1. Spirit Fanfics >
  2. O mundo desconhecido >
  3. Capítulo 3

História O mundo desconhecido - Capítulo 3


Escrita por: KellyKoalo

Capítulo 3 - Capítulo 3


Fanfic / Fanfiction O mundo desconhecido - Capítulo 3 - Capítulo 3

- Compreendo, acho que ser rei não deve ser fácil. - realmente não é, mas meu irmão lida com a pressão muito bem um dia vou ser igual a ele. - você seria uma ótima rainha. Mari dizia dando sorriso. Emi dava outro sorriso e olhava para ela. - Vamos ao salão. Dizia bem baixinho assim os guardas não ouviram. - não daria, como chegaríamos lá? Mari cochichava. - deixa comigo. Emi cochichava de volta. - guardas Eu e a Sr. Mari precisamos ir ao banheiro. Os guardas paravam e diziam: - mas minha senhora seu irmão pediu para levar vocês para o quarto. - vocês vão deixar eu ficar com vontade de ir ao banheiro, o que seu rei vai pensar disso? Os guardas se olhavam e com medo as levantavam até o banheiro, ficavam na porta esperando. Emi andava para uma janela que tinha ali. - viu que eu conseguia, agora me ajudar aqui. Mari se aproximava dela e dava uma ajuda para ela subir até a janela. - Você é muito louca. Dizia Mari sendo puxada por ela. Às duas saiam perto de um corredor vazio, Emi pegava a mão de Mari e corria com pelo castelo. - Vamos logo antes que alguém perceba que sumimos. Depois de algumas horas, parados ali, Fumiko passar segurando uma cabeça de rei distante. - O que vocês estão fazendo aí? - A princesa pediu para ir ao banheiro mais faz horas que está lá dentro. Dizia o guarda do meio. - vocês sabem que ela fugiu né? Os guardas ficavam em certo pânico ao olhar entravam no banheiro, mas não viam ninguém. - A PRINCESA FUGIU!! Fumiko ria da cara deles enquanto pulava para sala de reunião mais era barrada por Hana. - você não pode entrar. Dizia ela. - acho posso sim, já que tenho presentinho para rei. Ela dizia enquanto mostrava a cabeça do tal homem. Hana a permite entrar.


Fumiko entrava na sala pulando é olhava para todo ali é jogava a cabeça do homem em cima da mesa e sorriso. - aqui o que me pediu, ah a menina de (contos) de fada sumiu com sua irmã ou for ao contrário, só sei que a princesa fugiu com futura rainha né assim que Mina diz. Ela dizia dando as costas para aqueles homens e andando até a porta.- ai está o destino do rei piedoso, agora se me dão licença, estão dispensados, tenho assuntos a resolver agora. Dizia Ken dando as costas, a aura dele começava a inundar o castelo inteiro enquanto uma voz perturbadora dizia: - achem a princesa, se eu a achar, arranco a cabeça de cada um de vocês e guardas que estavam a cuidados delas, corram, dou dois segundos para saírem do castelo, ou morreram. - mas senhor, nós nã-. - um, dois. Se ouvira gritos do local onde estavam os guardas que logo seriam abafados por alguma coisa que tampava suas bocas, pelo castelo ecoava os paços de Ken aos poucos que chegavam sobre o local que Emi e Mari estavam, ao chegar perto, não era Ken e sim Tomio com seu olhar sereno às olhando. - poderia eu esperar, essa rebeldia de sua irmã gêmea, mas de ti o Emi pequena princesa, era improvável, venho eu aqui para lhes salvar do rei que vai se mostrar o tirano que todos vem a tentar não trombar, vamos logo, antes que ele nos pegue. Emi e Mari estavam com boca toda suja de sorvete. - Tomio desculpa, que eu queria tomar sorvete. Emi dizia pouco repetida. - não foi culpa da Mari. Às duas se juntavam a Tomio. - sei que tu gostas de sorvete, mas deves ao rei avisar, pois, dois guardas ele acabou de matar, não se Culpe pelas mortes, pois, sabes como seu irmão vem a tirania reinar, venham antes que ele venha a mais cabeças quebrar. Dizia Tomio caminhando rápido para o quarto. - claro Tomio. Ela dizia um pouco triste. Às duas seguiram direto para o quarto onde Mari ficava a consola.Tomio chegaria sobre o quarto e as deixaria lá, logo iria para perto do rei onde o mesmo vem a dizer. - pode abaixar a fumaça meu rei, elas no quarto estão, mandarei que limpem esse local para ti. Após Tomio falar podia se ver o local, estava todo ensanguentado, do chão ao teto com restos mortais do que um dia foram os guardas, de restos só teria pequenos pedaços e muito sangue espalhado até pelo teto isso era até medonho de se ver, mas para tomio era natural, se olhando Ken, ele estava limpo sem nem um pingo de sangue em seu corpo e roupa, ele se virava e dizia - agradeço. Indo caminhando para seu quarto, mordomo tem organizado todos os empregados para limpar aquele local. - Emi, por que você não saí do quarto? - Regras do meu irmão, mas você pode seja livre, pessoas tem sangue real não pode fazer quase nada. - Compreendo, olha já que posso sair vou trazer gostosura para você comer para sentir melhor tá. Mari diz andando até a porta saindo. Mari olhava para os lados e não via ninguém. - esqueci pergunta onde era cozinha ah deixa vou descobrir. Mari dizia andar sem rumo pelo castelo. No meio do caminho ela encontrava o livro "achei o culpado de está nessa merda" ela olhava ao redor para ver ninguém estava perto Mari ao perceber que ninguém estava perto ela começa a ler a história..

Em um reino desde pequeno rei tirano é coroado, ele viva em abundância é guerra sem fim, seu reino era o maior de todos mais havia um problema nele luga a magia e abundância está se acabar os reinos é envolta a se revoltar com rei tirano, vida de todos estão em perigo até que dia uma menina completamente Diferente do rei veio aparece o estranho que a magia e paz voltava reinar naquele lugar de pura escuridão, ela podia cura tudo todos a amavam ela era realmente um anjo que ninguém sabia de onde tinha vindo. Com o tempo, o rei tirano só via desconfiar de tal menina, pois, ninguém poderia ser tão boa como ela conseguia. Onde ela passa a paz reinava. Tudo que ela tocava se consertava. Flores nasciam de volta naquele lugar tudo era tão diferente. Cada vez mais aquela menina era disputada pelos reinos que a queriam comprar do rei tirano.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...