vocês

-Oh não eu não sou o noivo - Harry explicou e os dois se sentaram- Ele vai se casar com a Eleanor

-Oh me desculpe! - Andy cobriu o rosto com as mãos percebendo que falou demais

O homem fechou a porta e deu a volta se sentando a sua mesa de frente pros dois - Mas que gafe, eu sinto muito

-Tudo bem

-Eu só estou fazendo companhia a ele porque sou o bestman

-Entendi, eu sinto muito mesmo, mas enfim então eu vou precisar de mais informações sobre vocês

-Que tipo de informações? - Perguntou Louis

-Como se conheceram, como se sentem um com o outro...

-Certo... - O noivo suspirou tentando se lembrar

-E então? - Andy apressou - Onde se conheceram?

-Foi o Harry quem nos apresentou... Em uma festa... Ou depois de um show... -Respondeu confuso, a verdade é que ele não se lembrava - Eu não me lembro muito bem, mas tenho certeza que tinha bastante gente em volta...

Andy riu

-Vou precisar de mais detalhes

Louis encarou Harry buscando ajuda, o mais novo abriu um sorriso travesso e teve uma ideia brilhante

-Vamos Louis, conta pra ele como se conheceram - Ele incentivou - Conta como você ficou nervoso e gaguejou quando ela falou com você pela primeira vez, conta como você se sentiu bobo e não conseguia mais parar de sorrir, ou como você se perdia olhando nos olhos dela e esquecia a letra das músicas... Ou que toda vez que você senta do lado dela, você dá um jeito de encostar a perna na dela, ou a mão, porque você simplesmente não consegue ficar longe, conta como você olha pra ela sempre que conta uma piada pra ver se ela achou graça, ou das músicas que escreveu pra ela...

Louis estava chocado sem reação, tanto ele quanto Harry sabiam que nenhuma dessas coisas era sobre a Eleanor, mas sim sobre o próprio Harry. Andy apenas observava e fazia pequenas anotações

-Fala pra ele das pequenas coisas que você ama na Eleanor, da risada dela ou do cheiro do perfume, conta como você se da bem com a mãe dela e que se sente como se fosse da família... Conta como você sorri orgulhoso toda vez que ouve uma música dela ou como você não pensa duas vezes antes de roubar um pedaço da sobremesa dela porque você sabe que ela já faz o pedido pensando em você...

-A Eleanor canta? - Andy interrompeu baixinho

-Eu sei lá, eu não duvido parece que essa garota faz o que quer - respondeu Harry irritado

Louis se emocionou, mas não queria que ninguém percebesse então piscou várias vezes e engoliu em seco

-Caramba, não acredito que você repara nessas coisas...

-Isso é bom! Isso é muito bom! Vou usar tudo isso - Andy balançou a cabeça e fez mais anotações - Agora eu sei porque você escolheu o Harry para ser o bestman!

****

Quando deixaram o escritório do Andy, nenhum dos dois disse uma palavra, nem sequer conseguiam se olhar nos olhos, a situação era constrangedora, primeiro porque Louis não foi capaz de dizer coisas bonitas e românticas sobre sua noiva e segundo porque Harry havia dito coisas bonitas e românticas sobre ele.

Somente quando chegaram no carro, Harry foi capaz de quebrar o silêncio

-Pra onde vamos agora?

-Ahn... Vamos... Na confeitaria eu acho, eu preciso escolher o bolo...

Louis levou alguns segundos a mais para colocar o cinto e dar a partida

-Está tudo bem? - Perguntou Harry

-Está, está sim, é claro

-Então vamos

*****

Quando entraram na confeitaria Louis continuava em silêncio pensativo e Harry não sabia o que dizer

-Bem-vindo senhor Tomlinson! - A atendente os recebeu simpática - Me sigam por favor

Os dois foram guiados até uma sala reservada com algumas poltronas e a mesa grande onde haviam vários pedaços de bolo quadrados com pequenas plaquinhas que indicavam os sabores

-Nós preparamos uma pequena degustação

-Pequena? - Harry sussurrou com ironia, haviam tantos sabores que para ele seria impossivel escolher apenas um

-Nosso chef virá em um minuto, por favor fiquem a vontade

-Obrigado

A mulher se retirou deixando-os sozinhos na sala

-Então... - Harry quebrou o silêncio constrangedor - Você já sabe o que vai escolher?

-Chocolate - Respondeu Louis dando de ombros

Harry soltou um risinho nasalado

-Só isso? Não pode ser tão simples assim

Harry se aproximou da mesa começando a ler as plaquinhas

-Olha só pra isso, massa branca, massa amanteigada, bolo de chocolate, nozes, framboesa...

-Eu já me perdi, qual era a primeira opção? - Louis se aproximou dele

-Vamos lá, isso é importante! Você precisa escolher o bolo certo...

-Qualquer um está bom pra mim

Louis não se importava com o sabor, ele não pretendia comer de qualquer maneira e para ele eram todos iguais, já Harry era indeciso e exigente, ele não escolhia nada sem provar antes, principalmente se fosse escolher para o seu próprio casamento.

-Qual a fruta preferida da Eleanor?

-Eu não sei...

-Como você não sabe? Você vai se casar com ela

-É só bolo, quem liga?

-Pelo visto a noiva não liga, ela nem se deu ao trabalho de vir até aqui escolher!

-Eu vou escolher! - Louis respondeu decidido e encarou a mesa

-Experimenta algum - Harry sugeriu

-Está bem, feche os olhos! - O mais velho mandou

-Por quê?

-Eu duvido que você adivinhe o sabor sem olhar

-Lou isso não é brincadeira

Harry reclamou, mas obedeceu e fechou os olhos, ele confiava plenamente no melhor amigo, mas no fundo ficou incomodado porque Louis pediu a ajuda dele, mas não estava levando a situação a sério

-Não vale espiar - Louis avisou fazendo Harry sentir-se uma criança

O mais velho escolheu propositalmente um sabor que tinha certeza que Harry adoraria, com uma pequena colher ele serviu o amigo

-Que delicia! - Harry elogiou

-Você tem que adivinhar!

-Essa é fácil, é morango... Morango e chantilly! Eu amo morango!

Harry lambeu as lábios de forma inocente ainda de olhos fechados e Louis precisou lutar contra a vontade enorme e quase desesperadora que sentiu de beijá-lo.

Louis se aproximou devagar, Harry sentiu, ele podia sentir a respiração do mais velho e não teve coragem de abrir os olhos, ele prendeu a própria respiração ansioso pelo que viria

-Você quer mais? - Louis perguntou de um jeito que para Harry soou muito provocativo

-Eu quero

Harry estava com o lábios fechados quando sentiu-os serem lambuzados pelo chantilly, ele abriu a boca devagar e lambeu novamente

-Eu posso abrir os olhos agora? - Ele sussurrou, esperando obediente pela permissão

-Ainda não...

Mais chantilly e então de repente ele sentiu outro gosto, os lábios de Louis que selaram os seus com voracidade, a língua de Louis pediu passagem e Harry cedeu, os dois deram início a um beijo doce com uma mistura de sensações e sabores, mas que logo foi interrompido quando se lembraram do lugar em que estavam e poderiam ser pegos no flagra a qualquer momento.

A respiração de Harry agora estava acelerada, Louis sentia-se confuso e um pouco culpado, mas nem um pouco arrependido

Harry finalmente abriu os olhos verdes e encarou os azuis, nenhum dos dois disse nada

-Sr. Tomlinson! - O chef interrompeu abrindo a porta da sala - Mil perdões por deixá-los esperando, eu tive um pequeno imprevisto na cozinha

-Não tem problema - Louis respondeu e os dois se afastaram tentando disfarçadamente limpar com as mãos os vestígios de bolo das bocas agora um pouco mais avermelhadas- Eu já escolhi

-Ótimo! E qual é o sabor escolhido?

O chef percebeu que alguma coisa havia acontecido alí, era nítido, mas se tratando de um possível cliente importante como Louis Tomlinson ele escolheu ignorar o fato de que Harry estava vermelho como um pimentão e mordia o lábio tentando não sorrir enquanto Louis esfregava a mão na boca limpando-a

-Eu quero morango!

-Não gostaria de provar mais algumas opções antes de decidir? Temos várias - Apontou para a mesa repleta de opções quando percebeu que apenas um havia sido provado

-Não, eu quero esse! Exatamente assim - Louis apontou com firmeza

-Perfeito, então será esse! Morango é a nossa especialidade

-Esse bolo é maravilhoso, eu comeria inteiro

Harry sentia suas bochechas queimando de vergonha, ele sabia que Louis não estava se referindo ao doce, mas sim a boca dele, o que era confuso já que ainda assim, Louis escolheu se casar com outra pessoa

-E quanto ao senhor Styles? - O homem ofereceu para ser educado - Gostaria de provar algum outro?

-Não existe outro, tem que ser esse - Ele respondeu

-Certo, vou providenciar



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...