História O Namorado da Minha Omma - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Jikook, Menção Hopekook, Namjin, Vhope, Yoonseok
Visualizações 59
Palavras 2.270
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Lemon, Luta, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oq eu tou fazendo da vida, Senhooor ?!



Boa leitura (◍•ᴗ•◍)❤
Nos vemos lá embaixo.

Capítulo 1 - Segredos.


Hoseok, soltou outro suspirou enquanto olhava sua Omma andando pra lá e pra cá no apartamento. O motivo de tanta agitação ? Sua Omma, tinha arrumado um namorado. Não quê estivesse feliz por a mais velha, pelo contrário. Estava feliz por ela.

 Via a felicidade dela em seu rosto. O real problema era ele, o namorado da sua Omma.

Já tinha conhecido ele antes da sua Omma enventar esse jantar em " família ". A mais velha era separando do seu pai, que agora estava morado em Busan. 

— Filho, pode ajudar a Omma aqui ? — perguntou a mais velha estava cozinha que era estilo americana. 

— Claro — se levantou e caminhou até sua Omma pegando a tigela das suas mãos — Onde levou isso ?

— Pode levar pra mesa, meu amor — fez o que sua Omma dizera. 

Olhou para mesa soltou um suspirou longo. Tinha certeza que essa noite séria muito longa para Hoseok. 

A campainha soou pelo o apertamento rapidamente o corpo de Hoseok travou, seu coração estava tão acelerado e suas pernas tremeram.

— Filho, pode abrir a porta pra mim ? — sua Omma tirou-o dos seus pensamentos.

— Claro, Omma — engoliu em seco enquanto caminhava em passos calmos até a porta. 

Suspirou antes de abrir-la, girou a maçaneta da porta revelando um ser um pouco menor do que si, com os fios meio azul claro. Este usava um terno perto abrindo um sorriso, assim que viu o filho da namorada. 

— Boa noite, Hoseok — ditou com sorriso gengival. 

— Boa noite, Min — deu passagem pra o outro entra. — Ela está na cozinha — ditou quando viu que outro procurava pela mais velha e logo fechou a porta.

Antes que se virar-se para acompanha o namorado da sua Omma, teve seu corpo prensado pelo corpo do mais velho. Que fez questão de colocar seu corpo contra de Hoseok.

Esse era o problema da razão da qual Hoseok estava ditando. O namorado da sua Omma não era fiel a ela. 

Não e como se fosse também.

— Por quê, não me chama de Yoon ou Hyung ? — começou a dar beijos no pescoço do outro — Ou como você me chama quando está sendo fudido de quatro por mim — sussurrou rouco fazendo o outro se arrepia, Yoongi vendo isso levou sua mão até a bunda de Hoseok. Esse que mordeu o lábio inferior. — Você está tão gostoso com essa calça apertada. Me dar vontade de tirar-las e fode você aqui mesmo. — lambeu o pescoço, enquanto estava apertando em uma das nádegas alheia.

— Hyung... P-por favor, para... Minha Omma está logo na cozin... — Hoseok tentou dita, mas o mais velho interrompeu a falar dele. Virando o corpo de Hoseok — O-o quê está fazendo ?

— Nada, só tou fazendo um carinho no filhinho da minha namorada — levou a mão até o membro de Hoseok que ainda estava dormindo. — Que tal a gente acorda ele ? O quê acha ? — mordeu-lhe o pescoço levemente.

— N-não... 

— Vai negar igual da última vez ? — segurou com outra mão o queixo de Hoseok — Daquela vez que você implorou pra ser comido por mim em todas as posições possíveis — aproximou-se seu rosto do mais novo.

— Eu...

— Filho ? Cadê o Yoongi ? — escutou a voz da sua Omma ecou.

Rapidamente, Hoseok se assustou.

Entrando isso não fez Yoongi se afastar. Só quando juntos seus lábios ao do maior em um beijo calmo e suave. O menor se afastou e sorriu para o outro.

— Estou aqui, amor — respondeu Yoongi ainda sorrindo antes de se vira pra encontrar a namorada.

Deixando Hoseok, ali em seus pensamentos. Esse que colocou ambas das mãos no rosto se arrependo de tudo que tinha feito desde que Yoongi, entrou em suas vidas à um ano atrás.

 Hoseok se lembrava perfeitamente como mais velho olhava pra si, enquanto estava jantando. Era muito estranho como ele olhava até parecia que o queria comer-lo, pensava Hoseok na época. 

Só não acreditou que de fato era isso, sua mãe tinha viajando para Busan, para ajeitar algumas coisas sobre negócios com seu Appa. Como sua Omma não queria o deixar-lo sozinho, pediu ao namorado que cuidar do seu bebê. E com um sorriso grande - cheios de intenções -, que sim ele cuidaria muito bem do seu bebê. A mais velha tão cega de amor que só sorriu é agradeceu.

Nesses dias foram um inferno pra Hoseok porque o Min era o próprio demônio. Teve que suportar o mais velho lhe dando cantadas. Hoseok, não estava acreditando nisso, que o namorado da sua Omma estava fazendo isso consigo. Porém ele não pensou na mais velha quando estava na cama dela de casal tendo Yoongi encima de si, enquanto estava chupando seu membro duro pra caralho. 

Quando se deu conta do que fez, chorou muito. Hoseok ia conta sim para sua Omma, contudo desistiu quando viu o sorriso da mais velha, ela estava tão feliz. E Hoseok não queria acabar com isso, depois ter separando do seu Appa, sua Omma nunca estava sorrindo daquela forma. 

Suspirou com aquelas lembrança, o problema foi, que desde aquele dia ele fez, fez novamente e novamente.

Andou até a cozinha vendo Yoongi abraçando sua Omma por trás, quase Hoseok teve vontade de vomito com aquela cena. 

— Omma — atraiu, não só a atenção da  mais velha com a do Min. — Já que hoje vocês fazem um ano juntos. Eu vou deixar esse momento pra vocês — o sorriso da mais velha cresceu, mas logo se desfez.

— Mas filho, aonde vai ficar ? 

— Eu vou na casa de um amigo, não se preocupe. — sorriu — Aproveite sua noite.

— Que amigo ? — dessa vez não foi a Omma de Hoseok que falou, é sim o Yoongi. Esse que tinha um expressão séria em seu rosto e olhar. 

— Taehyung — deu ombro. — Bem, eu já vou — beijou a testa da sua Omma — Cuide bem dela — olhou para Yoongi, que ainda tinha a mesma expressão. 

— Se cuida, meu filho — sorriu fazendo carinho em uma das bochechas — Eu te amo.

Nesse momento o coração de Hoseok apertou. Será, que ele amava mesmo ela ao ponto de parar fazer o que estava fazendo. Ele não merecia uma Omma dessa em sua vida, pensou o mesmo. 

— Também te amo, Omma — sorriu triste e caminhou até a saída.

Mas antes que pudesse girar a maçaneta da porta e sair do apartamento. Sentiu o seu braço sendo puxando, olhou para trás vendo a pessoa.

— Não vai se despedir de mim ? — sorriu falso.

— Me solta, Min — olhou sério — Eu é você sabe muito bem o que nosso fizemos — sentiu seu braço sendo apertando.

— Você não vai conta nada a ela ou vai querer destruir sua Omma ? Vai querer destruir o sonho de encontra um homem com eu — era sempre assim quando Hoseok tocava nesse assunto. 

— Ela merece mais — soltou-se do aperto — Você não vale nada, assim com eu — e saiu sem deixar o outro dita algo.


[...]


— Por quê, eu sou assim Taehyung ? — fugou olhando para suas mãos encimado do seu colo enquanto o maior estava em sua frente. — Eu sempre faço merda — tampou seu rosto com as mãos. 

— Ei, olha para mim — se agachou ficando entre a pernas do mais velho que tirou as mãos olhando para olhar pra o mais novo — Não e só você que fez isso. Ele te manipulou é tá manipulando sua Omma — suspirou — Só você...Tem que colocar um ponto final nessa história — fez carinho na bochecha direita arvermelhado por conta do choro. — Tá bem ? 

— Obrigado por me escutar, Taehyung — sorriu envergonhado — Você sempre está escutando meus problemas, eu fico mal por isso. 

— Que isso, Hyung. Você sabe, porque eu faço isso — Hoseok sabia exatamente o que ele quis dizer — Eu te amo, nunca deixei te amar.

— Taehyung...

— Não, Hyung. Deixa eu termina — segurou com as duas mãos no rosto do mais velho — Desde que coloquei os olhos em ti, eu jamais esquecerei desse dia. 

— Taehyung, você sabe que...

— Sim, eu sei. — suspirou — Você gosta daquele desgraçado. — falou com nojo na voz.

Taehyung viu o outro abaixa a cabeça, mas com estava com as mãos no seu rosto  alheio e levantou vendo os olhos do mesmo brilhar.

— Você merece coisa melhor.

— Sim. Você é essa coisa melhor — Hoseok negou com a cabeça.

— Não, Taehyung.... Você sabe muito bem o que eu faço. 

— Sim, sei. Eu estou disposto a ajudar você, só precisa você me dar outra chance. — aproximou do mais velho — Por favor, eu juro que não vou lhe magoar novamente. — juntou sua testa contra a de Hoseok, fechando os olhos. — Me desculpa, minha intenção nunca foi te ferir. Sei que você sofreu bastante apois nosso termino. — abriu os olhos vendo os dos mais velho lacrimejar.

— Eu não sei... Eu não quero te machucar. — conversou.

— Pensa nisso. Isso pode te ajuda assim como sua Omma também. — beijou a bochecha do mais velho, que corou na hora — Só me deixa sentir-lo novamente — sei deixar o outro dita algo tornou-lhe os lábios ao seus.


[...]


Hoseok estava com  cabeça no peito nu de Taehyung, este que estava fazendo carinho nos fios bagunçado do mais velho que estava quase dormindo. 

Não era primeira vez que ambos dormia juntos apois o termino. Quando Hoseok fazira aquilo com Omma, corria pra os braços dos mais que estava sempre com eles abertos. Sabia que o mais velho precisava de alguém lhe apoiando, não no que estava fazendo. Mas no que estava dentro de si; o sentimento.

 Por mais que o mais velho se arrependesse muito, quando dava por si estava nu com Yoongi ao seu lado. 

Fechou os olhos tentando não pensar nisso, sabia que ele e sua Omma estava transando nesse momento. 

— Está dormindo, meu amor ? — perguntou com o tom calmo. 

Hoseok abriu os olhos e colocou seu queixo no peito do mais novo olhando melhor.

— Estava quase dormindo com seus carinhos — sorriu, fazendo o outro sorrir.

— Posso fazer carinho sempre que você quiser e só você vim morar comigo. 

Hoseok suspirou e sentou na cama olhando para o mais novo que fez a mesma coisa. 

— Você sabe que não posso.

— Por quê ? Porque gosta daquele filho da puta! — Taehyung se exaltou um pouco, tinha perdido o controle na hora. Quando o assunto era o Yoongi, não consiga se controla. — Desculp...

— Eu não mando na porra do meu coração, desculpa! — gritou, viu Taehyung abaixa a cabeça — Eu sei que eu tenho culpa de fazer aquilo. Minha Omma e a única vítima nessa história toda. Eu sou um péssimo filho assim com foi em nosso relacionamento.

— Não. — Taehyung levou a cabeça — Você foi prefeito para mim — puxou o mais velho para seu colo — Nenê, me desculpa... Eu não queria ter gritado com você, mas não consigo me controlar. — apertou levemente a cintura fina do mais velho. — Só me dar outra chance. Caso você fiz isso, eu vou valorizar você é muito.

— Deixa eu pensar ? — fez biquinho que fora mordido pelo outro — Taehyung!

— Me desculpa, mas eu não consigo resistir um Hoseok manhosinho nos meus braços. — viu outro corar forte — Fofo — beijou a bochecha do mesmo e deu uma mordida de leve.

— Para, Taehyung — ditou assim que sentiu o mais novo aperta uma de suas nádegas fazendo-o corar. — Tae... — gemeu dengoso quando o mais novo apertou com força, mas dessa vez com ambas das mãos. 

— Você é muito gostoso, Hyung — sussurrou no ouvido alheio.

Hoseok automaticamente começou a rebola no pau no outro, que estava  começado a acordando. Jogou a cabeça para trás quando sentiu um dedo longo brinca com sua entradinha. 

E outra vez Hoseok se entregou para Taehyung naquela noite.


[...]


Hoseok chegou por volta 9:34 da manhã em sua casa. Foi longo para seu quarto, como já tinha tomado banho na casa do Kim, só foi coloca seu celular pra carregar. 

Saiu do quarto e caminhou até a sala vendo sua Omma, que tinha sua cabeça no ombro de Yoongi, ambos estava assistindo.

— Filho, nem te vi chegando — sorriu tirando a cabeça do ombro alheio e se levantou.

— Cheguei agora a pouco, Omma — abraçou a mais velha — Como foi sua noite ? — sussurrou no ouvido da Omma, só pra ela escuta.

— Prefeita, Yoongi é maravilhoso — sussurrou de volta.

— Imaginei — afastou da mais velha — Omma, preciso te contar uma coisa — ditou, depois que viu a outra se sentando ao lado namorado, esse que ficou sério. 

— Diga, meu amor.

— Eu... — Hoseok olhou rapidamente pra o mais que lhe olhou " a felicidade da sua Omma, depende de você ". 

— O que foi, filho ? Aconteceu algo ? — se preocupou.

— Achou que vou dar uma chance para Taehyung — ditou rápido.

— Quê ?! 

O grito não veio da sua Omma, é sim do mais velho.

Yoongi.


Notas Finais


Desculpa pelos erros...
Oq acharam ? Deve continuar ? Pq sabia que eu me importo com oq vcs falar kaksksisos.

Bem, é isso!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...