História O melhor pai do mundo - Capítulo 1


Escrita por: e Ahlai

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Taehyung (V)
Tags Debut Da Ahlai, Desafio!golden, Dia Dos Pais, Droubble, Goldenpjct
Visualizações 219
Palavras 629
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Fluffy

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello bebês, jaz aqui uma autora muito soft hahahah estou feliz em estar participando desse projeto incrível e que me recebeu muito bem. Essa é minha estréia no Golden e espero que vocês gostem da pequena droubble que fiz para comemorar os dias dos pais!

Enfim, boa leitura.

Capítulo 1 - Para você, TaeTae - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction O melhor pai do mundo - Capítulo 1 - Para você, TaeTae - Capítulo Único

Eu gostaria de ser chamado de pai algum dia, sabe? Meu genitor diz que apenas o som da palavra Pai, saindo de minha boca, traz um sentimento inigualável para si e ele disse que gostaria que eu sentisse isso um dia. Mas, pelo que vejo, esse sentimento está longe de ser consumado, já que minha querida namorada, Suzy, já tem um filho e, segundo ela, não planeja ter outro tão cedo. Digamos que, o pequeno Taeyang não é uma criança muito quieta, claro, como qualquer outra na idade em que ele se encontra.

Minha mãe sempre disse que, criança alegre é sinal que está com boa saúde, e em várias vezes, vi o quanto ela estava certa, afinal, Taeyang quando está doente, não levanta nem para comer, o que nos deixa bastante preocupados.

Agora ele está sentado no chão, escrevendo ou desenhando algo em um papel azul. Suzy está trabalhando e eu fiquei com o pequeno Taeyang, já que a mãe dela tinha uma consulta importante hoje.

Ele sorrir ao constatar algo naquela folha, o sorriso parecia iluminar todo seu rosto, inclusive seus olhinhos negros que brilhavam enquanto ele dobrava o papel no meio e colocava dentro de um pequeno envelope, que provavelmente, será mais uma cartinha que ele daria para Suzy, como fez na última vez. Sem perceber, acabei sorrindo junto a ele, parecia automático, não sei explicar. Para mim, Taeyang é como um filho, de verdade. Eu o trato como se ele realmente fosse meu, do meu sangue.

Lembro-me bem da primeira vez que o vi, ele tinha apenas 4 anos e parecia curioso com tudo a sua volta, principalmente em relação à mãe. Quando ela disse que eu seria seu tio, ele perguntou com a voz fofa, o porquê, e ela respondeu um simples: agora ele é o segundo homem da minha vida. E ele apenas assentiu, mas não antes de dizer sorrindo, que o primeiro era ele. Sinceramente, não me importei de ser o segundo, pois com o tempo, vi que Taeyang também ocupava o primeiro lugar no meu coração como filho e mesmo que um dia eu chegue a me separar de Suzy, isso não irá mudar. Também lembro-me do quão difícil foi no começo, a desaprovação de algumas pessoas que se diziam meus amigos, pois para eles, não era certo eu namorar uma mulher solteira e com filho, era errado. Isso nunca fez diferença para mim, eu gosto disso, dessa família, do amor que recebo deles a mais de 1 ano, eu gosto, e é o que importa.

Sou tirado de meus devaneios quando sinto a mão de Taeyang na minha perna, puxando minha bermuda.

 

— O que foi, pequeno? — pergunto, ajudando-o a sentar-se no sofá, ao meu lado.

— Toma. — ele ergue o envelope branco, com alguns adesivos de super-heróis em minha direção e o olho confuso.

— Quer que eu entregue para Suzy? — pergunto, mas ele negou com a cabeça.

— Para você, Taetae. — ele diz sorrindo e arregalo meus olhos, surpreso.

Eu pego o envelope de suas mãos e abro, retirando o papel azul dobrado dentro, então percebo que o que ele estava fazendo, era para mim. O olho mais uma vez e ele continua sorrindo, olhando para minhas mãos. Ajeito o papel e vejo que há um desenho nele: uma mulher, um homem e um garotinho no meio deles. Com uma frase embaixo: Família Kim. Mama, Papa e eu. Você é o melhor pai do mundo.

Sinto meu coração falhar uma batida ao ler aquelas palavras tão cheias de significado para mim. Olho para Taeyang e ele sorri, pulando em cima de mim e abraçando meu pescoço, para logo dizer a palavra que jamais imaginei sair de sua boca:

— Feliz dia dos pais, papai.

 


Notas Finais


Gostaria de agradecer a @LULLABYX pela betagem e a @Mayuah pela capa e banner maravilhosos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...