História O mistério da família park. - Capítulo 31


Escrita por:

Postado
Categorias Anitta, Bangtan Boys (BTS), Big Bang, BLANC7, Demi Lovato, EXO, Got7, Jay Park, Justin Bieber, Seventeen, SHINee, Stray Kids, TWICE
Personagens G-Dragon, Han Ji-sung, Jay Park, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 52
Palavras 1.939
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 31 - Verdade revelada PT1


Fanfic / Fanfiction O mistério da família park. - Capítulo 31 - Verdade revelada PT1

      Pude te reconhecer assim que te vi

Como se estivéssemos chamando um ao outro

O DNA nas minhas veias me diz

Que você é quem eu venho procurando


Nosso encontro é como uma fórmula matemática

Um mandamento religioso, providência do universo

A evidência que o destino me deu

Você é a fonte dos meus sonhos

Pegue, pegue

Minha mão se estendendo até você é o destino


Não se preocupe, amor

Porque tudo isso não é uma coincidência

Nós somos completamente diferentes, querida

Porque encontramos nosso destino


Desde o dia da criação do universo e continuando

Através dos infinitos séculos e continuando

Na vida passada e talvez na próxima também

Estamos para  sempre juntos

(DNA)

BTS - DNA


 JM: o que tem nesse diário?

BM:meu querido eu sou um guardião, não adivinho -disse como se fosse óbvio

JM:ata claro, perdão, esqueci disso -disse irônico 

BM:agora já sabe.

JM:você ainda não respondeu todas as minhas perguntas. 

BM:e quais seriam? 

JM:onde estou e cadê a vitória? 

BM:você está no seu quarto. 

JM:como se ele não é assim-disse confuso

BM:estamos no seu quarto só que... Inverso. 

JM:como?!

BM:Jimin além dos reinos existem dois mundos, o normal e o inverso. O inverso como o próprio nome já diz é tudo totalmente contrário ou seja qualquer ser místico que venha para cá, não importa o quão poderoso seja, irá ter seus poderes sugados os deixando fracos e indefesos. 

JM:mas porque me trouxe aqui? 

BM:Jimin você está correndo um grande risco de vida a partir de agora -disse sério 

JM:que tipo de risco? 

BM:você despertou uma ira que nem os próprios anjos conseguiram deter. 

JM:que ira? 

BM:a ira de Jay Park. 

JM:quem é ele? 

BM: é o pai da vitória a rainha das trevas, ele e seu pai eram grandes amigos porém essa amizade não existe mais a anos. 

JM:porque eles deixaram de ser amigos? 

BM:seu pai explicará melhor quando chegarmos ao reino das águas. 

JM:não entendo o porque de tanto mistério -disse revirando os olhos 

BM:acredite nem eu sei -suspirando- vamos, seu pai o aguarda. 

O cômodo que antes estavam ficou totalmente branco sem nada em volta, BM se aproximou de Jimin o entregando um pequeno cristal que logo começou a brilhar e flutuar indo na direção do coração de Jimin. O cristal logo foi sumindo aos poucos até desaparecer completamente. 

BM:esse é o cristal real, somente seu pai e você tem o cristal, ele permitirá que você se transforme em tritão. 

JM:ainda não consigo acreditar -disse perplexo 

BM:no que? 

JM:em como minha vida mudou drasticamente. Eu era só um garoto como todos os outros, cheio de desejos e ambições que queria alcançar para orgulhar as pessoas que considerei meus pais a vida toda. 

BM:tudo em nossa vida é instável Jimin, podemos estar felizes agora mas em um estalar de dedos tudo vira um desastre. 

JM:verdade, por isso temos que aproveitar ao máximo nossa vida pois não sabemos o que nos aguarda amanhã. 

BM:você.... Se apaixonou por ela não é? 

JM:sou apaixonado pela vitória desde que ela entrou na escola aqui na Coréia, seu jeito, seus traços, sua boca, seus olhos, suas ambições, seus desejos, sua rebeldia, sua Fofura, sua frieza, seu jeito misterioso de ser.... Tudo nela me atrai, ela consegue mexer com meu psicológico em segundos, é incrível o poder que ela tem sobre mim, antes de conhecê-la eu sentia um vazio em meu coração, minha vida por mais que de certa forma fosse feliz, de algum jeito eu sentia que faltava algo ou alguém em minha vida, sempre achei que isso era somente uma solidão temporária que logo iria passar mas ocorreu tudo ao contrário, continuei sentindo essa solidão crescer em meu peito conforme o tempo passava, pensei que seria depressão mas não havia motivos para isso, pelo menos não pra mim, minha mãe morreu quando eu era criança e meu pai tentou ao máximo me fazer feliz, por mais que ele sentisse falta dela, ele morreu na minha frente da forma mais cruel e eu não podia fazer nada, estava assustado demais que mal conseguia me mexer, não entendo o motivo que teriam pra matar meu pai, o homem que o matou estava a todo momento de máscara e eu não conseguia ver seu rosto, até hoje a voz e as imagens dele circulam por minha mente, seus gritos e súplicas, seu sangue e seu corpo sem vida, branco como papel no chão gélido da sala, fico atormentado e as vezes passo noites em claro, toda essa solidão por um momento me fez querer desistir de tudo porém ela me salvou, por ela sei que posso viver feliz pois o amor que sinto por ela a cada dia passa me faz viver -disse sorrindo bobamente 

BM:vejo em seu olhar isso Jimin, mas... 

Em um instante o sorriso de BM sumiu completamente. 

BM:você e ela terão que lutar por esse amor pois muitos querem o fazer acabar.

 Depois de falar isso um silêncio se instala durante toda viagem porém não era desconfortável e sim agradável pois fazia pensar e refletir sobre a vida. 

Após 2 horas finalmente chegam ao tão esperado reino , Jimin fica encantado com o que acabara de ver, um castelo totalmente coberto de Ouro e cristal. Sereias e tritões nadavam distraídos aproveitando tudo a sua volta com sorrisos felizes e descontraídos porém os sorrisos somem ao ver Jimin que não entendeu nada mas seguiu caminho com BM. Uma pergunta rodava sua mente então decidiu perguntar. 

JM:Atlântida foi um continente no meio do Atlântico que afundou no oceano de forma repentina? Pq afundou do nada? -disse curioso

BM:A teoria que Atlântida era um verdadeiro local histórico e não apenas uma lenda inventada por Platão só veio à tona no final do século XIX. Em seu livro de 1882, “Atlântida, o Mundo Antideluviano”, o escritor Ignatius Donnelly afirmou que as conquistas do mundo antigo (como a metalurgia, a linguagem e a agricultura) provavelmente foram passadas por civilizações passadas e avançadas, já que os antigos não eram sofisticados o suficiente para desenvolver essas técnicas por conta própria. Supondo que o Oceano Atlântico estava a apenas algumas dezenas de metros de profundidade, Donnelly descreveu um continente inundado por águas moventes do oceano que afundou exatamente no local dito por Platão: no Oceano Atlântico, fora das Colunas de Hércules, as duas rochas que marcam a entrada do Estreito de Gibraltar. Muito tempo depois da oceanografia moderna e um grande entendimento das placas tectônicas terem colocado buracos em sua tese, algumas pessoas ainda acreditam na teoria de Donnelly, principalmente devido à sua adesão à ideia de Platão que Atlântida está no meio do Atlântico.... Isso é somente a história que todos dizem mas só seu pai sabe a verdadeira.

JM:hum... Quando saberei de toda verdade? 

BM:na verdade... Agora. 

JM:o que? 

BM:seu pai está nessa sala, ele o aguarda. 

 Jimin se espantou ao ver que já estavam dentro do palácio, ele estava tão focado na conversa que não notou. 

O mesmo estava apreensivo pois era a primeira vez que veria seu pai, ele iria protestar porém BM havia sumido então ele decidiu entrar mesmo, afinal ele queria saber a verdade. 

 Agora é a hora da verdade! 

Jimin respirou fundo e entrou na sala na qual seu pai o aguardava. Assim que o mesmo entra vê Taemin sentado sobre a cadeira com um enorme sorriso no rosto. 

T:filho, finalmente nos encontramos! Olha só como cresceu, está tão bonito, claro puxou a beleza de seu pai -disse se gabando  

JM:por que depois de tantos anos só agora você me chamou? 

T:você já está na idade para saber toda verdade.

JM:que verdade? 

T:sente-se, contarei a verdadeira história de Atlântida e o seu passado com vitória Park. 

Assim que Jimin se sentou Taemin começou a falar. 

T:Atlântida teria sido um paraíso, uma lendária ilha cuja primeira menção conhecida remonta a Platão em suas obras "Timeu ou a Natureza" e "Crítias ou a Atlântida". Era composta de exóticas paisagens, com clima agradável e belas florestas, ao lado de extensas e férteis planícies. Os animais eram dóceis, porém fortes. E havia as cidades, grandes e pequenas. Os atlantes eram senhores de uma civilização muito avançada. Palácios e templos cobertos de ouro e outros metais preciosos destacavam-se numa paisagem onde o campo e a cidade conviviam em harmonia. Jardins, fontes, ginásios, estádios, estradas, aquedutos, pontes. Estavam por todo o lado e a disposição de todos. Desta abundância nasceram e prosperaram as artes e as ciências. Eram muitos os artistas, músicos e grandes sábios.

Mas não viviam completamente tranquilos, pois não estavam sozinhos no mundo. Em razão disso, apesar de cultivarem a paz e a harmonia nunca deixaram de praticar as artes da guerra, já que vários povos, movidos pela inveja, cobiçando a sua riqueza, tentavam conquistar o continente. As vitórias obtidas contra os invasores foram tão grandiosas que logo despertaram o orgulho e a ambição de passar ao contra ataque. Já não pensavam em apenas defenderem-se, mas em aumentar o território de Atlântida. Assim o poderoso exército Atlante preparou-se para a guerra e aos poucos foi conquistando grande parte do mundo conhecido, dominando vários povos e várias ilhas em seu redor, uma grande parte da Europa Atlântica e parte do Norte de África. Os seus corações até então puros foram endurecendo como as suas armas. Enquanto se perdia a inocência nascia o orgulho, a vaidade, o luxo desnecessário, a corrupção e o desrespeito para com os deuses. Eu convoquei então os outros deuses para julgar os atlantes e decidi aplicar-lhes um castigo exemplar. E como consequência vieram terríveis desastres naturais.

As terras da Atlântida estremeceram violentamente, o dia fez-se noite, e logo em seguida surgiu o fogo queimando as florestas e campos de cultivo. O mar inundou a terra de Atlântida com ondas gigantes, engolindo as aldeias e cidades. Em pouco tempo Atlântida desaparecia para sempre. 

JM:você ficou cego pelo poder. 

T:infelizmente sim meu filho. 

JM:e o meu passado com vitória? 

T:-suspirando- a muito tempo atrás você fez um teste e foi aprovado para ser o guarda real do castelo do inferno, eu tentei te impedir meu filho mas você não me deu ouvidos e foi embora. Depois de um tempo uma amizade surgiu entre você e a princesa das trevas, infelizmente essa amizade se tornou algo que eu temia.. O amor entre vocês.

JM:a-amor? 

T:sim, vocês se encontravam as escondidas e o rei desconfiava da saída da filha mas ele não ligou muito, até que vitória apareceu grávida e isso fez as suspeitas do rei aumentarem até que um dia ele descobriu tudo, ele ficou decepcionado e com raiva, ele estava decidido que iria separar vocês dois e conseguiu... Ou pensou que conseguiu. 

JM:como assim? 

T:ele sabe que vitória tem um poder que poderia destruir o mesmo porém ele tinha que dar um jeito para ter o poder dela para si, graças a você ele não conseguiu, você tinha dado um colar a vitória, esse colar protegia os poderes dela mas Jay Park não sabia disso. Ele pretendia te matar mas vitória não permitiu isso, com todas as forcas ela lutou por você mas... Perdeu, por consequência os dois foram atingidos por um feitiço os fazendo perder a memória, ela permaneceu no castelo com a segurança dobrada enquanto você foi banido do Reino e ficou na terra, o bebê nasceu, um menino lindo no qual teve o nome Park Jisung. Vitória teve um caso com o melhor amigo do Rei chamado G-dragon, desse caso Vitória teve outro bebê cujo o nome é Kim Vernon. 

JM:e-eu tenho um filho?!

T:sim Jimin, e nem eu e nem o pai dela permitiremos que vocês fiquem juntos. 

JM:por que?! 

T:acredite meu filho, eu queria que vocês ficassem juntos mas é tradição da família Park -disse suspirando

JM:que tradição? 

T:o herdeiro de Atlântida tem que matar uma herdeira das trevas. 

JM:q-quer dizer que.. 




 T:você terá que matar vitória. 



 


Notas Finais


Oq acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...