1. Spirit Fanfics >
  2. O Mundo dos Pequeninos 2 (Arriety x Spiller) >
  3. Sho

História O Mundo dos Pequeninos 2 (Arriety x Spiller) - Capítulo 3



Notas do Autor


Obrigada à todos que leram, favoritaram, comentaram e compartilharam essa Fanfict. (・∀・)Isso me deixa muito feliz!
Boa leitura.

Capítulo 3 - Sho


Fanfic / Fanfiction O Mundo dos Pequeninos 2 (Arriety x Spiller) - Capítulo 3 - Sho

              *Arriety*

No outro dia, eu acordei e fui ajudar minha mãe a fazer o café da manhã.

Depois chegaram o meu pai, o Spiller e o avô dele. Todos estavam comendo e conversando.

Homily: Como anda a construção da casa nova, querido?

Pod: Está indo bem, estará pronta em duas ou três semanas.

Chefe da vila: Como a maioria dos homens da vila estão ajudando será rápido.

Pod: E a costura com as outras senhoras? Está tudo certo lá, querida?

Homily: Não podia estar melhor, nossas conversas sempre são interessantes! E costuramos bastante ontem.

Arriety: Hoje eu posso ajudar na costura?

Homily: Hum... é...

Spiller: Na verdade, hoje eu queria te ensinar a área ao redor da vila, Arriety. Para você saber como ir, vir, aonde se esconder de perigos quando estiver coletando...isso se o seu pai e meu avô deixarem.

Chefe da vila: Bem, eu não vejo problema algum de vocês saírem.

Pod: Ok, mas cuide bem da minha filha,Spiller! E voltem se começar a chover.

Arriety: Sim, papai.

Depois do café eu coloquei meu típico vestido vermelho, levando meu alfinete e minha mochila enquanto o Spiller estava com aquela roupa de caçador e o arco dele.

Saímos da casa e encontramos os outros jovens na praça.

Moça 1: Bom dia! Aonde vocês estão indo?

Rapaz 1: É outra coleta? Mas não pegamos tudo que era necessário ontem?

Spiller: Hoje eu vou ensinar a Arriety os caminhos do jardim, voltaremos antes do pôr do sol.

Rapaz 2: Ah, mas nem comemoramos o sucesso da missão de ontem!

Spiller: Vocês podem comemorar entre si. Eu e Arriety estamos de saída!

Moça 2: Tchau e bom aprendizado Arriety!

Arriety: Tchau!

Quando saímos da vila e estávamos no jardim, começamos a conversar.

Arriety: Ótima desculpa que você deu. Podemos ir para o hospital?

Spiller: Não foi só uma desculpa, você realmente tem que aprender os caminhos. Preste atenção por onde andamos.

Durante o percurso meu amigo me ensinou todos os pontos de referência, como me localizar através da posição do sol, como observar do alto de árvores, onde se esconder de animais.

Até que finalmente chegamos no hospital. Passamos entre frestas, cantos da parede, debaixo de cadeiras e nenhum humano nos viu.

Arriety: (Espero que o Sho tenha se recuperado da cirurgia)

A porta de um dos quartos abriu e uma velhinha familiar saiu, enquanto eu e o Spiller aproveitamos a abertura da porta antes dela fechar.

O humano estava acordado acariciando a Mia e isso me fez sorrir de alívio e felicidade.

Sho: Sua gatinha danada! Como consegue entrar no prédio sem ninguém te ver? Sorte sua que a vovó não vai te dedurar...

Spiller[Sussurrando]: É seguro subir na cama? Esse humano está do nosso lado?

Sinalizei que sim com a cabeça para o Spiller e depois fui subindo no lençol usando meu alfinete como apoio.

O garoto foi atrás usando suas flechas no lugar de um alfinete. E parece que a Mia sentiu nosso cheiro.

Mia: Miau! Miau!

Sho: O que foi? A-Arriety?!

Arriety: Oi Sho! Que bom que você acordou. Eu fiquei tão preocupada da última vez.

Sho: Da última vez?!

Como o Spiller não subiu para a parte de cima, ele estava escondendo seu corpo ao lado dos lençóis encarando, fiz um sinal para ele se aproximar.

Arriety: Está tudo bem. O Sho não contará pra ninguém sobre nós!

Sho: Com quem....?

O Spiller se aproximou sério preparado para qualquer ataque do humano, mas tudo o que viu foi um adolescente surpreso.

Sho: Te-Tem outro coletor?!

Spiller: O-olá...

Arriety: Você estava errado Sho, tem muitos outros da minha espécie.

Spiller: É verdade, mas não podemos mostrar nossa vila para você e de preferência fique quieto sobre isso com os outros humanos. É algo muito sér...

Antes do Spiller terminar a frase a Mia o lambe feliz.

Spiller: AH! Por que fez isso Mia-chan?!

Arriety: Hehe.

Sho: Acho que minha gata já o considera um amigo, então... Nós podemos ser amigos também? O meu nome é Sho.

Spiller: O meu nome é Spiller, prazer em conhecê-lo.

Arriety: Sho, você vai ficar bem daqui para frente? Como está seu coração? Nós viemos te visitar ontem e... você parecia mau.

Sho: A cirurgia foi um sucesso, acontece que ontem o efeito do sedativo não havia passado. Como vocês me acharam?

Mia: MIAAAUUU!

Spiller: acho que a felina quis dizer "Eu sou uma gênia e os trouxe aqui!".

O Spiller fez carinho na Mia e realmente parecia entendê-la. (Mas nós, coletores, não temos nenhum poder de falar com animais).

Sho: Arriety, você encontrou uma nova casa.

Arriety: Claro. Também encontrei vários amigos novos, conheci caminhos novos... até voei com o Spiller.

Sho: Oi?! Vocês tem poder de voar?

Spiller: Não! Temos planadores.

Arriety: Spiller podemos visitar o Sho mais vezes?

Spiller: Depende de onde ele estiver?

Sho: Eu ficarei no hospital por uma semana, depois vou morar com a minha avó permanentemente.

Arriety: Ó! Aquela casa é um pouco distante da vila...

Spiller: Mas... acho que algumas vezes podemos ir sim... eu te levo sempre que quiser Arriety.

Arriety: OBAA!!! Obrigada, Spiller!

Sho: Serão bem vindos sempre que vierem....

Ouvimos algumas vozes se aproximando e ficamos em alerta. O Sho pegou o Spiller e eu e nos colocou em cima da Mia.

Sho: Vocês tem que ir agora. Mia dá uma carona para eles...

Mia: Miau!

Arriety: Até breve, Sho.

Spiller: Foi um prazer conhecê-lo melhor.

Sho: Igualmente. E cuide bem da Arriety, você parece gostar dela.

Nessa hora a Mia pulou da janela para fora enquanto um médico entrava no quarto sem suspeitar de nada.

Quando olhei para o lado, vi o Spiller muito corado.

Arriety: O que foi? Você está muito vermelho...

Spiller: Co-Como e-ele percebeu?!

Arriety: Hehe. Eu também havia percebido que...bem...mas eu achei que fosse só minha imaginação.

Spiller: Então você... sabe sobre os meus sentimentos?

Nessa hora, foi minha vez de corar.

Arriety: Vo-você acreditaria se...se eu dissesse que sinto o mesmo?

Ele sorriu, a mia parou e descemos. Depois o Spiller pegou minha mão e ficamos próximos.

Spiller: Nesse caso...Deixe-me fazer o pedido corretamente. Arriety, você quer namorar comigo?

Arriety: Quero.

Mia: Puuurrr!!!

A Mia se despediu de nós sorrindo e por fim voltamos para a Vila.

~[Anos depois]~

*Autora*

Nós, humanos, vivemos nossa vida sem prestar atenção em muitas coisas. Sem prestar atenção no lindo céu azul, no melodioso canto dos pássaros, no jardim das nossas casas e prédios.

E sem ver os coletores, pequenas criaturas semelhantes à nós, que sabem apreciar à vida.

Felizmente, temos as histórias...

*Sho*

Sho:Era uma vez, uma garota do tamanho de uma bonequinha, que gostava de andar pelo jardim...

Ariele: Papai, eu já conheço essa história! A mamãe me contou a história da Polegarzinha...

Sho: Polegarzinha?! Não. A protagonista da minha história tem um nome muito mais bonito...Ela se chama Arriety!

Ariele: Arriety?

Sho: Exatamente. E essa garota vestia um vestido vermelho e usava um alfinete como espada.

Ariele: Ela lutava?!

Sho: Lutava... Uma vez ela salvou o pai e a mãe dela de uma velha malvada que queria capturar os coletores!

Ariele: Coletores? O quê são coletores?

Sho: É como a espécie dela se denomina. Não confunda com fadas nem com anões, coletores são pessoinhas que usam a inteligência deles para sobreviver, é como se fosse a "magia" dos coletores.

Ariene: Me conta mais papai, por favor!

Sho: Hehe. Bem,a Arriety sempre fugia de uma gata até o dia em que ela ficou amiga do felino. Em outra aventura, ela e sua família viajaram em um bule de chá por um riacho.

Ariene: É como se fosse um barco, né?

Sho: Uhum...E foi nesse dia que a Arriety conheceu o Spiller, que a ajudou na viagem.

Ariene: E eles se tornaram amigos?

Sho: Sim...Se tornaram tão amigos que um dia começaram a namorar porque perceberam que se gostavam demais.

Ariene: Legal!

Sho: Eles também viveram várias aventuras juntos... Um dia os dois coletaram ervas medicinais para a vila dele e encontraram um humano hospitalizado...

Ariene: Óh! Tadinho do humano...

Sho: Então os pequeninos começaram a sempre visitar o humano, para animá-lo. E enfim o rapaz ficou eternamente agradecido.

Ariene: Os pequeninos são muito bons... papai, onde eu acho um pequenino?

Sho: Isso é complicado, eles não se mostram para todos porque existem alguns humanos ruins...

Ariene: Então eu serei bem boazinha! Espero que eles queiram ser meus amigos também.

Sho: Hum... sabe, às vezes eles entram em casas de bonecas...

Ariene: Entram?! Então eu vou deixar minha casinha bem arrumada para visitas!

Sho: Hehe. Sabia que a sua casinha de bonecas passou do seu tatavô para sua bisavó, depois para sua avó, depois para mim e de mim para você?

Ariene: Isso é muito inte...[Bocejo]... interessante.

Sho: Acho que já está na hora de você sonhar...

Eu dei um beijo na minha filha e depois apaguei a luz do quarto.

Sho: Boa noite, minha pequena.

Depois eu fui para a cozinha, pequei um torrão de açúcar e voltei para o quarto da menina.

Deixei o doce dentro da casa de bonecas sem acordar a Ariele.

Sho: ( Quem sabe hoje à noite a Arriety e o Spiller me visitam conforme combinamos...)

                 ~Fim~


Notas Finais


(◍•ᴗ•◍)Se você lê todas as notas iniciais e finais... parabéns! Você é um ótimo leitor.
Agora, se me derem licença, vou escrever ou desenhar outras histórias (HQs ou Fanficts)(*❛‿❛).


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...