História O Meu Último Pecado - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais, Lendas Urbanas, Mitologia Brasileira
Personagens Personagens Originais
Visualizações 7
Palavras 2.085
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


!!Atenção!!

.Bullying, palavras de baixo calão, preconceito racial.

Capítulo 8 - Segredos Curiosos


Fanfic / Fanfiction O Meu Último Pecado - Capítulo 8 - Segredos Curiosos

Segredos Curiosos - Capítulo 07

17 DE FEVEREIRO DE 1974, EUA

-Bem... vamos lá para o nosso primeiro dia.

-SIM!!-exclamou- Andei muito anisosa ultimamente, nem deixei minhas unhas crescerem direito. -disse andando  rápido para entrar.

-ESPERE!-disse virando feito um jato para trás.

-Oque?-disse virando para trás também.

Viramos para trás e um grande espaço foi aberto do caminho para a entrada. Todos os que estavam agitados no pátio se aproximaram curiosos. Um homem engravatado e aparentemente alguns professores com suas maletas, apareceram no portão central da escola.

-Olha lá -cochichou Chloe- voce entrou nessa escola no ano certo! 

-Por que? -cochichei também.

-Olhe e saiba! 

O homem engravatado arrumou sua gravata preta, e pegou um microfone. Após um ataque de microfonia, ele disse:

-Silencio, por favor. 

Todos se aquietaram, por um momento.

-Sou o diretor da escola, prazer em conhecer os alunos novos. -disse olhando ao redor e depois diretamente para mim com um olhar sério.

Disfarcei um pouco o olhar, observando a entrada do pátio. Havia uma fila de adolescentes negros, esperando para entrar. 

-Temos uma grande notícia esse ano. Alguns adolescentes negros foram especialmente escolhidos para serem nosso alunos em nossa escola. Por isso -disse fazendo um sinal para a fila de jovens- digo alto e em bom som. Sejam bem-vindos!

Muitos comentários baixos e alguns altos começaram a rodar enquanto a fila passava. Alguém do meu lado, disse para outra pessoa algo como ''Por que deixam cada vez mais esses macacos entrarem em nosso território?'' Chloe resmungou ao meu lado dizendo que era alguns dos muitos babacas de nossa escola. E tentamos ignorar.

Quando a fila estava prestes a acabar, umas das últimas pessoas estava passando. Era uma jovem, com um belo cabelo, e com um passo infalso deixou um caderno cair. Algumas pessoas riram baixo, então, segui ela e peguei o caderno do chão. 

-Desculpe. Mas voce deixou isso cair.

-Ah, obrigada -pegou o caderno da minha mão e guardou em sua bolsa, seguindo seu caminho.

Voltei ao lado de Chloe. Ela sorriu para mim fazendo um sinal de paz. Voltamos a olhar para os diretores e professores. O mesmo diretor cumprimentou todos os alunos. Depois de limpar sua testa com um  lenço, falou:

-Agora, alunos, peço com todo respeito que neste ano letivo tratem como iguais todos os alunos novos. Que tenham um bom ano.

Todos as pessoas que estavam lá encima, entraram. Os alunos voltaram a conversar e alguns olhares, os parecidos com o do Onibus escolar, rodaram pelo pátio encima de mim. Chloe agarrou o meu braço e disse.

-Não liga, oque voce fez foi algo grandioso. O aluno novo ajudando alunos novos, demais!

-Aqui não fazem isso?

-Acho que não.

Voltamos a andar, e ela me mostrou a escola inteira. Me contou um pouco sobre sua vida maluca, que cruzou o EUA inteiro, parcialmente. Me mostrou meu armário, e guardei minhas coisas lá. Quando terminamos nosso passeio, o sinal tocou.

-Ah, esqueci, temos dois sinais. Um para entrar na escola e outro para entra na sala.- disse tirando o tenis no meio do corredor e colocando uma meia esquisita.

Olhou para cima, e deu risada.

-Bobo, achou que ia tirar minha roupa?

-Não, por enquanto não. Aliás, porque colocou essa meia?

-È para esportes. Participo do clube de esporte. -disse levantando e olhando para trás, com alguém que devia ter a cotucado.

-Albert! -disse abraçando a pessoa.

Olhei para o lado, deixando ela á sós com a situação, e vi um grupo de caras me encarando. Fiquei espantado na hora, mas encarei também. Quando fui perceber, Gilbert também estava lá. Olhei de cima para baixo de Gilbert. Ele desencostou do armário e andou com seu grupo. Não sei oque significou aquilo, mas senti um pouco de fúria do grupo no ar. Foi quando ouvi uma voz ao fundo me chamando, e depois, definitivamente ouvi gritando em minha orelha.

-JHONES! Em que planeta estava?!

-Ah, nenhum.

-Quero lhe apresentar, Albert! 

Era um adolescente de cabelos loiros, pele branca e com algumas sardas no rosto, usava um óculos meio redondo. Aparentemente, era meio baixinho, do tamanho de Chloe. Eles pareciam irmãos, se não fosse a diferença da cor de cabelo.

-Prazer. Me chamo Jhones.

-Ouvi muito de voce, por conversas por aí -disse empurrando o óculos para endireitá-lo- disseram que voce é meio... meio...

-...Louco? Maluco? Coisa parecida?

Chloe olhou com cara de brava para Albert, dando uma cotovelada no braço dele.

-Pode falar. -disse

-Bem, era mais ou menos isso.

-Quem disse isso para voce?

-Não vou mentir. Mas aqui nessa escola, os segredos acabam rápido. Se voce tem algum segredo, não confie para qualquer um aqui. Ainda mais segredos curiosos.

Naquele momento, o sinal tocou. Fui em direção em minha sala, e por sorte talvez, Albert e Chloe estavam em minha sala também. Fiquei feliz. Mas não ao ponto, de Gilbert estar lá também. Sentei longe dele, para evitar qualquer constrangimento. Chloe demorou um pouco mais para entrar na sala, pois foi retocar o batom no banheiro. Quando ela chegou, algumas meninas loiras e cheias de base na cara deram risada. Chloe passou revirando os olhos e sentou em minha frente.

-Vadias... -cochichou Chloe para mim.

Não sabia, que aquele tipo de chingamento, saia da boca da pequena Chloe. Se eu falasse para ela aquilo, ela morderia minha canela. Dei risada sozinho pegando alguns cadernos e meu estojo também. Uma mulher com saia elegante e uma blusa enfiada dentro, parecida com de Chloe, apareceu na sala. Colocou uma maleta na mesa e com um giz de cera, escreveu na lousa, com uma letra elegante:

''Primeiro dia''

-Silencio, classe!

Todos se aquietaram por um momento, esperando a professora falar.

-Bem, alguns já me conhecem por algum motivo, mas mesmo assim vou me apresentar. Meu nome é Eliz e vou ser professora de língua estrangeira de voces esse ano.

Alguns comentários voltaram na sala, voltando a conversa alta. Chloe conversava sem parar com Albert, aparentemente seu melhor amigo. Olhei para ele enquanto ouvia a própria.Ele olhou para mim, percebendo que olhava ele. Disfarcei por um minuto, fingindo escrever algo no caderno, olhei para ele de novo e vi ele sem graça com a situação.

Quis me perguntar o porque, mas deixei pra lá. Olhei para o meu outro lado, uma garota loira de cabelo armado e franja prendida, estava retocando um batom vermelho. Ela olhou para mim, e disfarcei olhar para o teto.

-Silencio! Silencio!

Todos pararam de falar novamente. A professora mandou irmos para fora, escolher qual clube participaremos. Uma feira enorme estava na quadra. Segui sozinho até, lá, quando de repente Chloe apareceu com Albert, os dois rindo.

-Ah, aí está voce. Vai sozinho escolher o clube? -disse Chloe

-Ha... não sei.

-Eu até iria com voce, ms agora tenho treino. Fique com Albert! Ele te ajuda num clube ótimo! -disse piscando para mim e correndo para o grande campo de futebol da escola.

-Bem, qual clube voce queria entrar?

-Eu nunca gostei de muita coisa. Sempre tive coisas simples, e nunca me interessei por algo específico... mas acho que um clube artes ou coisa parecida poderia ser um bom início.

-Eu participo do clube de artes, poderia te ajudar... 

Senti que ele iria dizer algo a mais, mas desistiu.

-Bem, para início iria precisar de ajuda.

-Legal. Me segue então, vamos fazer sua inscrição.

Andamos um pouco, e pude ver vários clubes, de esportes, literatura, e até dança. Chegamos numa barraca, cheia de desenhos coloridos, alguns de animais realísticos, e alguns tristes. Uma moça chegou em minha frente, com uma camiseta perosnalizada do clube de artes, para chamar a atenção, e disse:

-Quer participar do clube?

-Sim, obrigado. -disse anotando o meu nome

Ela olhou meu nome, e disse:

-E seu apelido?

-Desculpe, meu nome é apenas Jhones.

-Ah entendi. Bem, as aulas e atividades do clube são...

Ela deu todas as informações. Cansei de ouvir ela. Mas ouvi, por educação. Quando ela terminou, e olhei para trás, Albert sumiu. Peguei do meu bolso um chiclete, e fui até a saída da quadra. Pude ver Chloe se alongando e conversando com algumas meninas de cabelo loiro. Voltei a passear pela escola, para observar mais o território novo. Passei á frente do banheiro masculino. Ouvi, sem querer, uma pequena discussão. E logo após o som de espelho ou vidro quebrando.

Ouvi passos de garotos saindo e a porta sendo aberta acompanhado de risos, e desviei o olhar da situação e olhei um painel cheio de folhas de guias e alguns posters. Estava começando a me concentrar no assunto do painel, quando uma voz familiar me chamou a atenção:

-Ei, voce aí mesmo!!

Olhei para o lado, e vi quatro garotos. Tres não reconhecia, mas um sim. No caso, oque sabia de rosto, era Gilbert. Ele olhava diretamente para mim, quando estava de costas, mas disfarçou o olhar, quando soube que era eu ali, colocando a mão no bolso da calça e abaixando a cabeça. Os garotos que falaram comigo, começaram a rir. Então o mesmo que me chamou a atenção, continuou:

-O seu namorado está ali dentro, te esperando mais bonito do que nunca!

Todos os garotos começaram a rir. Menos Gilbert, ele continuou sério. Todos foram embora, antes de ele ir, olhou virado para mim, e continuou a seguir eles.

Como assim, namorado? Tinha acabado de colocar as pernas naquele lugar. Como já havia criado relacionamento amoroso com alguém? Tão rápido? 

Esperei o grupo de garotos saírem do corredor, para entrar no banheiro. Quando entrei, deparei com Albert ajoelhado no chão procurando no chão seus óculos, com a mão na testa. Olhei para cima e vi o espelho quebrado, com manchas de sangue escorrendo até a pia, e algo escrito nos estilhaços de vidro, como:

''BEM VINDO A MAIS UM ANO LETIVO, BIXONA''

-Quem... quem esta ai?

-Uh... -pensei um pouco na situação por um momento- Lucas. Voce... precisa de ajuda?

-Voce esta vendo meu óculos?

Peguei rapidamente do chão, e coloquei próximo á mão dele.

-Esta perto da sua mão direita.

Quando ele pegou o óculos, arrumando eu seu rosto, percebi um grande corte em sua testa, e alguns machucados no seu rosto também. Entrei rapidamente em um sanitário e me tranquei.

-Ah... aonde voce está? -disse albert.

-Âhn... aqui.

-Bem, obrigado por me ajudar a achar meus óculos. -ouvi ele se levantar e passar a mão em suas pernas - Lucas, certo? Desculpe pela má impressão.

-Não... não foi nada. -disse começando a suar.

-Escorreguei sem querer.

-Entendo, hahaha....

-Já vou indo... até mais

-Ah... até mais.

Escutei ele andar e parar um pouco á frente do meu sanitário. E depois, voltar á andar. Ele saiu do banheiro, lodo depois.

Soltei um grande suspiro e passei a mão na minha testa suada. Sai do sanitário, vendo a cena. Peguei alguns papeis do banheiro e limpei o vidro quebrado e a frase escrita de batom vermelho. Joguei os papeis sujos fora e sai do banheiro. Tinha que contar á alguém isso, mas não sabia á quem.

P.O.V CHLOE

Corri até o campo de futebol da escola para me esticar um pouco. Antes disso fui ao sanitário feminino e me troquei. Me encostei perto á uma grade, e comecei, esperando o treinador chegar. Enquanto me alongava, Rose com seu batom vermelho, apareceu, jogando seus cabelos loiros, para o lado e se esticando.

-Foi voce quem pegou meu batom?

-Não. -disse me esticando para o outro lado.

Ela se esticou também e me olhou de cima para baixo.

-Voce mudou muito, hein, Chloe. -deu risada com seus dentes sem falhas.

-Obrigada pelo elogio. -disse revirando os olhos.

-Ah, e o Albert também, arrumou um namorado também.

-Namorado? - levantei um pouco esticando os braços.

-Sim. O tal aluno maluco que entrou em nossa escola. Voce ssbe porque foi a primeira a falar com ele, que eu sei.

-Mas... ele nunca teve um namorado! -levantei e coloquei meus braços na cintura, olhando ela se levantar.

-Olha bebê -disse tirando um pirulito da boca- Só soube que, roubaram meu batom, e alguns garotos me disseram que Albert estava caído no chão do banheiro com a testa toda fudida.

-Meu Deus... como isso aconteceu?

-Não sei. Vai atrás dele.

-Avisa pro treinador, que volto já!!

Corri para a quadra onde estavam sendo feitas as inscrições do clube, parei na barraca de artes, e não vi Jhones e nem Albert. Percorri alguns corredores da escola, até parar no corredor de sanitários. Foi quando vi Jhones.

 

CONTINUA...

 

 

 


Notas Finais


obg por ler :-)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...