História O moreno adormecido - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Piece
Personagens Bepo, Brook, Coby, Crocodile, Donquixote Doflamingo, Donquixote Rosinante "Corazón", Dracule Mihawk, Eustass "Captain" Kid, Franky, Jinbe, Cavaleiro do Mar, Killer, Monkey D. Dragon, Monkey D. Garp, Monkey D. Luffy, Portgas D. Ace, Portgas D. Rouge, Roronoa Zoro, Sabo, Sanji, Shanks, Smoker, Tony Tony Chopper, Trafalgar D. Water Law, Usopp
Visualizações 51
Palavras 1.494
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Fluffy, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente desculpa a demora pra postar... 😰 como desculpa estou deixando esta imagem do Law..💙... Espero que gostem

Capítulo 27 - Nunca esqueça que eu te amo!


Fanfic / Fanfiction O moreno adormecido - Capítulo 27 - Nunca esqueça que eu te amo!

O eco dos passos podiam ser ouvidos pelo corredor que se estendia a uma distancia que parecia interminável, Law, Robin e Franki percorriam essa distância e tinham a ligeira impressão de que a cada passo que davam retrocediam quatro, claro que isso não passava de uma alucinação que suas mentes lhes causavam pelo estresses, principalmente a de Law que não parava de dar voltas em uma determinada questão.

“Por favor…Por favor.… que ele este bem….”

Continuaram seu caminho enquanto passavam pelos azulejos azul escuro e pisavam no piso de madeira, deixando os passos cada vez mais rápidos a medida que avançavam ao final do corredor.

— Direita ou esquerda? — perguntou Franki quando chegaram ao final do corredor.

Robin deu uma rápida olhada no mapa antes de virar para a esquerda e sem mais questionamentos continuaram correndo.

— O que faremos se encontrarmos com o shichibukai? — perguntou Law depois de alguns minutos de corrida.

— O nosso objetivo é encontrar o Luffy-san e seria bom evitar qualquer tipo de enfrentamento — respondeu Robin

— E aonde estamos indo exatamente? — voltou a questionar

— Tem um lugar onde achamos que o Luffy-san possa estar… Estamos indo lá.

Law ouviu a resposta da morena e outras mil questões apareceram na sua cabeça, quis procurar resposta para todas, mas lhe pareceu impossível (Como quando a gente faz o e nem e tem que chutar todas as questões (^_^) ).

“Como eles conseguem toda essa informação” pensou enquanto observava a Robin verificar alguma coisa no mapa “E onde ela conseguiu esse mapa?”

(…)

Zoto caminhava tranquilamente enquanto xingava mentalmente Sanji por perder-se, na verdade ele xingava Sanji em todo momento a toda hora e em todo lugar, mas neste momento apenas tinha mudado o foco das queixas.

E bem que Sanji não estava perdido, sabia bem o que fazia e aonde deveria ir ao contrario de Zoro que caminha sem rumo, mesmo assim por sorte ou qualquer outro tipo de energia sobrenatural ele sempre terminava chegando no lugar certo e na melhor hora.

Claro que este dia não seria a exceção, entretanto ate que o momento e a hora chegassem Zoro teria que enfrentar outros problemas e o fato de estar perdido era o menor deles.

“Bem que o plano original era um pouco chato” pensou ao ver o homem de longas mechas loiras presas em um rabo alto e olhos caramelo encostado na parede de mármore segurando uma foice.

A ideia de não lutar não estava em seus planos originais. Deu mais alguns passos antes de parar e desembainhar duas catanas, Killer fez o mesmo, andou ate ficar a poucos metros do esverdeado e ergueu a foice.

Um clima de tensão se formou no ambiente e durou alguns segundos ate que Zoro correu na direção do outro, tentou cortar a área próxima do ombro, mas seu golpe foi bloqueado pela foice.

Era assim que ele queria, um combate empolgante, teria sido chato se tivesse acertado de primeira o loiro não seria um osso fácil de roer e Zoro teria competência, um rival a sua altura. Ou pelo menos isso esperava.

Retrocedeu alguns passos, lidar com essa foice seria difícil principalmente com o domínio que Killer tinha com esta. Um movimento em falso e estaria com a cabeça e o corpo separados.

Desembainhou a terceira espada e colocou a outra na boca, avançou novamente em direção ao loiro e novamente seus golpes foram desviados ao mesmo tempo que ele desviava de alguns de Killer.

Arriscou um chute nas costelas de Killer, o mesmo estava distraído bloqueando uma das espadas e não previu o golpe.

Gemeu de dor quando sentiu o impacto e cambaleou um pouco antes de recuperar-se, aproveitou os poucos segundos que Zoro tinha se distraído e atacou, o esverdeado nem teve tempo para reagir antes de sentir o metal frio cortando sua carne.

“Droga…”

O corte não tinha sido fundo, já que Zoro conseguiu bloqueá-lo parcialmente, mesmo assim a ferida em seu ombro esquerdo o incomodava.

Claro que a dor foi uma preocupação quase nula, contando que estava quase perdendo a cabeça, no sentido literal. O metal da foice em formato de meia lua estava a poucos centímetros do seu pescoço, apenas as espadas impediam que se aproximasse mais.

Retrocedeu alguns passos tentando afastar a lamina de si, mas continuou segurando firme as espadas.

— Parece que isso vai ser interessante…

(…)

Sanji guiava Ace ate um lugar mais calmo, onde julgou ser bom para conversar. De longe se poderia ver a fumaça que resultou da explosão que os morenos ocasionaram, respirou, Ace ainda estava um pouco histérico teria que ter cuidado com suas seguintes palavras se não quisesse que o sardento tivesse outro ataque.

— Ace…. Você o amava? — Reprimiu-se por ter dito essas palavras que eram as piores possíveis.

— Ele esta morto… verdade? — perguntou com uma pontada de esperança, como ele queria que tudo fosse mais mentira.

— É verdade o Sabo esta morto — cuidou para não vacilar em suas próprias palavras, a medida que o moreno em sua frente empalidecia e lagrimas caiam descontroladamente de seus olhos, não demorou muito para que ele soltasse um agoniante urro.

— Eu o amava… — admitiu entre soluços

(…)

A respiração decomposta de ambos os impediam de continuar, mas a esta altura do caminho não importava mais, afinal Nami e Chopper já tinham chego onde deviam, só restava encontrar o bendito livro.

Respiraram e retomaram o folego, não saberiam dizer se a parte mais difícil acabado ou se estava apenas começando, pois eles ainda tinham que achar um livro em uma imensa biblioteca.

Não perderam tempo e iniciaram seu trabalho, já tinham uma mínima ideia de como era o livro e de onde procurar, faltava apenas acha-lo.

Enquanto Chopper e Nami continuavam procurando o outro grupo composto por Robin, Law e Franki tinham chego num imenso jardim, mal chegaram no lugar e já foram recebidos por disparos, na verdade, foi apenas um e este foi disparado na direção de Law e se cravou na sua perna direita um pouco a cima do joelho. Seus olhos se nublaram alguns e segundos por conta da dor e por instinto levou a mão ate a ferida tentando deter o sangrado, sentiu as pernas falharem por alguns instantes e caiu de joelhos.

Também tentou conter um gemido de dor, mas foi inútil, dirigiu o olhar ate onde supôs ter vindo o disparo, se arrependeu.… Na sua frente estava um ruivo, lembrou da descrição que Hancock tinha dado e o reconheceu, na sua frente estava Kid, mas não foi isso o que mais lhe surpreendeu atrás dele viu Luffy e este segurava uma arma que estava apontada na direção de Law.

— Luffy…. — disse, mas foi ignorado

Robin e Franki também estavam surpresos…

Kid continuou a andar na direção de Law e se inclinou para vê-lo melhor, sorriu arrogante coisa que fez o moreno sentir vontade de arrancar esse sorriso da sua cara, teria feito isso, porem a dor latente na sua perna o impedia.

O ruivo riu do intento penoso do Law de se mover e inclinou-se um pouco mais, ficando próximo o suficiente para falar algo no ouvido do outro.

— Não lute em vão Trafalgar, em breve você não sentira mais dor — passou uma das suas afiadas unhas no pescoço de Law e um fio de sangue escorreu, o lambeu com luxuria e voltou a falar — Morra sem dor, mas nunca descanse em paz, por seu Luffy é e sempre será meu.

Kid tirou uma arma do seu bolso e apontou no coração de Law, Robin e Franki tentaram ajudar, entretanto disparos vindos da arma de Luffy os pararam, olharam nas orbes escuras do moreno, aparentemente sem vida. “Não se mexam” era a mensagem transmitida.

Ficaram parados diante da ameaça de novos tiros, Kid voltou a rir e uma ideia passou pela sua cabeça. Lambeu os lábios enquanto a excitação o consumia.

— Não seria muito mais engraçado se fosse seu Luffy que matasse…. Mate-o — dirigiu a ultima frase a Luffy.

Law mordeu lábio inferior com força e olhou suplicante para o prometido, intentou procurar por algum resquício de humanidade dentro dele.

— Luffy-ya… Lembra te quem você é lembra que você me ama e nunca esqueça que eu te amo… Por favor não dispara… — disse sentindo as lagrimas se acumularem em seus olhos e os de Luffy tiveram a mesma reação, mas seu rosto continuou inexpressivo.

Kid se afastou um pouco para não ser atingido acidentalmente pelo disparo, Law abaixou a cabeça não queria lembrar assim do namorado, ele levaria uma lembrança feliz dele e da pessoa que amou. Sabia que Luffy nunca seria do shichibukai e que Zoro e os demais encontrariam uma forma de salvar Luffy.

E assim antes que Robin ou Franki pudessem fazer algo, Luffy puxou o gatilho… Um corpo tinha caído morto no chão e o sangue estava espalhado pelo local.


Notas Finais


Tão... Parei na melhor parte?
Eu matei o Law... Eu será que ele está vivo?

O que vai acontecer....? Confira no próximo capítulo!!

Kissus de 🍎🍎🍎


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...