História O meu colega de quarto. - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Alex, Dálmata, Hentai, Lemon, Pastor Alemão, Yaoi
Visualizações 32
Palavras 555
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Festa, Ficção Científica, Fluffy, Harem, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Antes de partir ...


POV Alex.

Acordei no meio da noite, sentindo a tesão correr pelo meu íntimo. Meu CIO começou mais cedo, nessa temporada. Abri minha mala, achando minha caixa de “ toys ”. Peguei meu vibrador rotativo, o introduzi em meu interior, sou muito apertado. Eu já fiz isso várias vezes, mas sempre é tão dolorido.

- Awww … por que isso sempre doi?- Eu me pergunto, fazendo uma expressão de dor. Peguei o pequeno controle do vibrador, e o liguei. As vibrações constantes em meu bumbum, me fazia gemer. Sem querer, aumento as vibrações, senti uma lágrima escorrer pelo meu rosto. Comecei a me masturbar ( N/a: eu não sei o nome daquele negócio que guarda o pênis dos cachorros. Se alguém souber, me diga? Obrigado!), brincava com meus mamilos, os apertava lhes fazendo ficar meio inchados. Continuei com isso, até que percebi algo. Estava lactando, última líquido branco escorriam pelos meus mamilos, descendo pelo meu peito.

- Awww … ahh …- Eu tentava conter meus gemidos, cheguei ao meu ápice, gozei sobre meu abdômen, não resisti a lamber minha semente, afinal que canino nunca praticou auto felação? Me deleitava com meu sabor, com o vibrador em meu interior. Até que ele entrou. Lucky, meu irmão mais novo.

- Que ômega safado!- Ele sorriu, cruzando seus braços. Alcancei o controle do vibrador, que havia caído no chão, e o desliguei. O tirei de meu interior, sujo de sangue. Isso sempre acontece quando faço isso, odeio ser virgem.

- Feche a porta!- Eu falo, tacando minha cueca em sua direção. Ele a pegou, e fungou levemente. Me surpreendi com tal ato, meu irmão, fungando minha cueca como um macho no … cio.

- Você também já entrou no cio?- Ele perguntou, acariciando seu pênis, que já estava exposto na cueca samba calção. 

- Sim!- Eu falo, me levantando da cama, peguei minha cueca, e lhe encarei. Ele sorriu, e me devolveu a cueca.

- Me pergunto, como nunca fizemos aquilo?- Ele comentou, eu, que estava virado de costas para ele, vestindo minha cueca box, me assustei.

- Isso seria bem errado!- Eu falo, virando. Ele veio até mim, se agachou e tirou minha samba calção e minha box, expondo meu pênis ainda rígido.

- Só um pouquinho, não vai nos matar!- Ele abocanhou meu pau, indo até a base, tampei minha boca com as patas, para não berrar. Ele começou a me masturbar, não resisti, me joguei na cama, ele se deitou por baixo de mim, nos fazendo ficar na posição 69.

- Hmm … glump …- Nem conseguia gemer. Senti seu dedo indicador tocar minha entrada, fazendo um movimento giratório.

- Pare.- Eu peço, meio corado. Ele tirou seu dedo dali, voltei a chupar seu pau, me deleitava com o seu sabor. Acabou que gozamos juntos, um na boca do outro. Engoli sua semente, sem manha. Ele, fez o mesmo.

- Você sabe chupar, Alex!- Ele lambe seus lábios, se contendo para não rir. 

- Você também, Lucky!- Eu sorri em resposta. Nos vestimos,  nos preparando para voltar a dormir. 

- Sorte sua, do papai ter um sono muito pesado!- Ele me encara, me vesti com uma enorme camisa, e voltei a atenção a ele.

- Boa noite, Alex!- Ele me beija a bochecha, e eu beijo a sua, lhe fazendo corar.

- Boa noite, Lucky!- Eu me deito na cama, e me cubro com edredom, me preparando para dormir.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...