1. Spirit Fanfics >
  2. O meu vizinho - Hyunin >
  3. Aaa quem é você?!

História O meu vizinho - Hyunin - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Hai Lorenas e Lorenos

:D

Tá uma bosta esse capítulo, mas foi tudo que eu consegui pensar no momento ;-;


― Boa Leitura e até lá em baixooo 💕💚💫

Capítulo 5 - Aaa quem é você?!


Hyunjin trouxe uma sopa que havia feito para Jeongin até o quarto dele, notando que ainda dormia. Meu Deus, como pode dormir tanto assim, pensou ele, enquanto largava a tigela num criado-mudo perto à cama.

Voltou a se sentar no chão, escorado na cama, mas resolveu acordar o avermelhado antes que a sopa esfriasse, pensando o que ele pensaria ao ver um moreno quase que desconhecido ali. Porém quando estava cutucando o braço do mais novo e dizendo um suave “acorde”, Jeongin acabou por se mexer e resmungar e agarrou o braço do Hwang, que acabou caindo por cima do pobre garoto.

Sem saber o que fazer, Hyunjin permaneceu parado, encostando a cabeça em alguma parte do corpo do de cabelos vermelhos que ele não soube dizer o que era. Talvez no seu peito? Notou que ali era bem aconchegante até, o que lhe fez sentir sono. O corpo do Yang era quentinho, então Hyunjin acabou dormindo.

Porém de repente...

― AAA QUEM É VOCÊ?!

― Hm? A-ah você acordou. Que horas são? Nossa! ― Hyunjin se levantou, notando que já era de manhã, era como se tivesse ido dormir a tão pouco tempo... ― Esta melhor, Jeongin?

― Meu Deus. ― falou devagar, arregalando os olhos ao ver que era o mesmo moreno bonito da cafeteria. ― O que aconteceu? Cadê a Jisoo? E o que você tá fazendo aqui? E como você sabe meu nome? Você é um tarado? Socorro... Se você se mexer eu grito!

― Credo, calma. ― riu nervoso. ― O que aconteceu foi que você estava doente, a Jisoo me pediu para cuidar de você já que ela ia sair com uns amigos e...

― Vaca. Como ela pôde me deixar sozinho com um desconhecido?!

― ... E eu sei o seu nome porque a Jisoo me falou do “melhor amigo de cabelos vermelhos, fofo que parece um bebê”, eu não sou um tarado e não precisa ter medo. ― respondeu calmamente, vendo que Jeongin ainda o estudava. ― eu sou apenas seu vizinho, certo?

― Tá. ― corou por um momento ao pensar que havia, literalmente, dormido com um garoto, desviando o olhar. ― Agora eu já estou bem, então você pode ir.

― Tem certeza que está bem? Você me parece meio hm... Assustado e envergonhado, talvez...

― Eu vou ficar melhor se você sair daqui é...

― Hyunjin.

― Hyunjin.

― Certo. Eu vou indo então. É... Se precisar de algo me... Chama talvez?― ele não estava sabendo o que dizer, enquanto se dirigia até a porta. ― eu moro aqui do lado, beleza?

― Tá. Tchau.

Após Hyunjin sumir de vista, Jeongin se jogou na cama, suspirando. De repente se recordou que aquele era o mesmo moço da cafeteria e de que tinha aula naquele dia.

― MEU DEUS QUE HORAS SÃO?!

Depois de se arrumar da maneira mais desajeitada e desarrumada possível, Jeongin saiu de casa correndo, ainda sem comer, tendo e vista que certamente perderia a primeira aula. Estava com uma fome danada, mas abusaria da boa vontade (e do seu poder de chantagem) de Jisoo na hora do almoço, ou de Jisung.

Quando finalmente chegou a escola, teve que esperar sentado na diretoria até que o sinal da segunda aula batesse. Depois de um bom tempo, finalmente entrou na sala, sendo recebido por Jisung de braços abertos.

― Tá melhor? Jisoo me disse que você ficou com febre ontem. ― ele questionou visivelmente preocupado. ― E que também deixou um “gato”, nas palavras dela, cuidando de você.

― Eu estou melhor sim. ― disse desviando o olhar do semblante malicioso de Jisung. ― Porra, vou te contar uma coisa... A Jisoo é uma vaca sem cérebro! O que ela pensou quando me deixou com um completo estranho?! Eu podia ser abusado, cara.

― Mas você ia gostar né... E pelo o que a Jisoo disse, o cara era bem gostosão. ― ele disse. ― E deu de ser dramático, pelo amor de Deus.

― Incrível a sua cara de pau hein. ― revirou os olhos. ― E o pior: esse cara agora é meu vizinho.

― Como pode pensar que isso é uma coisa ruim? Meu Deus, se eu tivesse um vizinho gato eu iria gritar de felicidade. ― ele falou. ― você é estranho.

― Ah me deixa vai! Ainda estou me recuperando. ― disse sem paciência, retirando os seus matérias de aula da mochila e colocando na sua mesa.

― Tá bom. ― deu de ombros. ― Sabe da nova?

― Provavelmente não.

― Félix e um tal de Changbin estão na nossa sala, ouvi a diretora falar dos alunos novos agora pouco.

― Não acredito... Já não bastava você, agora vou ter que aturar o Félix... Eu mereço. ― suspirou cansado. ― Ô vida, por quê?!

― Credo. ― Jisung deu um risinho, voltando a sua devida classe quando viu o professor chegar com três alunos novos.

― Turma, esses são seus novos colegas: Félix, Changbin e Seungmin, sejam legais com eles. ― pronunciou, enquanto mostrava a eles onde se sentarem.

Félix, ao ver Jeongin, sorriu, fazendo questão de se sentar atrás dele. Guiou quem seria Changbin junto a si, enquanto o tal de Seungmin se sentava afastado deles. Logo a aula começou e todos trataram de ficarem quietos.

Eram exatamente seis horas da tarde quando o Hwang chegou em casa, visivelmente cansado. Seu dia fora longo, desde bem cedo já entrara em situações constrangedoras. Ele e a sua mania de dizer não o fizera “dormir” com um garoto, menor de idade ainda. Para Jeongin com certeza ele estaria parecendo nada mais do que um pedófilo, qual não dirigia a palavra à ele por um bom tempo.

Mas ele diria que fora até engraçado, por via das dúvidas. Preferia pensar que aquilo não se repetiria mais, tendo como nota mental nunca mais aceitar qualquer pedido de Jisoo.

As coisas no prédio estavam calmas, bem diferentes do que ele pensava. Segundo Jisoo ele deveria ter cuidado com dona Meri, que era a mais fofoqueira de lá, e ele tinha medo de que a “grande” notícia de que ele teria passado a noite no apartamento vizinho poderia causar algum tipo de desentendimento e, claro, fofocas como “Nossa! Ele mal chegou e já está pegando o Jeongin” ou “Meu Deus, ele é um tarado”. Para todos os efeitos ele preferia afastar esses pensamentos, enquanto tirava as últimas peças de roupa e entrava no banho.

Depois de já vestido, percebeu que havia uma notificação no seu grupo de amigos:

Doentes mentais ������

Chan: Roi, não vou poder ir hoje na casa do Hyunjin

Félix: Hai Lorena

Mas pq não?

Chan: Minha mãe brigou comigo ;-;

Minho: Se fudeo

Blz, a gente pd ir amanhã

Né?

Changbin: TaNtO FaZzZ

Minho: O q acha HyUnJiNnN?

Você: TaNtO FaZzZ 2.0

Félix: ué ;^;

Ele tá bem?

Pelo o que eu sabia ele era o mais normal daki

Você: qual é? Não posso

ter senso de humor não?

Félix: c q sabe fio

Tchauuu~

Chan: baeeee

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Meu. senso. de. humor. é. uma. bosta.
Desculpem os erros...
Aleatório esse final, hum?
Obrigada pelos hmmm *checando quantos favs. tem* 18 favoritos eeeeee :3

~Saranghaeyeo e até a próxima att 💕💚💫


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...