História O Monótono Diário de Isaac - Capítulo 22


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Boyslove, Diário, Romance
Visualizações 81
Palavras 2.112
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Slash, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Hoje o "Monótono Diário de Isaac" atingiu, aqui no Spirit, a marca de 1000 leituras! ^_^

Yey! Agradeço a todos vocês por estarem acompanhando ❤❤❤



PS: O capitulo originalmente tem caracteres especiais (tipo aqueles emoticons 😏❤☹💀😜😭) que não puderam ser colocados aqui. Quem quiser ver o original procure por mim no Wattpad, porque lá eles permitem os caracteres especiais ;-) Meu user é @LyanKLevian

Capítulo 22 - 17.05.18 Quinta (noite)


Fanfic / Fanfiction O Monótono Diário de Isaac - Capítulo 22 - 17.05.18 Quinta (noite)


De: [email protected]
Para: [email protected]
Assunto: Zap com Jack

 

 

Oi amiga, boa noite! Olha eu de novo…

Está escuro já, e eu estou sentando em cima de um túmulo, escrevendo este e-mail através do celular (não gosto de escrever aqui… teclas claustrofóbicas).

O silêncio no cemitério a essa hora é aterrador. E às vezes vem um vento que faz uns sons… Mesmo eu, que não sou supersticioso, sinto uns arrepios.

Dá a impressão de que ouço sussurros… Lamentos…

Mas, de alguma forma, tem algo muito esplêndido e intrigante nesse lugar. Acho que é a mistura daquela magia da noite com o “ponto final” dos moradores que estão sob a terra.

Mas, enfim… Imagino que você queira saber porque eu transformei o túmulo do… Jorge S. Costa (é o que tá escrito aqui)… em banco para escrever um e-mail direto do celular. Certo?

Bom, eu estava fazendo hora extra (já que amanhã vou vir trabalhar só depois do almoço) e dei uma pausa – porque isso cansa! – pra falar com a Jaqueline no Whatsapp. Acabei de me despedir dela, e prefiro copiar a mensagem e te enviar em vez de ficar reproduzindo aquele “ela disse isso” ou “eu respondi aquilo”.

Oh, só para constar… “Bel”, que você vai ver no chat, era o jeito que chamavam ela no Canadá, por causa do sobrenome “Belson”. Pelo que eu soube, lá eles não achavam normal chamá-la de “Jack”.

Tá… Eu paro de enrolar.

Vou colar a conversa aqui em baixo da linha:


 

___________________________


 

ZakRod: Hey, Jack, tá por aí?


 

Bel: Oi, lindo ^_^ Tô sim!


 

ZakRod: Ocupada?


 

Bel: Assistindo Rick&Morty com meu irmão. Nada de mais, pode falar.


 

ZakRod: Ah… É que ontem eu esqueci de te perguntar uma coisa. Sobre o que você falou com minha mãe, no domingo? Ouvi você dizendo pra ela “pensar no assunto”, algo assim… O que era?


 

Bel: Ah, isso!


 

ZakRod: Sim, isso. Me conta tudo! u_u


 

Bel: Não sei se eu deveria ficar contando isso, amore…


 

ZakRod: Por favor, Jack… Eu já tô sufocando com outros segredos que você tá me escondendo sobre seu irmão. Não guarda mais esse, também… Tenha piedade… T_T


 

Bel:


 

ZakRod: … ó_ò ... Jack, é minha mãe…


 

ZakRod: … Please, baby ;-)


 

Bel: Aiai, tá bom… Falando assim vc me mata O_O. Mas não quero que você fale pra ela que eu te contei.


 

ZakRod: Aham. Até parece. Você deve ter notado que nossa relação não é exatamente a de uma família feliz…


 

Bel: =(


 

ZakRod: Vai, conta!


 

Bel: Quando você saiu pra ir no banheiro eu comentei com ela que você é um amor de pessoa, e que ela é uma mãe de sorte.


 

ZakRod: Aff… Mal sabe você.


 

ZakRod: Enfim, foi mal, Jack. Vi que vc ainda está digitando. Pode continuar, eu fico queto :-x


 

Bel: Tonto…


 

Bel: Então… ela ficou mal com o que eu falei. Pelo jeito ela sente bastante culpa pela forma como te tratou. Eu não perguntei detalhes, nem nada (vc já tinha me explicado umas coisas, era o bastante). Só falei que ela poderia se modificar e ser outra pessoa a partir daquela viagem.


 

ZakRod: Conversas místicas by Jack ;-)


 

Bel: Não foi “conversa mística”, larga de ser bobo. O que a gente conversou está longe de ser místico.


 

ZakRod:


 

ZakRod: ………


 

ZakRod: Fala logo, Jack! Cê tá me matando!


 

Bel: Calma, amore! Eu só fui pegar um suco.


 

ZakRod: De-sem-bu-cha


 

Bel: Ela começou a falar que não aguenta mais seu pai, Zak =(


 

ZakRod: ……


 

ZakRod: … não acredito que ela falou sobre isso com alguém que acabou de conhecer! O_O Tô surpreso!


 

Bel: Na verdade ela não falou quase nada, só começou a chorar… E eu tentei consolar ela. Falei sobre o propósito do casamento, que tem que ser ago de amor e troca (aquilo que vc chama de papo místico ^_^), e no fim… Sugeri de ela pedir o divórcio.


 

ZakRod: Hahahahaha, até parece!!! Do jeito que ela se arrasta na sombra do meu pai?


 

ZakRod: Eu duvido! Jack, essa mulher me batia por eu tentar defender ela do filho da puta…


 

ZakRod: Ela ia na dele sempre, mesmo que fosse pra jogar o próprio filho num bueiro!


 

ZakRod: Eu já te falei que ela quis me abortar, Jack? Já te falei isso? Nem força pra se livrar de um feto INÚTIL ela teve. Que dirá se divorciar daquele desgraçado!!!


 

Bel: Calma, Zak… Não fala assim… Não se chame de inútil, porque você não é =(


 

Bel: Hey… Isaac, ainda está aí?


 

ZakRod: To aqui……. Mas às vezes queria não estar.


 

Bel: Para com isso… Eu agradeço a Deus por ela não ter feito a bobagem de se livrar de você. Você é mais especial do que imagina, Zak… Saiba disso.


 

ZakRod: Conta isso pra ela.


 

Bel: … Eu tenho certeza que, em algum lugar do coração, ela sabe disso. Essa viagem mostrou alguma coisa pra sua mãe. Só o fato de ela dizer que não aguenta mais seu pai já é um começo. Não é?


 

Bel: Eu tô vendo que você visualizou a mensagem. Fala alguma coisa…


 

Bel: Olha, Zak, presta atenção… Ela disse que não aguenta mais SEU PAI. Ela não falou que não TE aguenta. Isso tem que significar algo pra você… Ela não parece do tipo que se abre assim. E quando se abriu, falou justo isso! Ela estava sendo sincera, pelo jeito… Ela não reclamou de você, e sim do marido…


 

ZakRod: … =(


 

Bel: ^_^ <3


 

ZakRod: ……….. E o que mais?


 

Bel: Ela disse que não tem forças pra fazer isso (se divorciar). Eu tentei dar um apoio, e dizer que ela não precisaria dele para viver. Que ela é auto-suficiente, essas coisas.


 

Bel: E ela falou que nunca teve um trabalho significativo, e que teria dificuldades. Nessa hora eu garanti pra ela que eu e você poderíamos ajudar no início.


 

ZakRod: QUÊ? Como assim???


 

Bel: Ué… Você não mandaria dinheiro pra ela?


 

ZakRod: Ah, sim… Isso eu faria, de boa. Desde que aquele parasita do meu pai não estivesse por perto pra gastar meu dinheiro com puta.


 

Bel: Então. Eu falei pra ela que eu e você ajudaríamos, e ela ficou tão feliz, Zak…


 

ZakRod: ¬¬


 

Bel: Que foi????


 

ZakRod: Ela ficou feliz porque entendeu sua gentileza da forma errada ¬¬


 

Bel: Por que está dizendo isso? Como assim, da forma errada???


 

ZakRod: É que, antes de ela entrar no busão pra ir embora, falou que tínhamos que nos casar logo, pra ela vir morar com a gente.


 

Bel: Mentira! Ela falou ISSO?


 

ZakRod: Sim…


 

Bel: Ai, merda… Acho que eu não expliquei bem, então.


 

ZakRod: Eu falei pra minha mãe que não temos nada, e ela não gostou, não. No fim acabei contando a história do antigo dono da casa, sobre os cães, e talz, pra ela desistir da ideia.


 

Bel: Ave Maria, Zak! Por que você fez isso com a coitada? Ela é super religiosa, deve ter surtado.


 

ZakRod: É, quase isso. Ela me olhou como se eu fosse o capeta. Mas, de boa, eu não quero ela fazendo planos de vir morar comigo, Jack. Eu ainda não amadureci o bastante pra aguentar viver no mesmo teto que ela.


 

Bel: Entendi… =( … Mas o que eu estava falando era de mandarmos dinheiro pra ela. Juro que não falei em nós dois juntos. Até porque eu sei sobre você…


 

ZakRod: Sei disso, não precisa jurar. EU te entendi. Quem saiu criando fantasias sobre sua gentileza foi ELA.


 

Bel: Desculpa se eu estraguei tudo… Eu não queria que fosse assim…


 

ZakRod: Para com isso, você não estragou nada. Pelo contrário, se não fosse por você, meu domingo teria sido um desastre.


 

Bel: Ufa, que bom, então! <3


 

ZakRod: Você não tem culpa que ela cria castelinhos em montanhas de nuvem.


 

Bel: Sete de Copas ^_^


 

ZakRod: Hein?


 

Bel: Ah, nada, não. É que isso que você falou me lembrou uma coisa do tarô.


 

ZakRod: Hum… Coisas de Jack, rs.


 

ZakRod: Oi, ainda tá aí?


 

Bel: Claro! Eu só não sabia o que dizer. Pensei que você tivesse mais coisas pra perguntar sobre sua mãe.


 

ZakRod: Eu quero perguntar algo sim, mas não sobre minha mãe… E eu acho que você sabe sobre quem é…


 

Bel: Sei, sim. Mas eu não vou falar do Nick pra você…


 

ZakRod: Hum… Vamos ver se não vai mesmo: o que ele tá fazendo agora? ;-)


 

Bel: … ( ͡° ͜ʖ ͡°)


 

Bel: Está agarrado num pratinho de bolo que nem criança, com os pés na mesinha da sala, e rindo de algo que o Rick falou…


 

ZakRod: Deve ser uma visão linda


 

ZakRod: Ah, desculpa. To falando demais.


 

Bel: Oohhh, como se eu já não tivesse percebido seus olhares devoradores pra ele.


 

ZakRod: O_O ...


 

Bel: XD


 

ZakRod: E quem é esse Rick que você falou? Estão com visita?


 

Bel: AAAAAAHAHAH!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk


 

ZakRod: ¬¬ …………….. Para de rir. Q foi?


 

Bel: kkkkkkkkkkkkk… Rick é um personagem! Eu não te falei que eu estava assistindo Rick&Morty com meu irmão? kkkkkkkkkkkkkk… Meu ciumento lindo ;-)


 

ZakRod: ¬¬


 

ZakRod: ¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬


 

Bel: Hehe…


 

Bel: Assiste também, é genial.


 

Bel: Oláá, Terra chamando Zak! Ainda está aí?


 

ZakRod: Estou. Mas queria estar com vocês.


 

Bel: Ai, Zak, não fala assim que eu morro </3 :-( Quando vocês se acertarem e esse climão ruim acabar, você pode vir passar umas noites aqui. Aí a gente faz maratonas Netflix, que tal?


 

ZakRod: Seria o máximo


 

Bel: Também acho *-*


 

ZakRod: Então… Alguma chance de você me falar sobre o tal passado do Nicolas?


 

Bel: Você é um monstrinho, sabia? Eu já disse que não!


 

ZakRod: … T_T


 

Bel: Eu não devia nem ter fofocado sobre minha conversa com sua mãe. Você já está pedindo demais, amore.


 

ZakRod: T______T


 

Bel: Quer uma dica? Cola aqui amanhã cedo, lá pelas 8h30. Aí você vai entender…


 

ZakRod: Agora você me deixou curioso e com MEDO.


 

Bel: Então manda mensagem pro Nick logo, em vez de ficar me sondando, ué! ¬¬


 

ZakRod: Aff, nem a pau. Não quero falar disso por mensagem.


 

Bel: Então venha amanhã. Ainda tem bastante do bolo que meu irmão fez. É de cenoura, você vai amar.


 

ZakRod: Hã? Foi ele que fez o bolo?


 

Bel: Aham ;-) Está divino. Ele tem boa mão pra cozinha… Foi o Nick que me ensinou a fazer tudo o que sei. Sabe aquelas dicas que te dei na nossa faxina da semana passada? Foi ele que me ensinou.


 

ZakRod: Ok, agora estou verdadeiramente surpreso.


 

Bel: Com tudo o que eu te falei da sua mãe, só agora é que você resolve ficar surpreso? XD


 

ZakRod: hehe XD


 

Bel: ^_^ <3


 

ZakRod: Jack, brigadão… Eu vou sair do celular, porque o Seu Antônio já está rondando com o lampião. Se ele me encontrar sentado num túmulo, eu ouço bronca.


 

Bel: Como assim? SENTADO NUM TÚMULO?


 

ZakRod: Ainda estou no trabalho. Hora extra pra pagar minhas ausências…


 

Bel: Então SAI DAÍ, Zak! Os espíritos donos dos corpos desse túmulo podem não gostar.


 

ZakRod: Ooohhh… E eles vão fazer o quê? Puxar meu pé à noite? Huuuuhh…


 

Bel: ¬¬ … Não é isso, tonto… Eles podem se ofender.


 

ZakRod: Ah, Jack, você é demais, kkkk… XD


 

Bel: ¬¬ É sério, não fica sentado no túmulo dos outros, seu besta. É falta de educação repousar essa bundinha linda aí (se fosse o meu, eu não ligava… mas não é).


 

ZakRod: What? Bundinha linda??? O_O… Jack, tinha algo estranho no suco que vc bebeu, né?


 

Bel: Só falo verdades ;-)


 

ZakRod: …… Que seja =__=. Mas é sério, tenho que ir, agora. Té mais!


 

Bel: Você vem amanhã na hora que falei?


 

ZakRod: Se eu não morrer de ansiedade, pavor, pânico, terror, antes… ;-;


 

Bel: Relaxa… Qualquer coisa, fala pro Nick que veio me ver. Eu vou estar te esperando, ok?


 

ZakRod: Ok…


 

Bel: Beijos, amore! Boa noite e até amanhã! ByeBye!


 

ZakRod: Bye… ó_ò


 

Bel: Não manda essa carinha… Você vai ficar bem.


 

ZakRod: Espero.

____________________


 


 

E foi isso, amiga.

Bom, eu comecei a escrever pra você assim que me despedi dela. E agora preciso realmente voltar às minhas coisas, aqui. Ainda tenho uns túmulos pra lustrar (sim, lustrar, com cera e tudo… alguns são bem luxuosos, de família rica, cheios de reentrâncias difíceis onde o pó adora ficar).

Então, tchauzinho...

Espero sonhar com você hoje mais uma vez, porque… Ter sentido que te encontrei de verdade foi uma coisa única. E quem sabe você não me dá uma força para amanhã cedo? Estou tremendo na base.

Você é meu anjo da guarda. Conselheira e irmã que me sussurra as respostas no coração.

Sei que você está me lendo.

Obrigado… De coração!

 


Notas Finais


🌸

Site oficial: http://lyanklevian.com

Facebook: http://facebook.com.br/lyanklevian

Instagram: https://www.instagram.com/lyanklevian

Twitter: https://twitter.com/LyanKLevian

🌸 🌸 🌸

💕 Agradeço muito pela leitura 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...