História O Melhor De Mim - Jikook (ABO) - Capítulo 48


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Abo, Alfa, Jikook, Jimin!ômega, Jungkook!alfa, Kookmin, Lobos, Lupus, Namjin, Taeyoonseok
Visualizações 1.550
Palavras 1.205
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 48 - Para Sempre


Fanfic / Fanfiction O Melhor De Mim - Jikook (ABO) - Capítulo 48 - Para Sempre

Sentimento.

Todos nós temos, mas nem todos demonstram.

Viver numa sociedade hipócrita, machista, onde todos são certos, menos você, nos faz ser assim: pessoas grossas.

Muita das vezes, você procura refúgio em lâminas, em músicas, em filmes, mas dificilmente, procuramos em pessoas.

Pessoas são egoístas, mesquinhas. Colocar um sorriso no rosto é fácil, mas se sentir feliz a ponto de sorrir de verdade, as vezes é praticamente impossível.

Quantas vezes seus pais disseram que vocês não tem idade pra ter problemas? Que não trabalham, não tem conta pra pagar, então o que você sente, é simplesmente drama?

Ter pessoas que te julgam, te apontam, isso temos a todo momento. Todos os dias.

Depressão não é algo que atinge apenas adultos. Jovens, crianças; todos estamos sujeitos a passar por tal situação.

Cada situação, vai te fazendo se sentir cada vez mais cansado de tudo, e isso contribuí para que tudo vire uma grande bola de neve. Uma bola gigante que te consome.

Quantas vezes, tudo que você queria era um abraço, e tudo que teve foi um "tá estranha(o) por quê?"

Mostrar nossos sentimentos é mais difícil do que demonstrar nosso desconforto.

Falar que não gostamos de algumas pessoas é bem mais fácil, do que falar que amamos alguém.

Se calar, e fingir que nada acontece é mais fácil. Se fechar para todos, e viver para si mesmo, é muita das vezes, o melhor que fazemos.

Jimin, naquele ponto alto de sua vida, onde tudo estava tranquilo, tinha noção que sua vida poderia ter sido bem pior.

Passar por tudo, foi essencial, para enfim, estar ali, naquele momento, com Jungkook.

Mesmo que tivesse passado anos em uma situação ridícula, sofrendo bullying por um motivo ridículo, e ter sido quase forçado a algo que não queria, ele fazia questão de esquecer tudo, e focar em seu marido.

Queria e iria fazer tudo diferente com sua filha. Não deixaria que a ômega passasse por tudo que passou.

Jungkook por sua vez, sentia seu corpo esquentar sempre que parava pra pensar em sua vida. Jimin era tudo que o lúpus poderia querer para si.

O lúpus amava o jeito fofo, manhoso e ao mesmo tempo atrevido do marido. Lembrava de cada momento com o menor, principalmente quando o conheceu.

Jimin era tão quieto, tão na sua, que por um momento, o alfa teve receio de se aproximar, porém, não poderia ter tido atitude melhor, quando resolveu falar com o ômega.

Mesmo que tivesse que passar por coisas futuras, por dificuldades e momentos complicados, ele faria tudo com o grande orgulho de poder dizer que era casado, e amava Park Jimin.

- Oppa - Jimin sussurrou deitando a cabeça no ombro do marido - Você já pensou em algum nome pra nossa filha?

- Nada ainda me atraiu de fato - O lúpus sussurrou - E você?

O menor negou levemente com a cabeça, recebendo um selar em sua testa.

Jungkook respirou fundo olhando para a frente. Estavam em um precipício. A vista do local era incrível.

Era como uma represa, a água era em um tom de azul meio esverdeado. O casal estavam sentados em cima de uma toalha. Jungkook estava apoiado em uma árvore, e o Park estava sentado entre suas pernas.

O cabelo rosado jogado sobre os olhos, o bico fofo nos lábios, enquanto encarava a paisagem a sua frente.

O sol estava quase se pondo. Os tons de laranja e rosa, se misturavam no céu azul, quase sem nuvens. A claridade do sol iluminava o rosto bonito do ômega. Jungkook não conseguia desviar os olhos daquela visão.

Jimin se virou, encarando o marido, que respirou fundo, alisando a bochecha gordinha do menor.

- Você é tão lindo - Jungkook sussurrou - Eu realmente, me sinto feliz. Feliz porque estou aqui, com você. Eu não poderia ter encontrado pessoa melhor, você é tão perfeitinho - O lúpus puxou o menor mais para si - Seu sorriso é lindo, seus olhos são lindos, e ficam ainda mais quando você sorri. Seu cabelo é lindo, seu corpo é lindo, seu tamanho deixa você lindo, até suas mãozinhas são lindas e fofas - Jungkook beijou rapidamente os lábios do rosado - Obrigado. Obrigado por seu meu namorado, meu noivo e meu marido. Obrigado por me aguentar mesmo quando eu sou insuportável com você, obrigado por não desistir de mim, mesmo com minhas crises de ciúmes, obrigado por me dar uma família, me amar, e cuidar de mim, obrigado por esse bebê que vai nascer, e pelos outros que virão. Simplesmente, obrigado por ser você. Por me aceitar.

Jimin sorriu segurando o rosto do marido, e juntando ambos os lábios. O beijo calmo, transmitia o que cada um sentia. O ômega podia sentir claramente, o amor que emanava do corpo do marido, pela marca. O simples toque do alfa o fazia se sentir assim. Se sentir especial. Se sentir amado.

- Você foi a única pessoa que realmente me salvou de tudo - O Park se sentou de lado, se acolhendo nos braços do marido, enquanto se apoiava no tronco forte do moreno, e descansava seu rosto no pescoço do mesmo - Eu poderia nem estar vivo agora, eu poderia estar em depressão, ou algo muito pior. Você foi minha salvação, você me ajudou, e principalmente, me amou mesmo que como amigo. Mesmo que não tivéssemos nada no começo, você ficou do meu lado, se meteu em um monte de confusões só para me defender - O Park suspirou beijando o maxilar do marido - Tudo com você se tornou melhor, até às aulas insuportáveis, só em saber que eu veria você lá, já era um motivo para me deixar feliz. Eu realmente agradeço. Agradeço por você ter sido a melhor pessoa que eu conheci na minha vida, agradeço porque você não olhou para o meu corpo, você simplesmente me amou pelo que eu era. Eu amo você, amo muito. Obrigado por ser meu amigo, marido e pai dessa ômega que logo logo vai nascer, e ver o quanto ela é sortuda por ter você como pai dela.

- Te amo - Jungkook sussurrou juntando ambas as testas.

O casal voltou a encarar a paisagem. O sol já sumia no horizonte, e os dois apenas permaneceram ali, abraçados.

Mesmo que a vida de ambos fosse simplesmente um grande clichê, eles sorriam por viver nesse clichê, não se importavam.

O sentimento era verdadeiro, o amor que ambos sentiam, era verdadeiro e impossível de explicar com clareza.

Aquecia ambos os corpos. Aquecia os corações. Não importava quantos anos ficariam vivos, o que realmente era importante naquele momento, era o presente. O passado já foi, e o futuro, somente Deus sabe. Somente ele tem o controle.

Poderiam existir milhares de obstáculos, mas nada faria que o amor que sentiam diminuísse ou acabasse.

Um, dez, cinquenta anos. Nada, absolutamente nada mudaria o sentimento, que não somente os humanos, mas também os lobos sentiam.

Estariam juntos até os últimos dias de suas vidas, simplesmente porque se amavam. Não era um amor egoísta, falso. Era um amor verdadeiro.

Não se importavam com as pessoas, com o preconceito, ou com a homofobia. Se preocupavam simplesmente em se amar, em mostrar que um completava o outro.

Seria assim, para sempre, porque o sentimento quando verdadeiro, nada muda.

Seria assim, enquanto houvesse a marca, e houvesse as lembranças do que puderam, e iriam viver ao lado um do outro.

Seria assim, até os últimos dias de vida de Park Jimin, e Jeon Jungkook


Fim.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...