1. Spirit Fanfics >
  2. O Mikaelson problemático - The originals >
  3. Aura

História O Mikaelson problemático - The originals - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Aura


Pov Dylan

O lado bom de ser filho de um Mikaelson é que sou considerado o principe dessa cidade e isso é legal mas também tem o lado ruim, os Mikaelson conseguem ser bem paranoicos quando querem.

Eu e o meu pai tivemos uma discussão por causa que eu queria ir uma festinha! ele disse que tem uma vampira de mil anos em nova orleans chamada Aurea, Auria, sei lá o nome dessa praga, sei que ela quer se vingar do meu pai e ele acha que ela quer me matar e pra falar a verdade eu não tenho medo dela.

Ele me trancou no meu quarto, mas eu consegui amarrar uns lençois uns nos outros e sai pela janela! Acho que estou assistindo filme de mais. até parece que eu iria deixar de me divertir por causa de uma vampirinha.

Adentro no local e vejo que a festa não é lá essas coisas, ta mais pra um bar com uma música não muito alta cheio de adolescentes bebados e drogados, não era oque eu esperava mas fazer oque né, já estou aqui.

Minha atenção vai para um cara que estava enchendo a cara, tava se acabando na bebida! o cara é familiar, percebo que é o Damon Salvatore um velho amigo de Mystic falls! vou até o mesmo.

-Dia ruim? - Pergunto ao ver o estado do vampiro em minha frente

-Dia ruim, noite ruim, mês ruim, ano ruim, século ruim - Fala virando um litro na boca

-Deixa eu adivinhar, a miss perfeição Elena Gilbert te deu um pé na bunda - Falo rindo! Chamo as pessoas certinhas de miss perfeição

-Quase isso, quando você é Damon Salvatore, você tem que se acostumar! qualquer coisa que acontecer de ruim a culpa vai ser sua mesmo que você não tenha culpa de nada - Fala Damon - Aconteceu um massacre lá em Mystic falls e todos acham que fui eu - eu o corto

-E não foi? - Pergunto

Ele suspira irritado

-Não, Mini-Kol, não foi eu. Porque todo mundo acha que tudo que acontece é culpa minha? - fala revirando os olhos

-Porque você é Damon Salvatore - falo

-Sim, mas dessa vez não foi eu - Fala ele - e mudando de assunto oque a vossa altesa faz em um lugar como esses? - Fala altesa em um tom de brincadeira

-Vim encher a cara, fazer sexo com algumas garotas, irritar meu pai! Só isso.

A atenção de Damon vai para o meu braço e percebo que o mesmo está olhando minha tatuagem.

-Irada, né? - falo e o mesmo faz uma cara feia

-Qual é, cara? acha mesmo que eu entendo de tatuagens? Olha minha pele. é perfeita.

-E eu achava que eu era convencido - Falo e viro um copo de cerveja

Percebo que uma garota ruiva não parava de me olhar, ela deve estar admirada com tamanha beleza.

Damon se levanta, fala que já descobriram quem fez o massacre e que Elena e Stefan não param de mandar mensagens e estavam preocupados com ele, e o mesmo ia voltar para Mystic falls e sai do bar.

A garota ruiva que me olhava senta ao meu lado e começamos a conversar, e como eu adivinhei isso não ia acabar em uma só conversa.

No outro dia

Acordo em um quarto que não é o meu e sinto uma dor de cabeça, acho que bebi muito ontém, mas não lembro porque estou nesse quarto.
A garota ruiva sai do banheiro de toalha e eu lembro da noite de ontém. Visto minhas roupas e ela se veste também. Saiu do local, era uma casa vermelha e bem acabadinha. Continuo andando e percebo que a garota está me seguindo, acho que ela quer o meu número de telefone.
Paro e a mesma consegue me alcançar e me prende contra a parede segurando meus braços e eu dou um sorriso malicioso.

-Sabe garoto, você até que é divertido, pena que nasceu na familia errada - Ela fala e eu não entendo

-Pode continuar oque você ia fazer, eu não mordo - essa última frase eu sussurrei e ainda continuo com o sorriso malicioso

-Mas eu sim - fala e revela sua face vampiresca e me assusta e a mesma morde meu pescoço sem me dar chance de tentar me defender.

Sinto meu corpo ficar fraco e minha vista ficar embaçada, mas antes que ela consiga me matar um vampiro consegue enfiar uma estaca em sua perna fazendo a mesma gritar de dor e me soltar e eu caiu no chão e minha vista fica escura.

Pov Kol

-Senhor, Kol! O Dylan está com problemas

-Oque aconteceu? - Pergunto tentando parecer calmo mas por dentro estou preocupado

Pergunto e entra outro vampiro que carrega o Dylan que estava com o pescoço sangrando e desmaiado, eu e todos os meus irmãos vamos até o vampiro.

-Oque aconteceu? - Pergunto já mostrando minha irritação

-Quando o encontramos - ele pausa e depois continua - ela já tinha o atacado - fala e eu percebo seu medo

-ELA QUEM? - Grito mesmo sabendo a resposta e antes que os mesmos me respondam eu grito novamente - SUMA DAQUI - os mesmos saem e eu passo a mão no meu rosto

Mordo meu pulso e faço ele beber meu sangue.

-É melhor levarmos para o quarto - Fala Elijah e eu concordo com a cabeça

Horas depois

Ainda estou no quarto esperando ele acordar e até agora nada.
Davina entra no quarto e a mesma me abraça.

-Quando eu soube oque aconteceu, eu vim correndo - Fala Davina - É muito grave?

-Ele vai acordar, mas ta demorando muito - Falo passando a mão no meu cabelo

-Calma, Kol, estou aqui com você - fala e me abraça e eu retribuo o abraço

Pov Dylan

Acordo dessa vez no meu quarto, sinto uma dor no pescoço! Aquela vadia me paga, vejo meu pai e minha nada querida madrasta Davina no meu quarto. Me levanto e sento na cama, Davina se aproxima e meu pai não fala nada, ele fica calmo, oque significa que vou levar a maior bronca do século.

-Você está bem? - pergunta Davina

Balanço a cabeça em sinal positivo

-Estaria melhor se tivesse me escutado - fala tentando continuar calmo

-Nem começa - falo revirando os olhos

-Davina, pode deixar nós dois a sós por favor - Ele fala e a mesma concorda e sai

-NEM COMEÇA? COMEÇO SIM, SABIA QUE VOCÊ PODERIA TER MORRIDO? - Fala gritando mas não tem como ninguém que esteja fora do quarto escutar já que meu quarto é protegido por um feitiço.

-É, você disse bem, eu poderia ter morrido mas isso não aconteceu, então vamos esquecer isso, ok? - falo na maior calma do mundo e isso o irrita ainda mais

-Não, eu não escutei isso - Fala caminhando pelo quarto e pega no meu braço me fazendo levantar - QUANDO VOCÊ VAI PARAR DE AGIR IGUAL UM PIRRALHO MIMADO? SE VOCÊ NÃO SE IMPORTA COM SUA VIDA, EU ME IMPORTO - fala e solta meu braço

-Relaxa, eu vou atrás daquela vadia e ela vai me pagar caro - falo

-Falar com você é a mesma coisa de falar com o vento - Fala ele - Você não vai atrás de ninguém, você quer oque? que ela termine oque ela começou? Dylan, a Aura tem mil anos, depois de nós ela é a vampira mais antiga do mundo, a primeira que eu transformei, nem se ela fosse cega, surda e aleijada, você mesmo assim não teria nenhuma chance.

-Ok, eu to errado e você ta certo, agora sai do meu quarto - Falo apontando pra porta

-Eu vou sair daqui ou vou acabar fazendo uma besteira - fala e sai

Meu deus, meu pai é chato viu, até parece que eu não vou me vingar da Aura, vou provar pra ele que eu consigo matar uma vampira de mil anos de idade.
Eu preciso de algo pra mata-la porque só mágia não será o suficiente.
Vou pro quarto da minha tia Freya, vou procurar algo nos livros dela.
Abro uns livros e não acho nada, eu estava quase desistindo mas abro um livro e algo me chama atenção.
Vejo umas imagens, é sobre uma lâmina do papa tunder, é um objeto negro poderoso que absorve o poder das criaturas e essa lâmina faz coisas piores do que a morte.

Eu estava lendo sobre ela, vai ser ela mesma que vou usar na Vadia da ruiva que me atacou. Pra que matar se posso fazer ela sofrer eternamente, dou um sorriso só em imaginar.
Meu sorriso some ao ver a miss perfeição Hope Andrea Mikaelson, a princesinha de nova orleans, a queridinha dos Mikaelson.
Ela entra e se aproxima de mim.

-Oque faz aqui? - pergunta ela

-Não te interessa - Respondo da forma mais grossa que consigo.

-Mas talvez interesse a Tia Freya, ela vai amar saber que você está mexendo nas coisas dela - fala indo em direção a porta.

-Espera - falo - E-eu - tento pensar em alguma desculpa - eu vim pedir pra ela me ajudar em um feitiço, e achei esse livro aberto e fiquei curioso

Ela olha o livro

-Eu já vi esse objeto negro na Escola Salvatore - fala ela - vou esperar a Freya chegar, pelo visto ela não está na mansão

Fala e sai

Agora já sei onde se encontra essa Lâmina, agora preciso dar um jeito de ir para Mystic falls.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...