História O Melhor de Mim - Capítulo 81


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), IKON, Pentagon (PTG)
Personagens B.I, Bobby, E'Dawn, Hong-seok, Hui, Jeon Jungkook (Jungkook), Jin-ho, JiU, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Kino, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Shin-won, Woo-seok, Yuto
Tags Bts, Dreamcatcher, E'dawn, Hui, Hyojong, Jhope, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Kim Hyojong, Kino, Kook, Namjoon, Pentagon, Suga, Taehyung, Yoongi, Yuto
Visualizações 503
Palavras 2.626
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura xuxus ❤

Capítulo 81 - Término


Fanfic / Fanfiction O Melhor de Mim - Capítulo 81 - Término

Acordo e me sento na cama esfregando os olhos

E'dawn - Bom dia - diz o garoto ainda deitado mas já acordado 

- Bom dia, dormiu bem ? Não tá de ressaca ?

E'dawn - Parece que minha cabeça vai explodir de tanta dor.

- É bom descer e pedir um chá - levanto da cama e vou até a mala procurar uma roupa para ir ao encontro de Taehyung na ponte

E'dawn - Vai sair ?

- Sim. Tae me mandou mensagem ontem antes de dormir. Quer que a gente se encontre hoje lá no local onde pegou o gato. Quer conversar logo sobre o nosso caso.

E'dawn - Mas por que lá ? Por que não marcaram de conversar aqui no Hotel mesmo ? - pergunta com uma expressão curiosa levantando a sobrancelha esquerda em quanto me olha.

Ele disse que ia cedo lá porque queria procurar algum dono pro Myu. Falando nisso, tem que pegar alguma coisa pra ele comer lá no refeitorio. 

Termino de escolher a roupa e pego a toalha e ando em direção ao banheiro para fazer minhas higienes e me arrumar.

Assim que termino de me vestir e arrumar o cabelo saio do banheiro e me sento na cama para calçar o tênis. E'd esta sentado agora na cama com o gato no colo fazendo carinho.

E'dawn - Você tá preparada ?

- Acho que sim...esses dias longe do Tae e até ontem mesmo no aniversário foi bom pra eu ver que eu não sinto mas aquilo do inicio. Que eu...não amo o Taehyung como namorado, mas sim como um bom amigo. 

E'dawn - Vai falar pra ele sobre o que aconteceu com o Bobby ? - o garoto levanta da cama colocando o gato no chão e entra no banheiro para escovar os dentes

Respiro fundo, infelizmente seria necessário. Não queria terminar o relacionamento e ainda manter isso escondido dele. Não sei qual seria a sua reação, talvez fica-se chateado por eu ter lhe escondido. Começo a me preocupar se caso ele não entendesse os meus motivos de ter demorado para lhe contar sobre isso.

- Sim... só que, to com um pouco de medo da reação dele...

E'd sai do banheiro enxugando o rosto com a toalha e se senta do meu lado.

E'dawn - Você sabe que deveria ter falado isso bem antes não sabe ?

- Sim E'd, você também parece não deixar eu esquecer disso - digo frustada passando a mão no rosto 

E'dawn - Quer que eu vá com você ?

- Ta preocupado ?  

E'dawn - Não sei, tó sentindo uma coisa estranha. Sei lá uma intuição.

- Nossa, não sabia que acreditava nessas coisas - pego o celular e os fones que tinha ganho de Kook e coloco na bolsa - não precisa, vai ficar tudo bem. Só vou conversar com ele e encerrar tudo isso - dou um beijo em sua testa - Mas obrigada. É bom saber que se preocupa.

E'dawn - Tá bem. Vou te esperar aqui com esse gatinho fofo - pega o gato novamente fazendo um cara fofa 

- Ta bem - dou uma risada feliz 

Levanto da cama e vou até a porta e saio. Ando a caminho do elevador e aperto o botão para descer para o térreo. Vou até o refeitorio que está cheio como sempre e desisto de tomar o café 

- É, parece que vou ter que comer algo na rua hoje 

Viro de volta em direção a recepção, encontro Yoongi saindo do elevador com mais alguns garotos do time, mas o garoto mal me olha. Passa direto e ignora como se eu não estive-se ali. 

- Nossa... 

Confesso, doeu um pouco em ver ele me tratando dessa forma. Ainda mais depois da conversa que tivemos ontem em meu aniversário e o garoto me perguntou se eu sentia algo por ele. Sentia algo, mas ainda era tudo muito confuso dentro da minha cabeça, mas sabia que assim que me resolve-se com Taehyung as coisas ficariam mais claras. 

''Eu espero que se resolva logo e tome a melhor decisão pra você''

Lembro das palavras que o garoto disse em meu ouvido quando me abraçou no aniversário.

- É isso que estou indo fazer agora senhor Yoongi - penso alto

Assino meu nome na lista da recepção e vou andando até a estação. Já tinha feito esse caminho tantas vezes que já estava acostumada, até mesmo decorei a pronuncia para comprar os bilhetes. Estava me sentindo uma verdadeira fluente em Japonês

- Nós meus sonhos talvez - penso alto

Entro no trem que me levaria até Sumiyoshi Taisha onde encontraria Taehyung. Pego o celular na bolsa e os fones que Kook me deu e vou ouvindo música. Já chegando bem próximo envio uma mensagem para Tae 

~ Mensagem On ~

S/n - Tata ? 

Tae - Hm ?

S/n - Já estou bem próximo. Encontro você na ponte mesmo ?

Tae - Sim. To aqui te esperando 

S/- Ok 

~ Mensagem Off ~

Achei que ele foi um pouco ríspido nas mensagens mas está tudo bem, acho que realmente não seria uma conversa tão boa no final.

- Era pra eu ter deixado o E'd vir comigo... 

Olho para a foto de papel de parede do meu celular. Era a foto que Jimin tirou no shopping em que eu e Tae estavamos nos beijando. Fico olhando por um tempo. Nos dois dávamos tão certo...

Balanço a cabeça tentando deixar os pensamentos para lá e dou play  em uma música do The Cure e saio do trem que já chegou na estação. Vou ouvindo em quanto ando até a ponte e assim que chego próximo a ponte  já consigo ver Tae. 

O Garoto está no meio da ponte com os braços encostados no arco em quanto mexe em seu celular, está com uma bolsa atravessada de lado que ele sempre usava quando estava com a sua câmera. Fico lhe olhando de longe por alguns minutos. Lembro de como lhe conheci no primeiro dia de aula e fui rude com o garoto pensando que ele estava tentando me zoar ao dizer que gostava de ''coisas diferentes'' mas logo após isso me senti mal pois ví que não foi sua intenção. Lembrei da oferta de paz com o refrigerante, ele me ajudando a descobrir quem era a pessoa que escreveu o bilhete que alias acabei desistindo de saber quem é, o carinho e o cuidado que Tae me deu era tão grande e bonito que eu realmente me apaixonei pelo o garoto, não chegou a ser amor infelizmente, mas eu me sinto feliz de meu primeiro beijo ter sido com ele.

Tae me vê e eu aceno para ele. Dou passos lentos até a ponte, iria terminar uma parte da história da minha vida agora e esperava que fica-se tudo bem depois. 

- Oi - sorrir gentilmente para o garoto a sua frente

Tae - Oi S/n... tá bonita - sorrir de lado mas com a expressão desanimada e retira os fones

- Obrigada Tata, você também... O que tá ouvindo ?

Tae - Uma música que ouvi com você uma das vezes que fui na sua casa. 

- Qual ?

Tae - Not in love do Crystal Castles com o Robert Smith 

- Ela é muito boa, ainda mais por ser o Robert que tá cantando

Tae - Sempre curtiu músicas antigas né ? - sorrir ainda desanimado

- Uhum...eu tava te olhando de longe, lembrei de bastante coisa.

Tae - Que bom - balança a cabeça olhando para baixo - Eu também pensei em muita coisa nesses dois últimos dias, mas só que ontem aconteceu uma coisa que fez tudo mudar totalmente - olha para a garota forçando um sorriso 

- O que aconteceu ? 

Tae - Que tal você me falar o que você pensou primeiro ?  

Respiro fundo e começo a lhe dizer o que sinto. No final iria lhe contar sobre Bobby.

- Tae...nesses dois últimos dias eu consegui reparar bastante mudança em mim, nos meus sentimentos por você... eu, eu gosto de você... mas não como namorado - engasgo, as palavras parecem não querer sair - Você sempre foi um ótimo namorado tirando a parte do ciumes, sempre esteve comigo, sempre me ajudou e me deu carinho. Sua preocupação comigo foi a coisa que mais fez eu me apaixonar por você no inicio mas depois você começou a perder o controle, qualquer coisa já era motivo pra ciumes ou cuidado em excesso... Eu não quero mas ser sua namorada Taehyung.

O garoto ouve tudo com uma expressão seria e assim que termino de falar ele balança a cabeça a abaixando e olhando para o lado 

Tae - E em quanto a confiança ?

- Hm ? Como assim ?

Tae - Você confiava em mim ? 

- Claro que confiava em você 

Tae - Mentira - Olha para os olhos da garota com a expressão seria.

Fico sem palavras, não conseguia entender o porque de tal acusação 

- Não eu não to mentindo - falo nervosa

Tae - Sera ? - sorri de forma debochada - Se confiava tanto em mim, por que não me contou sobre o Bobby ?

Meu coração dispara, sinto meu corpo ficar estático, sem reação

Tae - É verdade não é ?

 O olho de forma assustada. Não acreditando que aquilo estava acontecendo, como ele soube ? Quem lhe contou? Por que deixei para ser a última coisa que iria lhe contar hoje ? Um turbilhão de perguntas se passam em minha cabeça e fico sem reação.

Tae - Acho que o teu silencio já responde tudo - balança a cabeça de forma negativa olhando para o lado - Sabe o que foi o pior de tudo isso ?

Fico em silencio, nesse momento as palavras não saem de minha boca, penso muito mas nada sai 

Tae - O pior de tudo é saber que praticamente todo mundo a minha volta sabia. Que o E'dawn , Kino e até ... - o garoto para a fala e engole a seco a dor que esta sentindo no momento - Até o Suga fez alguma coisa, te defenderam de alguma forma, batendo no cara, te mantendo longe dele ou até te aconselhando... e eu ? Eu não fiz nada, não fiz nada porque eu nem sabia o que tava acontecendo com a minha própria namorada. O pior foi descobrir por outra pessoa o que tava acontecendo

- T..Tae eu ia te contar 

Tae  - QUANDO ? - olha para a garota - Por que 6 dias já se passaram desde o dia que isso aconteceu com você e você não parecia nenhum pouco preocupada em me contar nada... Você não precisa mesmo de mim na sua vida S/N, você já tem alguém que te ouve, te da carinho, te protege... te da conselhos, e até faz você sorrir. Mas da forma que eu cuidava de você.. -balança a cabeça negativamente - Eu realmente amava você. 

Seus olhos estão cheio de lagrimas mas o  garoto se matem forte e olha para cima respirando fundo, o mesmo fecha os olhos por alguns segundos e depois volta a olhar para mim. Eu queria saber o que se passa em sua cabeça agora.

Taehyung respira fundo novamente e solta o ar pesado pela a boca. Leva as mãos até o pescoço e retira o colar que fazia par com o que ele tinha me dado no dia que me pediu em namoro.

Tae - Você tinha uma pessoa... que você podia confiar Raposinha - sorrir e uma lagrima cai de seus olhos - Mas você não quis que eu fosse essa pessoa...

O garoto se aproxima do arco da ponte em que estava encostado e enrola o colar e fecha o mesmo que fica pendurado no local.

Tae - Eu te amei S/n - se aproxima da garota - Eu realmente te amei... você teve o melhor de mim 

Taehyung da um beijo em minha testa e vai embora me deixando sozinha na ponte

Desabo, todas lagrimas começam a cair. Coloco a mão na boca tentando segurar o choro de alguma forma mas é em vão, uma dor no peito vai crescendo, uma culpa, um sentimento de que perdi uma pessoa que era especial para mim e não teria ela de volta como meu amigo. No meu medo de não querer que ele soube-se e de querer protege-lo, acabei destruindo tudo. 

Olho para o colar que ele pendurou e para o meu, leio a frase que estava o tempo todo perto de mim mas que eu sempre a ignorava. 

Uma senhora passa em meu lado e diz várias coisas em Japonês que eu não entendo, parece estar preocupada com o meu estado mas eu infelizmente não sei como responde-la. Balanço a cabeça e ouço ela falar uma palavra que sei o significado 

- Mizu ( água )

A gentil senhora coloca sua mão em meu braço e eu lhe sigo até uma banquinha de comida e ela me da um copo d'água. Bebo lentamente, respirando fundo mas o choro não para. Ela passa a mão em minha testa e diz palavras que eu gostaria muito de entender. 

Passa alguns minutos e eu lhe agradeço, pelo menos isso eu sabia falar. Ando pelo o local ainda com uma dor e um sentimento pesado no peito. Eu tinha ido terminar com Tae e sabia que iria me sentir triste depois disso mas não ter lhe dito logo a verdade foi o que me doeu. Me dou ver o seu estado e o quanto esperava que eu confiasse nele  e lhe fala-se as coisas. Eu carregava um medo tão grande dentro de mim e esse medo acabou ferrando tudo.

Não sei por quanto tempo mas fiquei andando pelo o local e vou tendo lembranças do dia que passeamos por aqui. Lembro da sua loucura ao pular a grade para pegar o gato que agora estava dormindo no meu dormitório. Lembro de sua empolgação ao fotografar e até do momento em que conversamos e lhe contei sobre o meu irmão... 

Fico sentada em um banco um pouco longe perto de algumas árvores, não aguentando mas segurar o choro que estava entalado. Respiro fundo pois começo a sentir a ansiedade querendo chegar pra se aproveitar do momento. Aquela voz dizendo o quanto eu merecia estar passando por tudo aquilo.

É tudo culpa sua .... Você merece .... Você não consegue fazer ninguém feliz ... 

- Para - falo com um tom baixo e um pouco desesperado e baixo a cabeça

Ouço algumas pessoas falarem com um tom mais alta como se estivessem chamando a atenção de alguém. Começo a pensar que é para mim, talvez fosse proibido ficar sentado a onde eu estava. Tento ignorar os sons e sinto minhas mãos tremerem e já começo a ficar sem ar, as lagrimas voltam a cair e vou desabar a qualquer momento. 

As lagrimas voltam a cair sem controle, cubro o rosto com minhas mãos para que ninguém veja o meu sofrimento e as lagrimas escorrendo do meu rosto. 

- Por que eu fui tão idiota ? Por que ? - balbucio já não controlando o choro 

E'dawn - Você não é idiota 

Tiro as mãos do meu rosto e olho para o lado. E'd esta sentando ao meu lado, não sei como nem por que, não perguntei. Ele me puxa para um abraço e começo a descarregar tudo o que estava sentindo. Cada lagrima, cada choro entalado na garganta. 

O garoto me abraça forte e com uma das mãos faz carinho em minha cabeça tocando em meus cabelos.

E'dawn - Vai ficar tudo bem...

Eu sabia que iria, mas naquele momento eu só queria chorar. 


Notas Finais


A música que o Tae estava ouvindo, com a tradução ♡

https://youtu.be/js7063eOlEA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...