História O Monótono Diário de Isaac - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Boyslove, Diário, Romance
Visualizações 80
Palavras 1.071
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Slash, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 8 - 29.04.18 Domingo (noite)


Fanfic / Fanfiction O Monótono Diário de Isaac - Capítulo 8 - 29.04.18 Domingo (noite)


De: [email protected]
Para: [email protected]
Assunto: Tô calmo agora


 

Oi, amiga... Desculpe. Eu tava bravo comigo mesmo no e-mail que mandei hoje cedo.

Agora é noite. Já se passaram horas o bastante para que eu deixasse de me sentir idiota (bem, pelo menos um pouco).

Vou tentar contar desde o começo, sem atropelar os bois com a carroça.

Hoje cedo decidi sair pra ir ao mercado (o tal “Via Colina”, que é perto daqui) porque já tô enjoando de miojo, maçãs e leite (mesmo porque, se eu continuar assim vou ficar doente). Como de costume, peguei minha bike (e dei uma olhada na casa do vizinho gato, mas hoje ele não estava por lá = “pena”, pensei).

Quando cheguei no mercado a primeira coisa que percebi foi a diferença de tamanho: me habituei demais àqueles hipermercados da outra cidade onde meus pais moram. Este Via Colina tem de tudo o que se precisa, só que bem mais modesto. Sem muita variedade de marcas, e tudo o mais. Eu peguei umas frutas e também arroz e feijão, pra me aventurar em fazer comida de verdade (chega de ser chef somente de miojos). As coisas estavam na minha cesta, e eu estava distraído pra caramba… E quando coloquei as coisas no caixa ouvi uma voz meio familiar falando “bom dia”.

Quer adivinhar? Ok, tenho certeza que você já sacou…

Era o vizinho gato. MINHA QUERIDA AMIGA, meu corpo inteiro congelou. Ele falou comigo E EU TRAVEI! Puta que pariu, vai dizer que não sou um perfeito babaca?  Ah, caramba... e eu consegui ver: ele tem olhos verdes. Parecem duas esmeraldas lindas e absolutas naquele rosto perfeito e, dessa vez, com a barba feita num cavanhaque super curtinho. Acho que se eu procurar “perfeição” no Google Imagens vai vir a foto dele.

Aquele loiro lindo, pedaço de mau caminho, trabalha no Via Colina! Meu coração deu um mortal pra trás.

Eu estava ali, na frente dele, e ele disse "BOM DIA" com o sorriso mais incrível e brilhante que já vi na vida! Eu não estava preparado psicologicamente pra isso. Juro: eu fiquei acho que uns dez segundos parado olhando pra ele com a boca meio aberta. Ele me olhou de volta com aquele olho verde… Parece que não ficou constrangido. Ele estava lindo… Aí ele perguntou “garoto, você tá bem?”. Foi quando percebi que eu tinha que continuar a colocar as compras pra ele terminar o trabalho.

Agora, pensa num babaca com a cara vermelha, e gaguejando.

Era eu.

Me enterra.

Depois eu meio que evitei o olhar dele até o fim, quando coloquei tudo numas sacolas e peguei minha bike. E o cartão de identificação preso na camisa dele estava virado. Nem pra saber o nome dele essa aproximação serviu… Nada. Eu recebi uma bandeja cheia de ouro e não fiz nada além de olhar que nem TONTO!

Putz, por que eu simplesmente não respondi o bom dia e puxei papo?  Eu poderia ter falado de alguma coisa... QUALQUER COISA!!!

Aquilo é um deus grego! Amiga, me ajuda. O que eu faço? O que ele deve estar pensando de mim agora? "Olha ai, o esquisitão que encara que nem lunático e depois evita o olhar das pessoas...". Algo assim… Isso na melhor das hipóteses.

Ufff... Preciso respirar. Tô agora na sacadinha que tem no meu quarto. É pequena, mas bonitinha… (a lua está cheia, e LINDA)... Caberia duas cadeiras, se eu tivesse alguma. O ventinho aqui é bom, meio friozinho por causa do outono, mas eu gosto de frio.

Esse lugar é realmente especial. Queria poder levar pra você essa maravilha que estou vendo e ouvindo! O céu está um espetáculo. Sem poluição luminosa dos postes de luz (que não chegam até o meu portão) e sem a poluição de cidade grande (poucos carros, muitas árvores) o céu acaba ficando como se fosse um manto negro de glitter.

Eu não sou muito de curtir coisas coloridas e brilhantes, não… Mas se eu pudesse eu vestiria esse céu em mim. Ficaria totalmente pelado e jogaria o manto sobre meu corpo… Seria como vestir o infinito. O infinito cobrindo minhas intimidades… O infinito me tocando e fazendo comigo coisas que eu nem posso imaginar… Me deixando louco… Me deixando entregue.

Vem, infinito… Me leva embora. Sou todinho seu, sem roupa e sem pudor.


 


 

.. Ok, eu viajei na maioese. Não precisa nem me avisar… Mas qual o problema disso, afinal? Eu estou sóbrio e lúcido e não fiz nada de errado. E ninguém mais vai ler isso além de você e um Isaac do futuro.


 


 

… Estava aqui pensando… Talvez eu tenha escrito aquela viagem porque, daqui da sacada, eu também possa ver a casa dele. É a estrela que brilha mais, hehe. E acabei misturando céu com infinito, e com ele. E tem uma luz acesa lá... O que será que aquele cara lindo, de sorriso estonteante, está fazendo agora? Pela oscilação da luz, deve estar vendo tevê.

Será que ele mora com alguém?

... Nem sei o nome do cara e já tô com uma dor chata no peito ao imaginar ele morando com outra pessoa. Faz sentido?

Eu queria que ele fosse solteiro. Não que assim eu vá ter alguma chance! Não é isso (seria alucinação minha pensar assim)... É que ao menos dessa forma sei que ele não tá sendo agarrado por ninguém. Nem homem e nem mulher. u_u

Nossa, como eu queria agarrar ele. Nem que fosse só por uns minutinhos... Queria sentir o cheiro dele, sentir o gosto da boca dele.

(não me julgue! Se você visse o cara iria querer tirar umas casquinhas também!)

Será que se eu fosse mulher as coisas seriam diferentes?  Será que eu teria medo de olhar nos olhos dele se em vez de um pênis eu tivesse um par de seios?


 

… =(


 

De repente fiquei triste.

Não tô com sono, e está cedo ainda, mas… Acho que vou me deitar. Meu vizinho lindo também acabou de apagar a luz.

Tchau, amiga... Obrigado por suportar minhas baboseiras e essas lamentações ridículas… Por favor, não se canse de mim… (às vezes parece que até as estrelas e o manto do céu estão me julgando)


 


 


 


 

… Queria que você existisse de verdade, e que estivesse ao meu lado nesse momento, amiga. Eu iria te abraçar forte e segurar sua mão, pra dormir sabendo que não estou tao sozinho assim… =(

Boa noite!


Notas Finais




Site oficial: http://lyanklevian.com

Facebook: http://facebook.com.br/lyanklevian

Instagram: https://www.instagram.com/lyanklevian



💕 Agradeço por sua leitura 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...