1. Spirit Fanfics >
  2. O Mistério de WolfHill >
  3. Descobrindo mais sobre Tiana

História O Mistério de WolfHill - Capítulo 28


Escrita por:


Notas do Autor


Vou falar nada sobre o capítulo, só leiam.

Capítulo 28 - Descobrindo mais sobre Tiana


Lorena On

Vou até Cristian falar com ele, preciso saber o porquê de ele me olhar tanto, me sento no sofá  ao lado dele, talvez não seja uma boa hora já que as irmãs dele acabaram de sair nos deixando sozinhos, estou um pouco nervosa, meu cio acaba amanhã eu acho e espero.

- você estava me olhando, fiz algo errado? / Pergunto olhando para ele, ainda estou quente e com vontade de ser dele, mas agora está menos forte que antes.

Cristian - não exatamente, só não gosto de ver você com Sebastian.

- ele que apareceu do nada. / Falo lembrando da forma que ele me colocou contra a árvore, do seu olhar sério e malicioso.

Cristian - sente atração por ele?

- perguntar isso nesse momento é sacanagem.

Cristian - desculpe. / Diz se aproximando, ele coloca a mão contra a minha a depois vai subindo seu toque até chegar no meu rosto, ele   toma meus lábios, o beijo começa a ficar intenso.

Tiana - obs, acho que cheguei na hora errada, poxa, se eu tivesse chegado uma hora atrás poderia ter um sobrinho.  / Ela consegue estragar qualquer coisa, eu e Cris nos afastamos um pouco.

- pelo menos se eu engravidar vou saber quem é o pai! / Não sei porque respondi isso.

Tiana - oque quis dizer com isso?!

- oque você entendeu! / Falo brava.

Cristian - vocês poderiam ser amigas né?

Tiana - não gosto de santas.

- não gosto de puta que dorme com qualquer homem que vê.

Tiana - da com raiva que transei com seu irmão? Cristian, não vai me defender sou sua irmã!?

Cristian - ela não falo nenhuma mentira. Lorena, quer um chá de camomila?

- eu tô bem eu acho, não sei porque estou agressiva.

Cristian - quero nem te imaginar de TPM.

- engraçado você hein. / Falo ficando brava.

Tiana -  eu não recomendo você tocar nela antes de descobrir quem é seu sogro e se ele permite.

- mas é oque?!

Tiana - o pai tem o direito de escolher o relacionamento da filha.

Cristian - me pergunto por que meu pai não se livrou de você ainda, você infernizou tanto a vida dos seus parceiros que eles fugiram de você.

Tiana - não quero um dono.......... podem transar a vontade não estou ligando mais. / Ela pareceu estranhamente afetada.

- acho que foi longe demais.

Cristian - eu esqueci completamente de algo, esquece, vamos mudar de assunto.

- eu vi três lobos laranjas no lado de fora, um deles  é maior e tem olhos verdes, de alguma forma acho que ele pode ser meu pai.

Cristian - acho que foi a família Reyes, o lobo de olhos verdes é o alfa da alcatéia do outro lado, os outros dois lobos são filhos dele.

- qual o nome dele?

Cristian - Lourenço Reyes.

- Lou.... / Eu ouvi esse nome na minha visão.

Cristian - algum  problema?

- acho que ele pode realmente ser meu pai.

Cristian - tem certeza disso? Pelo que eu saiba ele é casado a 25 anos com a esposa, tem dois filhos, ninguém nunca ouviu falar de uma amante.

- talvez só seja conhecidência, mas eu tenho que pensar que tem possibilidade.

Cristian - vai ser difícil achar ele, a alcatéia é fechada, eles só saem para caçar, você acha que ele sabe da sua existência?

- não, acho que minha mãe não contou para ninguém, levou o segredo para o túmulo. / Falo meio triste.

Cristian - como ele reagiu ao ver você?

- ele ficou me olhando, como se me conhecesse, também me protegeu  quando um lobo marrom apareceu e tentou me atacar, antes de ver esse lobo de olhos verdes vi um que pode ser o filho dele deitado na grama, ele não ligou para mim.

Cristian - pelo que você falou, ele pode ser realmente seu pai, então os filhos dele são seus irmãos.

- só espero que não sejam igual ao Riven, me pergunto se meu irmão mais novo está vivo.

Cristian - talvez seja um deles.

- é. / Falo mais animada.

Tiana - está se achando o último biscoito do pacote, se eu fosse você saia desse mundo sobrenatural. / Diz aparecendo do nada, ela está segurando uma panela enquanto come oque parece ser brigadeiro.

- vai engordar. / Falo olhando ela.

Tiana - é raro lobisomens engordarem. / Diz não ligando.

- mas não é impossível pelo que parece, é impressão minha ou você engordou?

Cristian - verdade, você está um pouco inchada.

Tiana - não tenho que aturar isso. / Ela sobe as escadas.

Cristian - se sua pelagem for alaranjada iremos confirmar quem é seu pai.

- é.... Cris, eu acho que sou uma bruxa.....

Cristian - por que acha isso? / Ele está me olhando calmo.

- eu peguei um livro numa sala estranha na minha casa que só se abriu depois que eu falei uma frase,  quando um homem tentou me assediar falei uma frase no que parecia ser Latin,  o homem ficou paralisado no mesmo momento.

Cristian - você é uma híbrida. / Ele parece preocupado comigo mas não entendo o motivo.

- por que está me olhando assim? / Pergunto sem entender.

Cristian - tem pessoas que vão atrás de híbridos, governo e líderes de clãs sobrenaturais.

- por que líderes de clãs?

Cristian - para gerar um herdeiro forte, dizem que existe uma profecia e tal.

- profecia?

Cristian - não sei muito, deve perguntar a uma bruxa, elas que sabem sobre essas coisas.

- falando nisso, acredita na história da maldição da lua?

Cristian - não, existe uma explicação mais "realista" para isso, as bruxas sabem mais, não quero falar besteira.

- acho que vou descansar. / Falo me levantando, Cristian segura minha mão.

Cristian - durma bem. / Diz sorrindo, ele solta da mão e eu subo as escadas, caminho até meu quarto, mas paro quando escuto um choro, fico curiosa e vou olhar, vejo que vem de um quarto, abro a porta e vejo Tiana a esconder algo no travesseiro.

- ouvi um choro, está tudo bem? / Pergunto preocupada.

Tiana - tô, bate na porta antes de entrar! / Diz ela secando as lágrimas.

- desculpa vou sair. / Saio do quarto e vou para o meu.

Fico um tempo pensando, Tiana é a mulher mais estranha, divertida, empoderada e sem vergonha que conheci, por que alguém como ela estaria chorando? Provavelmente tem motivo, eu deveria perguntar a ela, mas acho melhor não, pego meu celular e mando uma mensagem pedindo para Cristian subir, ele entra no quarto.

Cristian - aconteceu alguma coisa?

- vi sua irmã chorando, acho tem alguma coisa errada / vejo ele a respirar fundo acho que ele sabe o motivo.

Cristian - talvez seja pelo que eu falei sobre meu pai se livrar dela, eu não deveria ter falado isso, esqueci completamente. / Ele parece culpado.

- sei que não é da minha conta mas quero saber. / Ele me olha e senta na cama.

Cristian - faz alguns anos, minha mãe tinha acabado de morrer, meu pai entrou em depressão e não quis mais comer ou fazer qualquer coisa, estávamos em uma alcatéia nessa época, minha irmã era doce e inocente, um alfa quis muito Tiana, só que ela não gostava dele, eu tinha saído da alcatéia para fazer faculdade... / Ele respira fundo.

- algum problema? / Fico o olhando, estou começando a achar que Tiana passou por algo.

Cristian - eu deveria estar aqui nessa época. Pelas regras da alcatéia se um macho vencer o pai de uma fêmea ele tem direito a fazer dela sua esposa, meu pai não estava em condições de vencer.......... Meu pai perdeu e o alfa tirou minha irmã a força de minha família, pelas regras não podemos fazer nada, eu sei que minha irmã sofreu, não sei exatamente oque aconteceu com minha irmã no tempo que ela ficou com ele, todos acharam melhor não perguntar para não abrir a ferida.

- mas oque aconteceu exatamente? / Pergunto querendo saber.

Cristian - quando voltei já tinha se passado 2 anos, descobri oque tinha acontecido com minha irmã mas não pude fazer nada. Um dia minha irmã apareceu toda ensanguentada em frente a nossa porta, o olhar dela estava sem vida, depois descobrimos que o alfa parceiro dela estava morto, não perguntamos nem julgamos nada, saímos da alcatéia para proteger minha irmã, ela ficou um ano sem falar nada, ela mudou completamente, as vezes penso que ela força a personalidade forte para não preocupar  os outros.

- para afetar ela da forma que falou algo muito sério aconteceu.

Cristian - sim, talvez eu tenha feito ela lembrar de algo ruim.

- vou falar com sua irmã, talvez ela precise desabafar. / Falo me levantando.

Cristian  - boa sorte, tentei de tudo e ela não me falou nada.

Saio e vou novamente até o quarto dela, vejo ela sentada olhando as mãos.

- podemos conversar.

Tiana - meu irmão te contou não é?

- sim, desabafar é bom.

Tiana - prefiro deixar o passado para trás. / Diz me olhando sem expressão.

- você não deixou o passado para trás, só está tentando fingir que não aconteceu.

Tiana - para você é fácil falar, não passou pelo que eu sofri!

- me fale para mim tentar entender.

Tiana - senta.

- tá. / Falo sentando perto dela, vejo ela pegar algo debaixo do travesseiro, é um paninho roxo.

Tiana - você não sabe oque é ser violentada todos os dias, ser tratada como inferior, empregada, incubadora, sempre que eu fazia algo que ele não gostava ele me batia...... Ele fez tudo que queria comigo, quando se cansou arrumou outras para se divertir, mas continuou a me violentar porque queria um filho homem, eu engravidei......

- você tem um filho? / Pergunto a olhando, vejo lágrimas caírem dos olhos dela.

Tiana - Ele parou de me bater durante a gravidez, eu ficava trancada em casa e não podia sair, eu dei a luz sozinha enquanto ele estava olhando o território, era uma menina linda, pela primeira vez naquele lugar consegui sorrir, sentir felicidade, minha filha virou minha luz, mesmo ali sozinha coloquei o nome dela de Clara, quando ele voltou e soube do nascimento, veio diretamente até o quarto onde eu estava amamentando minha filha, ela estava coberta com esse paninho roxo. Ele pegou ela de meus braços e tirou o pano para ver o sexo do bebê, quando viu que era uma menina  foi até o banheiro e ligou a torneira da banheira, me levantei para pegar minha filha de volta, mas ele mandou as empregadas me segurarem, quando a banheira encheu fui obrigada a assistir ele afogando minha filha..... A dor que senti eu não consigo descrever, foi como se uma parte de mim tivesse sido tirada, depois que ele viu que minha filha não respirava mais, mandou a empregada tacar na floresta, eu não consegui mais fazer nada, só cai de joelhos tentando dizer para mim mesma que tudo isso era um pesadelo, ele se abaixou um pouco e falou para na próxima vez dar um filho homem a ele........

- eu sinto muito....... / Fico paralisada enquanto imagino  como ela se sentiu, estou com vontade de chorar por ela, não sei oque dizer.

Tiana - eu fiquei depressiva por três dias, eu não iria deixar isso acontecer novamente, peguei uma faca e escondi debaixo do travesseiro, quando ele foi me ver enfiei em seu ombro, ele me empurrou para longe, acabei batendo em um espelho que se quebrou, ele veio até mim e começou a me enforcar, eu já estava sem ar mas não iria deixar minha filha morrer em vão, consegui tirar um caco de vidro do espelho, enfiei em seu pescoço e o vi sangrar até a morte, o sangue caiu em minha roupa mas não me importei, se eu tivesse feito isso antes minha filha estaria viva. / Eu não imaginava que alguém como ela poderia ter um trauma desse tamanho.

- porquê não contou a Cristian?

Tiana - não conhece meu irmão, ele se culparia pelo que aconteceu, acho que ele já se culpa por não estar aqui para me proteger. / Escuto um som na porta, vejo a maçaneta virar e a porta abrir, Cristian entra no quarto, acho que ele ouviu tudo.

Cristian - Lorena, posso falar com minha irmã. / Pergunto me olhando calmo.

- claro. / Saio do quarto e vou para o meu, eles precisam conversar.


Notas Finais


Teorias?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...