1. Spirit Fanfics >
  2. O mundo por de trás do espelho >
  3. O amado de Gaia

História O mundo por de trás do espelho - Capítulo 10


Escrita por:


Capítulo 10 - O amado de Gaia


JP On

Eu estava correndo atrás do lobo que tinha capturado A Liza junto de um lince, mas eu estava muito longe, eu não estava conseguindo acompanhar o ritmo deles. A minha frente tinha um estranho grupo que apareceu na escola de repente e, a frente deles, estavam Daniel e Hazel, voando com um par de asas recém criadas, mesmo longe do grupo eu conseguia ouvir eles gritando um pro outro.

Hideki- CHIN! VOCÊ TEM ASAS, PODE VOAR ATRÁS DELES?

Chin- EU CONSEGUI MINHAS ONTEM A NOITE! ACHA MESMO QUE EU SEI USÁ-LAS?

Hideki- PERGUNTAR NÃO DÓI, SABIA?

José- CALEM A BOCA! AGORA NÃO É HORA DE DISCUTIR.

Nós começamos a correr em direção a uma floresta, o lobo começou a latir e então na mata, Hazel e Daniel passaram com facilidade, mas o grupo foi atacado por uma alcateia de lobos com cerca de um metro de altura cada um. Na hora que vi o primeiro lobo, paralisei de medo, pensei que seria morto na hora em que um deles correu até mim, mas foi diferente do que eu imaginei. O lobo parou na minha frente, me encarou, se colocou do meu lado e se abaixou. 

Eu- Mas que…

Não tive tempo pra pensar, apenas subi nele e o mesmo saiu em disparada. Nós passamos pelo grupo que estava no meio de uma briga com os lobos e…MEU DEUS, DE ONDE AQUELA MINA TIROU UMA ESPADA? Depois que nós passamos, continuamos a correr até alcançarmos Hazel e Daniel, que ficaram surpresos em me ver.

Daniel- Como chegou aqui? E por quê está montado em um protetor?

Eu- Um o quê?

Daniel- Esqueci que você é humano. Protetor é aquele que protege uma zona como essa, mas você só pode entrar com permissão do mestre da zona.

Eu- Por isso aqueles caras foram barrados… espera, desde quando vocês têm asas? Por que vocês tem asas? Quem são aqueles caras? Por que a Liza virou uma máquina de matar que canta? De onde veio aqueles bichos? Como a Liza começou a começou a criar ouro cristais da cabeça? E…

Hazel- Muitas perguntas, mas…poucas respostas.

Daniel- Nós sempre tivemos asas, como já se tornou meio óbvio, Hazel é da raça cupido e eu sou da raça dragão.

Eu encarei os dois, nós ainda estávamos seguindo o lobo, a Hazel eu até entendo, mas o Daniel? Como ele, um albino, seria um dragão.

Daniel- Sim, eu sei, difícil de acreditar, mas você também não normal.

Eu- Como assim?

Hazel- Você pode nos ver, pode ver nossas asas, você pode ver através do Véu.

Eu- Através de quê?

Daniel- O véu é uma espécie de manto mágico natural que protege todas as raças de vocês humanos. Mas você ser capaz de nos ver pode ser bom ou ruim.

Não tive tempo pra perguntas começamos a desacelerar e nos encontramos em uma clareira, no centro dela tinha uma cabana de madeira o lobo de meio metro parou em frente a casa e bateu a pata. O lince tirou a garota das costas do lobo e algo incrível aconteceu, o lince falou.

???- Narande! Sou eu, a Liza teve um ataque!

A porta se abriu e uma garotinha e um Husky de cores diferente e um pouco maior do que o normal apareceram. O Husky era quase todo preto, mas suas patas e a ponta de sua cauda eram brancas, em seu pescoço tinha uma corrente prateada como coleira que ficava folgada em seu pescoço e, novamente, tivemos casos de animais falantes.

???- Eu mandei vocês cuidarem dela!

???- Me desculpe, eu não tinha como saber que ela teria um ataque na escola.

Foi então que Hazel e Daniel se aproximaram voando enquanto eu descia do lobo e corria até eles 

Hazel- Que é você e o que você é da Liza.

O Husky nos encarou, seu olhar meio humanizado me assustava.

???- Eu sou aquele que vocês conhecem como "Amado de Gaia" e sou o protetor dela.

Hazel e Daniel pareciam surpresos com a resposta, mas o lince abriu caminho e entrou na casa com Liza nas costas. A garotinha ajudou o lince a colocar a garota na cama, ela arfava, seu rosto estava vermelho e parecia ter febre, o Husky se apoiou na cama, pôs a pata em seu peito e resmungou.

???- Está pior do que eu pensava…

Foi então que Daniel fez uma pergunta.

Daniel- Quais raças?

O Husky o encarou, receoso e hesitante.

???- Só posso dizer que parte dela é humana.

O garoto agarrou o animal, com raiva e, literalmente, fogo nos olhos.

Daniel- Ela é minha amiga e você não vai querer ir contra um líder de território.

???- Mesmo que você seja um dragão, um líder de território ou até mesmo ou até mesmo se fosse um filho de Gaia, eu jamais direi para alguém impuro como você.

Daniel- IMPURO? NÃO ME CONFUNDA COM UM HUMANO! SOU TÃO PURO QUANTO VALHALLA!

???- Agora sim eu sei o quão impuro você é.

Daniel- O QUE DISSE?

O Husky mordeu a mão de Daniel e o mesmo o soltou.

Narande- Meu nome é Narande essa lince se chama Luna e, caso não saiba, Valhalla é tão impura Gaia.

Hazel- Como ousa dizer isso! Valhalla é um lugar que apenas os puros podem ficar.

Narande- Se é assim, por que tem tantas pessoas sendo exiladas de lá?

Os dois ficaram em silêncio, devia ser algo difícil de responder.

Narande- À oito anos atrás, uma família inteira foi exilada por tentar fazer um golpe de estado, à mil anos, um rei foi exilado por motivo algum, à quinhentos mil anos, foi um centauro que se descontrolou.

Eu- Quantos anos você tem.

Narande- Não tenho a obrigação de contar.

Ele falava de forma arrogante, mas claramente preocupado com Liza.

Hazel- E pensar que o Amado de Gaia já foi nomeado…

Narande- Liza é minha segunda mestra.

Daniel- Que foi o primeiro?

Narande- A mãe dela, uma guerreira formidável, ela morreu com honra.

Luna- Também sinto falta do meu mestre…

Hazel- Essa zona está cheia de refugiados?

Eu- O que são refugiados?

Eles se assustaram, claramente se esquecendo da minha presença.

Daniel- São os Serviçais que perderam seus mestres e que foram liberados do contrato, mas continuam usando seus nomes.

Eu- O que são Serviçais?

Narande- Serviçais são criaturas nascidas do poder de alguém, um humano como você também poderia ter um, mas não existe garantia.

Eu- Certo…mas quem ou o que vocês são?

Hazel- ...Não…se pode definir nossa existência, originalmente todas as raças viviam em Valhalla, até mesmo os humanos, mas eles se corromperam e a rainha daquela terra se sacrificou e criou a terra para aprisionar todos os impuros e seus descendente.

Daniel- Foi então que todos começaram de chamar a terra de Gaia, que era o nome da rainha que se sacrificou.

Narande- ...Acho que tudo isso foi em vão.

Hazel e Daniel o encararam com ódio.

Hazel- Você é um Filho de Gaia e ainda a desrespeita dessa forma?

Daniel- Gaia é nosso mundo e nossa governanta, ela pode se manifestar de diversas forma, aprovando ou não sobre nossas ações, ela o criou!

Narande- Vocês não sabem como tudo funciona, a existência de nós, filhos de Gaia, só mostrar o quão desgraçado é nosso mundo.

Ele então se virou e pôs a pata na testa de Liza.

Narande- Ela está piorando, e pensar que seria agora… Luna!

Luna- Sim senhor!

Narande- Sua febre está aumentando, seu peito já está cristalizado, se ela continuar assim, a Liza vai virar uma estátua, você tem que levá-la para o jardim da lua!

Luna- Certo! Mas e você?

Narande- Está na hora de ver nossos visitantes.

Ele falou isso enquanto anda para o lado de fora da casa e um forte luz o envolvia.

Jp Off

Chinjiro On

Já tem um tempo que nós estamos lutando com os lobos, estou preocupado com a garota, pelo que vi, o estado dela era pior que o meu e o do Hideki.

Eu- Será que ela está bem?

Hideki- Creio que não. Levando em conta a quantidade de petróleo que ela vomitou…

José- Quem se importa! O amado de Gaia está aqui, o maior tesouro deste mundo, se eu o tivesse me tornaria mais forte e nunca mais falariam do meu sangue…

???- Então me quer apenas para exibição?

Eu me virei para a floresta, outro lobo, mas completamente diferente dos outros. Este tinha cerca três a quatro metros de altura, ele usava uma corrente em seu pescoço que ficava folgada no mesmo, ao seu lado, estavam os dois líderes de território que vimos antes.

José- Você é tão belo quanto imaginei.

Narande- O que um elfo como você está fazendo tão longe das florestas sagradas 

José- Estou a sua procura.

Narande- Creio que, se está aqui para me nomear e ganhar glória sobre isso, está atrasado.

José- Como assim?

Narande- Já fui nomeado e já tenho a quem servir.

Aquilo apareceu abalar o elfo, nomear o "amado de Gaia", seja lá o que isso for, parecia ser algo muito importante. Eu andei até o lobo e o encarei.

Eu- Ela está bem?

Narande- A Liza? Ela está sob cuidados especiais, seu estado é pior do o imaginado.

Eu- Me deixe vê-la!

Hazel- E o que você quer com ela? Planeja atacá-la enquanto estamos distraído?

Eu- Não! Eu sei como é, também tenho o câncer de cristal!

Silêncio, um silêncio pesado e sufocante sentia os olhares perfurantes virados para mim, senti uma mão em meu ombro, era Hideki.

Hideki- Eu também tenho o câncer de cristal, nós somos mestiços também, sabemos como lidar com isso.

Senti um instinto assassino vindo de perto do lobo.

Daniel- Acha mesmo que eu cairia nessa?

Ele avançou pra cima de mim, diretamente em minha barriga. A única coisa que sei é que um cheiro forte de sangue preencheu o ar do lugar, mas não era meu, era de Hideki, que saltou na minha frente quando o ataque ia me acertou, ele caiu no chão. Eu estava em choque, cai de joelho ao lado do meu amigo, sua respiração estava pesada, me aproximei, um pouco trêmulo.

Eu- Hideki…

Hideki- Eu…tô bem…não se preocupe…

Eu- Não…não posso te perder, não você…

Senti muitas coisas, tristeza, raiva, ódio, minha mão se mexeu por conta própria, lrgando a espada/Kiiroi indo até minha bolsa e pegando a adaga de ouro solar da minha bolsa. Fiz algo que era como uma tradição na Terra Sagrada, passei a adaga pela ferida de Hideki a encharcando com seu sangue, me levantei e apontei a adaga para o miserável.

Eu- EM NOME DA MINHA TERRA, EM MEMÓRIA DO MEU PAI E MEU REI, COM ESTA ADAGA, MATAREI MIL E DESTRUIREI SEUS OVOS, COM ESTA ADAGA MATAREI VOCÊ! O DESGRAÇADO QUE INFRINGIU O MEU DOMÍNIO E O SANGUE DE HIDEKI QUEIMARÁ ATÉ MESMO SUA ALMA!

Eu então avancei em sua direção pensando em sua morte, mas parei ao som de uma imensa explosão vinda da floresta, o lobo se virou e, em desespero, gritou.

Narande- LIZA!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...