História O Meu Guarda Costas - Capítulo 4


Postado
Categorias The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Personagens Arthur Pendragon, Ban, Diane, Elaine, Elizabeth Liones, Escanor, Gilthunder, Gowther, King, Margaret, Meliodas, Merlin, Personagens Originais, Veronica
Tags Melizabeth
Visualizações 43
Palavras 658
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


boa dia ☀️
boa tarde 🌅
boa noite🌙
espero que gostem
e boa leitura
❤❤❤❤❤

Capítulo 4 - Stranger


Fanfic / Fanfiction O Meu Guarda Costas - Capítulo 4 - Stranger











Chapter IV







Stranger

"estranho"



















No capítulo anterior...:



Meliodas- solta ela...


Bandido-e vai fazer oque?











[...]






















POV. Elizabeth on



isso esta me cheirando mau...no primeiro dia do Meliodas já esta tendo assaltos... isso é muito estranho... os caras são burros ou...


...isso foi programando - penso enquanto meliodas fica negociando com o cara...

é óbvio oque ele vai fazer... ele vai dar o falso voto de confiança uma estratégia um tanto peculiar ... primeiro é a negociação...


Meliodas: vc nao precisa fazer isso... 


bandido 1: então largue a arma- fala pressionando a arma na minha cabeça...


vey que tédio ele poderia ser um pouco mais rapido... é simple... ta o segundo passo é levantar a arma para cima como um jesto de rendimento assim resultando o afrouxamento da arma do oponente...


Meliodas- aqui...- levanta a arma



disse... kkk que imprevisível... antes do terceiro passo eu vou dar uma esquentada nas coisas


Elizabeth- ei cara... - falo sussurrando 


bandido 1:cala a boca 



Elizabeth-calma eu so quero falar uma coisa...-falo me aproximando no ouvido dele- atire, pode atirar em mim... mas se fazer isso, todos seus amiguinhos da sua gangue fajuta morre... então escolhe ou eu te obrigo a força ou vc desiste- falo perversamente em seu ouvido


ja estou acostumada com essas coisas... entao é simples... é só brincar com o psicólogo do cara... a mente humana é tão fácil de enganar e frágil .. todos aqui diante de mim só passam de primatas segurando uma arma... é só oferecer uma banana é esta tudo acabado...



mas calma nao sou tao tola assim... nao vou me exibir logo no primeiro dia... quero ver oque o novato vai fazer-penso olhando em direção a Meliodas



terceiro:com o afrouxamento da arma do oponente vc tem a chance de 50% de matar o atirador... sim é arriscado mas divertido de assitir... vamos ver se o Mely tem coragem de matar ja no primeiro dia...



Meliodas faz uma sinal para eu ir um pouco para o lado... que imprevisível... tenho ter dó de ver...é só matar o cara



Meliodas:ok ok...-fala antes de sacar a arma e atirar no ombro do bandido o impulsionando para trás  quebrando uma das mesas... sacanagem... eu gostava dessa mesa...



Meliodas: ELIZABETH VEM ATE AQUI- meliodas grita enquanto eu vou calmante para o balcão, e por em quanto os outros bandidos pege seu amigo que foi jogado para parede e foge


estou com presentimento que nao vai ser a ultimas vez que verei eles... ou seja mais uma coisa para lidar sozinha pq minha equipe é  imprestável. mas  o estranho é que ninguém chamou a polícia e meliodas nem os parou mas paciência 



Eu:ta ta ja vai...-falo indo em direção  ao balcão do servico ao cliente



Eu:me desculpe mesmo moça... irei pagar a refeição de todos e a mesa-coloco 10 notas cem na mesa.



Moça:oooo-kkkaaayy-fala gaguejando



repondo com um sorriso amigável e passo por meliodas falando



eu:pensava que seria mas divertido mas na vdd foi um pouco entediante... tirando isso foi bem no primeiro dia...-falo saindo do café e indo sentar no banco de madeira que tinha na frente do café e ligo para o motorista...



enquanto ligo para ele eu penso: 



mas uma coisa que nao cheira nada bem... só utilizamos essa estratégia quando sabemos das informação do atirador, se ele é doente mental, psicopata, sociopata, ou um bêbado, só eles poderiam fazer essa idiotice de assalta uma cafe de terceira categória...


mas o cara no meu lado(bandido) não tinha nenhum indicio desses problemas, e deu para perceber que ele estava bastante sã na decisão de suas escolhas. e nem senti cheiro de álcool, e se ele tivesse alguma doença eu percebiria ja lidei com pessoas assim e com esse conhecimento ele teria feito alguma ação previsível ou idiota, ou te teria me matado sem exitacao mas nao aconteceu...


com certeza tem alguma coisa por traz e eu vou descobrir e quando descobrir quem esta por traz disso... eu espero que ele(a) ja esteja fazendo suas preçes


POV. Elizabeth off




















continua??








































Notas Finais


desculpa pelo tamanho e pelos erros de ortográfica
por favor comentem
e ate o próximo cap
❤❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...