História O mundo dá voltas, babaca! - Capítulo 40


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Tags Drama, Mudanças, Romance
Visualizações 138
Palavras 762
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 40 - Muitas novidades


Foi cerca de uma hora e quarenta e cinco minutos, mais ou menos, para chegar ao SPA. E que lugar. Muito natural e encantador... Exatamente como Malu havia dito.

– Chegamos. – ela disse e desceu do carro.

– Bem que você disse que eu iria me encantar. Aqui é muito lindo.

Tiramos as malas dela e eu peguei minha bolsa no banco de trás. Andamos até a recepção e um garoto, que aparenta ter a nossa idade, se aproximou de nós. Ele estava igual aos outros: short branco e uma blusa vermelha. Supus que seria o uniforme.

– Olá Felipe. – Maria Luíza cumprimentou o rapaz. – Leve nossas coisas para os quartos que meu irmão deixou reservado, por favor.

– Seu irmão sabe que eu vim?

– Não só meu irmão, mas como minha irmã também. – fiquei incrédula. – Eu os avisei ontem que você vinha comigo e eles querem te conhecer.

– Nossa. Tô importante viu? – rimos. – Mas antes, tem caixa eletrônico por aqui?

– Tem. – ela acenou para outro rapaz. – Denis irá mostrar onde fica. Enquanto isso, eu vou saber se eles já estão acordados.

– Tudo bem amiga.

Acompanhei Denis até uma parte onde tinha dois caixas eletrônicos. Caminhei e retirei o cartão que eu havia deixado no bolso, pois eu iria olhar na estrada, caso encontrasse algum, mas resolvi olhar aqui mesmo. Encaixei o cartão no local indicado e fiz todo o procedimento. Ao terminar, não acredito no que estava vendo na tela. Cinquenta mil disponíveis. Isso mesmo. Cinquenta mil. Meu pai realmente se supera a cada dia. Finalizei o processo e retirei o cartão.

– LIS! LIS! – ouvi os gritos da Malu.

– O que foi garota? – falei depois de ter guardado o cartão no bolso novamente.
– Acabaram de deixar esse pacote com esse envelope para você na recepção.
Peguei a caixa que estava em suas mãos, porém, eu já sabia o que tinha ali dentro. Abri, na verdade eu rasguei todo aquele papel de presente, que achei sem sentido. Mas agradeci pelo carinho do meu pai. Por ter feito tudo o que pedi.

– Uou! – Maria Luíza exclamou.

– O que?

– Esse celular acabou de ser lançado. – ela respondeu. – Tá nem com duas semanas direito.

– Sério?

Ela afirmou com a cabeça. Analisei a caixa branca com a foto do celular em cima. Acho que ele ia ter informação demais, mas nada que o costume possa resolver. Peguei o envelope, que no verso tinha meu nome, e pela caligrafia eu sabia que era de meu pai.

“Minha princesinha, espero ter acertado no quesito celular. Ele já está com um número telefônico e um plano ótimo para você. Hortência cuidou direitinho disso. Espero que tenha gostado. Em relação a sua conta, eu havia acrescentado algum dinheiro nela. Mais tarde irei providenciar mais, caso precise. Se divirta, e eu te amo.
– Alfredo”.

– Meu pai realmente cuidou de tudo. – falei e coloquei o papel de volta no envelope.

– Já o meu só faz isso quando eu mereço, na visão dele. – revirou os olhos. – Agora vem, mandei meus irmãos irem para a administração.

– Não precisava disso, Malu.

– Lógico que precisava. Vamos.
Ela me arrastou pelos corredores do SPA até pararmos diante da porta que tinha escrito em uma placa prateada: Administração – Túlio. Ela nem bateu, já foi entrando.

– Olá irmãos mais lindos da minha vida. – ela os abraçou coletivamente.

– Espero que essa sua demonstração de afeto não seja por causa da sua amiga. – a mulher falou.

– Nossa assim você ofende hein. – Malu fez beicinho.

– Own. Pena que isso não cola mais. – o homem apertou as bochechas da Malu e balançou a cabeça dela de um lado para outro.

A mulher aparentava ter uns vinte e pouco, assim como o homem. Eles tinham os olhos claros, iguaiszinhos aos da Malu. A mulher era morena, tinha um corpo definido, algumas tatuagens nos braços e um piercing no nariz. Já o homem era bem malhado, cabelos claros, algumas tatuagens também e nada de piercing.

– Ah, já ia me esquecendo do motivo que os chamei até aqui. – ela se virou para onde eu estava, e toda a atenção veio para mim. – Túlio, Natália, essa é Lis. Aquela minha amiga que eu disse que viria comigo. E Lis, esses são os meus irmãos.

Os dois vieram até mim. O Túlio apenas me cumprimentou com um sorriso e um aceno, já a Natália me abraçou forte e puxou conversa comigo. Ela e Malu explicaram como as coisas iriam funcionar, o que era sinal de que Maria Luíza havia contado sobre o que eu iria fazer. Fiquei sabendo que Túlio me ajudaria na parte física, Natália na estética e Malu no guarda-roupa. 


Notas Finais


Olá chuchus!! Sei que eu dei uma sumida. Desculpa?? Segundo semestre foi corrido por causa de uma coisinha chamada ENEM. Pse. Tive que focar na prova, pois ela é bem importante. Enfim... Como passou mais o sufoco, vou voltar a postar os capítulos. É isso amores, boa noite!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...