História O melhor disfarce - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sherlock
Personagens Dr. John Watson, Sherlock Holmes
Tags Bromance, John, Johnlock, Projec, Projec17, Romance, Sherlock
Visualizações 138
Palavras 238
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drabble
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Proooooojeeeec... 17!

Assisti o 2x2 hj e sei lá, quis escrever sobre os dois kkkkk mas não era bem isso...

Capítulo 1 - Eu tenho a chave do quarto de vocês


— E como você espera que consigamos isso? — perguntou John, ao entrar com o detetive no hotel.

— Hey! — Sherlock ignorou a pergunta do companheiro e foi em frente, chamando a atenção do atendente. — Eu te liguei mais cedo. Eu sou Steve e este é meu namorado, John.

O doutor arregalou os olhos, mas foi incapaz de dizer qualquer coisa.

— Ah, sim! Tenho aqui a chave para o quarto de vocês! — o atendente sorriu exultante, indo buscar a tal chave.

— Que diabos é isso? — sussurrou John, não tão irritado quanto ele queria. Perplexo.

— Eu precisava de um disfarce — explicou Sherlock, entrelaçando os dedos de sua mão nos dedos de John. — As pessoas dizem isso o tempo todo, deve ser fácil de acreditar.

Mais uma vez as palavras sumiram da boca de John, e ele só conseguiu ficar parado, sentindo sua mão inteira formigar.

— Aqui está a chave de vocês — sorriu  atendente. — Tenham uma boa noite!

Os dois detetives sorriram amarelo e subiram as escadas em direção ao quarto. 

— Seu pulso está acelerado, John — comentou Sherlock, como não quer nada. Mas ele nunca comentava nada sem uma boa razão. 

— Assim como o seu — respondeu John, engolindo em seco. — Este é o nosso quarto.

— Quarto 2B... Que ironia — sorriu o detetive, adentrando o quarto e deixando o sobretudo sobre a cama.

— A vida é cheia delas — murmurou John. Aquilo era uma má ideia, ele só não sabia dizer porquê. — Por onde começamos?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...