História O Mistério de Barrow - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Horror
Visualizações 2
Palavras 641
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 5 - Capítulo Cinco


Capítulo 5

Professor Jimmy

   O trio encarava a entrada da floresta com certo receio, Enzo deu o primeiro passo dando assim inicio a caminhada pela estrada coberta de neve.

Era por volta das sete e meia da noite quando as crianças chegaram na casa do professor, que não ficava tão longe da entrada da floresta afinal. A Casa era bonita, feita de uma madeira mais clarinha e com varias janelas.

Bateram na porta umas três vezes e na quarta foram atendidos pelo professor.

- Ora crianças o que estão fazendo aqui há essa hora? - ele disse abrindo a porta com uma feição surpresa - Estamos com sete graus negativos agora vocês tem noção disso.

- Desculpe vir aqui essa hora professor - Ana Catarina tomou a frente para falar - É que precisavamos tirar uma dúvida com o senhor.

- Poderiam ter vindo amanhã, temos previsões para neve para hoje a noite.

- Só queriamos saber se o senhor tem visto algo de estranho na floresta últimamente - Willian, foi direto como sempre.

- Sempre tem coisas estranhas acontecendo na floresta, mais eu tenho a ligeira impressão que piora no inverno - ele disse pensativo - Eu sempre tenho a sensação de ser observado quando volto pra casa depois do trabalho, mais nunca tem ninguém por perto, querem um chá?

- Ó não obrigado, nós ja vamos como você disse vai nevar e queremos ir embora antes disso - Enzo disse ja saindo pela porta.

- Até logo senhor Jimmy - disse Ana Catarina seguindo Enzo.

- Tchau professor até depois das férias - Willian foi logo atrás acenando.

- É ...até logo crianças - o senhor disse confuso, vendo as crianças irem embora.

Enzo estava irritado, querendo ou não tudo que o professor falou ele ja sabia. Valentina fazia uma falta nessas horas ...

- Puta merda a Velentina! - exclamou assustando os outros dois.

- Quem é Valentina? - Ana Catarina perguntou.

- Dã a melhor amiga dele - Willian respondeu como se fosse obvio - Até eu sei disso.

- Merda tem 4 ligações perdidas, ela vai me matar - Falava Enzo enquanto retornava a amiga - Vamos Val atenda.

- Ola crianças.

Os três deram um grito, acompanhado de um pulo por parte de Willian, e deram de cara com uma velha senhora.

- ASSOMBRAÇÃ-

- WILLIAN - Enzo o interompeu com um tapa na cabeça antes que ele terminasse a ofensa, e depois se virou para a avó de Jean- Oi senhora Heaven, tudo bem com a senhora?

- A joven Enzo estou bem sim - ela disse sorrindo para o garoto - Mais o que vocês três fazem tão tarde aqui na floresta?

- Estavamos na casa do professor Jimmy tirando algumas duvidas sobre a escola - Enzo mentiu - Mais e a senhora ja está tarde, não tem medo?

- Ora ele não tem interesse em senhoras como eu hihihi - a senhora disse.

- É, desculpe mais "ele" quem? - perguntou Ana Catarina.

- Oras aquele que anda nos assombrando por ai, eu o chamo de observador, vocês dois ja o viram não viram? - ela perguntou olhando para Enzo e Willian - Ele vive de olho em vocês.

- Vi-vi-vive é? - Willian disse tremendo, enquanto Enzo apenas a olhava de olhos arregalados.

- Tome cuidado mocinha, ele parece se interessar muito por garotas mais jovens. Bom eu ja vou indo, assim que começar a nevar ele irá aparecer, ele vive no fim da floresta, e eu não tenho muita vontade de ve-lo de novo - a velhinha disse ja se virando - Se eu fosse vocês, iria para casa jovens, ja passa das 8 da noite.

A velhinha foi embora deixando assim os três perplexos para trás.

- O que foi isso - Ana Catarina foi a primeira a quebrar o silêncio.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...