1. Spirit Fanfics >
  2. O Namorado do Papai (JunHao) >
  3. Chapter - Twelve

História O Namorado do Papai (JunHao) - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


Oi amores, eu sei que eu havia prometido postar o último capítulo ontem à noite.

Mas aconteceu um probleminha, minha mãe teve uma crise de asma e a gente não achou a bombinha então fomos ao hospital. Está tudo muito bem agora, ela já tá gritando comigo me chamando de preguiçosa.

Okay! Vamos nosso último capítulo!

Até as notas finais!

Boa leitura💜

Capítulo 12 - Chapter - Twelve


Dois anos depois


JunHui sorriu enquanto observava MingHao dormir, eram oito e quarenta da manhã, era a primeira vez desde o nascimento de Chan que acordavam à essa hora.

Depois de uma noite à sós para comemorar o aniversário de casamento, sete anos juntos, depois de um jantar feito por JunHui com direito a luz de velas e ao som de suas músicas românticas favoritas e depois de dançarem ao som de Always do Bon Jovi, com declarações sussurradas e beijos, o casal só foi mesmo dormir lá pelas quatro e vinte da manhã.

Os filhos não estavam em casa então terminaram sua noite da melhor forma, se armando novamente como faziam quando Xuan Lu era apenas uma criança, com direito a mais declarações sussurradas no ouvido enquanto o quarto era apenas iluminado pela luz da lua.

Mas agora era hora de acordarem, Xuan Lu já devia ter dado o café da manhã do irmão e o ajudado com a lição de casa e ido ver o resultado da faculdade junto com Hanbin.

Por falar em Kang Hanbin, MingHao não deu seu ataque de ciúmes ao saber que o filho finalmente havia pedido o rapaz baixinho em namoro, na verdade, MingHao e JunHui estavam voltando de uma reunião dos pais na escola de Chan quando pegaram os adolescentes aos beijos na sala. E depois de uma certa bronca vinda de MingHao dizendo que não poderiam fazer aquilo na sala, pois se Chan visse passaria o dia inteiro dizendo que viu "safadeza". MingHao era culpado por mimar o menino, já JunHui era o responsável por tornar a criança um fofoqueiro. Agora sua família havia alimentado. MingHao e JunHui adotaram uma garota de quinze anos no ano anterior, JunHui havia ajudado a garota que tinha sido assaltada enquanto voltava da cafeteria onde trabalhava, depois de terem uma longa conversa por causa do trânsito e seguir as orientações da garota percebeu que a menina morava num orfanato que era chamado de Sunflowers.

Depois de um processo um tanto quanto longe, em mais ou menos, sete meses, conseguiram adotar Jisoo, que agora tem dezessete anos,  uma garota de sorriso fofo e hiperativa.

— Doce... JunHui disse baixo beijando o rosto de MingHao. Vamos acordar, Chan deve estar aprontando pela casa.

MingHao fez careta sentando-se na cama, céus, quando teria suas férias de pai? Talvez quando os filhos fossem visitar os avós que se mudaram para Anyang-si.

— Vamos, você sabe que tem muito o que fazer hoje.— JunHui segurou o rosto de MingHao lhe dando alguns beijos.

— Eu só tenho que fazer o almoço e terminar mais um capítulo de Estrela Cadente, levar shiva e gigi para passear a noite e deixar Jisoo na aula de dança, não é tanta coisa.— MingHao disse deitando-se novamente. Estava quase cochilando novamente quando sentiu JunHui sobre sí e beijar seu pescoço.— Junie... Me deixa dormir.

JunHui riu baixinho acariciando as coxa do marido. MingHao sorriu ao sentir os dedos de JunHui subindo por seu peito parando em seu pescoço. 

— Você mesmo cinquentão continua com o fogo de sempre.— MingHao abraçou as costas do marido deixando alguns arrancar.

JunHui beijou as bochechas e o nariz de MingHao para depois finalmente beijar o marido.

MingHao suspirou entre o beijou, mesmo depois de tanto tempo sempre que JunHui lhe beijava sempre parecia ser o primeiro beijo.

Quando JunHui tirou sua camisa e voltou a beijar MingHao, foram interrompidos. Ou melhor, quase entraram em pânico, o que fez MingHao empurrar JunHui para o lado o jogando no chão.

— Pai!—  Xuan Lu entrou no quarto dos pais acompanhado de Hanbin e os irmãos.— Pai você não acredita!

Xuan Lu disse batendo os pés no chão alegre enquanto segurava alguns papéis.

MingHao levantou pegando o papel das mãos do filho e viu que Hanbin também segurava alguns papéis.

O Morro Dos Ventos Uivantes, romance de Emily Brontë, roteiro reescrito por Kang Hanbin.— MingHao olhou para os dois adolescentes com curiosidade.— Eu ainda não entendi, é um roteiro?

Xuan Lu assentiu abraçando o namorado e a irmã.

— Pai, toma.— Jisoo entregou um convite que Xuan Lu havia lhe entregando momentos antes.— É da faculdade do Lu.

MingHao olhou para o filho, que agora já tinha vinte anos e já estava quase se formando, abriu aquele envelope que mais parecia uma carta de Hogwarts e quase caiu para trás.

— Céus, alguém me explica o que tá acontecendo!— Chan disse ao ser carregado por JunHui.

A faculdade de teatro e letras convida os senhores pais e familiares para assistir a primeira peça de teatro de O Morro Dos Ventos Uivantes.— MingHao sorriu lendo mais abaixo, haviam colocado o nome dos atores principais.— Os papéis principais seram feitos por, Wen Xuan Lu como Heathcliff, Bang Yoomi como Catherine e Shin Myung como Lockwood.

MingHao abraçou o filho e Hanbin sorrindo enquanto soltava alguns gritos de felicidade.

Jisoo e JunHui fizeram o mesmo formando assim o famoso abraço em família que Xuan Lu odiava por sempre ser apertado de mais.

— Eu ainda não entendi.— Chan disse cruzando os braços ouvindo as risadas dos outros.— Ei! É sério! Pai!

O menino balançou as pernas fazendo bico olhando para JunHui.

— Seu irmão finalmente vai atuar igual nos dramas.

O menino grunhiu entendendo agora o motivo daquela euforia da família.

— Igual a Sunmi noona?

— Claro que não! Ele vai ser muito melhor que ela!— MingHao cruzou os braços ouvindo JunHui rir. Aquele ciúmes nunca passaria, não confiava nem um pouco na atriz que era amiga de infância de seu marido e sempre era a mesma desculpa. "Nós romances é sempre assim, primeiro amizade de infância e depois um caso que leva à casamento!"

— Vamos todos descer e comer! Junie vai fazer algo gostoso pra' gente comemorar!— MingHao empurrou todos em direção a porta.

— Por quê eu?

— Por quê eu vou avisar seus pais, os meus pais, Jihoon e Jeonghan.

JunHui negou colocando Chan no chão.

— Você ainda diz que eu sou fofoqueiro!

— Meu filho vai fazer um papel incrível, todos tem que saber do talento dele!— MingHao disse voltando para seu quarto abraçando o marido enquanto sorria.— Eu estou muito orgulhoso dele.

— Deveria falar para ele.

— Ele já sabe, mas ele vai gostar mais ainda se eu falar.— MingHao acariciou o rosto do mais velho.— Então, senhor cinquentão, pode me beijar mais uma vez?

— Ué, para quê? Eu posso saber?

MingHao riu baixinho olhando para o criando mudo onde tinha fotos da família toda unida e um porta retrato onde tinha uma foto de Hanbin e Xuan Lu abraçados e sujos de bolo.

— Eu ainda não acredito que estamos esse tempo todos juntos.— MingHao sussurrou deitando o rosto no peitoral do marido.— Eu ainda me lembro de quando ele me fez descolorir meu cabelo.

MingHao sorriu ao ouvir a risada de JunHui, olhou para o marido que lhe encarava sorrindo.

JunHui estava mais bonito ainda de cabelos grisalhos.

— Ele me disse que você sempre vai ser o namorado do papai dele.— JunHui apertou as bochechas de MingHao lhe dando um selinho.— Outro dia ele me perguntou quem de nós beijou primeiro.

— Você disse que foi eu quem te beijou primeiro? Você estava com tanta vergonha que eu me irritei.— MingHao sorriu beijando a clavícula do marido.— Será que é assim que acaba nossa história?

JunHui sorriu pensativo, era possível se ouvir do andar de baixo as risadas e o falatório dos filhos e do genro na cozinha.

— Acho que O Namorado Do Papai pode ganhar um segundo livro.— JunHui beijou o nariz de MingHao o puxando para a cozinha.

MingHao sorriu acompanhando o marido, mas em um momento pensou, não tinha planos de escrever uma segundo livro com sua história, o que JunHui quis dizer.

— Papa! Eu vou escrever igual você! Igual no seu livro!— Chan disse sorrindo abraçando o quadril de MingHao.— Vou ser igual você!

MingHao sorriu emocionado, Chan sempre disse que seria igual aos pais, mas aos sete anos havia dito que seria igual à MingHao.

— Tenho certeza que você vai ser melhor que eu.







Fim. Sim meu caro leitor, você chegou ao fim da história de Xu MingHao, Wen JunHui e Wen Xuan Lu, meu irmão mais velho. Meu pai sempre disse que eu seria um escritor melhor que ele. Hoje eu acho que finalmente alcancei e ele.

Meus pais teriam orgulho dos filhos hoje, na verdade todos os pais sentem orgulho de todas as conquistas dos filhos, só basta apenas dizer, mas, para mim, um olhar emocionado de um pai ou mãe vale mais do uma palavra.

Meu caro leitor, você gostaria de saber o que aconteceu depois daquela pequena comemoração em família? 

Xuan Lu foi perfeito no papel de Heathcliff, o personagem favorito de meu pai, tão perfeito que arrancou choros de Wen MingHao e Wen JunHui. Meuirmão pediu o namorado em casamento logo no fim daquela peça, depois de dois anos juntos eles deram um grande passo na vida deles, alguns anos depois adotaram dois meninos gêmeos, Wonwoo e Mingyu.

Jisoo, minha irmã se casou com um britânico de olhos verdes e cabelos ondulados, ela chorou muito no casamento dela ao ouvir o que papai Jun disse. Acho que todos os pais estão mentindo quando dizem que querem que os filhos cresçam logo e saiam de casa, para mim é uma grande mentira bem contada, nem um pai quer ver seu filho longe, mesmo depois dos trinta anos para os pais o seu filho sempre vai ser o bebê. Hoje minha irmã é mãe de quatro meninas, Lizzy, Nana, Sooyoung e Elizabeth, Jisoo e Benjamim moram em Anyang-si na casa que era do vovô e vovó Wen.

Eu, Wen Chan, hoje sou casado tenho uma filha de três anos o nome dela é Moira, minha esposa está grávida de oito meses, é um menino, Wen MingHao. Infelizmente meus pais já faleceram, mas viveram com felicidade e orgulho dos filhos, hoje eu moro na casa que Xuan Lu cresceu, casa que foi o cenário do amor de meus pais e das pegadinhas do meu irmão.

Meu caro leitor, muito obrigado se você chegou até aqui, talvez depois desse livro você queira viver um romance igual. Quem sabe não é mesmo? Talvez um dia você ache uma pessoa que te faça feliz igual meus pais foram.


Dedicado à Wen Xuan Lu, We Jisoo e aos meus sobrinhos e filhos. 

Wen Chan.



Notas Finais


Waaaaaah! Foi um final tão bonitinho!

Eu gostei, vocês gostaram?

Quem se surpreendeu ao saber que o Chan que escreveu o livro?

Quem se surpreendeu com o aparecimento da Jisoo de última hora? Sim, MingHao e JunHui queriam uma família maior.

Eu tô muito feliz, essa é a primeira fic que eu escrevi e o que me deixa mais feliz ainda é que agradou vocês, meus queridos leitores. Fico feliz que minha escrita agradou a muitos.

É isso, eu não tenho mais o que falar.

*Mandando beijos*

Nós nos encontramos nas minhas próximas fics. Beijos e muito obrigada pelo carinho de vocês e pelos comentários e favoritos que me incentivaram a continuar.

Até o nosso próximo encontro💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...