História O namorado perfeito - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Skins
Personagens Anthony "Tony" Stonem, Cassandra "Cassie" Ainsworth, Christopher "Chris" Miles, Elizabeth "Effy" Stonem, Personagens Originais
Tags Amor, Namorado, Romance
Visualizações 30
Palavras 714
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 29 - Encontro inesperado


Fanfic / Fanfiction O namorado perfeito - Capítulo 29 - Encontro inesperado

Ele: Vamos sair. Tipo pra praia todo mundo? Almoçar

Eu: Vamos sim

Nos saímos do quarto e comunicamos a ideia pros outros. Todos concordaram e foram se arrumar. Eu e Ramon fomos ao quarto, peguei meu biquini e vesti com uma blusa branca decotada e um short

Eu: To pronta

Ele: to saindo 

Ele saiu e fomos pra sala esperar os outros, Chris e Sid ja estavam prontos mas logo Tony chega. Saimos do predio e pegamos uma barraquinha na praia, pediram apenas batata e suco, eu tirei minha blusa na sequência o short. Quando reparei todos estavam olhando pra mim

Eu: Senhor! Seus tarados parece que nunca viram uma mulher de biquíni. Ok ok pelo menos disfarcem se não eu visto tudo de novo

Eu estava indo em direção a praia e no caminho me deparei com o Arthur que veio me comprimentar, olhei pros garotos e todos estavam fixados no olhar de Ramon que estava com muita raiva, podia sentir isso de longe, Arthur me deu um abraço no qual eu fazia questão de que fosse rapido porque eu tinha medo das merdas na mente de Ramon

Arthur: Está melhor?

Eu: Uhum

Arthur: ok. Xau

Ele beijou minha bochecha e foi embora correndo

*RAMON*

Como ela coneheceu ele? ELE ABRAÇOU ELA NA MAIOR CARA DE PAU

Eu: Man... man eu to com muita raiva

Sid: Calma cara... Calma

Tony: ele pode e eu não né ?!

Eu: Ngm pode

*EU*

Eu decidi chamar Ramon pra dar uma volta e porque eu sabia que preciava escuta-lo

Eu: RAMON!

Ele veio até mim e a unica coisa que seu olhar me passava era raiva, consigo ele trouxe minhas roupas

Ele: VISTA!

Ele disse firme

Ele: Como você conheceu aquele cara?

Eu: Hoje mais cedo, eu fui pra praia, juro que não aconteceu nada

Ele: eu não sei...

Eu: Porfavor confia em mim

Ele: Eu confio! Mas e agora que eu vi todo o climinha. Aquele filho da puta te abraçou, te beijou

Eu: EXATAMENTE. ELE... ELE FEZ ESSAS COISAS NÃO EU

Aumentei o tom de voz

Ele: E depois? Primeiro o abraço depois o beijo ta na sequência certa, o que vem depois?

Eu não consigo segurar o peso das lágrimas em meus olhos, tento me manter forte mas não funcionou 

Eu: Eu te amo

E saio correndo, eu ia pro apartamento e quando passo pelos meninos vejo Sid correndo atras de mim, eu queria mesmo me encontrar com o Arthur, o vi correndo

Eu: Arthur PARA! 

Ele esculta e corrr até mim

Arthur: oi de novo

Eu: Oi... Olha você é um cara legal e talz me ajudou bastante e obrigada mesmo por tudo, mas porfavor não fala mais comigo. Meu namorado viu a cena toda e ele é muito ciumento entende?!

Arthur: ok, eu entendo se cuida!

Eu me despeço e vou correndo até o predio antes que qualquer um dos menino me alcançasse e me visse com ele, eu entrei e lavei os pés porque estavam cheios de areia. Quando saio do banheiro sinto alguem me abraçando por trás, não consegui indentificar quem era mas tinha o cheiro do Sid

Eu: Ta tudo bem?

Ele: É que eu preciso de um abraço e acho que precisa de um tambem

Eu: Você anda triste Sid?

Ele: Muito

Eu olho bem nos olhos dele e algo me dizia que era por causa de alguma garota

Eu: É uma garota ne?

Ele: Sim

Eu: Não sofras por garotas

Ele: Okay, qualquer dia falamos sobre isso.

Os outros garotos chegam sem o Ramon

Eu: Cade ele?

Chris: Ele disse que ia da uma volta 

Eu corri. Pensei como ele todo o percurso até achar um ser muito parecido com ele socando a parede de uma rua sem saída, o nariz estava sangrando. Pode perceber tudo que era sentido em seus olhos, quando ele tentou bater a mão na parede de volta eu o impedi, segurei seus braços e impressei com força na parede. Ele me olhava como quem tivesse perguntando "Porque" Fora isso ele estava bêbado e não era pouco, eu o abracei e ele começou a chorar como se guardasse uma tristeza enorme dentro do peito, eu sei que guardava ele sempre se mostrou muito forte pra mim

Eu: Você não precisa guardar tudo pra você 

Ele: Eu te amo mais que o possivel por capacidade humana

Eu: Você socou o proprio nariz?

Ele: Você corta os próprios braços 

Eu: Tem razão. Vamos indo

Ele: Eu não consigo

Eu: porque? O que mais aconteceu?

Ele olhou pro próprio pé e quando eu olhei estava tudo repleto de sangue

Eu: shit 




Notas Finais


Eeee, desculpem-me os erros e por ter demorado, eu desanimei um pouco porque a quantidade de favoritos diminuiu... Ainda sim espero que esta fic cresça... Beijos de luz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...