História O mundo não é só um apocalipse - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 3
Palavras 466
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), LGBT, Mistério, Romance e Novela, Terror e Horror
Avisos: Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Lembranças


-mana acorda temos que levantar, vamos rápido!!
Popy me acorda agitada. 
-o que foi popy?
-acho que tem um canibal lá fora. 
Popy decidiu que iria chamar as criaturas de canibais, eu não sabia o motivo mas não me importava, me levanto rápido e pego minha mochila e minhas armas. Os canibais(ou como você preferir chamar) são criaturas que são mais atentas durante a noite todo o cuidado era importante; como não sair à noite, e evitar qualquer barulho para evitar uma "multidão"  deles. Eles eram criaturas ágeis. Saímos lentamente pela porta dos fundos e pulamos as cercas. 
-vamos de pressa popy, sem barulho algum. 
Agora essa era nossa vida, de uma casa abandonada a outra, decidimos ir ao um pequeno armazém pegar suplementos. 
-popy pegue tudo o que ver pela frente tudo mesmo, depois vemos o que conseguimos se presta. 
-ok mana. 
Antes de tudo virar um caos eu e popy, não éramos tão próximas sempre estava mais com os amigos do que com a família, popy era tudo que eu tinha se ela morresse eu perdia meu último pedaço de mim. 
-peguei tudo. 
-ok então vamos popy. 
A rua estava deserta nada mais que carros e mais carros, eu não sabia ao certo onde estávamos mas parecia uma espécie de cidade pequena, um vilarejo. 
-onde vamos passar a noite? 
-eu não sei popy, mas vamos encontrar um lugar. Ok?
Popy concorda com a cabeça, quando tudo começou popy tinha sete anos e eu quinze, no começo foi bem difícil sobreviver não sabia o que fazer era uma responsabilidade em tanto, eu não sabia cuidar de mim mesma como iria cuidar da popy ainda mais sozinha. 
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
O sol já ia embora logo encontramos uma espécie de cabana no meio da floresta, não hesitei e entrei, vasculhei todo o lugar não gostaria de um bicho vindo de surpresa pra cima de mim, logo arruma-mos nossas coisas no que um dia foi uma pequena sala. 
-eu lembrei de uma coisa mana. 
-então?
-daqui um mês o papai faria quarenta e nove anos. 
-hum. 
-eu sinto falta do barulho da campainha, de ir na casa da mimi, fazer biscoitos, ir a escola, dormir enquanto o filme rolava, brincar com o todd, você sente falta também?
Sinto um nó na garganta. -e eu também cinto falta de tudo mas lembra nosso objetivo?
-s-sim. Vejo seu rosto encher de lágrimas. -por que is-isso c-c-com a gente em Mana?
-eu não sei. Eu não sei. Abraço popy que alguns minutos depois adormece em meu braço. Eu não queria isso pra popy ela era tão nova pra passar por isso tudo. 
Enquanto popy dormia aproveite pra arrumar minhas coisas. Tinha poucas armas mas elas davam conta do recado, por ser fascinada em armas e coleciona-las não foi tão difícil assim sobreviver. 


Notas Finais


Oi me desculpem pelos erros de português mas espero que tenham gostado. Até a próxima ☺️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...