História O namorado da minha melhor amiga - Leatriz - Capítulo 45


Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Leatriz, One Direction
Visualizações 35
Palavras 838
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 45 - Obrigada por seres minha amiga


Fanfic / Fanfiction O namorado da minha melhor amiga - Leatriz - Capítulo 45 - Obrigada por seres minha amiga

-Beatriz Rodrigues Palvin-

Saio de casa e quando olho para o portão,vejo quem não  queria ver.

- Pai? - digo meio surpresa. A mais de 6 anos que não  o via. 

- Filha... - Ele disse. Nao fiquei feliz por te-lo visto, fiquei chateada.

- Que fazes aqui? Ainda tens lata de aparecer aqui? - Disse.

- Queria pedir desculpa pelo que te fiz... e por o que fiz a tua mãe, nunca devia ter batido em ti muito menos nela. - Ele disse.

- Agora por ser rica... já  queres falar comigo.. lembro-me do que me chamas-te quando estavas a violar-me que foram: Vadia, cobarde, Estúpida, idiota, feia. Belo pai... Ou melhor que merda de pai... eu odeio-te... e fica a saber uma coisa... Eu nunca vou perdoar-te... agora vai-te embora.. - Eu disse.

- Eu chamo-te o que eu quiser. - Ele apertou o meu braço.. e mandou-me para o chão. - Eu ainda sou teu pai... e aó por teres 18 anos não  quer dizer que possas ter a liberdade total... Querida.. Eu ainda agora cheguei... apresenta-me a casa. - Ele disse e levantou-me voltamos a entrar, e ele bateu-me, e bem já sabem o que aconteceu, ele violou-me com todas as letras, a história  é a seguinte,  um breve resumo, o meu pai perdeu o emprego, e começou  a beber muito, um dia, ele estava chateado, e começou  a bater em tudo, nesse dia ele violou a minha mãe  e eu. Eu devia ter 11 anos e o meu irmão  mais novo devia ter meses. Foi mau porque ele foi criado para tentar "Reaver a paixão" que já  não  existia. A minha mae foi a tribunal  e bem ele ficou preso. Agora senti-me, quando me senti a 6 anos atrás, usada, suja. Quando ele me violava podia me sentir as mãos  dele a batarem contra a minha pele... que ficava com um tom avermelhado..... Quando ele chegou ao último  gemido... ele soltou-me vestiu-se e deixou me ali a chorar, eu estava suja... E não  queria ver nada além da minha cama. Não  queria sair dali, não  queri ser vista, eu estava destroçada. 

-Bia? -Ouço a Maria, depois de muitas horas.

Não  respondo, não  me mexo, ainda chorava. 

- Bia? tas em casa? - Ela disse e a voz dela estava mais perto, eu podia sentir o meu corpo  cair no chão, os meus olhos a fecharem-se devagar.

- Bia.. tas ai.. eu sei que sim.. posso entrar? - Ela pergunta.

Não  respondo já não  tinha forças  para fazer mais nada.

- Bia eu vou entrar. - Ela disse e ainda a vejo meio desfocada... Apago de vez.

-Maria Steinfeld -

-Bia?  - disse assim que cheguei a casa. Vejo a carteira  e o telemóvel  dele no chão  e gotas de sangue. Ponho as minhas coisas no sofá. 

- Bia? tas em casa? - Disse assim que vi uma poça de sangue.

- Bia.. tas ai.. eu sei que sim.. posso entrar? - Eu pergunto a frente da porta dela.- Bia eu vou entrar. - Ela disse entro e vejo-a, nua, cheia de sangue, no nariz, e na boca e desmaiada. Desbloqueo o telemóvel  dela e chamo a ambulância. Ai meu deus. Chamo o Josh e ele chegou primeiro  que a ambulância  como sempre.

- O que aconteceu? o quê que aconteceu? - Ele pergunta.

- Eu acho que ela foi violada. Que merda.. acontece  tudo a minha pequena.- ele disse com ela ao colo, ele deitou-a no sofá. 

- Que raio a ambulância  nunca mais vêm. - Eu disse.

-Calma.. Maria...- Ele disse.

- Vou avisar os rapazes... - Eu disse.

- Deixa a Bia acordar... Acho que vocês  têm  que ter mais segurança  eu vou tratar disso agora mesmo. - Ele foi falar e pude ouvir a voz do Simon aos berros. Porque ele é que é o nosso produtor. Quando a ambulância  chegou nos não  sabiamos nada do que tinha acontecido... ela acordou e tentou explicar... mas ela não  se lembrava de muita coisa, mas deu para perceber o que aconteceu. 

- Bem... É melhor  vocês  hoje ir dormir  a casa dos rapazes. - o Simon disse através  do telemóvel.

-Ok... - Eu disse.. Fomos para a casa dos rapazes quando os fotógrafos foram-se embora. Fomos de carro, a Bia ainda estava com cortes... quando estavamos a ir para a casa dos rapazes a Bia começou  a chorar. Eu paro o carro em frente da casa dos rapazes.

- Bia... Calma.. já passou... - Eu abraço-a.

- Eu sei... mas ele já me fez isto duas vezes... - Eu disse.

- Eu sei amor.. mas eu prometo que ele nunca mais te toca. - Eu disse.

-obrigada por ser minha amiga. - Ela disse.

- Bem de nada. Tu sabes que estarem sempre aqui. - Eu disse e beijo a testa dela... Saimos do carro pegamos a nossa mala.

-Harry  Styles-

Bateram a campainha achamos estranho, mas abrimos, quando abrimos não  queriamos acreditar no que os nossos olhos viram.

- O que aconteceu? - A Bia desmaiou  outra vez. 

- Cara o que aconteceu? - O Louis perguntou.

A Maria começou  a contar a história  e bem não  queriamos acreditar.


Notas Finais


Comentem
Desculpem os erros...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...