História O meu marido idiota! - Capítulo 29


Escrita por:


Capítulo 29 - Voltando pra casa.


      Narrado por Taehyung  


 

Três dias depois eu pude trazer Jungkook pra casa. Não ta sendo fácil aceitar que ele não se lembra de mim. Nós passamos por tantas coisas juntos e temos três frutos do nosso amor. Nem dos nossos filhos ele lembra por causa desse maldito acidente.

Eu não deveria ter discutido com ele naquele dia, assim ele não teria saído irritado daquele jeito. A culpa é minha.

Estaciono o carro na garagem de casa.

- É aqui que eu moro? - Perguntou Jungkook olhando a casa com a boca aberta.

- É aqui que a gente mora. - Corrigi.

Jungkook me olhou mas depois abaixou a cabeça.

- O que foi? - Pergunto pra ele.

- Você fica me pressionando. - Jungkook diz irritado. - Eu não lembro, para de ficar me corrigindo.

Suspiro pesado. - Vem. Vamos entrar! - Digo saindo do carro.

Jungkook saí do carro e entramos em nossa casa. As meninas logo vieram correndo nos abraçar, como sempre faziam.

- Braço papai. - Pediu Junghee esticando os bracinhos pra Jungkook.

- Papai? Ela é minha filha? - Perguntou Jungkook pegando nossa linda Hee nos braços.

Peguei Hyuna nos braços e me aproximei dele.

- Essa que você está segurando é a Junghee e essa que eu estou segurando é a Hyuna. Elas são as nossas filhinhas gêmeas.

- Papai kook não se preocupe, eu e a hyu vamos achar o vento malvado que levou suas memórias.  - Diz Junghee abraçando Jungkook.

Jungkook segura Hee em um braço e com o outro pega Hyuna.

- Vocês são muito lindas sabiam? - Elas concordam com a cabeça e Jungkook ri. - O papai não lembra de vocês agora mas eu prometo me esforçar.

Jungkook era um pai babão e não existe nada que possa mudar isso.

- Nós temos um garoto também. Ele deve está no quarto dele, vem. - Digo.

Jungkook coloca as meninas no chão e elas correm pra continuar brincando com suas bonecas no tapete da sala.

Subimos as escadas lado a lado.

- Quantos anos o nosso filho tem? - Perguntou Jungkook me olhando curioso.

- Ele tem 11. - Digo sorrindo por o moreno já parecer está se acostumando.

- E as meninas? - Perguntou Jungkook.

- Elas tem 5. - Digo.

- Você que......deu a luz a todos? - Jungkook pergunta meio tímido.

- Não. Eu dei a luz ao Junghyung e você deu a luz a Junghee e a Hyuna. - Digo sorrindo.

- Ah. - Diz Jungkook.

Abro a porta do quarto do Junghyung lentamente, para caso ele estivesse dormindo não acorda-lo. Ele estava na escrivaninha estudando.

- Filho, olha quem ta aqui. - Digo.

Junghyung tira os olhos do livro e olha em minha direção. Logo seus olhos param em Jungkook e ele se levanta correndo pra abraça-lo.

Diferente das irmãs menores, ele entendia o que estava acontecendo e está triste com isso, assim como eu.

- Papai! Senti saudades e fiquei muito preocupado. - Fala ele agarrado às pernas de Jungkook.

Jungkook se abaixa na altura do nosso pequeno para poder abraça-lo direito. Junghyung acabou chorando e Jungkook também. Eles sempre foram mais apegados um ao outro e as meninas são mais apegadas a mim. Mas todos nos amamos na mesma proporção.

Saí do quarto para dar mais privacidade a eles. Fui preparar o almoço para logo depois dar banho nas meninas.

                 

                           

                              (X)

    



   - Bom, Jungkook, esse é o nosso quarto. - Digo assim que entramos no cômodo. Aqui me traz tantas memorias. - Entendo que como não se lembra de mim você se sinta um tanto desconfortável de dormir comigo. Mas o médico disse que é bom continuar com a nossa rotina pra ajudar você a lembrar e trazer bons resultados ao tratamento.

Jungkook olha o quarto, depois olha pra mim e morde o lábio inferior. O desconforto estava bem visível.

- Sei que o médico disse que é bom continuar com a nossa rotina mas......peço que não me toque de uma maneira muito íntima. Ainda não me acostumei com a ideia. - Diz Jungkook me olhando sério.

- Não prometo nada Jungkook mas pegarei leve com você. - Digo sorrindo sacana.

Ele me olhando surpreso e confuso. Eu caminho até o closet e tiro de lá a roupa que ele gostava de dormir.

- Toma. Aqui é seu pijama e aquela porta ali é o banheiro. Pode ir lá tomar banho.

Jungkook concorda com a cabeça e vai pro banheiro. Enquanto ele tomava banho eu separei minha roupa de dormir e passei ferro na minha farda do trabalho. Quando estava colocando o jaleco no cabide pra por no closet Jungkook aparece me olhando como se quisesse algo.

- O que foi amor? - Pergunto e termino o que estava fazendo.

Quando olho pra ele vejo que estava sem graça.

- Eu não sei qual é a minha escova de dentes. - Reclamou Jungkook.

Caminho até o banheiro e pego a escova verde com branco.

- Essa verde é a sua e a vermelha é a minha. - Digo sorrindo e entrego a escova verde pra ele.

Eu tava rindo por achar fofo o jeito confuso dele. Eu to rindo mas é com respeito.

Saio do banheiro mas quando vou arrumar a cama percebo que estou com a minha escova de dentes na mão. Ri e volto pro banheiro pra guardar.

Me deparei com uma cena muito fofa; Jungkook estava surper concentrado em escovar os dentes. Ele fazia umas leves caretas que o deixava ainda mais adorável.

Meu olhar acaba descendo e eu não consigo evitar de não come-lo com os olhos. Aquela calça não era apertada mas marcava seus quadris perfeitamente e parecia deixar sua bunda maior.

Vou fazer uma pequena provocação nada que passe muito dos limites.

O abraço por trás e ele da um pulo pelo susto.

- Taehyung o que você acha que ta fazendo? - Jungkook me olhava um pouco assustado.

Isso me lembra alguma coisa.

- Estou abraçando o meu marido oras! - Digo e começo a dar selinhos em sua nuca.

Sinto Jungkook estremecer e ele tenta sair dos meus braços.

- Me solta. - Jungkook bate o pé no chão em protesto.

- Claro......mas antes eu quero um beijo de boa noite. - Digo sorrindo sapeca.

Jungkook arregala os olhos e me olha irritado.

Jungkook se vira de frente pra mim e a gente tava tão perto que sinto sua respiração no meu rosto.

- AI PORRA! - Jungkook dá um pisão em meu pé e corre pro quarto.

Guardo minha escova e volto pro quarto. Jungkook já estava embalado nos lençóis me olhando com um olhar ameaçador.

- Era só ter dito que não queria ow bolacha. Eu não ia te obrigar. - Digo massageando meu delicado pé.

- Dá próxima vez eu vou te morder. - Jungkook diz.

O olho indignado e ele empina o nariz virando a cara.

Mas Jungkook vai me dá trabalho.






Continua.....



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...