1. Spirit Fanfics >
  2. O mistério do Rio SweetWater (Nosh) >
  3. O encontro

História O mistério do Rio SweetWater (Nosh) - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Gentee voltei com mais um cap
espero que gostem
boa leitura

LEIAM AS NOTAS FINAIS

Capítulo 3 - O encontro


                   Josh Beauchamp

Eu preciso fazer algo, pra melhorar essa situação, sei que vai ter que ser uma coisa muito drástica, mas eu estou desposto a fazer qualquer coisa pra fazer aquele nojento do meu "pai" cair, será que Joalin ouviu o que aconteceu, ela nem apareceu, mas foi melhor assim, ela ficaria muito revoltada em ver o Ron batendo na mãe, apesar de tudo que Joalin fala de nossa mãe ela á ama. Quando chegar vou ver se esta em casa, preciso urgentemente falar com ela. Estou aqui na praça sentando no banco central, pensando em tudo que aconteceu, e não consigo conter as lágrimas, preciso colocar isso tudo que estou sentindo pra fora, então me rendo e começo a chorar muito.

Mas nem na praça posso ficar em paz ouço passos atrás de mim, certeza que não é Joalin ela não viu eu saindo, e muito menos os dois que chamo de pais, nunca iriam dar o braço a torce, eles são ruins até o fim, me viro secando o rosto pra ver quem é, e a última pessoa que espera ver está bem na minha frente. Noah Urrea.

- O que você esta fazendo aqui seu serpente de merda? - falo serrando minhas mãos, realmente odeio os serpentes, desde o dia que eles entraram na nossa casa para nos assaltar, sorte que eu tava em casa e coloquei eles pra correr.

- Eu venho aqui sempre! Eu que te pergunto o que o mauricinho está fazendo numa praça sozinho, cadê seus amigos populares, que na verdade são seus bonecos? - Fala o Urrea se sentando no mesmo banco que eu, pelo visto ele não quer briga, aparentemente ele estava chorando também.

- Eu não os trato como bonecos, apenas são vantagens que tenho de ser o capitão do time - digo cruzando os braços, mostrando que também não quero briga.

- Tá, to nem ai, mas o que o menino perfeito, faz na praça essa hora chorando? Não era pra você esta no treino? - Ele pergunta, aparentemente sabe bastante da minha vida, deve ser por causa daquele amigo esquisito dele o tal de Bailey, aquele ali sabe da vida de todo mundo, só tem o jeito de mongo que vive naquele computador, mas na verdade ele é bem esperto.

- Olha o Noah Urrea preocupado com o que eu sinto, isso realmente é novidade pra mim! - Digo debochando, não sei nem porque eu ainda estou aqui, a é acabei de xingar todos de casa e empurrar meus pais, entendi o porque eu ainda to aqui. Mas eu ainda não sei o porque eu estou sedendo pra esse serpente.

- Não, não to preocupado com você, sim curioso, porque o menino de ouro com a vida perfeita e o mais valentão da escola, está chorando e ainda mais numa praça- Ele diz isso, e escorre uma lágrima dos meus olhos, porque só eu sei o que realmente passo, e o porque de eu ser tao babaca e humilhar todos.

- Não te interessa, não sei nem porque estou aqui falando com um serpente nojento - Digo secando a lágrima que escorreu, ia me levantando quando Noah Urrea me puxa de novo pro banco, fazendo eu sentar.

- Josh, eu sei que você tem raiva dos serpentes por tudo que eles fizeram, mas eu nunca estive no meio, então acho muito injusto você julgar uma pessoa só por ela ser um serpente. A e percebi que você estava chorando, quer conversar? - Diz Noah depois de ter me puxado pro banco novamente.

Eu não entendi o porque de ele esta preocupado com oque sinto, eu sou o maior babaca, e ainda mais o Noah Urrea, realmente não entendi.

- Não eu não vou te falar o que aconteceu, minha vida está ótima, e sim eu posso julgar você por ser mais um daqueles idiotas - Digo saindo da praça, e deixando ele la plantado.

Eu me senti com vontade de falar, e o Noah me passou uma confiança, mas não, eu não posso ter amizade com um serpente, e eu não posso falar que minha vida não é perfeita. O que as pessoas vão pensar, eu o capitão do time tem problemas, e que ele chora na praça depois de discutir com os pais, não eu não posso passar essas visão, eu sou o valentão da escola, que tem todos na mão e que por onde passo deixo meu legado. Estava caminhando quando trombo em um menino indo em direção a praça.

- Você ta cego é? - pergunto empurrando o menino.

- Desculpa - ele fala pegando seu notebook do chão.

Continuo meu caminho pra casa, preciso falar com Joalin o mais rápido possível, tive uma ideia

pra desmascarar o babaca do Ron.

Bailey

Estou indo pra praça, quando esbarro num menino, não prestei atenção porque estava de fone, quando olho pro mesmo, vejo Josh Beauchamp com os olhos vermelhos, aparentemente estava chorando, nossa o valentão da escola chorando uau, com certeza vou anotar isso, no meu computador para, na pastinha que tem sobre os podres dele.

Mas não ligo pra ele, o mesmo me empurrou, estava de fone e não intendo o que ele disse, só pedi desculpas e peguei meu notebook que caiu e sai andando.

Chego na praça e vejo Noah sentado no banco central, aparentava estar com raiva.

- Oi Noah, tudo bem? - pergunto me sentando do lado dele.

- Não, além de brigar com meu pai, quando cheguei aqui o Beauchamp estava chorando, senti dó, e perguntei o que houve, e até tentei explicar pra ele que não é porque sou um serpente que sou igual os outros, mas ele nem ligou e saiu andando - Diz Noah se abrindo totalmente de uma vez so, e meio tristinho.

Não entendi o porque Noah tentou ajudar Beauchamp, os dois se odeiam, e além de tudo ele ficou triste por Josh não ter contado o que era, realmente isso está muito estranho.

- Noah você tentou ajudar o Beauchamp? - Pergunto indagando.

- Sim, não é porque ele é extremamente babaca, que ele não precisa de ajuda - Diz ele balançando os ombros.

Eu senti um tipo de carinho na voz de Noah quando falou do Josh, ok isso esta extremamente estranho.

- IIIIIII sei não em, acho que tem alguém gostando do babacão da escola - digo dando risada.

- Você ta louco, além dele ser um estremo babaca, mesmo se eu gostasse dele, nada rolaria, ele é hetero -ele diz ficando cabisbaixo depois de pronunciar a palavra "hetero"

Ok, sim Noah esta gostando do menino que odeia ele, mas oque ele não sabe é que Beauchamp não é hetero.

- Você que pensa - digo dando risada - Eu tenho fotos dele pegando um tal de Rian no banheiro da escola, sim o Beauchamp -digo virando o notebook pra ele, mostrando a foto.

- Você tem tudo nesse computador né - ele diz não querendo mostrar que se interessou em saber que ele não é hetero.

- Sim, se um dia alguém pegar isso aqui, a escola inteira ta ferrada, eu tenho pelo menos um podre de cada um da escola - digo mostrando uma pasta que tem varias coisas sobre o pessoal da escola.

Heyoon e Sina chegam juntas na praça, essas duas estão andando muito juntas, não to entendendo.

        Passamos a tarde toda conversando e rindo na praça.


Notas Finais


não gostei tanto desse cap, mas ele é necessário pra fic.
obrigado pra quem leu
ate o proximo cap

❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...