História O Monótono Diário de Isaac - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Boyslove, Diário, Romance
Visualizações 62
Palavras 855
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Slash, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 10 - 02.05.18 Quarta (manhã)


Fanfic / Fanfiction O Monótono Diário de Isaac - Capítulo 10 - 02.05.18 Quarta (manhã)


De: [email protected]
Para: [email protected]
Assunto: Cruzando os dedos

 

 

Hey, amiga, bom dia! Pois é, não te mandei e-mail ontem (sorry…). Acabei passando o feriado em casa, já que não tive a menor vontade de sair sozinho de novo por aí.

E de quebra, ontem descobri que não sei fazer arroz direito. Feijão então, CRUZES… Eu não tenho panela de pressão e ele ficou esquisito ao ser cozido em panela aberta (sem falar que demorou horrores).

Cozinhar para mim ainda é uma coisa meio traumática… E isso não vem de agora.

Teve uma vez (já faz uns anos) que eu fui arriscar uma receita em casa (quando eu ainda morava com meus pais). Peguei os ingredientes (para uma carne de panela diferente) e comecei a picar cebola, legumes, a usar o fogão e tudo mais. Você acredita que meus pais começaram a falar merda? Não só o meu pai, mas minha mãe, também. Diziam que cozinha não é lugar de homem, que eu não estava sendo criado pra esquentar a barriga no fogão (essa veio do meu pai), que eu estava fazendo tudo errado (e nem pra me ensinar o certo)… E eu lá, que nem um otário, tentando criar algo para agradar os dois. No fim, deu que eu fiquei super chateado no meio do processo, mas mesmo assim precisei terminar a receita (senão iria tudo pro lixo e eu ficaria de orelha quente). A carne ficou mais ou menos (era minha primeira receita, oras), e eles comeram com cara feia enquanto falavam como estava uma porcaria.

E como eu tinha usado os ingredientes da geladeira, é claro que fiquei com a culpa de ter “estragado” a comida que eles ralaram para comprar.

Bem, é claro que não ficou um primor, mas estava comestível. Não acho que era motivo para me dar aquele tipo de coice no estômago.

Depois disso eu tentei mais umas duas vezes fazer algo (coisas como arroz e bolo). Mas eu sempre ouvia a mesma ladainha.

É, amiga. Eu convivia em casa com dois sexistas. Cozinha é de mulher, consertos é de homem. Boneca é de mulher, carrinhos é de homem. Rosa é de mulher e Azul é de homem. E por aí vai… Eles são simples demais, e têm essas ideias milenares na cabeça.

E eles vomitavam essas regrinhas sem sentido pra mim o tempo todo.

Qual o problema deles? Acham que homens não precisam saber se virar na casa, também? Acham que homens não vão ter que trocar a fralda dos filhos? Que mulheres não vão ter que ter seu próprio carro e fazer seus próprios consertos?

Sério… QUAL É O PROBLEMA DELES? Qual é o problema da sociedade?

Por que tem que ser assim, amiga?

 

 

No fim, eu é que me fodi (bem que eu queria que fosse no outro sentido, mas não), porque queimei o arroz da primeira vez, e da segunda criei um grude nojento. Depois de umas pesquisas na Internet acabei conseguindo fazer um almoço comestível (já era quatro da tarde quando eu fui comer… arroz grudento com linguiça carbonizada). Nessa brincadeira de aprender a cozinhar sozinho, aprendi que não posso deixar nada no fogo sem um timer ligado, senão dá merda (e colocar escumadeira molhada em óleo quente definitivamente é péssima ideia).

Na janta preferi cozinhar ovo. Foi mais seguro, pelo menos.

(mas fique tranquila, aos poucos eu juro que chego lá!)

Bom, isso tudo foi ontem. Hoje estou escrevendo cedinho e vou sair mais uma vez procurando algo pra fazer (também conhecido como "emprego/trabalho"). Quem sabe o fato de hoje ser um dia depois do Feriado do Trabalhador não serve pra dar sorte, né?

É que… Fiz umas contas aqui e me liguei que não sobrevivo por mais de dois meses se não começar a ganhar uma grana logo (principalmente se eu continuar estragando a comida que tento fazer… ó_ò).

O duro é saber que trabalho buscar…

E por falar em grana acabando, liguei cedinho para um telefone que vi num cartaz do mercado: é para receber o jornalzinho da região. Vem um por semana (aos domingos), e custa baratinho (nada que vá me empobrecer… eu espero). Quem sabe isso não me ajuda com alguma oportunidade de emprego, sei lá. No telefone me disseram que hoje mesmo eu receberia a edição de domingo passado, mas até agora, nada de entregas.

Eu não tenho como ficar esperando… Vou sair antes de o jornaleiro chegar mesmo. Dane-se.

 

PS¹: quer saber sobre minha espionagem do gato loiro com minha câmera, que eu comentei na segunda-feira à noite? Adivinhe no que deu… Hehehe… Estava tão escuro que não enxerguei nadinha com a Canon! Hahahaha! Dava pra ver mais ou menos o quintal do fundo da casa dele, porque ele sempre deixa uma luz acesa lá. Mas essa minha câmera, apesar de “arregaçar” nas fotos diurnas, é uma bela porcaria de noite. Maaas, ainda não desisti. Vou deixar a Canon sempre por perto. Quem sabe um dia pego um ângulo bom dele?

 

PS²: Vou pegar marmita na rua pro almoço… =P

 

… Bom, já tomei banho, estou cheiroso e pronto pra ser empregado… Me deseje sorte, amiga!


Notas Finais




Site oficial: http://lyanklevian.com

Facebook: http://facebook.com.br/lyanklevian

Instagram: https://www.instagram.com/lyanklevian



💕 Agradeço por sua leitura 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...