1. Spirit Fanfics >
  2. O mistério do colar >
  3. Capítulo 13

História O mistério do colar - Capítulo 13


Escrita por:


Capítulo 13 - Capítulo 13


Fanfic / Fanfiction O mistério do colar - Capítulo 13 - Capítulo 13

Olho para os lados, mais dois deles aparecem, eu estou completamente cercado, acho que não tem o que fazer, ou morro ou morro. Fico paralisado.

*Ayla...*

Estava indo dormir, estava com muito sono, hoje o dia foi bem agitado. Depois que escovo meus dentes escuto a conversa de duas pessoas perto do meu quarto.

"- o rei disse que ele deve ter fugido"

"- mais por que? Ele não tinha motivos"

"- a princesa já sabe?"

"- ainda não"

"- o tanto que a rainha já ordenou que ninguém pode sair do castelo a partir das 19h... nesse momento ele nem deve mais estar vivo."

Fico curiosa para saber de quem eles estavam falando, saio do quarto e vou perguntar.

- oi gente eu acabei ouvindo a conversa de vocês, de quem estão falando?

- do príncipe Henrique, Charlles pediu para um guarda procurar ele por todos os arredores do castelo e ninguém o encontrou./ será mesmo que ele fugiu? Será que foi por conta do beij... acho que não, nao seria um motivo suficiente. Eu percebi que ele estava bem triste ultimamente, mas não pensei que ele faria isso. Do meu colar sai uma luz intença, ele esquenta mais que o normal. Começo a sentir uma sensação estranha, uma coisa que nunca tinha sentido antes, algo querendo me avisar que era para mim ir atrás dele, ele está correndo perigo! Sinto que é o meu dever buscá-lo de volta.

Prendo meu cabelo, procuro uma lanterna mas não acho, então vou sem lanterna mesmo. Vou até um guarda que estava do lado de fora, provavelmente estava procurando ele.

- se caso perguntarem onde estou diga que não sabe.

Corro em direção da floresta, meu colar alumeia o chão, sei que é muito perigoso, mas eu não posso deixar nada acontecer.

Chego em uma parte, talvez eu esteja perdida, escuto um grito alto e sigo pela direção do grito, sinto algo sair de minhas costas, o que estava acontecendo eu não sei, mas tento ignorar totalmente, é uma dor terrível, em um momento olho para trás e... asas??? Desde quando eu tenho isso??? Paro um pouco para tentar entender como aquilo foi parar nas minhas costas. Ouço um rosnado, olho para frente e.... não pode ser, vejo o mesmo lobo que vi na floresta, estou de cara com ele de novo, ele uiva para mim e tenta me atacar, não sei se foi por instinto, mas eu o empuro e ele vai parar longe, corro aleatoriamente e encontro Henrique, cercado por 4 lobos, montado em um cavalo. Minhas mãos estavam geladas, só me perguntava como eu ia tirar ele daquela situação, e como EU ia sair daquela situação. Henrique olha para mim, eu sentia o seu desespero. Os lobos todos me cercam.

"Henrique CORRA!!"

Era tudo que eu conseguia falar enquanto lutava com aquelas criaturas, parecia que estava sendo controlada, eu automaticamente empurava eles, das minhas mãos estavam saindo uma luz amarelada, será que eu tenho poderes ou estava vendo coisas ????

Quando penso que tinha acabado com todos sinto algo pegar em minha sintura, aquilo me carregava para dentro da floresta cada vez mais, e eu não conseguia me soltar.

Quando aquela coisa para percebo que é outro lobo, porém bem maior que os outros, eu tentava usar meus poderes contra ele mas não conseguia.

" então essa aí é a famosa Ayla... parabéns fadinha, chegou sua hora"

Escutava uma voz vindo de dentro de uma cabana porém não via ninguém, uma mulher que parecia mais uma idosa saia de dentro da cabana com uma lamparina na sua mão. Aponto meu colar para ela é consigo ver melhor seu rosto.

- o que quer comigo!? Me deixe sair daqui!

" passe o colar se não quiser morrer"

- eu não posso!

" pode sim! Ou isso, ou morre"

A mulher vem em minha direção com uma Katana na mão.

"Eaí já se decidiu?..." Ela fala em um sussurro perto do meu ouvido. Quando penso que minha hora tinha chegado vejo uma luz intenção saindo de dentro da floresta, uma mulher, suas asas eram lindas, tinha a orelha um tanto puxada, seus enormes cabelos loiros chegava na sua coxa. Aquela luz intença saía de seu colar, ela tinha um colar igual ao meu!

" Ayla venha!!"

Vou voando até onde ela estava, isso parecia mais com um pesadelo, me belisco para ver se eu realmente não estava sonhando, e não, eu nao estava, era real. Não consigo controlar minhas asas ainda, mas consigo chegar até ela.

Ela usa sua magia e paralisa aquela velha e o lobo, segura na minha mão e me puxa, quando saímos da floresta vejo mamãe ao redor do castelo extremamente preocupada.

Camile: minha filha!! Nunca mais faça isso de novo...voce.... se transformou!/ não estava entendo do que ela estava falando, talvez fosse sobre minhas asas, pelo visto ela sabia que eu era um bixo de asas, que provavelmente uma fada. Só não entendo porque ela não me contou antes....

Aquela mulher que estava ao meu lado apenas me abraça e sai, sem dizer mais nenhuma palavra. Mamãe olhou com uma cara de quem a conhecia, mas também não disse nada, nao entendo porque ninguém me conta nada!!

Minhas asas diminuem e aos poucos somem, volto para dentro do castelo e me tranco no quarto, ia levar tempo para assimilar tudo que estava acontecendo.

Me sento no chão e me encolho, eu ainda estava nervosa, será mesmo que sou uma fada?? Quem era aquela garota que me ajudou!? Senti uma ligação muito forte com ela, mas nunca tinha a visto antes. E porque aquela velha queria meu colar?! Porque ninguém me conta nada!

Começo a chorar, aos poucos meu nervoso passa. Vou até a biblioteca, talvez eu encontrasse algum livro que me ajudasse a descobrir o que eu sou, em uma prateleira encontro vários livros estranhos, e um me chamou atenção. " um mundo de fadas"

Talvez isso me ajudasse, começo a folhear algumas páginas, até que encontro o que eu queria.

"As fadas são seres delicados e inocentes, querem ajudar todos sem se importar se aquele indivíduo a fez mal ou não, suas asas nascem por volta nos 15 a 20 anos de idade, ela são finas, tem que ter muito cuidado depois da transformação, as asas podem se partirem a toa. Suas orelhas também dão uma repuxada e ficam um pouquinho pontudas, não tem nada que impeça elas se transformarem, algumas se transformam e ficam com suas asas amostra para toda a vida, já outras suas asas aparecem apenas quando estão em perigo, ou de acordo com suas emoções. Elas têm o poder da solidariedade, querem ajudar todos a todo momento, a maioria delas quando nascem são mortas pois lobos, vampiros e bruxas querem eliminar sua espécie. O dever delas é cuidar e proteger"

Era isso que eu estava procurando, eu realmente sou uma fada... esse livro basicamente me resume.


Notas Finais


Esse capítulo foi bem...inesperado digamos. A história está chegando ao fim, vim pedir para quem estiver acompanhando por favor favoritem e comentem o que estão achando🥺❤ isso me ajuda muito a melhorar e me deixa felizzz. Da um trabalhão escrever os capítulos, eu estou tentando postar capitulos mais frequentemente, tá sendo um pouco difícil por conta da escola, valorizem por favor🧡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...