1. Spirit Fanfics >
  2. O mundo secreto de midoriya(bakudeku) >
  3. Capítulo 6 Bônus

História O mundo secreto de midoriya(bakudeku) - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Eu n consegui terminar o capítulo a tempo então eu fiz esse mini capítulo para n deixar sem atualizar mas eu n sei escrever a história do ponto de vista do bakugou ;-;

Espero que gostem

Capítulo 8 - Capítulo 6 Bônus


Visão do bakugou:

O loiro andava calmamente pela estrada de terra sem nenhuma vontade de ouvir os gritos e provavelmente o sermão que sua mãe iria lhe dar. Seu dia havia começado tão bem, fazia tempos que o garoto não era acordado aos gritos e mais comuns xingos de sua querida progenitora.

Quando mais próximo ele chegava da casa mais devagar seus passos começavam a ser, mesmo andando  quase nada e bem devagar ele já conseguia avistar sua casa, e a distância que ele tinha da casa já havia sumido.

Finalmente ele chega a porta da casa, como era uma casa literalmente no meio do nada de manhã a porta costumava ficar aberta sem estar trancada , sem dificuldade o loiro abre a maçaneta e empurra a porta já esperando algo porém nada acontece...a casa estava bem silenciosa como se ninguém estivesse ali...

-BAKUGOU?! É TU?

(Trolei hihihihi ta parei kkkk)

-NÃO É O SATANÁS QUE VEIO TE BUSCAR!

-ME RESPEITA MOLEQUE!

Uma moça loira surge nas escadas com uma cara nada contente

-Viu só? Eu to vivo! Se acredita que eu não sumi dentro da casa
-Eu tenho meu direito de me preocupar garoto!
-Claro se preocupar porque seu filho foi dormir em casa que sequestra pessoas uuuuu
-Você sabe que não é assim...
-Sei?
-Filho eu me preocupo ta legal! O jeito que sua vó desapareceu... não foi normal...
-...mãe
-Que?
-...O que aconteceu com ela?
-Como você não lembra?
-Tu fala muita coisa veia
-Eu vou repetir só dessa vez muleque!
-Ta ta
-Sua vó tinha uma irmã...elas eram tão amigas mas eventualmente como irmãs sempre são elas começaram a brigar, estavam sempre discutindo e se desentendendo, não foi muito bom pra nenhuma das duas os seus bisavós não davam muita atenção a elas as duas que já eram solitárias ficaram mais ainda...mas um dia sua vó estava mais feliz ela havia começado a sorrir mais até tinha feito uma boneca acredita?
-Pera..boneca?
-Sim *risos*  era uma boneca igual ela com botões e tudo, em fim, um dia sua outra vó perguntou o porque dela estar tão feliz, ela então chamou a irmã no canto e disse que tinha encontrado um novo mundo de fantasias, nesse mesmo dia as duas tiveram uma briga enorme, quando sua vó me contou isso ela nem se lembrava porque, o que aconteceu foi que no dia seguinte ela não estava na cama dela...ela simplesmente sumiu, procuraram  ela por todo o lugar mas não a acharam...por isso meu medo filho

Bakugou estava aflito algo nele dizia que algo não estava certo, ele estava sentindo isso desde que tivera saído da casa do esverdeado depois de ouvir essa história ele estava ficando inquieto

-Ta mãe já viu que eu estou vivo agora tchau!

O loiro saiu da cara correndo em direção a casa rosa. Ao chegar lá ele deu três toques na porta... e nada ninguém veio atendê-lo, o loiro esperou alguns segundos antes de virar a maçaneta e entrar na casa.

Antes que ele pudesse gritar o nome do esverdeado um cheiro muito forte invadiu suas narinas ele logo andou procurando pelo cheiro que o levou até uma mesa com flores, ele imediatamente notou o pedaço de papel na mesa e resolver ler.

O loiro começou lendo bem devagar mais quanto mais ele lia mais rápido seu coração começa a bater. Sem nem terminar de ler direito ele corre até a porta porém... ela estava trancada, por mais que o loiro puxase ela não abria. Frustrado ele se sentou no chão já esperando pelo pior, até ele ouvir um pequeno barulho atrás dele...


Notas Finais


Ok, primeiro não me matem kkkkk eu juro que a fic é bakudeku juro mesmo por isso tenham paciência cmg plsss

Bjs para todos 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...