História A mente estranha de Marie - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura, Drama, Ficção, Lgbt, Mistério, Novela, Psicológico, Romance, Suspense
Visualizações 3
Palavras 613
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Mutilação, Nudez, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Eu sou diferente


 

– Pare com isso agora.

–  Eu não consigo.

–  Você precisa parar agora!

 

6 de Outubro de 2019 - Terça-feira:

 

O Sol aparece na janela do quarto, bem mais brilhante que ontem. O alarme freneticamente aponta às seis horas da manhã. É hora de mais um dia de aula. Ainda era terça-feira, e Marie estava exausta e desequilibrada para isso. Então, decidiu continuar na cama. Bom... ela tinha seus motivos, era o que todo adolescente faria em seu lugar, apenas continue na cama e recupere-se da surra do dia anterior. Os seus pais saíram para trabalhar e não notaram que Marie ainda estava em casa, logo ela que toda manhã avisava que estava de saída. Hoje ela não avisou, e eles não pareciam se importar muito com isso... talvez só tenham esquecido, é melhor acredita nisso.

O relógio remendado na parede, marcava as cinco e quarenta e dois da tarde. Marie continuava na cama, não comeu nada, apenas ficou deitada esperando o tempo passar. Foi quando seu celular tocou. Marie assustou-se, por que alguém ligaria para ela?  Bom... deve ser algum engano, ou talvez a operadora fornecendo pacotes de internet ou apenas uma proposta "irrecusável" de alguma impressa chata. – desanimou Marie

– Alô, quem é? – indagou Marie com uma voz irritada

– Mari-Ops... Marie? É você? – respondeu uma voz conhecida

– S-sim, quem é você? Como sabe o meu n-nome verdadeiro? – preocupou-se Marie

– Oh Meu Deus! Me perdoe ligar assim. É que eu precisava falar muito com você, hoje não conseguir fazer nada sem para de pensar em você, Marie. Eu sou a Lucy, a garota que almoçava com você as vezes no refeitório... não sei se você se lembra. Então, eu me preocupei muito com você depois do que vi ontem... você está bem? Está bem mesmo? Marie... alô... está aí? Marie me responda.

– Eu estou a-aqui. – respondeu Marie com voz de choro

– Você está chorando? Querida, eu quero lhe dizer que você é perfeita da forma que você é! Não ligue para isso está bem? Eu não vi você hoje na escola e fiquei pensativa sobre sua situação. Eu gostaria de falar com você amanhã na escola. Hoje estou exausta... caramba... você perdeu uma aula incrível de natação... vou lhe falar viu... os boys universitários que vieram nos treinar são uns GATOS DE MORRER! Você tinha que ter visto... o mais gato era o Samuel... aaahh... aquele garoto...

E foi assunto atrás de assunto, Lucy não parava de falar. Marie não acreditava que estava conversando com alguém tão legal, embora ela estivesse calada e de boca aberta, apenas ouvindo o que aquela garota agitada falar sobre quase tudo que vinha em mente. Marie estava com um sorriso no rosto apenas ouvindo e concordando com o que Lucy dizia. E se perguntando a toda hora: "Mas o que diabos essa louca está falando?"

 

Eu sou diferente

 

Finalmente essa doida desligou, e só desligou porque o celular descarregou. Marie soltou o celular e deitou na cama sorrindo. Nossa, que conversa... não... não foi bem uma conversa porque eu não falei nada – gargalhou Marie
Com um sorriso bobo no rosto, Marie avista o relógio remendado na parede e se assustou: "Já são oito horas da noite! O que eu pensei que estava fazendo?!"
Marie correu para a cozinha, lavou a louça, colocou café no fogo e foi cumprimentar seus pais que chegaram logo após. Finalmente retornou ao seu quarto. Bom... agora só falta um bom banho, Marie estava horrível com os cabelos quebrados e rosto cansado... isso mesmo... CANSADO.

Marie sai do banho e se olha no espelho.

– Ora, ora... Hoje você não está tão horrível assim.

 

"Caro diário. Hoje foi um dia diferente. Confesso, até tive medo."

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...